24 atrações imperdíveis para você curtir em Bruxelas, na Bélgica

Escrito por Sheila Almendros

Bruxelas pode não ter a mesma popularidade que Paris ou Amsterdam, mas acredite, a cidade é tão apaixonante quanto. A capital da Bélgica possui as suas peculiaridades, como cartões postais curiosos (um átomo gigante e uma estátua de um menino fazendo xixi está bom para você?) e uma área urbana cosmopolita que faz contraponto com a seriedade que uma sede da União Europeia precisa ter, tudo funcionando em perfeita harmonia.

Que tal sair um pouco do eixo turístico popular do velho continente e conhecer toda a riqueza e história que este destino tem a oferecer?

O que fazer em Bruxelas?

Muitos viajantes costumam somente passar por Bruxelas, reservando dois dias das férias para conhecer a cidade com uma certa pressa. Mas sabia que por lá há muito o que fazer, a ponto de te inspirar a dar uma esticadinha a mais pela capital belga? Veja a seguir os pontos turísticos mais imperdíveis deste destino:

1. Grand-Place de Bruxelas

Foto: Reprodução / Madisha

Considerada por Victor Hugo como a praça mais bonita do mundo, a Grand-Place fica no coração de Bruxelas, e foi eleita pela UNESCO como Patrimônio Mundial, em 1998. Nela o turista encontrará alguns pontos turísticos históricos, como a Câmara Municipal e a Casa do Rei, além do melhor da arquitetura belga, datada do século XVII.

2. Atomium

Foto: Reprodução / Hayk Mikaelyan

Quando o Atomium foi construído em 1958 para uma exposição, ninguém imaginava que ele se tornaria um dos maiores ícones da cidade. A intenção inicial era que a estrutura de 103 metros ficasse montada por apenas 6 meses no Parque Heysel, mas o sucesso foi tamanho que ele acabou ficando de vez por lá. Ao passar pelo Parque Mini-Europa (que será mencionado logo mais neste post), não deixe de fazer um registro fotográfico deste gigantesco cristal elementar de ferro.

3. Manneken Pis

Foto: Reprodução / Alicia Fairclough

A icônica estátua do menino fazendo xixi tem apenas 60 centímetros e muitas lendas por trás de sua inspiração. A mais convincente é a que um filho de um duque, no final do século XII, foi pego urinando em uma árvore enquanto uma grande batalha acontecia, e o ato passou a simbolizar uma espécie de “coragem militar”. Se a história é verdadeira ou não, ninguém sabe, mas vale a pena visitar um dos monumentos mais curiosos do país na esquina da rua du Chene com a l’Etuve.

4. Parque do Cinquentenário

Foto: Reprodução / Ítalo Siqueira

O parque de 30 hectares possui lagoas, jardins e cachoeiras, além de abrigar alguns pontos turísticos, como o Museu Real do Exército e da História Militar, os Museus Reais de Arte e História de Bruxelas e o Autoworld. Mas o que chama mesmo a atenção é o esplendoroso o arco do triunfo Les Arcades du Cinquantenaire e o edifício em forma de U em seu entorno, oferecendo um cenário apaixonante aos seus visitantes.

5. Minieuropa

Foto: Reprodução / R. Aftab 221

Impressione-se com a riqueza de detalhes dos 350 miniedifícios de 80 cidades europeias diferentes no Parque Minieuropa. O local, inaugurado em 1989, possui 24.000 m² e fica dentro do Brupark, perto das linhas 6 e 7 do metrô Heysel. Você pode ter mais informações sobre ingressos e horários de funcionamento do site oficial do local, clicando aqui.

6. Jeanneke Pis

Foto: Reprodução / Hitomi

A menininha fazendo xixi pode até não ter a mesma popularidade de sua versão masculina, o Manneken Pis, mas é tão charmosa quanto! Situada em uma rua sem saída de Beenhouwersstraat, sua inauguração em 1987 foi justamente para atrair mais visitantes ao bairro, conhecido por ser o local perfeito para provar inúmeros tipos de cervejas e vinhos.

7. Palácio Real de Bruxelas

Foto: Reprodução / Te Vi Fotografando

Pertinho do Parque de Bruxelas há o Palácio Real, que apesar de não servir mais de moradia do rei desde o século passado, ainda faz parte do conjunto de edifícios da monarquia constitucional da Bélgica. Você poderá se impressionar com a arquitetura externa do local em qualquer dia do ano, mas para visitar o seu interior é necessário participar de uma visita guiada entre o dia 21 de julho e a primeira semana de setembro.

8. Galeries Royales Saint-Hubert

Foto: Reprodução / Melusinapics

Saint-Hubert é uma das primeiras galerias comerciais da Europa, divida em três alas de 200 metros de comprimento cada: a galeria da Rainha, do Rei e dos Príncipes. Por lá, o turista encontrará uma grande quantidade de lojas luxuosas, cada uma com sua impecável decoração. Andar por suas vias é como uma viagem no tempo, já que o local liga a parte histórica da cidade a mais moderninha. Acesse o edifício pelas ruas du Marché aux Herbes, des Bouchers ou de l’Ecuyer.

9. Centro Belga da Banda Desenhada

Foto: Reprodução / Maréva

O moderno edifício assinado por Victor Horta abriga um dos museus mais visitados de Bruxelas, recebendo cerca de 200 mil pessoas por ano. O acervo é totalmente dedicado à banda desenhada europeia, e certamente os fãs de histórias em quadrinhos não podem deixar de incluir esta atração no roteiro. A entrada custa em torno de 10 euros – aberto todos os dias das 10h às 18h.

10. Mont des Arts

Foto: Reprodução / Santib2

Entre o Palácio Real e a Grand Place há o Mont des Arts, um centro cultural que conta com 10 dos maiores museus e galerias de Bruxelas, além do Jardim do Mont des Arts, que oferece uma das melhores vistas do pôr do sol. Tire pelo menos um ou dois dias para conhecer todas as atrações da região, e claro, não deixe de fazer uma pausa para assistir ao fenômeno mais lindo da natureza por lá.

11. Museus Reais de Belas-Artes da Bélgica

Foto: Reprodução / Wennessoweitist

Os quatro centros de arte mais famosos do país (Museu de Arte Antiga, Museu de Arte Moderna, Museu Constantin Meunier e Museu Antoine Wiertz) possuem um acervo formado por cerca de 20.000 pinturas, esculturas e desenhos datados desde o século XV até os dias de hoje. Eles podem ser visitados de terça a domingo e os valores dos ingressos variam entre 2 a 13 euros. Dica: além das artes expostas, não deixe de admirar também a arquitetura neoclássica impressionante do Museu de Arte Antiga.

12. Museu Magritte

Foto: Reprodução / Anna Izmaylova

O lindíssimo museu localizado no Hotel Altenloh (estação Parc – linhas L1/L5) abriga diversas obras do famoso pintor belga René Magritte, como aquarelas, pinturas a óleo, desenhos, esculturas, fotografias, filmes, entre outros trabalhos. A entrada custa apenas 8 euros e o horário de funcionamento é de terça a sexta das 10h às 17h, e sábado e domingo, das 11h às 18h.

13. Museu da Cidade de Bruxelas

Foto: Reprodução / PEdram Nick Aryan

Situado no interior da Casa do Rei, na Grand Place, o Museu da Cidade de Bruxelas é responsável por narrar toda a história da cidade desde o seu surgimento. Há diversas esculturas, mapas e maquetes que mostram toda a evolução da maior área urbana na Bélgica, mas o mais curioso certamente é a exposição de mais de 600 roupas do Manneken Pis, uma verdadeira tradição em Bruxelas.

14. Parque de Bruxelas

Foto: Reprodução / Koutrouli Giota

O maior parque da cidade fica próximo das linhas 1 e 5 da estação Parc, é um convite para relaxar e apreciar a natureza, fontes e esculturas de seu entorno. Se a sua viagem está marcada para o verão europeu, aproveite a temporada para curtir os eventos promovidos no local, como shows musicais e festas gratuitas.

15. Catedral de São Miguel e Santa Gudula

Foto: Reprodução / Melinda Views

Situada no monte Treurenberg, a Catedral de São Miguel e Santa Gudula impressiona por sua arquitetura no estilo gótico, e é um dos edifícios mais importantes da cidade. Em seu interior há um púlpito barroco, confessionários de carvalho datados do século XVII, objetos litúrgicos e religiosos e também os restos mortais de Santa Gudula, falecida em 712.

16. Tribunais de Bruxelas

Foto: Reprodução / Gizem

A sede dos tribunais de justiça da Bélgica é um dos maiores edifícios da Europa, e ele pode ser visto em quase todos os pontos da cidade. Sua construção aconteceu entre 1866 e 1883, e foi necessário demolir cerca de 3 mil casas para erguer seus 26 mil metros quadrados de superfície e 104 metros de altura. Os dois andares e porão são abertos para visitação pública, e é uma das atrações que não podem faltar em seu roteiro.

17. Marolles

Foto: Reprodução / Saïd Chaara

Marolles (ou Marollen) é um antigo bairro de Bruxelas e possui uma história importante para a cidade: dizem que leprosos foram exilados nesta região, e eles foram prontamente atendidos pelas freiras de Maria Colentes (ou Marikollens). É lá que fica o edifício dos Tribunais de Bruxelas, a Église de la Chapelle – Kapellekerk, a Place du Jeu de balle – Vossenplein e diversas pinturas de Banda Desenhada belgas. Percebeu que você terá muitas coisas para apreciar por lá, né?

18. Coudenberg

Foto: Reprodução / Mint Tea

O Palácio de Coudenberg serviu por muitos anos como moradia de diversas famílias nobres, como os duques do Brabante, de Borgonha, entre outros. Em 1731, um incêndio destruiu todo o edifício, e 40 anos depois do acidente, o Place Royal (o novo palácio de Bruxelas) foi construído em cima das ruínas, que foram preservadas para a visitação pública. O acesso a essa atração é feito pelo Museu Belvue, e os ingressos variam de 4 a 8 euros (menores de 18 anos não pagam).

19. Casa-Museu Horta

Foto: Reprodução / Encre Violette

A casa e estudio do arquiteto Victor Horta tornou-se um museu em 1898, e a principal atração é justamente os dois edifícios Art Nouveau, que representam a fundo o aclamado trabalho do profissional. A atração está localizada na Rua Américaine, 25 em Saint-Gilles, aberto de terça a domingo, das 14h às 17h30.

20. Museu Autoworld

Foto: Reprodução / Tineke Van Hooland

Com mais de 300 exemplares automobilísticos de diversas marcas, épocas e países diferentes, o Autoworld oferece uma verdadeira aula sobre a criação e evolução do automóvel. Os ingressos variam entre 7 e 13 euros e o museu pode ser visitado todos os dias, das 10h às 17h durante a sua visita ao Parque do Cinquentenário.

21. Basílica Nacional do Sagrado Coração

Foto: Reprodução / Hayk Mikaelyan

A maior igreja da Bélgica (e a quinta maior do mundo) possui 89 metros de altura no estilo Art Decó, embelezando ainda mais o bairro de Koekelberg. Aproveite a visita não só para conhecer o esplendoroso edifício, mas também para curtir a vista da cidade no terraço da basílica, localizado a 53 metros de altura, oferecendo uma panorâmica de 180 graus.

22. Castelo Real de Laeken

Foto: Reprodução / Stewart Photography

A residência de verão da família real possui um vistoso jardim de 58 hectares, lagos, Torre Japonesa, Pavilhão Chinês, Estufas Reais e um campo de golfe, tudo aberto para visitação pública durante todo o ano. Somente o castelo tem data estipulada para receber turistas: entre abril e setembro. Se a sua viagem está marcada para este período, não deixe de fazer a tour guiada pelo local, e conhecer de perto os quartos utilizados por diversos reis da Bélgica.

23. Halle Gate

Foto: Reprodução / Tonstef

O Halle Gate é um monumento histórico localizado no bairro de Sint-Gillis e que já serviu como o segundo portal da cidade de Bruxelas no período medieval. Hoje, o local serve como museu e abriga uma série de obras e conteúdos educacionais, ideal para levar a criançada e aprender um pouco mais sobre a história da cidade. Aberto de terça a domingo, das 10h às 17h (na primeira quarta-feira do mês, a partir das 13h, a entrada é gratuita).

24. Parc Léopold (Leopoldspark)

Foto: Reprodução / Papi Ol

Do ladinho do Parlamento Europeu fica o Parc Léopold, um antigo parque inaugurado em 1880, e que abriga diversas atrações como o Instituto Real Belga de Ciências Naturais, a Biblioteca Solvay e a Casa da História Europeia. O local é acessado pelas linhas 1 e 5 da estação Maalbeek e a entrada é gratuita.

Algumas informações importantes

Confira a seguir algumas dicas simples e indispensáveis que podem te facilitar a vida na hora de fechar a sua viagem e montar o seu roteiro:

  • Evite o aeroporto Charleroi: ele é distante do centro, e não há trens por lá (somente ônibus ou táxi). O melhor aeroporto para chegar até Bruxelas é o Zaventem .
  • Há 3 estações de trem em Bruxelas: e caso a sua preferência seja chegar por lá por meio ferroviário, veja quais dessas estações são mais próximas do seu hotel: Bruxelles-Nord, Bruxelles-Central ou Bruxelles-Midi.
  • Bruxelas é uma cidade bilingue: por lá os moradores falam francês e flamenco (mais francês do que flamenco).
  • Ande de bondinho: é o melhor jeito de você ver os pontos turísticos durante os seus deslocamentos. São 17 linhas que funcionam das 6h até a meia noite.
  • Atenção às temperaturas de Bruxelas: de novembro a março os termômetros marcam de 0ºC e 6ºC, enquanto de abril a outubro as temperaturas giram em torno de 13ºC e 21ºC.

Onde se hospedar?

Muitas opções de hospedagens em Bruxelas ficam próximas dos principais pontos turísticos da cidade. Conheça algumas sugestões, para todos os tipos de gostos e orçamentos:

1. Hilton Brussels City – $$$$

Hotel 4 estrelas próximo ao Belgian Comic Strip Center e do centro de Bruxelas. A estrutura conta com uma luxuosa e confortável decoração moderna, wi-fi grátis, serviço de quarto diário e academia 24 horas.

2. Warwick Brussels – $$$$

Bem pertinho do La Grand Place fica o Warwick Brussels, este hotel 5 estrelas que oferece serviços luxuosos, como serviço de limusine ou transfer executivo, restaurante e bar lounge, entre outras facilidades, como café da manhã e wi-fi grátis.

3. Floris Hotel Arlequin Grand Place – $$$

Outra opção pertinho do La Grand Place com um preço mais em conta é o Floris Hotel Arlequin, com estrutura 3 estrelas, mas que não deixa nada a desejar. O local disponibiliza wi-fi e café da manhã grátis (servido no terraço, para deixar a viagem ainda mais mágica), academia, computadores e serviço de lavanderia.

4. Bedford Hotel & Congress Centre – $$

Para o viajante que quer bater perna e só saber de hotel para dormir, o Bedford Hotel & Congress Centre oferece o melhor custo-benefício. Ele fica próximo do Manneken Pis, e oferece ao hóspede serviço de lavanderia, arrumação diária, computadores no lounge, bar e restaurante e wi-fi grátis.

5. Hôtel Van Belle – $

O hotel Van Belle oferece uma decoração mais simples, sem deixar de lado o conforto que todo viajante precisa durante as férias. Conta com uma estrutura com estacionamento, bar e lounge, terraço, biblioteca, lan house, serviços de concierge, arrumação diária e equipe multilíngue. O wi-fi é por conta da casa.

15 fotos de Bruxelas que vão te impressionar

Preparado para conferir mais um pouco do que a capital da Bélgica tem a oferecer? Veja as imagens a seguir:

1. Os arcos do Parque do Cinquentenário são de arrancar suspiros

Foto: Reprodução / This Spot

2. Enquanto em seu bosque, você encontrará algumas construções fofas

Foto: Reprodução / This Spot

3. Será comum encontrar um dos personagens mais famosos da Bélgica exposto em pinturas e museus da cidade

Foto: Reprodução / This Spot

4. Detalhes impressionantes as margens do Atomium

Foto: Reprodução / Happy Akinkan

5. Falando nele, veja a diferença entre a estrutura de ferro e um pequeno monumento da Minieuropa

Foto: Reprodução / Joris Goodet

6. Os encantos do jardim do Royal Palace

Foto: Reprodução / Shamalia Mignucci

7. A tranquilidade em meio a cidade cosmopolita

Foto: Reprodução / We Love Brussels

8. Bruxelas é uma verdadeira galeria de arte a céu aberto

Foto: Reprodução / EDanhier Photography

9. Marolles e seus encantos

Foto: Reprodução / Walter van Zwienen

10. Você não pode deixar de conhecer a grandeza do Palácio da Justiça

Foto: Reprodução / Tristan Ruiz Potocki

11. O cenário de fundo perfeito: a Catedral de São Miguel e Santa Gudula

Foto: Reprodução / Bruno Carvalho

12. Viajando no tempo pelas Galerias Saint-Hubert

Foto: Reprodução / Camila D’anna

13. Bruxelas é muito conhecida pelo seu grande número de museus

Foto: Reprodução / Horocruxx

14. O pôr do sol no Mont des Arts não pode faltar em sua lista

Foto: Reprodução / Hannah Drew

15. Ou no alto do Atomium, quem sabe?

Foto: Reprodução / Sebastien Nagy

16. Como não voltar apaixonado por um cenário como este?

Foto: Reprodução / Faruk Sezgin

Bruxelas é surpreendente não só por seus pontos turísticos populares, mas também por sua história e cenários encantadores. Prepare as malas e alongue bastante as pernas – você desbravará lugares que jamais sairão de sua memória!

PARA VOCÊ