15 destinos baratos e pouco conhecidos em São Paulo para você explorar

Escrito por Liz Santana

Você está de férias, mas não quer viajar para os mesmos lugares de sempre? Saiba que o estado de São Paulo é repleto de atrações divertidíssimas e, o melhor: baratas. Então dá para levar a família toda para desbravar as regiões mais lindas. Listamos aqui destinos pouco conhecidos em São Paulo para você escolher.

Continua após o anúncio

1. Petar – Iporanga

Nossa primeira opção de destinos pouco conhecidos em São Paulo é o Petar. Formado pela maior concentração de cavernas da América Latina, o local possui trilhas, cachoeiras, rios e montanhas. Ou seja, o local é perfeito para aventureiros viajando sozinhos ou em dupla. Além disso, lá é possível praticar esportes radicais, como boia cross, rapel, cascading, entre outros. Só se lembre de fazer as atividades acompanhado de um guia.

Quando ir: a melhor época para conhecer o Petar é de abril a novembro, por causa da estabilidade do tempo e das chuvas mais reduzidas.

2. Paranapiacaba – Santo André

Bem pertinho da capital, está a Vila Paranapiacaba, um local charmoso e considerado histórico para os visitantes. Primeiramente, você conhecerá uma das ferrovias mais antigas que é também ponto turístico. Além disso, ainda poderá desbravar o Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba, reserva da Mata Atlântica que possui uma infinidade de trilhas. Sem dúvidas, um lugar imperdível para ir com toda a família.

Quando ir: julho é considerado o melhor mês para conhecer a cidade, por causa do Festival de Inverno. Aliás, nos finais de semana, a cidade fica repleta de pessoas que vão em busca das apresentações artísticas.

3. Cachoeira da Usina – Parelheiros

Bem ao sul de São Paulo, está uma cachoeira de águas limpas que desemboca no Rio Capivari. Ela fica a 49 km da capital e o seu acesso é feito por meio das trilhas da Bica, do Mirante e do Telégrafo, cada uma com níveis diferentes de dificuldade. Portanto, se você busca destinos pouco conhecidos em São Paulo, conheça a Cachoeira da Usina.

Quando ir: os meses entre abril e novembro são os melhores para conhecer as cachoeiras do interior de São Paulo, por causa das poucas chuvas.

4. Templo Zu Lai – Cotia

Se você está fugindo de locais batidos e precisa de opções de destinos pouco conhecidos em São Paulo e diferenciados, conheça o Templo Zu Lai. Esse é um templo budista, com 10 mil metros de extensão e construído com materiais chineses. Além de ser um local de contemplação, ele é perfeito para quem gosta de tranquilidade e paz. Por fim, essa é uma ótima opção para ir com a família.

Quando ir: o templo é visitado durante todo o ano. No entanto, no site você pode encontrar as datas dos eventos, cursos e festivais que ocorrem por lá.

5. Areia que Canta – Brotas

Areia que Canta é um dos destinos pouco conhecidos em São Paulo que você pode ir tanto para curtir quanto para relaxar. A nascente é formada por águas cristalinas, com areias bem branquinhas e um cenário inesquecível para quem a visita. Aliás, o ambiente é perfeito para casais em lua de mel, que podem ficar hospedados no hotel local ou não.

Continua após o anúncio

Quando ir: os meses de novembro a março são os melhores para conhecer o local, por causa do calor do verão.

6. Praia do Português – Ubatuba

Também conhecida como “praia escondida”, é o lugar perfeito para descansar durante as férias. Com águas calmas e claras, é uma das praias mais bonitas do litoral, além de ser uma opção barata para viajar durante as férias com a família. No entanto, ela só pode ser acessada na maré baixa e seu caminho passa por dentro de uma propriedade privada, partindo de outra praia.

Quando ir: o melhor período para conhecer a Praia do Português é ao longo dos meses de verão.

7. Furnas do Bom Jesus – Pedregulho

Outro local dessa lista de destinos pouco conhecidos em São Paulo é o Parque Estadual das Furnas Bom Jesus, reserva que possui cachoeiras e mirantes. Seu acesso é realizado através de trilhas e ao final você encontrará a Cascata Grande, uma queda d’água com 132 metros de altura. Sem dúvida, um lugar imperdível para conhecer durante as férias. Seu acesso é gratuito, ideal para quem quer economizar.

Quando ir: os melhores meses para conhecer as cachoeiras e trilhas são aqueles entre abril e novembro.

8. Praia do Cedro – Ubatuba

Praias são opções em conta para famílias que desejam relaxar nas areias ou curtir um sol. Por isso, a Praia do Cedro é um dos destinos pouco conhecidos em São Paulo que vale a pena conhecer. Seu acesso é feito através de uma estradinha de terra e uma trilha de quarenta minutos. Apesar de ser um pouco distante, é uma atração imperdível, pois o cenário final compensa a caminhada.

Quando ir: embora chova o ano todo em Ubatuba, principalmente no verão, esses são os meses nos quais há mais calor e o mar está mais calmo. Durante o inverno, chove menos, mas o mar fica mais revolto.

9. Pico dos Marins – Piquete

Esse lugar é ideal para quem curte montanhismo e atividades radicais. Localizado numa das maiores montanhas brasileiras, o pico proporciona aos visitantes uma vista maravilhosa. Você poderá contemplar a paisagem, ao mesmo tempo em que desfruta do clima e aproveita a experiência. Lembrando que a trilha deve ser feita com o auxílio de alguém que conheça o local.

Quando ir: apesar do frio que faz no topo, os meses de junho e julho são os melhores para conhecer o Pico dos Marins.

10. Praia do Bonete – Ilhabela

Outra indicação de destinos pouco conhecidos em São Paulo – e também baratos – é a Praia do Bonete. A praia pode ser acessada por meio de uma trilha, localizada dentro do Parque Estadual de Ilhabela, ou por barco. O local costuma atrair muitos aventureiros e pessoas que gostam de esportes radicais no mar, como surfistas. Por fim, é ideal para ir sozinho ou com amigos.

Quando ir: os meses de novembro e março são os melhores por causa da tranquilidade do local, que fica com um menor fluxo de pessoas.

11. Queda do Meu Deus – Eldorado

Com 53 metros de altura, a Queda do Meu Deus fica localizada na região do Petar e suas águas passam também pela Caverna do Diabo. As águas são limpas e geladas, bem convidativas para um mergulho. Para ter acesso, é preciso caminhar quase 1 hora de trilha e pagar um valor de R$ 15 por pessoa, destinado à manutenção do local.

Quando ir: embora tenha visitantes durante todo o ano, os melhores meses para conhecer a cachoeira estão entre março e maio.

12. Barra do Una – São Sebastião

Se você ama a natureza e seus fenômenos, vai gostar de ver o encontro do rio com o mar na Barra do Una. O mar é calmo e convida para um relaxante banho nas suas águas, além da vista do local ser lindíssima. Aliás, é de lá que partem os barcos que levam às ilhas de São Sebastião, um dos destinos pouco conhecidos em São Paulo.

Quando ir: o carnaval costuma ser o período mais visitado. No entanto, o local recebe turistas durante o ano todo.

13. Praia de Castelhanos – Ilhabela

Essa praia é perfeita para praticar surf e outros esportes marítimos radicais. As águas são limpas e, as areias, branquinhas. No entanto, o acesso só pode ser feito por bicicletas ou veículos 4×4, numa estrada de 15 km de extensão. O longo percurso é compensado pelo banho de mar e pelo cenário para várias fotos. A praia costuma ser visitada por aventureiros e casais em busca de aventura.

Quando ir: todas as praias de Ilhabela podem ser visitadas durante todo o ano, mas é no outono que as temperaturas ficam mais amenas.

14. Gruta do Anjo – Socorro

Se você gosta de natureza, se aventure nesse lugar paradisíaco. Pedreira desativada, a gruta possui uma piscina natural profunda, que deixa os visitantes apaixonados e boquiabertos. Essa é uma ótima opção de destino pouco conhecido em São Paulo, que dá para ir sozinho ou até mesmo acompanhado. Afinal, as melhores experiências devem ser compartilhadas, não é mesmo?

Quando ir: se você deseja ver a beleza da gruta e as suas cores, visite o local nos meses de dezembro e janeiro, período no qual o sol fica sob o lago.

15. Cachoeira dos Pretos – Joanópolis

Nossa última dica dessa lista de destinos pouco conhecidos em São Paulo é uma cachoeira de 154 metros de altura. Para chegar lá, você precisa pegar uma pequena trilha, que leva a um local com restaurantes e área de camping. Bem perto, existe a opção de se hospedar em chalés, ou você pode simplesmente fazer um bate e volta – que custa R$ 37, partindo de São Paulo.

Quando ir: março, maio, junho e agosto são os meses mais interessantes para conhecer a cachoeira e desfrutar das suas águas.

Além dessas opções que citamos, existem muitos outros destinos pouco conhecidos em São Paulo que também merecem uma visita. E se você quiser aproveitar e conhecer a capital, descubra esses passeios baratos e interessantes para fazer em São Paulo.

 
   

PARA VOCÊ