8 vantagens de viajar sozinho pelo Brasil e o mundo

Escrito por Bruno Mendes

Fazer a festa com os amigos em viagens é a melhor coisa do mundo? Não para todos. Muita gente leva em consideração as vantagens de viajar sozinho na hora de decidir fazer as malas e pegar o primeiro avião (ônibus ou carro) rumo ao destino de férias.

É lógico que é legal juntar as pessoas queridas e ir a uma lugar especial para curtir uma experiência diferente e marcante, mas já parou para pensar que pode ser ainda mais proveitoso criar a própria programação e ter 100% de independência em todos os dias longe de casa? Confira as 8 melhores coisas em curtir a trip por conta própria!

1. Escolher as atrações que for visitar sem ter que discutir com ninguém

iStock

Não adianta. Por mais sinergia que exista entre amigos, há sempre um ou outro que bate o pé e é um pouco menos tolerante na tomada de decisões. Ao viajar sozinho, todas as decisões são suas. Quer ir à boate da moda? Vai. Quer fazer uma trilha de dificuldade elevada em plena tarde de sol escaldante? Por que não? Como é confortável poder decidir sem ouvir reclamações, concorda?

2. Não correr o risco de ter que lidar com o tédio de algum companheiro de viagem

iStock

O destino pode ser Nova York, Paris ou praias paradisíacas de alguma ilha caribenha, existe sempre o risco de um – ou mais – amigo ficar entediado por alguma razão, e o estado de espírito nada agradável “contaminar” a sua alegria. Ao viajar sozinho, você estará animado o tempo todo e quando não estiver, simples: é só ficar no hotel, descer, tomar um café e bola pra frente!

3. Acordar a hora que quiser

iStock

Você acha que acordar cedo é coisa de quartel e pensa que se a ideia é se divertir, pular da cama às 7 da matina está fora de cogitação? Viajar sem a turma evitará transtornos, pois tem sempre aquelas pessoas que querem aproveitar o dia inteiro e até colocam o despertador para tocar.

4. Escolher o hotel (não ouvir reclamações sobre o quarto)

iStock

Você não se importa se o quarto do hotel escolhido for pequeno e a localização não ser das melhores, pois o menor preço compensa? Deixe a viagem em grupo para a próxima e escolha a hospedagem que melhor adeque às suas necessidades.

5. Ninguém reclamará das bagunças no quarto do hotel

iStock

Você pode não ser exatamente um bagunceiro, mas não ver problema em deixar a toalha em cima da cama ou as roupas espalhadas pela mala e em outras partes do cômodo. Tais hábitos, contudo, podem causar alguns estresses, afinal existem pessoas muito criteriosas no quesito organização.

6. Você terá mais chances de fazer novas amizades

iStock

Ao viajar sozinho e elaborar a sua programação de viagem, você terá mais chances de conhecer pessoas novas e até estabelecer laços de amizade com uma turma diferente. Com eles poderá se divertir em lugares com menos cara de “atração turística”( ou seja, menos manjados) e que estejam mais adequados à sua preferência e personalidade.

7. A viagem será uma experiência REALMENTE pessoal

iStock

A mistura de preferências, hábitos pessoais e humores as vezes frusta algumas pessoas que viajam em grupo, mas que desejam ter uma experiência reflexiva e intimista no passeio para outro lugar. Ao estabelecer contato somente com situações que são do seu interesse, a viagem terá aquele perfil quase que – ou inteiramente, quem sabe? – terapêutico que é sempre saudável.

8. Decidir por si só se fará o mesmo passeio novamente

iStock

A viagem foi muito boa mesmo que o hotel e o transporte público da região não tenha sido grandes coisas? Ótimo, a decisão é sua de viajar novamente.

Quem sabe em outra oportunidade você não chama alguns amigos para curtir o astral do lugar e se divertir com a turma que você conheceu por lá?

 
   

PARA VOCÊ