20 ilhas do Caribe que precisam entrar no seu roteiro

Escrito por Bárbara Costa

Viajali

Que o Caribe é uma região paradisíaca e rodeada por águas azuis cristalinas, muitos já sabem, não é? Mas quais são as ilhas do Caribe que realmente valem uma visita?

A beleza surreal do lugar pode tornar essa decisão difícil. Por isso, separamos aqueles cantinhos que você não pode deixar de ir. Confira!

20 ilhas fantásticas do Caribe que vão te fazer querer partir hoje

Se você é amante das praias, precisa considerar visitar alguma ilha banhada pelo Mar do Caribe. Saiba quais são as melhores opções da região. As imagens são de encher os olhos!

1. Aruba

Entre as belíssimas praias locais, destacam-se a Eagle Beach, dona de uma areia branquinha e um mar tranquilo, a Mangel Halto, que permite mergulhos entre seus recifes de águas rasas, e a Baby Beach, mais afastada do agito. Aruba também conta com o Arikok National Park, formado por desertos irregulares, com cavernas e uma piscina natural.

As opções de hospedagem incluem desde resorts relaxantes, com visuais de tirar o fôlego, até hotéis e cassinos agitados. Quando bater aquela fome, não se preocupe: a região oferece experiências gastronômicas não só locais ou típicas da América Central, mas europeias, norte-americanas, italianas, etc.

Como chegar: o Aeroporto Internacional Rainha Beatrix fica na capital Oranjestad. Não há nenhum trajeto direto do Brasil, mas as companhias oferecem linhas com conexões em Caracas, Bogotá ou no Panamá. Vale destacar que Aruba é uma das principais paradas dos Cruzeiros que percorrem o Caribe, então o navio também é uma opção para chegar até lá.

2. Curaçao

Essa ilha colonizada pela Holanda — e com uma arquitetura que lembra o país europeu — fica a 70 quilômetros da Venezuela. Trata-se do lugar perfeito para curtir praias deslumbrantes com um clima agradável por todo o ano e fora da rota dos furacões.

No lado oeste da ilha, você encontra Cas Abao (com águas que vão do transparente ao azul-claro), Kenepa Grandi (e sua enorme piscina natural) e Porto Mari (praia tranquila e sem ondas). Além das atrações marítimas, Punda, o lado antigo da capital de Curaçao, e a charmosa Ponte Queen Emma valem uma visita.

Na hora do almoço ou jantar, você pode ir a um dos restaurantes de frente para o mar, como o Hemingway e o Green House, e se fartar!

Como chegar: o Aeroporto Internacional Hato fica em Willemstad e recebe voos internacionais — do Brasil, as opções têm conexão. Como os cruzeiros passam por lá, o navio é uma alternativa.

3. Turks and Caicos (Ilhas Turcas e Caicos)

Esse paraíso caribenho (e bem badalado!) fica a uma hora e meia de voo de Miami e é dependente do Reino Unido. Grand Turk é referência quando o assunto é mergulho, pois abriga um dos recifes mais longos do mundo. Já Providenciales, com sua praia Long Bay, atrai os amantes de Kiteboard, enquanto Grace Bay é a praia local mais famosa.

Os casais em lua de mel podem aproveitar os resorts e excelentes hotéis com aquela vista sensacional. Para a hora do jantar, o local conta com charmosas opções, como o Coco Bistro, o Provence e o Ristorante Via Veneto.

Como chegar: o aeroporto internacional fica na ilha de Providenciales, sendo que a maioria dos visitantes chega por Miami.

4. Barbados

O país natal da cantora Rihanna não fica atrás quando falamos de areia extremamente branca e mar deslumbrante: as águas mornas de Barbados atraem visitantes de todo o mundo. A arquitetura inglesa da capital Bridgetown e a hospitalidade das pessoas também encantam os turistas. A ilha paradisíaca é bastante procurada para casamentos ou por casais em lua de mel.

Na costa oeste, está a Silver Sands, praia perfeita para os amantes de esportes. Já na parte sul, o destaque vai para Accra Beach, mas a mais conhecida praia local é Crane Beach, em Bridgetown.

Para se hospedar, há resorts sofisticados, casarões coloniais e pousadas. Durante as refeições, a dica é se deliciar com os pratos típicos, que levam frutos do mar e bastante pimenta.

Como chegar: a menos de 20 quilômetros do centro de Bridgetown, está o Aeroporto Grantley Adams (a maior parte das pessoas chega por Miami). O Terminal de Cruzeiros fica no centrinho da capital.

5. Jamaica

A terceira maior ilha das Grandes Antilhas é o berço da cultura rastafári. A terra do cantor Bob Marley e do reggae tem desde uma vegetação exuberante a cavernas — além, é claro, das indescritíveis praias banhadas pelo mar do Caribe.

A cidade de Negril reúne a música típica (e contagiante!) local, Bloody Bay e Cousin’s Cove, praias exuberantes. Já em Montego Bay, você encontra cachoeiras e as cavernas jamaicanas. Ocho Rios, por sua vez, encanta com suas belezas naturais.

As opções de hospedagem são democráticas, reunindo tanto resorts quanto albergues. Aproveite os bares animados ao som de reggae e experimente os churrascos de carne que fazem sucesso!

Como chegar: o Aeroporto Internacional de Sangster fica em Montego Bay e é ideal para quem vai visitar Negril ou Ocho Rios. Não há voos diretos do Brasil, sendo que as conexões são feitas nos Estados Unidos e no Panamá.

6. Bahamas

Esse país caribenho é formado por nada menos do que 700 ilhas, mas New Providence, onde fica a capital Nassau, e Paradise Island são as principais. Nesta última, está localizado o Atlantis, um complexo de hotéis que, devido ao seu tamanho, é um cartão-postal do lugar. Por lá, há um aquário, um parque aquático e as estonteantes praias Cove, Paradise Beach e Atlantis (além de Cabbage Beach, que fica próximo e também vale uma visita).

Suas águas em variados tons de azul são ideais para mergulho, pois abrigam inúmeras espécies de peixes. Os luxuosos resorts contam com ótimos restaurantes e a avenida principal de Nassau, Bay Street, reúne alguns bares.

Como chegar: não existem voos diretos do Brasil para as Bahamas, mas é possível aterrissar no Aeroporto Internacional Lynden Pindling, em Nassau, de Miami, do Panamá e de outras cidades do Caribe.

7. Ilhas Cayman

Esse território britânico do Caribe é formado por três ilhas: Little Cayman, Cayman Brac e Grand Cayman, onde fica a capital George Town. Nesta última, há o Museu Nacional e o The Wreck of the Ten Sail, em que os visitantes conhecem onde naufragaram dez barcos em 1974.

Se você quiser curtir o sossego de uma praia, pode visitar a Cemetary Beach, que fica na área central e é ideal para snorkeling, além de Rum Point e Seven Mile Beach.

Já na hora de fazer suas refeições, certamente não haverá problemas, já que a capital gastronômica do Caribe conta com, aproximadamente, 200 restaurantes. O destaque vai para o sofisticado Upstairs Restaurant, o típico Big Tree Bbq e o VIVO, que sai mais em conta.

As hospedagens incluem tanto hotéis luxuosos quanto alternativas mais simples.

Como chegar: o local fica a uma hora de voo de Miami. O Aeroporto Internacional Owen Roberts está localizado na capital George Town.

8. Trinidad and Tobago (Trindade e Tobago)

Localizado no largo da costa nordeste da Venezuela, esse destino é pouco óbvio e tem tudo para encantar você. As praias Pigeon Point e Nylon Pool, uma piscina de coral, ficam na ilha de Tobago (a mais turística e menos povoada) e são pontos que não podem ficar de fora do seu roteiro.

Já em Trinidad, Maracas, que fica a uma hora de carro da capital Port of Spain, é uma das praias mais recomendadas. A distância de 33 km entre as duas ilhas pode ser percorrida de avião ou balsa.

Entre os hotéis, destacam-se o Hyatt Regency Trinidad e L’Orchidee Boutique Hotel — além de pousadas mais rústicas, onde você ficará em contato com a natureza.

Os restaurantes servem tanto pratos típicos quanto iguarias internacionais, como chinesas ou italianas. A cozinha indiana também é bem forte no local, já que há muitas pessoas do país por lá.

Como chegar: a Copa Airlines conta com voos para o Aeroporto Internacional de Piarco (que atende Port of Spain), com conexão na Cidade do Panamá.

9. St. Lucia (Santa Lúcia)

Trata-se de um lugar pouco conhecido, que fica no leste do Caribe e é percorrido de norte a sul por uma cadeia de montanhas. Se você está em busca de descanso, mas sem deixar o requinte de lado, St. Lucia é o destino ideal. Visitar o vulcão, percorrer trilhas e ir a cachoeiras farão parte de sua rotina no local, diferentemente da de outras ilhas caribenhas.

É lá que está um dos melhores hotéis do mundo: o Jade Mountain Resort. Mas, já que o turismo de luxo é o forte do local, há outras opções de resorts que não ficam atrás, como o Ladera e o Viceroy Sugar Beach.

Na hora das refeições, você pode escolher entre restaurantes sofisticados (o do Jade Mountain é um deles) e outros de preços moderados. O prato típico de St. Lucia é o roti, uma espécie de panqueca com variados recheios e molhos. Vale experimentar!

Como chegar: o Hewanorra International Airport, que fica ao sul da ilha, recebe voos de outros países, como Estados Unidos e Canadá. O trajeto mais escolhido pelos brasileiros é via Miami, mas também é possível chegar a St. Lucia a partir de voos das demais ilhas do Caribe.

10. Ilha de São Domingos

A segunda maior ilha do Caribe, que fica atrás apenas de Cuba, inclui a República Dominicana e o Haiti. O município dominicano Punta Cana é um dos que mais recebe visitantes do Brasil.

Os resorts e suas exuberantes piscinas farão com que você só queira abandoná-los para desfrutar das belíssimas praias (como Bávaro, Ilha Saona e Cabeza de Toro). Durante a noite, essas opções de hospedagem contam com bares.

Já Santo Domingo, além de capital da República Dominicana, é a primeira cidade das Américas. Então, um de seus principais atrativos é a charmosa Zona Colonial, um bairro conservado e que ainda mantém algumas muralhas. Na área central, há o Parque Monumento Natural Cueva Los Tres Ojos, com incríveis lagos subterrâneos.

Como chegar: tanto Punta Cana quanto Santo Domingo contam com aeroportos internacionais. Há opções de voos do Brasil para o local, com conexões na Cidade do Panamá, em Lima, Santiago, Bogotá ou Caracas.

11. Antígua e Barbuda

Essas 37 ilhas entre o mar do Caribe e o Oceano Atlântico são pouco conhecidas, mas, nem por isso, menos surpreendentes do que os demais destinos caribenhos. Os pontos preferidos pelos turistas ficam ao sul da ilha de Antígua, como English Harbour, Freeman’s Bay e Falmouth Harbour, onde há inúmeros portos naturais de águas calmas.

A ilha de Barbuda, por sua vez, é mais tranquila e menos povoada, com praias muito preservadas e bancos de areia de encher os olhos — com destaque para Coco Point e Princess Diana Beach. Para almoçar ou jantar, o sofisticado SUN RA oferece um cardápio internacional, já o Papa Zouk conta com o melhor da culinária local.

Como chegar: Antígua abriga o Aeroporto Internacional V. C. Bird, que recebe voos dos Estados Unidos, do Canadá e de outras ilhas do Caribe. Para os brasileiros, o mais recomendado é pegar um voo a partir de Miami. Para se locomover entre as ilhas, o meio mais utilizado é o catamarã.

12. St. Martin

A ilha é dividida em duas partes: a de cima é francesa, e a de baixo, holandesa. Se você está em busca de agito, não deixe de conhecer o lado holandês de St. Martin e suas boates, seus cassinos e as inúmeras lojinhas na capital, Philipsburg. Já Marigot, capital do território francês, conta com praias mais calmas e ótimos restaurantes.

A praia mais badalada do local é Orient Beach, mas Maho Beach, que fica em frente ao aeroporto internacional, também chama atenção. Long Bay, por sua vez, é uma enorme piscina natural que promete encantar qualquer turista.

Para se hospedar, você pode escolher entre um dos resorts e spas bem aconchegantes. Na hora das refeições, há alternativas sofisticadas, como o francês L’Escargot, e outras simples, como o Sky’s the Limit, que serve comida crioula.

Como chegar: o Aeroporto Princess Juliana, localizado no lado holandês, é o principal. Do Brasil, há voos com conexão em Miami, Atlanta ou Panamá.

13. St. Barth

A combinação perfeita entre luxo e natureza está, certamente, em St. Barth. O território francês é famoso por seus beach clubs, pelas praias estonteantes e pelos restaurantes badalados.

Como a infraestrutura é o forte do lugar, há muitas opções de hospedagem de qualidade. Alguns dos exemplos são o Hotel Le Sereno (que fica na lagoa Grand Cul-de-Sac, envolta em uma barreira de corais) e o Hotel Le Toiny.

A praia mais central, próxima do aeroporto, é Baie de Saint-Jean, onde ficam o badalado Nikki Beach e outros restaurantes. Já a faixa de areia mais tranquila está em Anse des Flamands — ainda assim, o luxuoso Cheval Blanc garante uma boa infraestrutura por lá. Os pratos servidos são predominantemente franceses, com alguns traços regionais.

Como chegar: é possível chegar à ilha partindo de St. Martin, Miami, Atlanta ou Nova York.

14. Cuba

Não faltam atrativos na maior ilha do Caribe: o mais difícil é escolher o que não pode ficar de fora do seu roteiro!

Além das belas praias, a capital Havana é parada obrigatória para os turistas, com sua Havana Vieja e os castelos, restaurantes e bares famosos (entre eles, destacam-se o La Bodeguita del Medio e o El Floridita. Não deixe de experimentar o Daiquiri, drink típico do local). Há, ainda, museus e construções históricas que valem uma visita na cidade.

A apenas duas horas de carro da capital, fica Varadero (e seus resorts), península que faz sucesso entre os visitantes de fora do país. Já Cayo Santa Maria, Cayo Coco e Cayo Guillermo são locais mais distantes de Havana — e, portanto, mais exclusivos. Além dos resorts, atualmente há opções mais simples de hospedagem, como casas de moradores e Airbnb.

Como chegar: os voos que partem do Brasil para Cuba têm conexões em lugares como Cidade do Panamá, Bogotá e Peru.

15. Anguilla

Esse território britânico tem menos glamour do que ilhas caribenhas como St. Barth, mas, ainda assim, conta com hotéis de luxo e ótimos restaurantes. O hotel Cap Juluca, por exemplo, abriga o Restaurante Pimms e suas mesas de frente para o mar. Já o Four Seasons tem o Sunset Lounge em seu interior, onde você pode degustar as delícias da culinária japonesa e experimentar os drinks da casa.

Entre as paradisíacas praias, destacam-se a Shoal Bay East, que fica no Zemi Beach House Resort & Spa, a Little Bay, que encanta com suas falésias, e a Meads Bay, com sua enorme faixa de areia branca.

Como chegar: o aeroporto internacional mais próximo fica na ilha vizinha St. Martin, a partir da qual você pode ir por via marítima (ferry) ou aérea até Anguilla.

16. Guadalupe

Esse departamento francês é dividido entre Basse-Terre, Grande-Terre e outras ilhas próximas.

A primeira região abriga a capital do arquipélago, de mesmo nome, e tem um visual montanhoso, um vulcão adormecido e uma densa floresta tropical. Como atrativos turísticos, destacam-se as cachoeiras e praias — como Grande-Anse, que é a maior praia de Guadalupe, e Malendure, que chama atenção por sua areia negra.

Grande-Terre, por sua vez, é onde estão os resorts e as excelentes praias para os surfistas. Mais ao norte, fica a paradisíaca praia de La Caravelle. Já ao sul de Grande-Terre, localiza-se o conjunto de ilhas Les Saintes, com suas águas quentes e baías.

Na hora das refeições, não deixe de provar os típicos matété de caranguejo e accras de bacalhau.

Como chegar: o Aeroporto Internacional de Pointe-à-Pitre fica em Grande-Terre e recebe voos dos Estados Unidos, do Canadá, da Europa e de outras ilhas do Caribe. Não há voos diretos entre o Brasil e Guadalupe.

17. São Vicente e Granadinas

O país, localizado nas Pequenas Antilhas, é um dos mais próximos de Barbados. A ilha principal é São Vicente, repleta de montanhas e dominada pelo vulcão Soufrière, cujo trekking dura seis horas de caminhada. O local é o preferido dos velejadores no Caribe e suas ilhas são quase desertas, bem menos exploradas turisticamente do que as demais.

Bequia, uma das Granadinas, fica a uma hora de ferry da capital Kingstown, localizada em São Vicente. Na ilha, há as tranquilas praias Princess Margaret e Lower Bay.

Como opção de hospedagem, o Tropical Hideaway Boutique Hotel, Suite’s and Villa’s faz sucesso entre os visitantes. Já entre os restaurantes, destacam-se o The Fig Tree e o Sugar Reef Café.

Como chegar: há voos diretos da Costa Rica para São Vicente, pela companhia aérea Liat, e para as Granadinas, pela American Eagle. Também é possível chegar a partir dos vizinhos Barbados, St. Lucia e Granada.

18. Ilhas Virgens Americanas

O território norte-americano é formado por três ilhas principais: St. Croix, St. John e St. Thomas. Suas águas cristalinas, com variados peixes e corais, impressionam todos que passam por lá.

A praia de Trunk Bay faz parte do Parque Nacional das Ilhas Virgens, que fica em St. John, e surpreende com o mar turquesa rodeado por uma exuberante floresta tropical. Um dos atrativos do local é visitar os recifes de corais. A paradisíaca Buck Island, por sua vez, é uma ilha desabitada, próxima a St. Croix, própria para mergulhar e passear de barco.

Para se hospedar, uma opção que se destaca é o Olga’s Fancy Hotel, em St. Thomas, onde ficam as incríveis Magen’s Bay e Coki Beach.

Como chegar: há voos diretos de Miami para St. Thomas.

19. Porto Rico

Esse território não incorporado dos Estados Unidos abriga a ilha principal (Porto Rico) e outras menores, como Vieques e Culebra. A capital, San Juan, tem feito sucesso entre os visitantes com seus casarões do século XVI. Em Old San Juan, não deixe de ir aos parques nacionais americanos Castillo de San Cristóbal e Castillo San Felipe del Morro.

A cidade de Aguadilla chama atenção por suas belíssimas praias. A Crash Boat Beach, com águas a uma temperatura bem agradável, tem barzinhos e barracas, além do píer que ganha os turistas.

Como opção de hospedagem, destaca-se o Villa Cofresi Hotel, com uma vista incrível. Já em San Juan, há os bem conceituados Hotel Renaissance La Concha e Ritz-Carlton.

Ah! Não deixe de experimentar o mofongo, prato típico do local à base de banana verde!

Como chegar: a Copa Airlines oferece voos com conexão na Cidade do Panamá.

20. Ilhas Virgens Britânicas

Trata-se de um cenário de filme, formado por 60 ilhas e conhecido como “ilha secreta”. Nesse destino exclusivo e muito bem preservado, você pode aproveitar o contato com a natureza para fazer mergulhos, snorkeling ou passeios de barco — aliás, esse é o melhor meio de se locomover entre as ilhas isoladas e paradisíacas.

A ilha principal é Tortola, dona da maior frota de barcos do Caribe. É por lá que ficam as tranquilas praias de Long Bay e Cane Garden Bay (além do Long Bay Resort). Já Virgin Gorda é a terceira maior ilha do arquipélago e abriga um mágico labirinto de grutas.

Como chegar: é possível chegar ao local via Panamá, com escala em St. Martin, e via Miami, indo até St. Thomas e pegando um ferry para Tortola ou Virgin Gorda.

Motivos não faltam para explorar essa região tão linda e encantadora. Agora é só escolher o tipo de viagem que deseja fazer e escolher a ilha que mais se encaixa nos seus planos!

20 fotos das ilhas do Caribe que farão você comprar as passagens agora mesmo!

Achou que as imagens surreais desse lugar mágico tinham acabado? Pois bem: espere só até ver as inacreditáveis fotos das ilhas do Caribe a seguir. Boa viagem!

1. Além do mar, o pôr-do-sol tem várias tonalidades por lá

2. E não é raro que o mar se confunda com o céu

3. Sobre a areia branquinha, não é má ideia aproveitar para descansar em uma rede, concorda?

4. Um casamento por essas areias, então, seria inesquecível

5. A mistura entre a areia e as águas faz a gente até duvidar que o lugar seja real, não acha?

6. Você prefere verde ou azul? Nem precisa decidir, porque tem mar para todos os gostos

7. Já que a água nunca vai deixar a desejar, resta escolher a melhor sombrinha…

8. Ou é melhor um barco?

9. Imagina a sensação de navegar por essas águas surreais?

10. Ainda dá para conhecer outro lado: os encantadores amimais aquáticos que habitam o lugar

11. Você teria coragem de nadar com eles?

12. Na superfície, são os flamingos que vão encantar você!

13. Além do azul, o verde é figura marcada pelas ilhas do Caribe

14. O contraste entre as duas cores é simplesmente incrível

15. Inúmeros tons podem compor a paisagem, aliás

16. Para completar, o delicioso som das águas batendo na areia (só de olhar dá para imaginar, não é mesmo?)

17. E é claro que o entardecer é um espetáculo à parte

18. Todo esse visual pede um brinde

19. Afinal, não é sempre que o dia termina assim

20. Basta seguir seu caminho e se jogar. Topa?


E então? Depois de todas essas imagens e informações, você ainda está em dúvida se deve ou não visitar as ilhas do Caribe? Aproveite o luxo dos resorts ou a praticidade de hospedagens mais simples, conecte-se com a natureza, coma maravilhosamente bem e se jogue nessas inacreditáveis águas!

PARA VOCÊ