Machu Picchu: guia completo do destino mais famoso do Peru

Escrito por Sheila Almendros

Cercada por histórias, lendas e mistérios, a cidade inca de Machu Picchu foi descoberta pelo historiador americano Hiram Bingham em 1911, e eleita como Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade pela UNESCO em 1983. Desde então o local recebe 2.500 visitantes por dia, vindos de todas as partes do planeta, que desejam conhecer de pertinho esta que é uma das sétimas maravilhas do mundo.

E se você está com viagem marcada ou incluiu esse destino em sua lista de desejos, não deixe de conferir este guia completo com todas as dicas necessárias para que a sua viagem seja ainda mais organizada e perfeita:

Mapa

A cidadela de Machu Picchu fica acima do vale do rio Urubamba, no alto da Cordilheira dos Andes no Peru. Ela está a 112 km de Cusco, 904 km de Trujillo, 1070 km de Chiclayo e 1.183 km de distância de Lima, capital do país.

Como chegar

iStock

Para chegar até Machu Picchu é necessário passar por 3 etapas de transportes. São elas:

  • Avião: o primeiro destino partindo do Brasil é Lima. Da capital peruana, é necessário pegar mais um voo até Cusco, com duração de uma hora de viagem.
  • Trem: a próxima etapa da viagem é partir de Cusco até Águas Calientes. O percurso é feito de trem em uma ou duas horas pela operadora Peru Rail. Os preços podem variar de acordo com a categoria escolhida.
  • Trilha: chegando em Águas Calientes é hora de se alongar e partir para as trilhas. Há a opção de chegar até Machu Picchu de ônibus, mas o jeito mais clássico é ir caminhando e curtindo a paisagem do itinerário. Há alguns tipos de trilhas que você pode escolher de acordo com as atrações que deseja conhecer, e podem ser fechadas no site oficial por preços diferenciados. É terminantemente proibido seguir a rota sem a contratação de um guia especializado.

Os visitantes podem permanecer em cada local por até 4 horas. São nove entradas diferentes separadas por grupos, com horário das 6h às 14h, e o itinerário deve ser escolhido no ato da compra do ingresso. Não é permitido objetos como pau de selfie, sombrinhas, tripé, mochilas grandes, bebidas alcoólicas, carrinhos de bebê e drones.

Quando ir

A melhor época para conhecer Machu Picchu é de abril a outubro, pois é o período de seca na região. O ideal é evitar os meses de julho e agosto, pois é a alta temporada e o grande número de turistas pode prejudicar o passeio. Evite os meses de novembro a março, já que há muitas pancadas de chuva e deslizamentos de encostas podem ocorrer com frequência.

Informações úteis

Tome nota das principais informações que você precisa para organizar a sua viagem sem erros:

  • Moeda de conversão: Novo Sol.
  • Fuso-horário: -2h (horário de Brasília).
  • Altitude: 2.350 metros acima do nível do mar
  • Clima: zona sub–tropical, com clima muito peculiar, que pode variar entre fresco e quente, com dias ensolarados ou chuvosos, dependendo da época.
  • Idioma: espanhol.
  • Eletricidade: a voltagem padrão no Peru é 220 volts, mas alguns hotéis podem oferecer transformadores.
  • Documentos necessários: o governo peruano exige que o passaporte brasileiro deve ter validade mínima de 6 meses para entrada e saída do país.

Turismo

Conheça as atividades mais populares realizadas no passeio por Macchu Picchu e suas principais características. Muitas delas fazem parte da trilha completa pela cidade inca, com valores de entrada incluídos no combo. O acompanhamento de um guia especializado é imprescindível:

Huayna Picchu

Com mais de 2.500 metros de altura, Huayna Picchu é a subida mais íngreme de Machu Picchu, mas oferece a vista mais privilegiada (e famosa) da região. Por ser uma atração concorrida, é necessário ter antecedência ao fechar a trilha com este passeio incluso – ou seja, nem o acesso difícil espanta os visitantes! Redobre os cuidados ao fazer este trajeto, pois algumas pessoas podem sofrer com vertigens e sangramento nas vias nasais, portanto, vá devagar para curtir ao máximo esta aventura.

Inti Punku

É na Inti Punku que tudo começa, pois ela é a porta de entrada de Machu Picchu, onde os antigos incas chegavam na região. O local também é conhecido como Porta do Sol, e oferece uma vista privilegiada de Huayna Picchu, e também do caminho que os ônibus traçam desde Águas Calientes. A trilha conta com rampas com alguns degraus e o trajeto é facilmente percorrido em 1h de caminhada. Por estar no caminho de Huayna Picchu, não é necessário reservar a subida.

Wiñay Wayna

Construído em uma encosta íngreme com vista para o rio Urubamba, Wiñay Wayna fica ao longo da trilha inca, e sua arquitetura conta com complexos de casas conectados por uma escadaria e chafariz, projetadas especialmente para atividades agrícolas. Durante o passeio (que deve ser escolhido no roteiro da trilha que escolher ao comprar os ingressos), o guia conta toda a história do local. Aproveite para apreciar a paisagem do entorno e descansar um pouquinho neste lugar cheio de boas energias!

Temple of the Moon

O Templo da Lua foi um local para a realização de cerimônias na era inca, e sua estrutura é feita de alvenaria de pedra em uma caverna aberta e rasa, com um trono esculpido em rocha no centro. Ele está localizado abaixo do topo da montanha Huayna Picchu, e para acessá-lo é necessário atravessar as “escadas da morte”, e também algumas falésias. A única maneira de visitar esta atração é comprando o ingresso Machu Picchu + Huayna Picchu, que deve ser adquirido com 2 ou 3 meses de antecedência, no mínimo.

Temple of the Three Windows

Com uma vista de tirar o fôlego e uma história impressionante, o Templo das Três Janelas é a prova de que a inteligência do povo inca era inspiradora. A estrutura conta com três aberturas lado a lado, projetadas para definir de forma precisa as estações do ano. Durante a visita, o guia explica o significado de cada janela, que representam a terra, o céu e o subterrâneo. Impressionante, não acha?

Llaqtapata

Llaqtapata é uma segunda versão de Wiñay Wayna, só que do outro lado do vale de Machu Picchu, com vista para o Rio Cusichaca. É um dos vários terraços agrícolas, chamados de condomínios, que foram invadidos pela vegetação, dando um aspecto ainda mais charmoso ao local. Assim como a sua irmã gêmea, Llaqtapata te proporcionará uma visita agradável, com uma ótima vista, além de render registros fotográficos impressionantes.

Museo Manuel Chávez Ballon

Os viajantes interessados em se aprofundar na história de Machu Picchu devem incluir o museu Manuel Chávez Ballon em seu roteiro, antes ou depois de visitar as ruínas, pois trata-se de uma aula imperdível sobre como este misterioso local foi “descoberto”, o trabalho que foi feito pelos arqueólogos, a estruturação da região, artigos encontrados durante a exploração, entre outras curiosidades. O local é pequeno, simples, mas bastante organizado!

  • Endereço: Km. 112 Railroad Puente Ruinas – Aguas Calientes.
  • Horário de funcionamento: de segunda a domingo, das 9h às 17h.
  • Valor de entrada: incluído em um dos ingressos para as trilhas.

Plaza Manco Capac

A charmosa praça central de Aguas Calientes oferece uma vista única das montanhas de Machu Picchu, além de ser rodeada por construções pitorescas, com hotéis, lojinhas e restaurantes bem convidativos. Por ser um ponto de passagem de turistas, acabou se tornando o ponto de encontro principal da região. Aproveite o desembarque na cidade para conhecer o local e garantir uma boa refeição antes ou depois de sua trilha.

Aproveite cada cantinho de Machu Picchu para enriquecer a sua bagagem cultural. Afinal de contas, um destino tão histórico, carregado de misticismo só tem a agregar em sua aventura!

Hospedagem

Há opções de hospedagem em várias faixas de preço e vantagens. Separamos boas opções para cada tipo de visitante e suas necessidades específicas, confira:

Supertramp Eco Hostel $

Com lavanderia, bar/lounge, terraço e quartos para não fumantes, o Supertramp Eco é aquele tipo de hostel que oferece ao hóspede um serviço completo e de qualidade. A diária ainda inclui café da manhã e wi-fi gratuitos, sua localização central é perfeita, perto de diversas lojas e restaurantes, e os atendentes fazem você se sentir em casa.

  • Endereço: Calle Chasqatika 203, Aguas Calientes.

Terrazas del Inca Bed and Breakfast $$

Com quartos espaçosos e uma vista de tirar o fôlego, o Terrazas del Inca oferece um custo-benefício de primeira. Conte com café da manhã incluído na diária, wi-fi gratuito, quartos com TV de tela plana com espaço para toda família, entre outras regalias.

  • Endereço: Calle Wiracocha M 18 4, Aguas Calientes.

Gringo Bill’s Boutique Hotel $$$

Localizado no centro de Aguas Calientes, o Gringo Bill’s Boutique Hotel é ideal para quem quer deseja relaxar no melhor estilo depois de uma longa caminhada pelas trilhas. O local oferece hidromassagem, piscina de imersão, serviço de concierge, além de quartos equipados com banheira, sacada, TV de tela plana e escrivaninha. O wi-fi e o café da manhã são por conta da casa.

  • Endereço: Colla Raymi 104, Aguas Calientes.

El MaPi by Inkaterra $$$$

No sofisticado El MaPi by Inkaterra você contará com espaçosos quartos que incluem geladeira, cofre, TV de tela plana e secador de cabelos, com atendimento em inglês e espanhol, wi-fi e café da manhã gratuitos, serviço de limpeza e lavanderia, tudo isso pertinho do centro.

  • Endereço: Ave Pachacutec 109, Aguas Calientes.

SUMAQ Machu Picchu Hotel $$$$$

Vencedor do Travellers’ Choice Vencedor em 2019, o SUMAQ Machu Picchu Hotel tem o melhor do conforto, luxo, sofisticação e serviço em um só estabelecimento. Além dos quartos com estrutura completa, o local ainda oferece hidromassagem, spa, serviço de concierge, instalações para conferências, e café da manhã e internet gratuitos. A cereja do bolo fica por conta da vista encantadora das suítes.

  • Endereço: Calle Hermanos Ayar, Machu Picchu.

Há opções de hospedagem em Machu Picchu para todos os gostos, estilos e orçamentos. É só descobrir qual é o seu preferido e fechar a sua estadia agora mesmo!

Restaurantes

Não existe nenhum ponto comercial dentro de Machu Picchu, mas algumas opções próximas da entrada do parque são o Tinkuy, no luxuoso Sanctuary Lodge Hotel, com preços altos, porém de ótima qualidade, e o Mapi Snack Bar, com cardápio variado de bebidas quentes e frias, e também de comidinhas, como lanches, pizzas, tortas, empanadas, bolos e cookies. Em Aguas Calientes (10 km de Machu Picchu) há mais opções acessíveis, como a pizzaria Chez Maggy, que ainda inclui no menu massas e pratos regionais, como creme de cogumelos, creme de quinoa, alpaca assada e aji de gallinao, o Toto´s House e seu gigantesco salão, onde é possível aproveitar o almoço buffet, pizzas, grelhados e mais opções da culinária típica peruana, e a deliciosa patisserie Boulangerie de Paris.

Mesmo sendo um pequeno vilarejo, é possível encontrar inúmeras opções diferenciadas, para todos os tipos de paladar.

Dicas de quem já foi a Machu Picchu

Confira os vídeos a seguir e saiba um pouco mais deste misterioso destino inca:

Quanto custa ir para Machu Picchu

Saiba quanto investir em uma viagem a Machu Picchu: os preços de voos, itinerários, hospedagens com alimentação e passeios inclusos, entre outras informações importantes para a sua organização.

Como é a viagem de Cusco a Machu Picchu

Neste vídeo você conhecerá um pouco de Cusco, do Vale Sagrado, até chegar em Machu Picchu. Assim você poderá desfrutar de tudo que o seu itinerário até as ruínas incas te oferecerá, caso o se tempo de viagem permita.

Dicas para conhecer Machu Picchu sem perrengues

Acompanhe a subida do vlogueiro até as ruínas de Machu Picchu em um dia nublado, sua narrativa sobre a construção e histórias de cada local visitado, entre outras curiosidades interessantíssimas que você não pode perder!

O que levar para Machu Picchu em uma única mala de mão

Por ser uma viagem na qual todos os passeios incluem andar muito, escolher a dedo o que levar para Machu Picchu é imprescindível. Veja como otimizar uma mala de mão levando somente o necessário para não passar nenhum apuro!

Machu Picchu e sua energia única

Acompanhe o passeio da vlogueira por Machu Picchu e conheça um pouco mais da história da cidade inca. As imagens são de arrancar suspiros!

Impossível não se apaixonar ainda mais por Machu Picchu depois de assistir esses vídeos, não acha?

Mais fotos de Machu Picchu que vão aumentar a sua vontade de viajar

Confira os cliques mais incríveis de Machu Picchu e inspire-se na hora de tirar as suas próprias fotos:

1. Em Machu Picchu você se arrepiará com este tipo de vista

2. E aprenderá muito sobre a história dos incas

3. Cada construção possui não só uma arquitetura esplêndida

4. Mas também significados impressionantes

5. Prepare-se para encontrar simpáticos anfitriões pelo caminho

6. E locais repletos de misticismo e mistérios

7. A energia deste local é indescritível

8. Assim como a sua engenharia revolucionária

9. Aproveite sua passagem por Aguas Calientes para desbravar um pouco mais do vilarejo

10. E apreciar os restaurantes deliciosos da região

11. Não se esqueça de tirar muitas fotos das lhamas fofinhas

12. E também de espetáculos naturais como este, caso você dê sorte

13. Você se sentirá rodeado desta energia em todos os lugares

14. E entenderá como a natureza é tão perfeita

15. Nesta viagem que te garantirá muito aprendizado e momentos inesquecíveis

Além de ser um destino ímpar, Machu Picchu oferecerá a você uma experiência única cultural, histórico, e quem sabe, sobrenatural? Aproveite ainda sua viagem ao Peru para conhecer Arequipa.

PARA VOCÊ