Preciso de visto para viajar para Cancun? Saiba o que é necessário

Escrito por Flávia Resende

Programar uma viagem é uma atividade prazerosa para a maioria das pessoas, mas que exige muita atenção em relação à parte burocrática. Se a viagem for internacional como, por exemplo, para Cancun, no México, o cuidado deve ser redobrado porque a exigência de documentos é maior.

Para te ajudar com a burocracia de uma viagem como essa, vamos explicar quais documentos os brasileiros precisam para viajar para esse destino.

O que é preciso para ir para Cancun?

iStock

Os brasileiros que desejam ir para Cancun devem apresentar para a imigração do país alguns documentos obrigatórios como passaporte, comprovante de endereço e Autorização de Viagem (em caso de menores de idade). Outros documentos são opcionais mas servem para que o viajante se sinta mais seguro.

Afinal, preciso de visto?

O visto não é obrigatório para cidadãos brasileiros que viajarem ao México a turismo ou a negócios, por até 180 dias (seis meses).

Passaporte

Para viajar para qualquer país, com exceção dos países do MERCOSUL (Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela), os brasileiros devem obrigatoriamente apresentar o passaporte.

É muito importante ficar atento à data de validade do passaporte. Se você fez seu passaporte recentemente, não precisa se preocupar com esse detalhe, pois em 2016 o passaporte brasileiro passou a ser válido por 10 anos – antes eram 5. Caso contrário, faça a solicitação de um novo passaporte o quanto antes, pois em algumas cidades a emissão do passaporte pode demorar.

Observar a data de validade do passaporte é importante porque para viajar para o México, é recomendável que o documento tenha validade mínima de 6 meses contados a partir da data pretendida de entrada no país de destino, com pelo menos duas folhas em branco. É importante enfatizar que, mais precisamente, segundo as autoridades mexicanas, o documento deve ter validade apenas pelo prazo da viagem.

Carteira de motorista

Devido à Convenção Internacional de Tráfego Rodoviário de Viena e do Princípio de Reciprocidade, brasileiros podem usar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) definitiva, por até 180 dias, para dirigir em mais de 100 países, incluindo o México.

Mesmo que seja permitido, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) recomenda que, antes de viajar, o motorista obtenha a Permissão Internacional para Dirigir (PID). O PID é uma versão da CNH traduzida em alemão, árabe, chinês, espanhol, francês, inglês e russo.

O PID deve ser solicitado no site do Detran. Após o pagamento da taxa, cujo valor varia de acordo com cada Detran estadual, é só agendar a entrega do documento.

Certificado Internacional de Vacinação

O México não exige que brasileiros apresentem o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP), que comprova a vacinação contra a febre amarela. No entanto, se a sua viagem tiver conexões em países que exigem o CIVP, é necessário apresentar o documento com as vacinas em dia.

Como obter o certificado: a vacina para a febre amarela deve ser aplicada, no mínimo, 10 dias antes da viagem. O certificado de vacinação deve ser guardado como comprovante para poder pedir o Certificado Internacional.

Autorização de viagem para menores

Na hora do embarque, na saída do Brasil, a Polícia Federal exige a autorização de viagem para os menores de idade que viajarem sozinhos, acompanhados somente da mãe, acompanhados somente do pai ou em companhia de terceiros responsáveis.

O formulário de autorização de viagem deve ser preenchido e assinado em duas vias.

Permanência máxima no local

Sem visto, os cidadãos brasileiros em viagens a turismo ou a negócios podem permanecer no México por até 180 dias (seis meses).

Seguro viagem

Apesar de o México não exigir a contratação do Seguro Viagem, o mesmo dá mais segurança ao viajante. Caso ocorra algum imprevisto durante a viagem que faça com que o brasileiro necessite de atendimento médico, o seguro cobre o atendimento e demais despesas. Antes de contratar, leia atentamente o que o seguro cobre.

Endereço da estadia

O governo mexicano exige que o cidadão brasileiro apresente uma carta convite de um cidadão mexicano explicando que hospedará o brasileiro em sua casa e informar endereço e telefone ou uma cópia de reserva do hotel onde ele ficará hospedado.

Comprovante de capacidade financeira para custear a permanência no país

A capacidade financeira pode ser comprovada através de dinheiro em espécie, cartão de crédito ou traveller checks.

Passagens de ida e volta

Apresentar a passagem de volta é mais uma forma de comprovar que você não tem interesse em ficar no país além do período permitido.

Motivo da viagem

O motivo da viagem pode ser comprovado através de ingressos de passeios, eventos, convite para participar de eventos, reuniões de negócios, tickets de ônibus, entre outros.

Uma dica é fazer uma lista com os documentos mencionados e colocá-los em uma pasta de fácil manuseio para ter os documentos sempre em mãos. Ninguém quer passar pelo transtorno causado pelo esquecimento de um documento em casa, não é mesmo?

Em quais casos é necessário visto?

Apesar de o México não exigir visto de cidadãos brasileiros nos casos mencionados, há algumas situações em que o documento é necessário, como uma escala nos Estados Unidos. Em um voo Brasil – Estados Unidos – México, por exemplo, o visto americano tem que ser apresentado no momento do check-in no Brasil.

Não importa se você viaja com frequência ou ocasionalmente, com uma boa organização é possível viajar com tranquilidade para Cancun e aproveitar ao máximo as experiências da viagem!

PARA VOCÊ