Jet lag: entenda sobre esse problema muito comum em viagens longas

Escrito por Bruno Mendes

Você já sentiu um cansaço incomum após viagem longa? Se a resposta for “sim”, saiba que esse é um dos sintomas do jet lag, um problema enfrentado por muita gente que passa muitas horas seguidas em voos. Confira informações importantes sobre esse desagradável parceiro de viagem e veja que é possível amenizar incômodos e até se recuperar rapidamente.

Continua após o anúncio

O que é

Conhecido na terminologia médica por “dissincronose”, o jet lag é um distúrbio temporário do sono que acontece quando o relógio biológico não está alinhado com um fuso horário novo. Ao passar longas horas no avião, é normal sentir fadiga, pois o metabolismo é pego de surpresa com a mudança brusca de horário. Normalmente, para a recuperação completa, é necessário um dia de descanso por hora a mais no fuso horário.

Sintomas

  • Irritabilidade
  • Cansaço
  • Insônia
  • Dor de cabeça
  • Falhas na memória
  • Perda de apetite
  • Indigestão

Agora que você já sabe identificar os principais sintomas, veja como não é difícil se prevenir contra o problema durante um deslocamento longo.

8 dicas para evitar o jet lag e se sentir bem após a viagem

iStock

Tudo começa antes da viagem, mas, durante o voo, também existem boas maneiras para deixar os sintomas da jet lag bem longe. Saiba o que fazer:

1. Viaje descansado

Como você ficará muito tempo no avião, não é nada bom viajar já cansado. Durma confortavelmente um dia antes do embarque e, para que você tenha um sono tranquilo, não deixe pendências para última hora. Sendo assim, pelo menos 5 dias antes da partida, tenha os documentos necessários separados e esteja com a mala pronta.

2. Não fique muito tempo parado durante o voo

Por mais confortável que a cadeira do avião seja, não fique sentado por longo período. De vez em quando, caminhe pelo corredor, pois isso ajuda a manter a boa circulação do sangue.

3. Não durma muito

Em viagens longas, não é recomendado dormir por muito tempo. Então, quando estiver cansado, tire cochilos breves. O hábito vai fazer com que você esteja mais disposto quando chegar ao destino.

4. Evite tomar remédios

O uso de medicamentos para dormir pode provocar efeitos colaterais e até potencializar os sintomas do jet lag. Só use relaxantes ou fármacos específicos com a prescrição médica, tudo bem?

5. Não consuma bebidas alcoólicas

Olha só, não há problemas em beber uma taça de vinho, mas fica por aí, ok? As bebidas alcoólicas causam desidratação e comprometem a adaptação do corpo ao novo fuso horário. Então, é melhor deixar para beber um pouco a mais durante o passeio.

Continua após o anúncio

6. Não coma alimentos pesados

Peça alimentos leves durante o voo e beba água e sucos ocasionalmente. Evite refrigerantes e comidas de difícil digestão.

7. Ajuste o horário do relógio

Antes de entrar no avião, não se esqueça de mudar a hora do relógio, para que você já comece a programar a sua mente para o horário do seu destino. É uma boa maneira de se adaptar ao novo fuso.

8. Converse com pessoas que já fizeram viagens longas

Ainda que o quadro sintomático do jet lag varie de uma pessoa para outra, vale a pena bater um papo com conhecidos que já passaram um bom tempo no avião. Pergunte o que sentiram durante os primeiros dias no novo país e o que cada um fez para aliviar o mal-estar.

Para finalizar, uma recomendação simples, mas bem especial: ao colocar os pés no avião, não pense em problemas. Lembre-se de que você vai conhecer diversos pontos turísticos e se divertir bastante no destino escolhido. Logo após livrar-se do jet lag, sua energia estará renovada!

Como se recuperar

Dá uma olhada nessas cinco práticas simples e eficazes para a recuperação do jet lag:

  • Quando chegar ao destino, não durma logo: ao contrário do que muitos pensam, não é bom dormir pouco tempo depois de chegar à cidade escolhida para o passeio. Esse hábito compromete o equilíbrio do relógio biológico, portanto, fuja da cama do hotel. Aproveite os primeiros instantes para fazer leves passeios, perto da região do hotel.
  • Tenha uma alimentação saudável: comer bem é importantíssimo para a recuperação do jet lag. Priorize frutas, legumes, verduras e alimentos com fibras, pois são nutritivos e fornecem energia.
  • Hidrate-se bem: pouco depois de descer do avião, compre uma garrafa de água mineral e, ao longo das primeiras horas em novo solo, beba com frequência, assim como sucos naturais. A boa hidratação promove conforto e bem estar.
  • Faça refeições no horário certo: é fundamental alimentar-se de acordo com os horários do novo fuso. Essa tarefa pode parecer desafiadora nos primeiros instantes, mas insista, pois será muito importante na adaptação.
  • Ajuste o horário do sono: do mesmo modo, programe-se para dormir no horário local. Crie alternativas para driblar sonos matutinos e vespertinos, pois o seu organismo precisa compreender qual é a nova hora certa de dormir.

Não tenha dúvidas: seguindo esses passos, rapidamente você estará firme e forte para todos os passeios.

Vídeos sobre jet lag para você entender ainda mais sobre o problema

Para finalizar, fique com esses três registros superinteressantes sobre o jet lag. Olha só:

O que sente uma pessoa com jet lag

Fome e sono em horários impróprios, atraso no raciocínio… Nina Ferreira explica de maneira clara os sintomas sentidos por ela ao ir para um país cuja diferença no fuso é de 12h.

Como aliviar os incômodos

Aqui, você irá conhecer mais dicas bacanas para aliviar os desconfortos causados pelo jet lag. Confira todas no vídeo!

Mais informações relevantes

Nesse vídeo, a youtuber Gisele Delaia expõe boas recomendações para a adaptação a um novo fuso. Vale assistir até o fim, para não ter dúvidas sobre o que fazer na sua viagem internacional.

Já sabe como lidar com o jet lag, né? Então, vamos deixar mais recomendações para o conforto em viagens. Antes de embarcar para cidades muito acima do nível do mar, confira essas dicas para aliviar os sintomas da altitude no corpo. Divirta-se sem transtornos!