Chefe gasta R$1,6 milhão e leva funcionários para viagem dos sonhos às Maldivas

Escrito por Douglas Ciriaco

Repense tudo o que você já ouviu sobre brindes de final de ano oferecidos por empresas a seus funcionários. Em Cingapura, o dono de uma rede de academia de artes marciais resolveu inovar e, em vez de cestas de Natal ou festas de encerramento, ele ofereceu uma viagem para um resort nas Maldivas a todos os seus 100 funcionários.

A brincadeira custou caro: £392 mil, cerca de R$ 1,6 milhão, mas isso não foi um problema. Segundo Chatri Sityodtong, o dono da companhia, este presente é uma forma de agradecer e retribuir todo o empenho de seus funcionários durante o ano inteiro. “Nós contratamos um a cada 200 candidatos, então eles devem ser recompensados”, comentou o executivo em entrevista ao jornal inglês Metro.

Destino surpresa

Oferecer viagens a seus funcionários é uma prática comum de Sityodtong. Em anos anteriores, alguns trabalhadores eram selecionados para ganhar uma viagem para hotéis de luxo em países asiáticos. Além disso, o dono da Evolve MMA vê a sua ação também como uma forma de ajudar seus funcionários a saírem da rotina. Como a maioria deles é de origem pobre, fazer uma viagem dessas por conta acaba sendo quase um sonho distante.

PARA VOCÊ