11 motivos para você conhecer Jalapão, no Tocantins, e ter férias inesquecíveis

Escrito por Bruno Mendes

Rústico, longínquo e surpreendente. Estes são apenas alguns dos adjetivos que podem ser dados à Jalapão, uma região no Tocantins que conta com cinco áreas de preservação e é geograficamente maior que os estados de Alagoas e Sergipe. Jalapão possui dunas, cachoeiras, lindas serras, poças de água verde e aquela atmosfera peculiar de um lugar distante dos centros urbanos.

Continua após o anúncio

Se a sua intenção for visitar uma região indescritivelmente bela, longe de tudo e com a natureza selvagem oferecendo boas vindas, eis um destino perfeito para a sua temporada de lazer. Confira 11 motivos para você visitar Jalapão nas suas férias e levar para casa as melhores recordações.

1. Curtir momentos de aventura na Cachoeira da Velha

Localizada a um pouco mais de 120 quilômetros do município de Mateiros, a Cachoeira da Velha tem duas quedas d’água com aproximadamente 20 metros de altura. Aos corajosos: é uma boa ideia um curtir rafting pelas corredeiras do rio Novo e fazer uma pequena trilha para apreciar a cachoeira de um ponto mais alto.

2. Visitar Mateiros

Mateiros é um município de Tocantis situado na região de Jalapão. Lá estão alguns dos principais atrativos do passeio e a cidade é ponto de partida para outros cantos. O turista também poderá conferir de perto o simples estilo de vida dessa interessante área do Centro-Oeste brasileiro.

3. Descobrir os encantos de Ponte Alta de Tocantins

Situada a 152 quilômetros da capital do Tocantins, Palmas, a cidade de Ponta Alta de Tocantins é um dos destinos mais graciosos de Jalapão. Além da Pedra Furada, Cachoeira do Soninho e outros presentes da natureza, o visitante poderá conhecer de perto o Cânion Sussuapara e sentir a água limpa e fresquinha que desce pelos espaços do paredão.

4. Subir a Serra do Gorgulho

Caso você seja um amante de trilhas – difícil achar quem vai para Jalapão e não curte a atividade – não pode deixar de subir a Serra do Gorgulho, para contemplar as distintas formações rochosas e apreciar o pôr do sol do alto, sentindo o confortante som do assobio dos pássaros.

5. Fazer trilha até o topo da Serra do Espírito Santo

E pra continuar com os pontos altos de Jalapão, não se pode deixar de citar a Serra do Espírito Santo, situada a 30 quilômetros de Mateiros. A trilha tem dificuldade de média para alta, pois durante o percurso de 8 quilômetros, há um espaço com subida ingrime de 1 quilômetro, o que exige equilíbrio e disposição física do visitante.

É preciso planejar esse passeio com cautela, pois o acesso até a região da trilha é difícil e as estradas não oferecem boas condições aos veículos. De toda forma, todo o esforço é válido: experimenta só começar essa caminhada no final da madrugada, para observar o nascer do sol do topo da Serra.

Conferir o céu ganhando tons alaranjados pouco a pouco e a vastidão daquela natureza sendo colorida a partir dos primeiros raios do sol é uma experiência para se guardar por toda a vida.

6. Apreciar as dunas de Jalapão

Próximo à Serra do Espírito Santos, há dunas com aproximadamente 40 metros de altura – formadas por areias finas que se originaram após erosão das rochas – e um lago que corre entre a vegetação e os montes de areia. Essa combinação natural fica ainda mais bonita ao entardecer.

Continua após o anúncio

7. Relaxar no Fervodouro de Jalapão

Fervodouro é uma espécie de lagoa ou um enorme poço de água transparente, formada por uma nascente subterrânea. Como há grande quantidade de areia misturada à água, é impossível afundar, então você terá extrema facilidade para deitar sobre a água.

O Fervodouro de Jalapão fica em uma fazenda à 45 quilômetros de Mateiros. Veja com atenção a alegria dessas pessoas da foto, você não vai querer perder a oportunidade de boiar tranquilamente nessas águas verdinhas  não é?

8. Conferir a Cachoeira da Fumaça

A Cachoeira da Fumaça, localizada a 90 quilômetros de Ponte Alta de Tocantins, é um show em termos de grandiosidade. A queda d’água de mais de 40 metros de altura forma uma nuvem d’água que deve ser apreciada a uma certa distância, por medida de segurança.

9. Contemplar a prainha da Cachoeira Velha

Contrastando com as corredeiras e a intensa queda d’água que proporcionam atividades turísticas aventureiras de primeira linha, a prainha da Cachoeira Velha, no Rio Novo, tem faixa de água e águas calmas em uma região com mata preservada de deslumbrante calmaria.

Mas cuidado: não avance rio adentro, pois há correntes submersas que podem ser perigosas. Fique na beirada e sempre com muita gente por perto.

10. Conhecer a produção de capim dourado no povoado de Mumbuca

O povoado de Mumbuca, em Mateiros, é onde fica a Associação Capim Dourado, um grupo de artesãs que se organizou com o objetivo de comercializar produtos artesanais feitos do capim dourado, como bolsas, chapéus, pulseiras, brincos, vasos, etc.

Para quem não sabe: o capim dourado é a haste de uma pequena flor branca, que é muito comum no cerrado brasileiro. Certamente, além de apreciar a produção dos produtos, você vai querer comprar alguns.

11. Passar o dia inteiro na piscina natural da Cachoeira do Lajeado

Piscinas naturais são irresistíveis, concorda? A cachoeira do Lajeado, localizada a 36 quilômetros de Ponte Alta do Tocantins, tem 15 metros de altura e embaixo dela é formada uma piscina bastante agradável.

Viu como há muitos lugares incríveis em Jalapão? Não perca a oportunidade: agende sua viagem para esse paraíso localizado bem na região central do Brasil e não se esqueça de incluir na mala um bom tênis (ou mais de um a depender das suas pretensões aventureiras), filtro solar, repelente e roupas leves. O casamento perfeito entre calmaria e aventura te aguardam nesse recanto tão especial de Tocantins.

 
   

PARA VOCÊ