8 dicas para aliviar os sintomas da altitude no corpo

Escrito por Bruno Mendes

Conhecer Cusco no Peru, Quito no Equador e La Paz na Bolívia é uma excelente ideia, afinal são belíssimas cidades montanhosas. Contudo, saber como aliviar os sintomas da altitude é importantíssimo, pois o ar rarefeito de regiões altas provoca reações desagradáveis no organismo de pessoas que acabaram de chegar de cidades à nível do mar: dores de cabeça, falta de ar, tontura e perda de apetite são alguns dos sintomas do Soruche, ou o ‘mal da montanha’. Apesar do risco iminente de algum incômodo, não perca a oportunidade de visitar estes e outros locais altos.

Continua após o anúncio

Existem alguns cuidados simples e muito interessantes para impedir o mal estar no passeio. Isso mesmo! Se você tem muita vontade de conhecer os encantos de Cusco, ou fazer compras em La Paz, mas a preocupação com a saúde o impede de adquirir as passagens, siga estas 8 dicas e você poderá realizar lindos passeios nas regiões mais altas do mundo. Não precisa trocar a montanha pela praia!

1. Pratique atividades físicas antes da viagem

Não é uma boa ideia viajar sedentário. Cerca de um mês antes de partir para as montanhas, pratique corridas, ou alguma outra atividade física, para seu corpo adquirir condicionamento e sofrer menos com o ar rarefeito.

2. Hidratar o corpo é essencial!

Beber água é importantíssimo, pois em lugares mais altos a desidratação é muito comum. Não deixe de tomar entre dois e três litros de água por dia e, ao menos durante o passeio, evite bebidas alcoólicas, pois elas desidratam o corpo.

3. Não fume

O cigarro prejudica a respiração, portanto, para se divertir sem terríveis incômodos, dê um tempo neste hábito nocivo. Com a melhora na capacidade cardiorrespiratória, você terá muito mais disposição e resistência para aproveitar os passeios em regiões onde o ar é menos denso.

4. Chegou ao seu destino? Descanse

Normalmente, quando o turista chega à cidade tem vontade imediata de deixar as malas no quarto do hotel e bater perna pelas ruas recém descobertas. Se você viajar para regiões altas, não tome essa atitude. Nos dois primeiros dias descanse bastante para que o seu corpo, aos poucos, se adapte ao novo ambiente.

5. Caminhe em ritmo lento

Nada de pressa. Caminhar devagar é necessário para você não sofrer com a falta de ar e o seu corpo se acostumar às condições locais.

6. Masque folhas de coca ou tome o chá

Nas regiões andinas, as folhas de coca são vendidas em diversos pontos comerciais. Tomar o chá, ou mesmo mastigá-las, é bom para minimizar os sintomas do mal da montanha. Algumas balas de coca também são vendidas, mas demoram mais para fazer efeito. Uma dica: logo que chegar à cidade, compre algumas folhas, ou peça o chá nos hotéis. Certos hotéis, pousadas ou hostels o disponibilizam de forma gratuita.

7. Usar o spray de oxigênio

O spray de oxigênio, cujo nome é Oxishot, também é recomendado para aliviar o Soruche. Ele pode ser encontrado em aeroportos ou farmácias dos principais destinos.

8. Tomar o Sorojchi Pills

O Sorojchi Pills é um remédio à base de cafeína e acetilsalicílio vendido nas farmácias de Cusco e, de acordo com a população local, minimiza os efeitos da altitude. Mas lembre-se: antes de tomar qualquer medicamento é imprescindível consultar o médico. Nada de automedicação, ok? Então, antes de viajar, não custa nada marcar uma consulta e tirar algumas dúvidas com o doutor.

Com muita cautela e respeito aos limites do próprio corpo, é viável juntar os amigos, pegar o avião e apreciar lindas cidades em pontos altos do planeta. Vale a pena!

 
   

PARA VOCÊ