30 atrações que fazem de Luxemburgo o destino perfeito

Escrito por Sheila Almendros

Grão-Ducado do Luxemburgo é um dos menores e mais ricos países da Europa. Rico em cultura e com uma história significativa para a Europa, este aconchegante destino está localizado entre a Bélgica, a França e a Alemanha, e é dividido em três distritos: Diekirch, Grevenmacher e Luxemburgo. Apesar da língua oficial ser o luxemburguês, é comum encontrar seus habitantes conversando em francês, alemão e inglês. Confira a seguir uma lista de atrações imperdíveis deste charmoso país poliglota, e que não podem deixar de fazer parte de seu roteiro:

1. Vianden – Castelo de Vianden

IStock

Vianden é uma pequena cidade interiorana que faz divisa com a Alemanha, e tem aproximadamente 1800 habitantes. Por estar próximo à cidade de Luxemburgo (apenas 50km de distância), é um destino ideal para fazer um bate e volta de carro. A atração principal é o castelo que leva o seu nome, que pode ser avistado já da estrada, a caminho do local. E para enriquecer este passeio, aproveite para caminhar entre as ruas de atmosfera pitoresca, andar de teleférico e escolher a dedo um entre as centenas de restaurantes deliciosos que existem por lá.

Dica imperdível: Ao visitar o castelo, alugue um áudio guia. O valor é praticamente simbólico e está disponível em diversos idiomas, inclusive português.

2. Museu Literário ‘Victor Hugo’

Também foi em Vianden que o romancista francês Victor Hugo ficou exilado, precisamente no ano de 1871, e a mansão onde ele vivia foi restaurada e tornou-se um museu que exibe seus textos, pinturas e bens pessoais. Em seu quarto é possível encontrar alguns móveis originais e projeções holográficas sobre o autor.

3. Catedral de Notre-Dame de Luxemburgo

IStock

A Catedral de Notre-Dame é uma parada obrigatória para quem visita a cidade de Luxemburgo. Isso porque além de ser um ponto turístico famoso, também possui um peso valioso na história local. Suas enormes torres pontiagudas se destacam entre a paisagem, e sua arquitetura gótica com detalhes renascentistas chamam bastante a atenção dos viajantes.

4. Palácio Grão-ducal

IStock

O palácio que foi construído para servir de Câmara Municipal hoje é a residência oficial da família real. Sua arquitetura marcada pelo estilo renascentista espanhol recebeu diversas ampliações ao longo dos anos, e desde os anos 1990, o edifício é aberto para visitações públicas, com tours guiadas em horários distribuídos ao longo do dia.

5. Place de la Constitution

A praça construída em homenagem aos soldados mortos na 1ª Grande Guerra fica na cidade de Luxemburgo, e oferece uma vista incrível para parte baixa da cidade. Ela fica no caminho de diversos outros pontos turísticos da região, e o seu jardim é perfeito para descansar um pouquinho as pernas durante o passeio por eles. O ponto de destaque de la Constitution é o monumento a seguir…

6. Gëlle Fra

Conhecido também como Golden Lady, este memorial foi erguido em homenagem aos milhares de luxemburgueses que se voluntariaram para as forças armadas dos aliados durante as duas Guerras Mundiais e também da Guerra da Coréia. O obelisco de granito sustenta a estátua de Nike, a Deusa da Vitória, segurando uma coroa de louros em cima das duas figuras de bronze representando os soldados, instaladas na base do monumento.

7. Mudam – Museu Dräi Eechelen

É no forte de Fort Thüngen que foram abrigados dois grandes museus da capital de Luxemburgo: O Dräi Eechelen e o Mudam, sendo este último o mais popular, com sua fachada futurista criando um incrível contraste com a paisagem da região. Está localizado na Praça da Europa, ao lado da Filarmônica e o edifício da Comunidade Europeia, locais esses que você também deve incluir no roteiro. A área externa é um verdadeiro convite para passar um momento de descanso enquanto se aprecia a vista da cidade de Luxemburgo.

8. Museu Nacional de História e Arte

Este é um dos principais museus do país, com um acervo riquíssimo que contempla a Arqueologia, Finas Artes, Ofícios, o Renascimento, Moedas e Medalhas locais. A exposição conta com objetos da pré-história até a Idade Média, pinturas, fotografias e esculturas europeias que representam a evolução do estilo de vida em Luxemburgo.

9. Distrito de Grund

Este pitoresco bairro está localizado em um vale abaixo do centro da Cidade de Luxemburgo, às margens do rio Alzette. Você pode acessá-lo através de um elevador panorâmico ou a pé. Vale a pena se perder por entre as tranquilas ruas, com suas construções belíssimas, que mais parecem um cenário de filme europeu. Os restaurantes e a vida noturna da região são elogiadíssimos, entre outras atrações mencionadas a seguir:

10. Abadia Neumünster

IStock

A Abadia Neumünster já teve diversas afinidades antes de ser aberta ao público em 2004: depois de ser destruída e ampliada algumas vezes, foi usada como delegacia a partir da Revolução Francesa, sendo que em 1867, tornou-se também uma prisão estadual. Já na Segunda Guerra Mundial, os nazistas usavam o edifício para prenderem os opositores políticos à ocupação da Alemanha em Luxemburgo. Hoje, a Abadia é um ponto de encontro cultural, servindo de palco para concertos, exposições, seminários e também um museu com obras de Lucien Wercollier Claustro, artista local que foi preso pelos alemães no período citado.

11. Cidade Judicial (Cité Judiciare)

A caminho da Varanda de Corniche há a Cidade Judicial, repleta de prédios públicos que abrigam 300 escritórios de advocacia e dezesseis salas de audiência, com uma arquitetura de encher os olhos! Confira também a paisagem ao seu redor, que proporciona uma linda vista par o viaduto que atravessa a cidade, e também uma prévia da…

12. Varanda de Corniche

IStock

É nesta rua que você conferirá a varanda mais bonita do mundo, com algumas casas lindíssimas, vista para a Abadia Neumünster, entre outros edifícios antigos. Se seguir até o final dela, encontrará outro ponto turístico incrível, a…

13. Casamatas Bock

iStock

Eleito como Patrimônio da Unesco, a história da Casamata se iniciou em 963, quando foi construída entre as falésias rochosas para ser um ponto de defesa. Mas os 23 quilômetros de túneis subterrâneos só foram construídos em 1644, durante a dominação espanhola, e seus 40 metros de profundidade abrigavam cerca de 35 mil pessoas que procuravam por refúgio durante as batalhas. Por isso, a estrutura do local contava com instalações habitacionais completas, como oficinas, padarias, cozinhas, entre outras soluções.
Hoje é possível passear entre as passagens estreitas de Bock com a ajuda de um mapa, disponibilizado na bilheteria. Lá dentro você encontrará instrumentos utilizados durante a guerra e uma vista paradisíaca! Se atente aos horários e temporadas que a atração permanece aberta: ela costuma fechar em alguns períodos, principalmente no inverno.

14. Casamatas Pétrusse

IStock

Assim como a sua irmã Bock, Casamatas Pétrusse também foi construída para servir de abrigo durante as guerras e ocupações em Luxemburgo, e seus túneis secretos foram escavados pelos espanhóis no século XVII para defender a cidade. Algumas agências locais oferecem um serviço de guia para fazer uma tour completa por lá, com direito a narrativa da história local. No inverno, esta atração é fechada para evitar riscos de acidentes.

15. Passerelle

Construído entre 1859 e 1861, o viaduto foi criado para ligar o centro da cidade com a estação ferroviária da nova Luxemburgo. Sua projeção em arcos tinha como pretensão não prejudicar a capacidade defensiva das fortalezas erguidas na cidade. É também conhecida como Viaduto de Luxemburgo, e pode ser vista do Vale Pétrusse.

16. Ponte Adolphe

IStock

O símbolo nacional da independência de Luxemburgo foi construído entre 1900 e 1903 e está situado acima do Vale Pétrusse, responsável por dividir Luxemburgo em Cidade Alta e Plateau Bourbon. Sua vista pode ser contemplada da Place de la Constituition.

17. Avenue de la Liberté

Não deixe de passear por uma das principais avenidas de Plateau Bourbon, com suas inúmeras lojas, cafés e prédios tradicionais e fachadas históricas. Na interseção com a Rua Dicks você encontrará a Igreja Sacré Coeur, que vale incluir no roteiro para aproveitar a viagem até o bairro..

18. Museu da História de Luxemburgo

Os viajantes que gostam de mergulhar nas memórias de seu destino devem considerar este museu como parada obrigatória. O acervo conta com maquetes, filmes, móveis, livros e quadros que narram a história da cidade de Luxemburgo desde o ano de 963, até o período da ocupação alemã durante a guerra, assim como artigos que representam a trajetória do grão-ducado.

19. Parc Merveilleux

O parque conta com uma área acolhedora para passar uma tarde relaxante, e também um pequeno zoológico com animais locais, perfeito para passear com a família e crianças, pois algumas das atrações são especialmente voltadas aos pequenos, como a parede de escaladas, escorregador, poço de areia, entre outros. Há também algumas opções de cafés e restaurantes.

20. Villa Vauban

O charmoso edifício com a fachada neoclássica foi erguido inicialmente junto a uma fortaleza para servir de residência privada, em 1873. Mas em 1959, Villa Vauban tornou-se um museu, abrigando obras particulares de colecionadores da alta sociedade, como os banqueiros Jean-Pierre Pescatore e Leo Lippmann. Além do acervo, o local também possui um lindo jardim, ideal para relaxar depois de uma tour pelo seu interior.

21. Praça das Armas

IStock

No Centro Histórico da cidade de Luxemburgo, além das inúmeras lojas de grife e confeitarias, também há duas praças famosas que valem a pena a visita. A primeira é a Praça das Armas (Place D’Armes), cercada por cafés e bons restaurantes. É lá que fica o Le Cercle Municipal, um edifício incrível onde acontecem diversas cerimônias e eventos.

22. Praça Guillaume II

Já a segunda praça é a Guillaume II, que durante o inverno abriga uma pista de patinação no gelo, e durante os meses de primavera e verão uma feirinha de flores e artesanatos. Aproveite para namorar a arquitetura do Hotel de Ville, onde fica a Prefeitura de Luxemburgo.

23. Praça Clairefountaine

Uma das praças mais lindas da cidade de Luxemburgo abriga a escultura da Duquesa Charlote. Atrás do monumento ficam todos os ministérios do distrito, que funcionam em seus diversos edifícios históricos. Aliás, durante a sua visita, você pode facilmente esbarrar com o primeiro ministro passeando pelas redondezas.

24. Parc Merl

Mais uma opção deliciosa para aproveitar o dia ao ar livre com a família, e melhor, longe da muvuca turística! O parque conta com uma infraestrutura caprichada para entreter as crianças, com trampolins, balanços e tanque com patos. Ainda há restaurantes e jardins que encantam os adultos, bem ao estilo europeu.

25. Echternach – Abadia de Echternach

IStock

Localizada ao leste da capital, Echternach é conhecida pelo seu festival de música clássica e também pelo histórico edifício que abriga a sua prefeitura. Não deixe de conhecer também a Abadia de Echternach, fundada por Santo Willibrord em 698 e que nasceu junto com a cidade, uma das mais antigas do país. A visita garantirá uma imersão à era medieval, e a oportunidade de conhecer o túmulo de mármore de seu fundador, popular por ser o padroeiro de Luxemburgo.

26. Castelo Esch-sur-Sûre

O vilarejo Esch-sur-Sûre tem cerca de 310 habitantes e muita histórica para contar! Ele fica a uma hora ao norte da cidade de Luxemburgo, e possui uma colina com ruínas de um castelo medieval em seu topo, e diversas casas ao redor. A visita vale não só pela paisagem, como também para conhecer um pouco mais da história da região.
É por lá que acontece uma popular festa medieval da cidade. O evento acontece em datas específicas e conta com muita música temática, exposições, atividades interativas, entre outras atrações.

27. Castelo Larochette

IStock

Situado na cidade que deu origem ao seu nome, o castelo Larochette foi construído no século XI e destruído por um incêndio no século XVI. O único edifício do complexo que foi restaurado é o principal, respeitando rigorosamente o estilo original. Sua história tem um peso muito importante para o distrito onde foi erguido, e pode ser conhecida em uma tour pelas ruínas, entre o período da Páscoa até o final de outubro.

28.Museu Nacional da História Militar

O Museu Nacional da História Militar fica no distrito de Diekirch, e recebe cerca de 30 mil visitantes por ano que desejam conhecer um pouco mais sobre a Batalha das Ardenas, entre outros conflitos. O intuito da mostra não é glorificar a guerra, e sim cultivar o dever de memória. Em seus quatro andares, um acervo exclusivo pode ser conferido por visita guiada, contendo uniformes de soldados, quadros, imagens, reconstituições em salas temáticas, etc.

29. Museu Nacional da Resistência

É na cidade de Esch-sur-Alzette que se situa este museu, o qual mostra a participação de Luxemburgo na Segunda Guerra Mundial. A exposição conta com objetos de prisioneiros dos campos de concentração, fotos e documentos da época, relatos e imagens verídicas, entre outros artigos.

30. Castelo Bourscheid

IStock

O maior castelo de Luxemburgo fica em Bourscheid, e é um local perfeito para se ter uma noção de como era a vida na Idade Média, não só pelo seu atual estado, como também por sua incrível localização. Ele foi construído no ano 1000, servindo como moradia para a família Bourscheid, e ampliado ao longo dos anos até chegar em 1812, quando seus herdeiros, por falta de verbas, não conseguiram mais realizar as devidas manutenções. Quando o Estado assumiu o seu poder em 1972, o complexo estava degradado pelo tempo e abandono, e desde então vem recebendo inúmeras pequenas restaurações.

Luxemburgo é um país com um clima agradável no verão, alcançando a marca de 20 graus, e um inverno rigoroso, batendo de 0 à alguns graus negativos. Se você deseja fugir do frio, vale a pena planejar a sua viagem entre os meses de abril e julho, sendo a metade do ano a época menos chuvosa. Mas se a ideia é aproveitar a neve, é em dezembro que as temperaturas caem significantemente. É só separar suas melhores botas e casaco e partir para a aventura!

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS