O dia em que usei o banheiro da prefeitura de uma cidade alemã sem querer querendo

Viajar para outro país sem saber falar o idioma oficial é sempre um desafio… Mas eu adoro e não estou nem aí! Já tive a oportunidade de viajar para a Alemanha três vezes e sem saber falar uma frase inteira se quer em alemão. Até estudei, fiz um semestre de curso, mas só aprendi a fazer bom dia, boa tarde e contar até 10.

Continua após o anúncio

Em todos esses momentos, me virei no inglês e, quando cheguei em locais nos quais as pessoas não falavam inglês (o que é bem raro, mas aconteceu em um restaurante em Berlim), me virei na mimica, no melhor jeitinho brasileiro e tudo deu muito certo (ok, pedi um prato com muito pimentão, que eu não gosto tanto assim, mas estava bom).

Se falar o idioma alemão já é difícil, lê-lo é ainda mais complexo para mim. E foi justamente por causa disso que eu “queimei a cara” na cidade de Steinau, enquanto eu fazia a rota alemã dos contos de fadas.

A cidade possui o Schloss Steinau, um castelo do século 16 que hoje comporta um museu sobre os Irmãos Grimm. Até aí tudo bem, visitei o castelo, tirei muitas fotos e segui viagem até o teatro de marionetes que fica na mesma praça que a Rathaus, que, isso eu sabia, significava que era o prédio da prefeitura, câmara municipal… Enfim, um órgão oficial da cidade.

Aqui começa a trapalhada

Vou deixar essa música de fundo para sua leitura.

Era um centro histórico, eu estava encantada e deslumbrada com tudo e isso foi meu erro! Estar “andando nas nuvens” fez com que eu não olhasse as placas com atenção. Nessa altura da viagem, eu estava apurada para ir ao banheiro e vi, ao lado do prédio da prefeitura, uma casa azul de dois andares.

Na frente dela, havia uma placa com o desenho de uma escada e um aviso de WC. Opa: era isso que eu procurava. Fui em direção a essa placa e, bem na minha frente, estava a porta de entrada dessa casa azul… Coincidência ou não, de frente para essa porta tinha um lance de escadas, dentro do prédio.

iStock

O que a tonga aqui pensou: desenho de escada > WC > olhei para dentro do prédio > vi a escada > o banheiro é aqui! Na moral, entrei na casa pensando que pudesse ser um museu, um restaurante até mesmo um posto de informações.

Não tinha ninguém no andar térreo. Então, subi e fui em busca do banheiro. Chegando no segundo andar, encontro mesas de escritório vazias e, ao lado, o banheiro masculino e feminino. Entrei. Fiz meu pipi na boa.

iStock

Quando sai, tinha um senhor parado na porta do banheiro. Quando fechei a porta ele disse algo em alemão que eu, obviamente, respondi com “morgen” e um sorriso imenso. O senhor não falou mais nada. Eu desci e sai do prédio.

Aliviada, parei em frente à casa e só então me toquei que lá dentro tinham algumas pessoas me olhando. Observei a placa novamente e a fachada da casa… Nesse momento eu queria morrer! Que burra, dá zero pra ela! O banheiro público ficava AO LADO da casa azul (havia uma escadaria ali, vejam só). Ao lado desse prédio havia mais uma placa, sinalizando que ali era o banheiro do povão.

Ou seja, eu fiz xixi em um prédio que pertence a prefeitura da cidade sem saber. Tava muito estranho mesmo, não tinha ninguém por lá, o banheiro tinha um sabonete cheirosíssimo que deixou minhas mãos hidratadas, a toalha para secar as mãos era macia e o assento era fofinho demais para ser verdade.

Até hoje eu não sei o que é esse prédio azul (hey, se você já foi a Steinau me diz aí!), não tirei nenhuma foto porque estava com tanta vergonha que mal conseguia parar de rir e raciocinar. Eu acredito que seja um anexo da prefeitura, uma secretaria, algo oficial da cidade. Não fui presa, isso que importa.

O que eu aprendi com isso

iStock

  • Quando estamos apurados para ir ao banheiro, não raciocinamos direito;
  • Não podemos nos deslumbrar e perder o foco nas viagens;
  • Nem desenhando em entendo o idioma alemão;
  • Tenha sempre o celular à mão com um tradutor;
  • Viagem sem fiasco para trazer na bagagem é muito sem graça.

Não faça com que a barreira do idioma seja um empecilho para você viajar: ria de você mesmo! Divirta-se e entre em contato conosco se você já fez um fiasco em alguma viagem. Compartilhe com a gente essas experiências!

 
   

PARA VOCÊ