7 passeios imperdíveis para se aventurar na cidade de La Paz, Bolívia

Escrito por Débora Silva

Construída a mais de 3600 metros acima do nível do mar, La Paz é a sede do governo da Bolívia e reserva muitas boas surpresas aos viajantes.

Rodeada de montanhas e picos nevados, a cidade é um prato cheio não apenas para quem gosta de história, mas para aqueles que adoram se aventurar em subidas a montes e também gostam de fazer umas comprinhas.

A seguir, confira 7 motivos para você pegar logo o avião para a cidade mais populosa do nosso país vizinho:

1. O Mercado das Bruxas

“El mercado de las brujas” está localizado nas ruas estreitas do centro de La Paz e vai te surpreender com a variedade de mercadorias à venda.

Das lindíssimas peças de artesanato andino, passando por chás e balas de coca, miniaturas de lhamas e alpacas, poções e ervas medicinais, até chegar aos amuletos e oferendas (que incluem os fetos de lhama mumificados).

Não tenha vergonha de pechinchar, pois os vendedores estão acostumados com isto e, com certeza, você conseguirá levar mais de um item por um precinho mais camarada.

2. O teleférico

Débora Silva

Débora Silva

“Mi Teleférico”, também conhecido como “Teleférico La Paz-El Alto”, é o transporte aéreo que une as cidades de La Paz e El Alto. Iniciou as suas atividades no ano de 2014 e, desde a conclusão de suas três primeiras linhas, é considerado o teleférico de transporte urbano mais extenso do mundo.

Vale muito a pena reservar um tempinho na agenda para ver La Paz do alto. A passagem custa apenas Bs.3.

3. O mirador Killi Killi

Débora Silva

Débora Silva

O mirador Killi Killi é um dos melhores lugares para se ter uma vista privilegiada de La Paz, com a montanha nevada e os outros picos da região.

Você também poderá ver algumas coisas minúsculas se movendo, que são os carrinhos do “Mi Teleférico”.

4. Igreja e Convento de São Francisco

Débora Silva

Débora Silva

Localizada na Plaza de San Francisco, a Igreja e Convento de São Francisco é o principal monumento da época colonial da cidade.

A visita ao museu é feita com um guia e é permitido subir até as torres da igreja, de onde se tem uma boa vista da cidade de La Paz.

5. A subida ao monte Chacaltaya

Débora Silva

Débora Silva

Um dos passeios mais procurados pelos viajantes – principalmente os mais aventureiros – é a subida ao monte Chacaltaya, um pico da Cordilheira dos Andes de 5.421 m de altitude, e que está localizado a cerca de 30 km da cidade de La Paz.

Este é um dos principais passeios vendidos pelas agências de La Paz (é mais comum encontrar o pacote Chacaltaya e Valle de la Luna), que estão concentradas na Calle Sagárnaga.

A subida é feita com um micro-ônibus por uma estrada de terra bastante estreita e beirando precipícios (o coração precisa ser forte!), até o refúgio Chacaltaya, a 3500 metros de altitude. Depois os viajantes devem subir o restante da montanha a pé. Haja fôlego!

No Chacaltaya funcionava a estação de esqui mais alta do mundo, que atualmente está desativada, pois já não existe muita neve na região, devido às mudanças climáticas do nosso planeta.

6. Valle de la Luna

Débora Silva

Débora Silva

O “Valle de la Luna” é um sítio arqueológico localizado a cerca de 10 km do centro de La Paz. Conta-se que o nome foi dado por Neil Armstrong, que estava visitando a sede do governo boliviano no ano de 1969.

7. As ruínas de Tiwanaku

Débora Silva

Débora Silva

A visita às ruínas de Tiwanaku (também grafado Tiahuanaco) é outro passeio bastante procurado pelos viajantes que passam por La Paz.

O importante sítio arqueológico pré-colombiano está localizado a aproximadamente 72 km da cidade de La Paz. A visita é uma grande aula de história sobre uma importante e intrigante civilização pré-inca.

É necessário pagar uma taxa de Bs. 80 para fazer o passeio, que inclui a visita guiada aos Museus Lítico e Cerâmico e as áreas abertas, onde podemos ver a Porta do Sol (Inti Punku), o templo de Kalasasaya e o Monolito Ponce.

PARA VOCÊ