20 lugares lindos em Seychelles que você precisa conhecer

Escrito por Bruno Mendes

O belíssimo Seychelles é um país insular do continente africano, situado no Oceano Índico e contemplado por 115 ilhas. Destino turístico perfeito para os amantes de trilhas, praias de águas azuis e aquele visitante que não dispensa o luxo em suas acomodações, o local estabelece sintonia perfeita entre os mais belos exemplares da natureza e toda a sua grandeza histórica e cultural.
Inesquecível sera tomar banho naqueles mares de cartão postal, andar pelas florestas com coqueiros centenários, saborear alguns pratos e conhecer um pouco da cultura do país, por intermédio do contato direto com a população. Veja agora 20 lugares incríveis para você visitar e amar essas ilhas que merecem ser descobertas.

1. Praia Anse Georgette

IStock

Localizada na Ilha de Praslin, a praia Anse Georgette é considerada uma das mais bonitas da África. Ao chegar lá você terá a impressão de que foi um dos primeiros a pisar na areia branquinha e apreciar o esplêndido mar de águas azuladas, afinal ela conserva o tão apreciável aspecto puro, típico dos lugares com mostras naturais, sujeitas a mínimas intervenções humanas (ainda bem!).
Embora seja uma praia pública, o acesso é permitido a um número limite de banhistas, e para chegar lá é preciso passar pelo Constance Hotel and Resort. Não pense duas vezes e curta essa maravilha!

2. Ilha de Mahé

iStock

A ilha de Mahé é a maior ilha de Seychelles, o principal referencial do país e o lugar para o visitante passar mais de um dia se a ideia for conhecer o máximo de atrações possíveis. São 65 praias e mais de 100 quilômetros de litoral, na região que vivem 93 mil habitantes.
Região de entrada e saída do país, é lá que está localizada a capital Victória. Em curtas e decisivas palavras: eis o destino ideal para ser a sua base durante a trip, e também um excelente recanto para apreciar diversões na natureza, nas áreas urbanas e observar de perto o estilo de vida da população local.

3. Ilha de Curieuse

IStock

Pouco povoada e habitada por tartarugas gigantes, a Ilha de Curieuse tem um pouco menos de 8 quilômetros quadrados e pode ser acessada a partir da mais famosa Ilha de Praslin. Mais um ambiente paradisíaco remoto e “longe de tudo”, que tanto encanta os visitantes!

4. Templo Hindu – Arul Mihu Navasakthi Vinayagar

IStock

Situado na capital Victoria, esse templo de nome difícil de ser pronunciado (ok, para alguns pode não ser tanto) tem na decoração uma inusitada mescla de cores que o faz parecer com um arco iris, e é um lugar utilizado para culto pela comunidade hindu de Seychelles. Construído em 1922, ele é considerado o templo do Deus da segurança e da prosperidade.

5. Mercado de Victoria

IStock

Ainda na capital, uma ótima opção de passeio para o tão bacana momento de comprinhas e o mergulho minucioso nos hábitos culturais da população de Seychelles é ir ao Mercado de Victoria e adquirir frutos e peixes, óleos e temperos típicos das ilhas.

6. Ilha La Digue

IStock

Apontada por muitos visitantes como a melhor ilha de Seychelles, La Digue é uma das mais remotas do arquipélago e como não tem aeroporto, só é acessada a partir de uma balsa que parte de Mahé, para em Praslin e depois segue para lá.
Uma excelente dica para aproveitar melhor esse pedaço do paraíso é alugar uma bicicleta, passear pela região praiana e curtir de perto esse ambiente de atmosfera indescritível. Não perca a chance de observar as tartarugas enormes e de fotografar bastante.

7. Ilha de Praslin

iStock

Observou que a Ilha de Praslin foi citada algumas vezes nessa explanação sobre Seychelles? Chegou a hora de falar sobre ela. Identificada como “Ilha do Coco de Mer”, está situada a 40 quilômetros de Mahé (algo em torno de 15 minutos de voo) e é a segunda maior do país insular.
Nas aldeias Grand Anse e Baie Sainte-Anne vivem grande parte dos 5 mil habitantes de Pralin, e entre os principais atrativos estão a praia de Anse Georgette (perfeitamente indicada nessa lista), Anse Kerlan e Côte D’or, entre outras.

8. Museu da História Natural de Seychelles

É claro que no cenário de tantas representações da flora e da fauna há um museu interessante com boas informações sobre o tema. O Museu de História Natural de Seychelles, localizado em Victoria, não chega a ser imponente e nem tão surpreende, mas dispõe de plantas, imagens e até réplicas de animais, além de documentos históricos que trazem um pouco da narrativa do país.
O espaço ainda conta com uma pedra de granito de 80 milhões de anos, que foi descoberta em 1981. Válida atividade turística para geógrafos, historiadores ou entusiastas do sempre bem vindo aprendizado que é possível adquirir em outro país.

9. Torre do Relógio

IStock

Situada no meio do cruzamento da Abert Street com a Independence Avenue, a ‘torre do relógio’ é um dos símbolos urbanos da capital de Seychelles, e um daqueles monumentos bacanas para o turista fazer registros fotográficos e postar no Instagram.
A torre foi erguida em 1903 e, embora muitas vezes seja lembrada como “Little Big Ben” (pequeno Big Ben, em referência ao famoso ponto turístico londrino), ela foi inspirada em outro monumento de Londres, que fica no cruzamento da Vauxhall Bridge Road com a Victoria Street.

10. Praia Anse Intendance

IStock

A Anse Intandance é uma bela praia que fica na ilha de Mahé e destaca-se como uma das mais elogiadas de Seychelles. É fácil e esperado que todos se apaixonem pelas águas azuis turquesa e todo o entorno, decorado por rochas e muita vegetação.

11. Ilha Aride

Certamente a mais preservada das ilhas de Seychelles, Aride é conhecida como a “cidadela das aves marinhas” e está a 10 quilômetros da ilha de Praslin. Por lá há diferentes colônias de pássaros, como o ternão rosa e o pássaro de cauda vermelha.
O local ainda contempla uma das maiores populações de lagartos do mundo e alguns exemplares incomuns de plantas. Surpresas não faltam!

12. Bird Island

E por falar em pássaros… A ‘Bird Island’ é uma ilha privada que recebe no máximo 50 visitantes por vez, e estes são capazes de se sentirem como naufragados em um local selvagem e com toda aquele aspecto de “muito distante da civilização”.
Há 170 hectares de vegetação com belas áreas de trilha, areia branquíssima e as já habituais águas transparentes, que são ótimas para quem gosta de nadar ou praticar snorkel. Esse pedaço do paraíso fica a 30 minutos de voo da Ilha Mahé (há voos diários).

13. Restaurante Chez Jules

Vamos indicar não um restaurante luxuoso, mas um quiosque de praia muito bem avaliado pelo TripAdvisor, e que conquista o visitante pelo estômago por servir uma comidinha saborosa e em total harmonia com a atmosfera de Seychelles.
O Restaurante Chez Jules, localizado na praia Anse Banana na ilha La Digue, é um estabelecimento com clima rústico e confortável que serve lanches práticos, um delicioso peixe assado e outras refeições. Além dos pratos, há deliciosos sucos e o coco fresco, para serem consumidos diante de brisa e vista sem igual!

14. Casino des Iles

IStock

Atenção viajantes que não dispensam a diversão mais comum em Las Vegas e também muito apreciada em Macau: o Casino Des Iles, situado em Praslin, abre todos os dias das 12h30min às 03 da manhã e possui dez mesas de jogos e 50 máquinas, além de um bom restaurante para aquele pit stop providencial.

15. Casa noturna Katiolo

Tirar nem que seja um dia da viagem para aproveitar as baladas, festas ou como você preferir chamar é praticamente obrigatório, principalmente aos mais jovens. E em Seychelles, um lugar interessantíssimo chama-se Katiolo Nightclub, uma casa noturna que fica na capital Victoria.
Com amplo estacionamento e um bar que serve diferentes tipos de drinks, a casa enche MUITO a partir das meia noite e além da pista de dança, disponibiliza sofás, mesas e cadeiras para quem prefere sentar e conversar com a turma.

16. Parque Nacional Morne

O Parque Nacional Morne está situado ao sul de Victoria a mais de 900 metros acima do nível do mar. Há numerosos rios, boa variedade de plantas exóticas, morcegos, algumas aves ameaçadas de extinção, somadas às 15 espécies de aves terrestres.
Para quem gosta de trilhas, a imensa área natural é um espetáculo: há 15 quilômetros de pistas para o viajante aventureiro aproveitar a natureza e também observar a vista de paisagens históricas e até de uma antiga destilaria de canela da região. Atividade física, contato com a natureza e aprendizado em um passeio só. Tem coisa melhor?

17. Trilha Glais Tróis Freres

Mais trilhas! Porque em ambiente de tanta natureza a atividade não pode ser deixada de lado. O viajante poderá admirar uma vista impecável de Victoria, das ilhas ao leste de Mahé e do Parque Marinho Ste Anne do alto de 300 metros, ao seguir pela trilha Glais Tróis Freres. Atração certa para quem deseja postar uma ou mais lindas fotos da trip. Olha essa para ter uma inspiração!

18. Ilha Saint Anne

IStock

A Ilha Saint Anne foi descoberta em 1742 e faz parte do Parque Nacional Ste. Anne Marine. Apresentando incrível diversidade de exemplares da flora e fauna e da sempre presente vida marinha, o local agradará a todos que gostam de fazer trilhas, andar de bicicleta e praticar mergulho em águas rasas.
Há agradáveis e ótimos restaurantes por perto, então se a fome chegar você não passará perrengues. Viu só que luxo?

19. Parque Nacional de Praslin

IStock

Patrimônio mundial da Unesco desde 1983, o Parque Nacional de Praslin é preservado, tem aquele aspecto “selvagem”, e ao mesmo tempo, oferece excelente infraestrutura turística: há pequenas lojas, cafés e espaços de trilhas bem definidos, ou seja, não chega a ser uma aventura hardcore curtir as atividades naturais.
Pela área, existem várias árvores do Coco de Mer, que demora três décadas para crescer e só pode ser encontrado em Seychelles. E olha essa curiosidade: ainda que a presença seja constante em diferentes lugares das ilhas, para levar um coco para casa, o viajante precisa desembolsar mais de R$500 e uma autorização do governo. Será que vale a pena?

20. Reserva Natural Cousin

IStock

A Reserva da Ilha de Cousin, situada a 2 quilômetros de Praslin, anualmente recebe em torno de 250 mil pássaros que para lá migram e fazem seus ninhos. Com as famosas tartarugas de grande porte, o local recebe por volta de 10 mil visitantes todos os anos.

Digamos que não seja tão rápido chegar à Seychelles. Saindo de São Paulo até a capital Victoria, com escalas em Doha e Dubai, a viagem dura entre 20 horas e meia à 22 horas! Mas relaxa, pois ao chegar lá a recompensa será a melhor possível.
Outra coisa: não há grandes oscilações climáticas nas ilhas, mas entre novembro e abril as chuvas são mais frequentes. Entre maio e outono chove menos e o tempo é mais fresco, mas seja qual for o mês é viável se divertir nas distintas atrações disponíveis.

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS