19 praias do Panamá para você incluir em seu roteiro

Escrito por Sheila Almendros

Não é só de arranha-céus majestosos e compras que vive o turismo do Panamá. Este pequeno país localizado na América Central e banhado pelos oceanos Atlântico e Pacífico. Portanto, espere para encontrar belíssimas praias, ideais para curtir o clima tropical local. Conheça algumas delas para turbinar o seu roteiro:

1. Boca Del Drago

Situada na província de Bocas del Toro, no extremo oeste do Panamá, a praia Boca Del Drago tem fácil acesso, que pode ser feito de ônibus, van, barco ou bicicleta. Muitos turistas vão até lá para avistar as estrelas do mar, que são facilmente encontradas por conta da água cristalina. Há diversos restaurantes especializados em frutos do mar.

2. Las Lajas

Se você busca por tranquilidade, Las Lajas é a sua praia ideal! Por ser uma região pouco explorada por turistas, toda a sua extensão costuma ser praticamente deserta em qualquer época do ano. As pousadas e pequenos hotéis das redondezas são simples, mas bem confortáveis, perfeitos para fugir da agitação das grandes cidades. Não espere encontrar uma paisagem estonteante, mas assistir ao pôr do sol em sua orla certamente será uma experiência inesquecível.

3. Cayos Zapatillas

Ainda em Bocas del Toro, estão situadas as ilhotas Zapatilla I e Zapatilla II, sendo a segunda a única que pode ser explorada pelos turistas por meio de uma tour, que também passa pela Bahía de Los Delfines e Cayo Coral. Ambas fazem parte do Parque Nacional Marinho Isla Bastimentos, e possuem uma importância fundamental a nidificação das tartarugas Carey, atualmente ameaçadas de extinção.

4. Isla Bastimentos

Em Isla Bastimentos que você encontrará centenas de manguezais espalhados por sua extensão, além de uma fauna enriquecida por macacos de cara branca, bichos preguiça e rãs vermelhas, responsáveis por dar nome a uma das praias mais visitadas da região: a Red Frog. Aqui o turista terá uma total imersão a natureza, pois até as hospedagens estão integradas a paisagem, garantindo a preservação ambiental.

5. San Blas

Ao longo da costa caribenha do Panamá há o arquipélago de San Blas, uma comarca indígena autônoma com 378 ilhas, sendo que menos de 50 delas são habitadas. Para acessar o local, é necessário alugar uma caminhonete, não só para te dar segurança durante o trajeto (já que antes de pegar a balsa, você terá que percorrer 40km de uma estrada precária), como também por ser uma exigência dos índios: lá turistas com carros pequenos e sem passaporte não entram! Mas o esforço vale a pena: as praias são paradisíacas, banhadas por um mar cristalino e paisagem intacta.
San Blas é um destino para quem busca uma experiência única, pois estamos falando de um local administrado pelos índios. Portanto, a energia elétrica é precária, assim como o sinal de celular, e as hospedagens são super rústicas, em cabanas simples feitas de bambu ou madeira.

6. Isla Carenero

Quem vai à Isla Carenero busca por tranquilidade e descanso, já que este também é um destino que foge um pouco da rota turística do Panamá. Para chegar até lá, basta fazer uma rápida viagem de barco partindo de Bocas Town, e conhece-la totalmente é uma missão fácil, que tomará somente duas horas de caminhada do seu tempo. Isso é possível porque existe uma trilha super segura que contorna toda a sua extensão, passando por uma vegetação tropical misturada aos mangues, um pequeno povoado e alguns hotéis e restaurantes.

7. Portobelo

IStock

Portobelo é uma cidade portuária, localizada ao norte do Canal Panamá, que já passou por algumas batalhas históricas entre países europeus por sua posse. Algumas ruínas da época ainda estão presentes por lá, como o Forte de San Lorenzo, considerado um Patrimônio Mundial desde 1980. Apesar de ter pouquíssimos habitantes e parecer abandonado, Portobelo possui praias lindíssimas, e alguns hotéis próximos à orla com as melhores vistas para o mar.

8. Isla Coiba

Os praticantes de mergulho profundo adoram ir até Isla Coiba, já que é lá que está a maior arrecife de coral do Pacífico-Leste. A ilha também proporciona passeios ecológicos incríveis, com direto a avistamento das aves e um pôr do sol arrebatador. As ondas também favorecem bastante a prática do surfe.

9. Pedasí

Este pequeno município é muito procurado por turistas do mundo todo para pesca, observação de baleias, prática de surfe e mergulho, e também por ingleses que se instalaram no vilarejo para ter uma aposentadoria sossegada e feliz. Os hotéis possuem instalações bem aconchegantes, com a melhor vista para a praia.

10. Santa Catalina

Além do nome semelhante a um de nossos estados, esta pequena ilha caribenha também é muito procurada por surfistas, já que é em Punta Brava e Punta Roca que ficam as ondas mais altas do Panamá! A região era pouco frequentada até os esportistas descobrirem suas águas cristalinas e sua região pacata.

11. Taboga

Taboga é a praia mais próxima da Cidade do Panamá, e por conta disso, é também a mais frequentada por turistas que não terão tanto tempo para visitar as outras ilhas, mas que não querem deixar de salgar as canelas. O acesso à ilha é feita por balsa, com uma viagem de apenas 40 minutinhos, e a infraestrutura é completinha, com hotéis, casas, pousadas e restaurantes muito próximos do mar.

12. Isla Contadora

Contadora é uma das principais ilhas do Arquipélago de Las Perlas, e a única que possui infraestrutura turística, com alguns hotéis e restaurantes, mas tudo muito simples e confortável. São 12 praias de águas cristalinas e areia branquinha, que nas décadas de 1960 e 70 foram muito frequentadas por milionários americanos que construíram suas mansões por lá, deixando o local parecendo um imenso condomínio de luxo. Hoje, alguns imóveis estão completamente abandonadas, mas não conseguiram tirar a beleza estonteante do lugar.

13. Isla Colón

IStock

Frequentado comumente por mochileiros e surfistas, Colón possui uma infraestrutura completa para receber viajantes do mundo inteiro, pois há diversos bares, restaurantes, hotéis e pousadas espalhados pela ilha. Para chegar até lá, é necessário pegar um ferry, saindo do porto Almirante, ou de avião, saindo de Cidade do Panamá.

14. Boca Chica

O turismo em Chiriquí, vizinha de Bocas del Toro, vem crescendo timidamente, e por isso a pacata praia de Boca Chica se torna um destino ideal para quem busca tranquilidade. Seus frequentadores costumam ser surfistas, pescadores e praticantes de snorkeling, e também visitantes que buscam o melhor local para avistar as baleias no oceano Pacífico.

15. Isla Grande

A simplicidade mora em Isla Grande, que segue um estilo caribenho antigo em suas pequenas construções rústicas e praias com águas cristalinas e quentinhas, restaurantes servindo comidas típicas de frente para o mar durante a alta temporada e hospedagens com uma visão paradisíaca da natureza.

16. Punta Chame

Praticantes de Kite Surf e Wind Surf adoram visitar Punta Chame, por ser uma praia de ondas fortes e bastante vento, tanto é que por lá existe até um resort voltado para tais atividades, entre outros esportes radicais.

17. Isla Solarte

Assistir o pôr do sol em Solarte, em Bocas del Toro é um espetáculo a parte! A paisagem bucólica inspira uma bela caminhada na orla da praia, ou até mesmo passar um tempo relaxando, na areia ou na piscina em um dos hotéis aconchegantes da ilha, longe da agitação da capital.

18. Isla Perro

Isla Perro faz parte de San Bras, já mencionada anteriormente, porém vale o destaque deste destino especificamente para que você cogite a ideia de passar ao menos um dia todo por lá. A região possui ótimos restaurantes, que oferecem não só um cardápio regional repleto de pratos típicos com frutos do mar, mas também aluguel de redes e caiaques. O que mais chama a atenção na ilha, além do mar colorido e a areia branca, é o barco naufragado coberto de corais, bem próximo de sua orla, que é acessível até por uma caminhada dentro da água. Para curtir este momento, leve um snorkel!

19. Isla Viveros

O ponto alto de Viveros, sem dúvidas, são os resorts cinco estrelas espalhados pela ilha, todos com piscinas de frente para o mar, alguns até com bordas infinitas, e que oferecem um serviço completo de hospedagem que garantem todo o aconchego de uma viagem como esta.

Apesar de muitas praias e ilhas, Panamá é um país pequeno, que possibilita a visita de muitos desses lugares em poucos dias. Para se deslocar, o mais aconselhável é usar e abusar do Uber, que funciona muito bem por lá, ou para um maior conforto, alugar um carro. Quanto ao clima, é comum fazer calor durante todo o ano, porém a viagem é muito melhor aproveitada na época de seca, que é de dezembro a abril. No mais é só separar o protetor solar, chapéu e roupa de banho e aproveitar o melhor que o Panamá pode te oferecer.

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS