9 motivos para conhecer a Caverna do Maroaga e a Gruta da Judéia

Escrito por Débora Silva

Além das várias cachoeiras, o município de Presidente Figueiredo, localizado na Região Metropolitana de Manaus, no estado do Amazonas, reserva outras surpresas encantadoras para os visitantes, como a Caverna do Maroaga e a Gruta da Judéia.

Continua após o anúncio

Para chegar até esses lugares, o viajante deverá fazer uma trilha no meio da Floresta Amazônica, com um percurso aproximado de 800 metros de caminhada que pode durar até 3 horas. Falando nisso, você sabe a diferença entre caverna e gruta? Embora ambos os termos sejam comumente empregados como sinônimos, a caverna é fechada, sem saída; enquanto a gruta apresenta saída.

Para visitar a Caverna do Maroaga e a Gruta da Judéia, é necessário agendar um horário no CAT (Centro de Atendimento ao Turista) da cidade, e o passeio requer um guia turístico. Neste artigo, selecionamos 9 motivos para você incluir os locais nas suas próximas viagens de férias.

1. São 2,5 km de trilha circular e fechada

O passeio começa com uma trilha em mata fechada, que não apresenta muita dificuldade, mas é cheia de aclives e declives. A bela paisagem da caverna recompensará o esforço!

Após 30 minutos de caminhada, os visitantes chegam à entrada da Caverna do Maroaga, que é banhada por uma cachoeira.

2. A caverna possui mais de 400 metros de túneis e galerias

Ao entrar na caverna, os viajantes observarão que a formação rochosa se divide em várias galerias que são parcialmente encobertas pela escuridão. São mais de 400 metros de túneis e galerias que se conectam e formam um verdadeiro labirinto, deixando a caminhada ainda mais especial.

3. E recebe visitantes do mundo inteiro

Por ser considerado um lugar fascinante, a Caverna do Maroaga tem recebido mais visitantes a cada dia, oriundos de todas as partes do mundo. Quem se preocupa com locais mais cheios pode ficar tranquilo, pois é tudo muito bem organizado por lá, com o limite de 60 visitantes por dia.

4. 30 metros de queda d’água na entrada da caverna

A entrada da Caverna do Maroaga possui uma queda d’água de 30 metros e você pode se refrescar após as horas de caminhada.

5. A caminhada até a Gruta da Judéia é encantadora

A partir da Caverna do Maroaga, dando a volta pelo imponente paredão rochoso, há o acesso a Gruta da Judéia. A caminhada até a gruta impressiona devido à incrível variedade de plantas de diferentes tons.

6. Você vai se deparar com o paredão rochoso

Chegando na Gruta da Judéia, você vai se deparar com um espetacular paredão rochoso com várias grutas encrustadas, que se abre em uma grande galeria e, de uma fissura no teto, desce uma cascata que forma uma piscina natural.

7. E nadar na piscina natural da Gruta da Judéia

A linda piscina natural de águas douradas formada pela cascata da Gruta da Judéia é um convite para tomar mais um delicioso banho. O jato de água é acompanhado por raízes e cipós pendurados e, para completar a paisagem, o desgaste das paredes rochosas preenche o solo com uma fina areia branca.

8. É um passeio ideal para entrar em contato com a floresta

Um passeio no coração da Floresta Amazônica só pode ser mesmo incrível, não é? Caminhar até a Caverna do Maroaga e a Gruta da Judéia é ideal para ter contato próximo com a floresta, pois você encontrará raízes enormes em todo o caminho, além dos pássaros, cachoeiras e piscinas naturais.

9. A melhor época para visitar é entre fevereiro e junho

Se você tiver flexibilidade e puder escolher uma data para fazer esse passeio, opte pela época entre os meses de fevereiro e junho, pois é a cheia dos rios e fora de temporada. Na época da estiagem, as cachoeiras reduzem o seu volume de água e podem até desaparecer.

 
   

PARA VOCÊ