O que fazer em Buenos Aires: 35 dicas imperdíveis para incluir em seu roteiro

Escrito por Nicole Dias

Um dos maiores destinos turísticos do mundo, a capital da Argentina tem muito a oferecer ao viajante. Música, gastronomia, arquitetura, cultura, natureza, história e política se encontram e encantam. Uma coisa é certa: quem já conhece Buenos Aires sempre deseja retornar.

Você está de viagem marcada para a terra natal do atual Papa? Então confira 35 atrações imperdíveis para curtir por lá. Separamos opções para todos os gostos, estilos e bolsos, desde passeios ao ar livre até agitadas programações noturnas.

1. Puerto Madero

Pixabay

Um dos bairros mais nobres e modernos de Buenos Aires, Puerto Madero é repleto de restaurantes e bares famosos. No Dique 3, vale a pena visitar o navio e museu “Fragata Sarmiento”, que foi um barco-escola da Armada. Para o almoço ou jantar, o Cabaña Las Lilas, Siga La Vaca e La Caballeriza costumam ser os locais mais escolhidos pelos turistas.

2. Puente de la Mujer

Pixabay

Criação do arquiteto espanhol Santiago Calatrava, a ponte foi concluída em 2001 e está localizada no Dique 3 em Puerto Madero. Através dela pode se atravessar o Rio de la Plata. O design da estrutura foi inspirado na imagem de um casal dançando tango. Dica: visite o local ao pôr do sol para fazer fotos incríveis.

3. Malba

Nicole Dias

Localizado no bairro de Palermo, o Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires conta com obras permanentes e uma interessante agenda de atrações culturais e exposições temporárias. Há quadros, desenhos, colagens e filmes, inclusive trabalhos de artistas brasileiros como Tarsila do Amaral e Lygia Clark. No site é possível conferir o valor da entrada e horários de funcionamento. O Malba não abre as terças-feiras.

4. Jardim Japonês

Pixabay

Quem gosta de passeios ao ar livre precisa conhecer o Jardim Japonês, que fica em Palermo. Aberto diariamente, das 10 às 18h, o local representa um parque do Japão, com lagos, pontes e diferentes espécies de plantas. Destaque para a colorida paisagem na primavera e no verão. A entrada é paga.

5. Rosedal

Nicole Dias

Situado no Parque Três de Fevereiro, o Rosedal reúne uma coleção maravilhosa de mais de 18.000 rosas. Em junho é a época de podas das roseiras e os jardineiros costumam presentear os visitantes com as flores. No local ainda há um lago e uma ponte que o atravessa.

6. Bosques de Palermo

Pixabay

Uma das áreas de lazer mais populares de Buenos Aires, os Bosques de Palermo compõem a área verde mais importante da cidade. Há vários parques públicos, lagos e muitas pessoas praticando esportes. O Planetário Galileu Galilei, aberto de terça a domingo, está em Palermo.

7. Café Tortoni

Pixabay

Se tem um café que você precisa visitar na capital portenha, esse é o Café Tortoni. O local, que parece ter parado no tempo devido ao incrível visual, já foi ponto de encontro de importantes pintores, escritores, jornalistas e músicos. Além do cardápio variado, vale conferir no site a agenda de eventos e shows.

8. Galerias Pacífico

Pixabay

Localizada na Rua Florida, trata-se de um dos shoppings mais movimentados de Buenos Aires. Tanto a fachada quanto o interior (destaque para o teto!) contam com uma beleza impressionante. Lá é possível encontrar lojas de marcas famosas, como Hugo Boss, Levis, Lâncome, L’Occitane e Chanel.

9. Feira de San Telmo

Todo domingo, o charmoso bairro de San Telmo recebe cerca de 10 mil visitantes. Esta grande feira ao ar livre reúne objetos artesanais, gastronomia e antiguidades. A dica é ir bem cedo, a partir das 10h, para aproveitar o passeio sem tumulto.

10. Passeio de barco pelo Tigre

Tigre é uma cidade localizada a 30 km da capital. É possível chegar até ela de barco, que dura cerca de uma hora, saindo de Porto Madero, ou de trem, partindo da estação Retiro. É impossível não se impressionar com as belas casas à beira do rio, bem como um grande parque de diversões.

11. Av. 9 de Julio

Pixabay

Uma coisa é certa: você passará pela 9 de Julio enquanto estiver em Buenos Aires. Vários pontos turísticos ficam pela região. Além disso, ela é considerada a avenida mais larga do mundo, tendo 140 metros de largura. No cruzamento com a Av. Corrientes está o Obelisco.

12. Plaza de Mayo

Cenário de importantes acontecimentos políticos, a Plaza de Mayo é cercada por edifícios históricos, como a Casa Rosada e a Catedral Metropolitana. Desde 1977, o local recebe reuniões das Madres de Plaza de Mayo, que tiveram filhos desaparecidos na última ditadura militar.

13. Teatro Colón

Pixabay

Principal casa de ópera de Buenos Aires, o teatro Colón impressiona tanto por sua estética quanto pela reconhecida acústica. Com forma de ferradura, a sala principal cumpre normas do teatro clássico italiano e francês. É possível fazer visitas guiadas no local.

14. Museu Nacional de Belas Artes

Consiste em um museu único, com o acervo público mais importante do subcontinente. Mais de 12 mil peças compõem a coleção, com destaque para a arte argentina e europeia do século XIX. Com entrada gratuita, o Museu Nacional de Belas Artes fica fechado às segundas-feiras.

15. La Bombonera

Pixabay

Estádio do Club Atlético Boca Juniors, La Bombonera fica no bairro La Boca. Tendo como nome oficial Alberto J. Armando, ex-presidente do clube, o estádio conta com um museu, uma loja de souvenirs e a excursão conduzida por guias, passando pelas arquibancadas, vestiários e cabines de imprensa.

16. Cemitério da Recoleta

Pixabay

Sim, um cemitério também pode ser ponto turístico! O curioso local que recebeu o nome do bairro onde está localizado é praticamente um museu a céu aberto. Ele é famoso principalmente pelas lápides, estátuas e túmulos de luxo pertencentes às nobres famílias argentinas. Algumas personalidades lá sepultadas são a ex primeira dama do país, Eva Perón, o escritor Adolfo Bioy Casares e Luis Federico Leloir, ganhador do Prêmio Nobel de Química.

17. Floralis Generica

Nicole Dias

Um dos mais conhecidos símbolos de Buenos Aires, consiste em uma escultura metálica situada na Plaza de las Naciones Unidas. A obra costumava abrir suas pétalas pela manhã e fechar de noite, mas atualmente encontra-se desativada — e sem previsão de conserto.

18. Hipódromo de Palermo

Corridas de cavalo fazem parte da história de Buenos Aires. Quem se interessa pela prática precisa conhecer o Hipódromo de Palermo. Com entrada gratuita, é possível conferir disputas todas as semanas. No site do hipódromo há um calendário com os horários e dias de evento.

19. Livraria El Ateneo Grand Splendid

Pixabay

Passeio imperdível para os apaixonados por leitura, a Ateneu é considerada uma das livrarias mais lindas do mundo. Os mais de 120 mil livros estão dispostos em um espaço que costumava ser um teatro. Ou seja, é possível conferir livros em varandas originais, se encantar pelas cortinas de veludo e tomar café no palco.

20. Mirante do Palácio Barolo

Para quem quer conferir a cidade de cima, o mirante do Palácio Barolo — que já foi considerado o prédio mais alto da América do Sul — é uma boa opção. As visitas guiadas, que devem ser reservadas com antecedência, ocorrem de segunda a sábado.

21. Congresso Nacional

Mesmo não curtindo política, quem ama arquitetura não pode deixar de andar ao redor do Congresso Nacional Argentino. O local é rodeado por esculturas, além de conter uma praça bem cuidada, além de ser considerado o quilômetro zero de Buenos Aires. As visitas com guia não custam nada!

22. Jardim Botânico

Mais um daqueles passeios gratuitos que amamos. O Jardim Botânico de Buenos Aire é ideal para quem quer apreciar a natureza e fazer uma breve caminhada. A área verde tem 5 hectares e conta com mais 5.500 espécies de plantas de várias partes do mundo.

23. Mercado de San Telmo

Discos de vinil, antiguidades, temperos saborosos e cafés exóticos. Tudo isso e muito mais pode ser encontrado no Mercado de San Telmo, que foi inaugurado em fevereiro de 1897. O local está aberto todos os dias, sendo domingo o dia de maior movimento.

24. Pizzarias da Avenida Corrientes

Nem só de empanadas e vinhos se faz a culinária de Buenos Aires. A pizza argentina é famosa, e é na Av. Corrientes que estão algumas das mais populares pizzarias. Destaque para Las Cuartetas, El Palacio de la Pizza, Guerrín e Pizzería La Rey. Não deixe de provar a fugazzeta, com muito queijo e cebola.

25. Espetáculo Fuerza Bruta

Uma mistura de dança, música e acrobacias, o espetáculo Fuerza Bruta já passou por vários países e é sucesso de público e crítica. Com ingressos que custam a partir de 350 pesos, o espetáculo é realizado de quarta-feira a domingo no Centro Cultural Recoleta. Os ingressos devem ser comprados com antecedência de pelo menos uma semana.

26. Biblioteca Nacional

A maior biblioteca da Argentina está localizada no bairro da Recoleta e consiste em uma das fontes bibliográficas mais importantes das Américas. O acervo conta com mais de 2 milhões de obras, algumas delas verdadeiras preciosidades. O prédio que abriga a biblioteca é emblemático e chama a atenção por seu estilo diferenciado.

27. Vida noturna em Palermo

Para os baladeiros de plantão, o bairro de Palermo é o mais animado na parte da noite. Não faltam opções de barzinhos e festas. Uma dica bacana para quem quer conhecer vários lugares diferentes no mesmo dia é o Pub Crawl, uma verdadeira maratona de bar em bar. Saiba mais no site.

28. Feira de Mataderos

Assim como a feira de San Telmo, Mataderos também ocorre aos domingos. O local, no entanto, é bastante afastado: está na periferia oeste de BsAs. Há danças na rua, comidas regionais e barraquinhas de artesanato. A feira vai das 11h às 18h e comemora as tradições gaúchas.

29. Cemitério da Chacarita

Conhecido como o cemitério dos tangueiros, o Chacarita foi fundado em 1871, tem uma área de 95 hectares e mais de 100 mil sepulturas embaixo da terra. É lá que estão depositados os restos mortais do cantor Carlos Gardel.

30. Bairro Chino

No bairro de Belgrano está localizado o Chinatown porteño, que é pequenino, mas muito interessante. As quadras são tomadas por restaurantes, supermercados e comércio de origem chinesa, taiwanesa e japonesa. O intercâmbio cultural é intenso.

31. Show de tango

Ir para Buenos Aires e não conferir um show de tango é como ir ao Rio de Janeiro e não admirar o Cristo Redentor. Portanto, reserve uma noite para se deixar levar pelo ritmo e pela dança. Alguns dos lugares mais procurados pelos turistas para ver shows são o Café Tortoni, Señor Tango, Madero Tango, Esquina Carlos Gardel e Tango Porteño.

32. Rua Florida

Dez quarteirões repletos de pontos turísticos, lojinhas de presentes, atrações de rua e casas de câmbio. A Calle Florida é um bom espaço para fazer compras e as lojas costumam fechar por volta das 20h. Como o movimento de pessoas é grande, a dica é cuidar bem dos seus pertences enquanto passeia por lá.

33. Caminito

Nicole Dias

Localizado no coração do bairro de La Boca, o Caminito é marcado por suas casinhas coloridas. Há muitas lojinhas e dançarinos de tango pelas ruas, que tiram fotos com os turistas. Embora o bairro La Boca seja considerado mais perigoso, a área movimentada do Caminito é mais segura. A recomendação é não visitar o local à noite.

34. Hard Rock Cafe

Muito famoso em várias partes do mundo, o Hard Rock Café dispensa comentários. Localizado no shopping Buenos Aires Design, na Recoleta, é uma boa opção para quem gosta de bons lanches e um ambiente descolado. No andar de baixo há uma loja com roupas, canecas e diversos acessórios com o logotipo Hard Rock Café.

35. La Cabrera

Um dos melhores restaurantes de Buenos Aires, o La Cabrera é indicado para quem quer viver a experiência de provar a verdadeira parilla argentina. Funciona desde 2002 e está localizado em Palermo. O número de mesas é reduzido, então é interessante fazer reserva.

Tem mais alguma dica imperdível sobre Buenos Aires? Coloque nos comentários e ajude outros viajantes!

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS

PELA WEB