11 pontos turísticos que você deve visitar em Berlim

Diversidade, respeito e uma sensação fora do comum de se sentir em casa: Berlim é assim. Pense um lugar onde você anda do jeito que você quer e ninguém, absolutamente ninguém, repara em você… Berlim é assim!

A cidade já passou por tanta situação pesada em seu passado que hoje, vendo-a totalmente reerguida, é de ficar com a boca aberta. A cidade foi totalmente detonada na Segunda Guerra e, se pararmos para pensar, até pouco tempo atrás sofria com a divisão do Muro de Berlim. Mas, hoje, isso só enriquece a carga cultural da capital alemã.

Quem se interessa pela Segunda Guerra Mundial tem um prato cheio com a quantidade de museus e monumentos históricos presentes na cidade. Você vai notar que é impossível não se emocionar ao imaginar tudo o que a população de Berlim já passou.

A gastronomia na região é incrível: pratos típicos são encontrados facilmente em todos os restaurantes e você deve, muito, experimentar o famoso Curry Wurst, que é uma salsicha servida com molho de curry, geralmente acompanhada de batata frita.

A seguir, nós separamos para você uma lista com pontos turísticos que você deve conhecer em sua visita a Berlim. É importante citar que nós não entramos em detalhes em relação aos museus para você visitar, como ponto turístico, porque Berlim possui mais de 150 deles, ok?

1. AlexanderPlatz

Uma das praças que melhor define Berlim. Aqui, prepare-se para encontrar pessoas de todos os estilos dividindo o mesmo lugar. É impossível não se sentir bem com tanta diversidade cultural! Muitos artistas de rua usam os espaços da AlexanderPlatz para dançar, tocar, cantar e se apresentar.

Nesta praça, você também consegue ter acesso fácil ao Alexa, o maior shopping da cidade. Também fica muito fácil, daqui, partir para uma visita ao terraço do ParkInn Hotel, o mais alto de Berlim. A região é rodeada de bons restaurante (alimentar-se bem por aqui será extremamente fácil) e transporte público.

2. Berliner Fernsehturm

Saindo da AlexanderPlatz, você pode seguir a pé para a Fernsehturm, a torre de televisão alemã e o ponto mais alto de Berlim, atingindo 203 metros. Comprando um ingresso, você pode subir até o terraço do local e ter uma vista mais do que privilegiada de toda a cidade de Berlim.

3. Berliner Dom

Construída entre 1895 e 1905, esta é a catedral protestante de Berlim e uma das mais bonitas e mais fotografadas da cidade. A Berliner Dom fica localizada bem no centro de Berlim, pertinho de muitos museus e às margens do Rio Spree.

Programando a sua visita a este ponto turístico, você pode se organizar para passear de barco pelo Spree (uma atividade que vale muito a pena para conhecer mais a cidade) e visitar o Museu Egípcio, que possui o busto de Nefertiti.

4. Reichstag

Outro ponto turístico muito procurando em Berlim, a sede do parlamento alemão é um prédio incrível e você pode entrar e subir até a sua cúpula (mediante ingresso) para ter acesso a uma vista privilegiada da cidade. Se você for visitar a Berliner Dom, aproveite e siga a pé até o Reichstag – são poucos minutos de caminhada e você passará por mais um trecho histórico da cidade que vale a pena conhecer.

5. Portão de Brandenburger

Este é um cartão postal de Berlim e não é para menos, já que beleza e história ficam lado a lado na região. O monumento foi erguido em 1791 e era a porta que garantia o acesso direto do rei ao seu “pequeno jardim”, o Tiergarten. O portão também já foi atravessado em desfiles das tropas de Napoleão e também dos nazistas. O Portão de Brandenburger também separava a Alemanha do ocidente e oriente e hoje simboliza a reunificação do país, um verdadeiro arco do triunfo neoclássico.

Durante a Segunda Guerra Mundial, assim como toda a cidade de Berlim praticamente, o portão foi muito danificado. Nos anos de 2000 e 2002, o monumento passou por restaurações (mas é muito comum, em qualquer época do ano, observarmos obras na região). Se estiver perto do Reichstag, você poderá ir a pé para o Portão de Brandenburger – são apenas alguns minutos de caminhada.

6. Tiergarten

Como comentamos anteriormente, em 1791 o Tiergarten era o jardim da realeza. Na época, era o espaço utilizado para treinamento de caça de animais (e o nome do parque Tiergarten significa mesmo “jardim dos animais”). Muitos anos depois é que o espaço foi aberto ao público, tornando-se um dos parques mais famosos da Europa.

O Tiergarten é perfeito para você fazer um passeio de bicicleta (sim, pertinho do parque existem vários locais que alugam bikes, vale a pena) ou apenas caminhar e conhecer cada cantinho do local. Lá também muita gente faz top less durante o verão, então não se admire se você ver algum peladão ou peladona no parque, é bem comum.

7. Muro de Berlim

Provavelmente, a barreira mais famosa de todo o mundo! O Muro de Berlim foi construído da noite para o dia durante a Guerra Fria, em 1961 e a mando da RDA, o governo da República Democrática Alemã, e foi o símbolo que separava a Alemanha Oriental da Ocidental. Esta muralha abominável tinha mais de 150 quilômetros de extensão e 300 torres de observação, vigiadas por militar armados até os dentes, prontos para meterem bala em quem tentasse ultrapassar o muro. Em 1989 o muro foi derrubado, garantindo a reunificação alemã.

A barreira desapareceu, mas a história dela não. Ou seja, você vai caminhar pelo trecho que ficava o muro e observar, no chão, faixas de metal destacando que ali, exatamente naquele local, o muro estava erguido. É impossível não se emocionar, principalmente ao ter acesso aos painéis que contam a história do muro. Sim, na rua mesmo você encontra esses painéis e muitas fotografias para se inteirar na história. É um passeio essencial para quem vai a Berlim.

8. Checkpoint Charlie

Durante a Guerra Fria, este local era um posto militar que separava a Alemanha Ocidental da Oriental, ou seja: era uma guarita do Muro de Berlim. Hoje, o Checkpoint Charlie possui um museu que conta a história de muitos alemães que tentaram escapar de um lado para o outro de diversas maneiras (algumas bem e outras mal sucedidas). Ao visitar o Muro de Berlim, você fica bem pertinho deste ponto turístico.

9. Topografia do Terror

Ainda próximo a região do Muro de Berlim e Checkpoint Charlie, você pode seguir a pé para o museu da Topografia do Terror, uma área ao ar livre, com acesso gratuito, que conta todas as histórias de horror vividas durante o Holocausto na Alemanha.

Prepare-se para se emocionar e se arrepiar da cabeça aos pés ao ler cada relato contido nos painéis aqui. Neste exato lugar, que hoje fica esse centro de documentação, foi onde os nazistas planejaram e organizaram o Holocausto… Melhor escolha impossível para a montagem desse museu.

10. Palácio de Charlottenburg

Este é o antigo palácio do Rei da Prússia, um local com muitos jardins e área verde para visitar. Se você quiser ficar apenas na área dos jardins, o acesso é gratuito.

Se você quiser entrar e visitar o palácio, será necessário comparar um ingresso. No interior do palácio, você verá muitas salas, muitos objetos de porcelana, o quarto do Rei Friedrich I da Rainha Sophie Charlotte e muito mais.

11. East Side Gallery

Uma verdadeira galeria de arte a céu aberto! A East Side Gallery é uma área que manteve 1.3 quilômetros do Muro de Berlim em pé, preservado da demolição, para que artistas do mundo todo realizassem mais de 100 pinturas. Com certeza, se você realmente quer ver o Muro de Berlim, a visita ao local é imprescindível.

O grafite mais famoso é de Dmitry Vrubel e retrata o “Beijo Fraterno” entre Brejnev, o Secretário Geral do Partido Comunista Soviético, e Honecker, Presidente da Alemanha Oriental, sendo uma pintura de uma foto real tirada em 1979. Clique aqui e acesse um banco de imagens com a fotografia de todas as pinturas dos artistas da East Side Gallery.

PARA VOCÊ