8 trilhas de bike mais perigosas do mundo para os viajantes aventureiros

Escrito por Bruno Mendes

Gosta de desafios sobre duas rodas? Que tal conhecer as trilhas de bike mais perigosas do mundo e passar por momentos incríveis em terrenos acidentados? Em diferentes partes do planeta há lugares muito interessantes para quem tem o espírito aventureiro e não abre mão de passar por situações mais difíceis enquanto pedala e observa lindas paisagens.

Para você que é um viajante com esse espírito, o Viajali apresenta as 8 trilhas mais perigosas do mundo, mas tenha cuidado: pedale com cautela e se for marinheiro de primeiro viagem, busque auxílio de instrutores nos percursos, afinal você só se lembrará de boas histórias se não se machucar.

1. El Camino de la muerte – Bolívia

Só o nome já é de arrepiar. A trilha que fica na Bolívia é considerada a mais perigosa do mundo e mata entre 200 e 300 ciclistas por ano que passam pela estrada estreita com enormes penhascos.

Ainda que existam várias tragédias na via, inúmeros ciclistas do mundo inteiro vão para lá com o intuito de encarar essa experiência, digamos, sinistra!

2. Porcupine Rim, Estados Unidos

Localizada no estado de Utah, a trilha Porcupine Rim é uma das mais famosas nos Estados Unidos quando o assunto é aventura. Não são todos os ciclistas capazes de encará-la com sucesso, pois o trajeto de cerca de 13 quilômetros pela região dos cânions, exige muita técnica.

Os penhascos, a areia fofa de algumas áreas e o clima desértico (capaz de desidratar facilmente) são os principais obstáculos desse lugar lindo que merece ser fotografado por vários ângulos.

3. Alpes Maritimos – França

As curvas fechadas e o visual indescritível dos alpes franceses são um convite para os ciclistas mais talentosos nos alpes marítimos, uma região montanhosa com muitos lagos, paredes rochosas íngremes e vales profundos.

4. White Line- Estados Unidos

Se você é iniciante em mountain bike esqueça essa trilha, pois ela é só para profissionais. A White Line fica em Arizona, nos Estados Unidos, e trata-se de um penhasco quase que vertical.

Ciclistas experientes comentam que para concluí-la com êxito é necessário ter muito preparo e autoconfiança, além de preparar os pneus da bike para a maior aderência ao solo.

5. Cliffs of Moher, Irlanda

Os penhascos irlandeses de 200 metros de altura e o terreno cheio de pedras que exige atenção máxima são as maiores “encrencas” que os ciclistas podem enfrentar na trilha Cliffs od Moher, um dos lugares com a paisagem mais bonita do mundo.

Muitos ciclistas não profissionais percorrem o trajeto por conta própria, mas a dica é sempre pedalar na companhia de profissionais e, é claro, com muita atenção.

6. Annapurna, Nepal

Localizada no Himalaia, Annapurna é a décima montanha mais alta do planeta. É possível chegar a 4000 de altitude a pedaladas, em um percursso que dura 9 dias para subir e outros três na descida. Antes de ir é recomendado fazer a aclimatação e optar pelo tour guiado.

7. Garbanzo, Canadá

A trilha de Garbanzo fica localizada em uma estação de esqui a cerca de 125 quilômetros de Vancouver e é indicada para ciclistas de dois niveis: intermediários e experts. No início do trajeto há uma bifurcação com a sinalização desses níveis, portanto esteja atento para não entrar numa fria, ok?

Os principais obstáculos são as raízes das árvores e as rochas espalhadas no terreno.

8. Alasca – Yokon, Canadá

Os ciclistas que gostam de cruzar longas distâncias a pedaladas, podem optar pela trilha que liga o Alasca ao território canadadense Yokon. A temperatura por lá chega facilmente aos -8ºC, portanto, além de se preocupar com as pedras no meio do caminho é preciso usar os melhores casacos.

E aí pronto para os melhores momentos de aventura em algumas dessas trilhas?

PARA VOCÊ

COMENTÁRIOS

PELA WEB