50 melhores praias do Brasil para você conhecer e amar

Escrito por Nicole Dias

Você acha que é apenas no Caribe ou na Tailândia que pode desfrutar de águas azuis e cenários paradisíacos? Está enganado – e esse post está aqui para provar isso. Abaixo você confere uma seleção com algumas das melhores praias do Brasil divididas nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul.

Há desde praias que são conhecidas no mundo inteiro até aquelas quase desertas e escondidas. Seja uma praia vazia e silenciosa até aquela cheia de agito, certamente você encontrará a mais adequada ao seu estilo. Prepare-se para descobrir um pouco mais do que o nosso país tem a oferecer quando o assunto é praia dos sonhos!

Índice do conteúdo:

As melhores praias da região Nordeste

Para descansar, para fazer festa, para pegar onda, para não fazer nada. O nordeste brasileiro tem algumas das praias mais lindas do mundo! Encante-se com alguns dos seus destaques e faça já as malas!

1. Baía do Sancho (Fernando de Noronha – PE)

Não é por acaso que a Baía do Sancho com frequência aparece nas listas de praias mais lindas do Brasil. Ela de fato é tudo isso e muito mais. Para acessar a praia é preciso descer escadas, mas esse pequeno esforço é recompensado.

Com águas cristalinas e em boa temperatura para um banho, a Baía do Sancho é perfeita para quem gosta de fazer mergulho ou para quem simplesmente quer ficar de queixo caído com uma paisagem paradisíaca. Leve seus snacks e bebidas, pois lá não há lanchonete.

2. Praia de São Miguel dos Milagres (São Miguel dos Milagres – AL)

Tranquilidade, águas cristalinas, paisagens dignas de um cartão postal. Se é por sossego e silêncio que você procura, ficará muito satisfeito na Praia de São Miguel dos Milagres. O seu difícil acesso contribui para que ela tenha um clima de praia deserta.

A água do mar é bem calminha, perfeita para famílias com crianças. As piscinas naturais também se destacam. Passeios de jangada são comuns na praia – e muito divertidos. São poucos, porém satisfatórios, os restaurantes à beira-mar.

3. Porto de Galinhas (Ipojuca – PE)

Piscinas naturais, cenários paradisíacos, águas transparentes e areias branquinhas. Poderíamos estar falando de algum lugar maravilhoso da Tailândia, certo? Mas trata-se de Porto de Galinhas, em Pernambuco. Não por acaso, esse destino brasileiro atrai milhares de turistas o ano inteiro.

Além da beleza do litoral, há passeio de jangada e de bugue, diversos hotéis nos arredores e uma gastronomia incrível a poucos metros da praia. Dica: de setembro a novembro os preços costumam ser mais interessantes que na alta temporada.

4. Baía dos Porcos (Fernando de Noronha – PE)

Há uma frase famosa que diz que “quanto mais difícil fica, mais próximo está o sucesso”. Isso se adapta muito bem à Baía dos Porcos, sabia? Isso porque o acesso à praia não é dos mais simples – envolve caminhada na areia e escalada em região rochosa –, mas o local é tão magnífico que compensa qualquer esforço.

O recomendado é fazer o trajeto até lá logo no começo do dia, quando a maré está baixa. O contato com diversas espécies marinhas é inesquecível.

5. Moreré (Ilha de Boipeba – BA)

Lugar de paz e paisagens que talvez você só tenha visto em revistas de viagens. Moreré oferece água morna e límpida, sendo possível observar peixes das mais diversas espécies e cores. Daqueles locais para contemplar o tempo passar sem pressa, sabe?

Embora o acesso não seja tão simples, a preservação do local chama a atenção. Não há muita opção quando o assunto é comida, mas quem levar seu próprio lanchinho poderá curtir com tranquilidade. Fica a dica: pernoitar na vila é uma experiência e tanto!

6. Praia de Pipa (Tibau do Sul – RN)

Gastronomia internacional, esportes aquáticos, passeios de jeep, golfinhos, ótimas opções de hospedagem, natureza espetacular. Ufa! Só de ler isso já bate aquela vontade de conhecer a Praia de Pipa.

As piscinas naturais do local são as preferidas das crianças. Se você não gosta de tumulto, evite a praia em dezembro e janeiro, quando a faixa de areia se torna disputada pelos veranistas. Depois de um dia de curtição, aproveite a hora do jantar em um dos restaurantes dos arredores.

7. Praia de Jericoacoara (Jijoca de Jericoacoara – CE)

Jericoacoara. O tanto que é difícil falar esse nome é fácil gostar do lugar. Com encantador ar rústico, trata-se de uma vila de pescadores onde a contemplação é uma das atividades principais. E há muitas belezas a se observar.

Há uma boa infraestrutura no local, embora simples. Pousadas, restaurantes e barzinhos de qualidade são encontrados com facilidade. A praia é aproveitada quando a maré está baixa. A água é quentinha e irresistível.

8. Praia do Mucugê (Porto Seguro – BA)

Uma das queridinhas de Arraial d’Ajuda, na Bahia, a Praia do Mucugê fica com sua faixa de areia cheia na alta temporada. É linda, é movimentada, tem grande oferta de hotéis ao redor, barracas de todos os estilos (a La Plage é a mais badalada) e águas claras que são um verdadeiro convite.

De manhã a maré é baixa e surgem várias piscinas naturais. Na praia fica o Arraial d’Ajuda Eco Parque, adorado por crianças e jovens.

9. Praia do Cajueiro (Touros – RN)

Localizada na chamada “Esquina do Brasil”, a Praia do Cajueiro é muito frequentada por famílias. As piscinas naturais e o mar calmo são um prato cheio para momentos de muita diversão, sendo que esportes também são praticados por lá.

Chama a atenção o Farol do Calcanhar que fica na parte sul, com suas listras em preto e branco. Além de muita bonita, essa praia se destaca por toda a história. Foi nessa região que os primeiros portugueses começaram a colonização do país.

10. Praia de Antunes (Maragogi – AL)

A 7 km do centro de Maragogi fica a incrível e maravilhosa Praia de Antunes, cercada por coqueiros e com aquela areia macia que todo mundo ama. A cor da água é inacreditável! As redes que ficam dentro do mar são presença constante em cliques no Instagram.

Trata-se de uma praia que pode ser visitada ao longo do ano inteiro, já que suas temperaturas costumam ser altas. Ótima opção para passar um dia tranquilo e, de quebra, se deliciar com a rica gastronomia nordestina.

11. Pedra Furada (Jijoca de Jericoacoara – CE)

Verdadeiro cartão postal do Ceará, essa praia é conhecida pela sua grande formação rochosa. É preciso fazer uma moderada caminhada para chegar lá, mas o banho de mar logo na chegada ajuda a recuperar as energias. A praia conta com a presença de alguns vendedores ambulantes, mas não há infraestrutura turística.

Conhecer a Pedra Furada no mês de julho é imperdível: nessa época pode-se observar o pôr do sol pelo furo da rocha. Uma imagem simplesmente inesquecível.

12. Barra de Maxaranguape (Maxaranguape – RN)

No litoral norte potiguar fica a charmosa Praia da Barra de Maxaranguape. O destino é indicado tanto para quem busca por tranquilidade como para quem não abre mão de um pouco de agito.

Além de um bom mergulho, outra grande atração do local fica por conta das suas árvores centenárias, que rendem ótimas fotografias. A Árvore do Amor é uma das mais famosas. Dizem as lendas que os casais que ali se encontram permanecem unidos para sempre.

13. Praia de Ponta Negra (Natal – RN)

Considerada a Copacabana de Natal, a praia de Ponta Negra é completa. Oferece diversão, restaurantes e bons lugares para se hospedar. Toda a extensão da praia conta com barraquinhas de lanches e bebidas.

Você pode encontrar dificuldade, porém, na hora de estacionar. Chegue cedo para garantir sua vaga. A Praia de Ponta Negra também é ponto de partida para vários passeios da região, de lancha a buggy.

14. Praia do Toque (São Miguel dos Milagres – AL)

Não espere chegar de carro diretamente na Praia do Toque. O acesso até lá é feito caminhando, seja do Porto da Rua, da praia de São Miguel ou das pousadas dos arredores. E é justamente isso que traz para o local um clima de praia deserta, bem bela e tranquila.

A praia é rasa e tem águas quentinhas, um verdadeiro convite ao relaxamento. Dá pra se sentir do Caribe sem sequer sair do Nordeste brasileiro. Lembre-se de ajudar na preservação do local e levar todo o seu lixo embora.

15. Praia de Aruana (Aracaju – SE)

Além do gostoso mar de águas mornas e tranquilas, a Praia de Aruana se destaca por sua completa estrutura. Conta com diversos restaurantes estilo pé na areia, perfeitos para um petisco ou almoço, bem como estacionamento, duchas e banheiros.

Na alta temporada o movimento na praia tende a ser mais alto, mas no geral trata-se de uma área tranquila e familiar, ótima para passar o dia sem muita zoeira.

16. Praia do Patacho (São Miguel dos Milagres – AL)

Aquela imagem de praia paradisíaca, com águas azuis e coqueiros, é real! Patacho, que fica no município de Porto de Pedras, tem fácil acesso, é sossegada e extremamente bela. Há poucos banhistas, então a tranquilidade é garantida.

Para passar o dia, o recomendado é ir equipado com lanches e cadeiras. A época de maré baixa é a melhor para se tomar banho e curtir a grande faixa de areia. Contemplar a lua cheia da beira da praia é uma imagem que fica na memória por muito tempo.

17. Genipabu (Extremoz – RN)

Além do banho de mar morninho e em meio a espetaculares cenários, em Genipabu é possível curtir diferentes lagoas, andar de buggy entre as dunas ou descer as dunas na prática conhecida como “esquibunda”.

A praia é um dos cartões postais do Rio Grande do Norte e fica a cerca de 25 km de Natal. Bares e quiosques com boas opções de lanche compõem a infraestrutura do local. O movimento de turistas é alto durante as estações mais quentes.

As melhores praias da região Sudeste

Embora no Rio de Janeiro estejam algumas das praias mais fantásticas que se tem conhecimento, a região Sudeste do Brasil oferece diversos outros locais paradisíacos, com águas limpas, areias brancas, natureza preservada e muitas possibilidades.

18. Praia do Morro (Guarapari – ES)

Urbana e muito movimentada, especialmente nas temporadas de calor, a Praia do Morro fica em Guarapari e está entre as maiores da cidade. A praia agrada aos mais diversos tipos de público.

Tem ondas fortes para quem gosta de se aventurar, calçadão para uma caminhada mais relax, quiosques para a hora do lanche e várias atividades divertidas, como caiaques. A dica é chegar cedo para garantir um bom espaço na areia.

19. Prainhas do Pontal do Atalaia (Arraial do Cabo – RJ)

Algumas praias são tão disputadas que é necessário um pouco de organização. Para desfrutar de todos os encantos das Prainhas do Pontal do Atalaia, a sugestão é ir cedo, especialmente se você for de carro. Outra forma de chegar lá é de barco, sendo que o passeio por si só é muito bacana.

A areia é bem branquinha e as águas são muito tranquilas, praticamente o Caribe brasileiro. No entanto, faltam banheiros e locais para venda de alimentos. Há algumas barraquinhas de lanches e vendedores ambulantes.

20. Bonete (Ilhabela – SP)

Quem diria que em São Paulo você poderia encontrar um local com clima de deserto? Pois é o que acontece ao sul da Ilhabela, na praia do Bonete. A praia é cercada por árvores, tem ondas perfeitas para o surf e várias cachoeiras por perto.

O interessante é que na região vivem pessoas à moda antiga, sem conexão wi-fi ou grandes luxos. Mas há restaurantes, pousadas e muita hospitalidade. É justamente essa simplicidade que atrai tantos turistas. Assim como toda a exuberância do oceano, claro.

21. Praia de Castelhanos (Ilhabela – SP)

Não é por acaso que Castelhanos está entre as principais praias de Ilhabela. É linda, com o azul do mar misturando com o verde da natureza. No entanto, prepare-se para uma jornada para chegar até lá: o acesso é feito por barco ou veículos 4×4. A dica é contratar um tour ir até a praia.

E ao chegar lá, só suspiros. Com larga faixa de areia, a praia conta com alguns campings bem simples e nada de sinal de internet. Há algumas barraquinhas de lanches, mas não aceitam cartão. À direita da praia o mar é mais tranquilo para o banho.

22. Lopes Mendes (Ilha Grande – RJ)

3 quilômetros de areias fininhas e brancas. Mar agitado, que chama os surfistas e banhistas mais aventureiros. Água transparente, daquelas que dá para ver os pés. Onde isso? Em uma das mais lindas praias do Brasil, Lopes Mendes.

Apesar de ser tão linda, a praia não tem banheiro ou barzinho, apenas algumas barraquinhas que vendem lanches. Não esqueça de levar uma sacolinha para recolher seu lixo e levá-lo embora. Chega-se lá através de barco ou trilha.

23. Praia do Farol (Arraial do Cabo – RJ)

Em terceiro lugar na lista das “25 melhores praias do Brasil” do TripAdvisor, a Praia do Farol fica na região dos Lagos e conta com uma entrada bastante controlada, já que está localizada em uma reserva da Marinha.

Não há estrutura e nem é possível passar o dia lá: a permanência máxima é de 40 minutos. Entrada com comida, bebida ou barracas também não é autorizada. No entanto, a limpeza e a beleza do lugar são grandes destaques. O acesso é feito por barcos.

24. Praia do Sono (Paraty – RJ)

Na região da Costa Verde carioca fica esse recanto de contato com a natureza, encantamento e muitas maravilhas. São duas as formas de chegar na Praia do Sono: encarando uma trilha moderada de quase uma hora ou através de van e barco.

O legal é se hospedar por lá mesmo. Há opções de acampamento e aluguel de casas. A praia é linda e cheia de sombra, mas há muito a se desbravar nos arredores, com diversas trilhas que levam a cachoeiras e outras praias.

25. Praia de Itacoatiara (Niterói – RJ)

Um daqueles locais que você conhece e não esquece nunca mais. A Praia de Itacoatiara oferece mar muito azul, piscinas naturais e um revigorante contato com a natureza. Uma parte da praia, no canto direito, conta com mar calmo perfeito para famílias.

Há salva-vidas e vendedores ambulantes. A tranquilidade ao amanhecer é incrível, enquanto o pôr do sol é de arrancar aplausos dos espectadores. Existem trilhas interessantes por perto, como do Costão de Itacoatiara e até a Enseada do Bananal.

26. Praia da Azeda (Búzios – RJ)

Talvez você não saiba, mais a Praia da Azeda tem esse nome por causa da coloração de suas águas, em um colorido tom de verde. A praia é pequena, mas muito procurada por turistas. A faixa de areia é estreita e o recomendado é chegar cedo para garantir um bom espaço.

O legal é que o acesso à praia é feito através de um “AcquaTáxi” vindo da Praia dos Ossos, ou por um trecho de trilha e escadarias. Um casarão colonial se destaca na paisagem da Praia da Azeda, mas não há visitação ao seu interior.

27. Praia de Barra do Una (São Sebastião – SP)

No litoral norte de São Paulo, eis esse charmoso espaço onde o rio Una encontra com o mar. O resultado é um visual incrível, com águas calmas na parte do rio e ondas intensas ao longo da praia. A areia é fofa e clara, enquanto o verde das montanhas ao redor dá um toque todo especial.

Diversos hotéis e pousadas estão por lá, sendo uma excelente opção para passar uma temporada de verão. Não faltam, também, alternativas de lazer, do bom e velho banho de mar até passeios de lancha e caminhadas por trilhas ecológicas.

28. Ilha das Couves (Ubatuba – SP)

Excelente local para praticar mergulho e se admirar com a riqueza da fauna marinha, a Ilha das Couves pode ser acessada de maneira rápida através de lanchas que partem da Praia de Picinguaba. É proibido acampar no local e há apenas um quiosque que comercializa bebidas e pratos feitos.

Chegar de manhã cedo é a melhor opção para quem quer curtir a praia quase vazia. Por volta das 11h, escunas e muitos turistas começam a chegar por lá, tornando a praia mais agitada.

29. Praia de Copacabana (Rio de Janeiro – RJ)

Provavelmente a praia brasileira mais conhecida no mundo inteiro, Copacabana não é famosa por acaso. A paisagem é muito bela, o clima é gostoso e há uma diversidade de pessoas, estilos e sotaques que torna tudo ainda mais charmoso.

Seu calçadão conta com quiosques que comercializam diversos petiscos e bebidas, enquanto a faixa de areia é larga. Muitos esportes são praticados por lá, enquanto o mar é perfeito para o banho. Enfim, uma praia completa e que deve ser visitada pelo menos uma vez na vida.

30. Praia da Lula (Paraty – RJ)

A água verde do mar contrastando com os muitos tons da mata preservada e com o azul do céu. Até parece uma imagem de revista, mas esse pedaço do paraíso está esperando por você em Paraty. Para chegar até a Praia da Lula, porém, é preciso de um pouco de organização.

É necessário que um barco privado seja contratado e que o turista leve seus lanches e equipamentos para passar o dia, como cadeiras e guarda-sol, já que por lá não existem quiosques. Spoiler: vale a pena.

31. Praia de Paraty-Mirim (Paraty – RJ)

Embora não tão popular ou paradisíaca quanto outras praias apresentadas nessa lista, Paraty-Mirim merece atenção devido ao seu interessante passado: no século 17 o local costumava escoar o ouro que vinha de terras mineiras.

Seu mar tranquilo, que mais parece uma piscina, é raso e agradável. Na praia existem alguns serviços básicos de aluguel de cadeiras e restaurante. Há, ainda, uma reserva indígena de mesmo nome na região.

32. Praia do Perequê (Ilhabela – SP)

Na área central de Ilhabela, a Praia do Perequê conta com aquela infraestrutura perfeita para curtir uma bela temporada. Tem quiosque com muitas gostosuras e cerveja gelada, área para crianças e até mesmo aluguel de equipamentos para wind surf e caiaque.

Para quem quer explorar outros lugares lindos por perto, é do píer da Praia do Perequê que partem vários barcos. Não vá embora antes do dia acabar: o pôr do sol por lá é um espetáculo da natureza.

33. Praia de Ipanema (Rio de Janeiro – RJ)

Ir para o Rio de Janeiro e não conhecer a Praia de Ipanema é praticamente uma viagem incompleta. Localizada em charmosa área carioca, a praia oferece atrativos para todos os gostos, seja um banho de sol ou uma caminhada na orla.

O Posto 10 é a área mais tranquila e frequentada por quem mora na região. Os postos 8 e 9 são mais descolados e costumam estar sempre cheios. Vá e veja de perto porque o Rio de Janeiro continua lindo.

As melhores praias da região Sul

O Sul do Brasil não deixa a desejar quando se fala em lindas praias. Seja no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina ou no Paraná, há diversão, banho de mar, ondas fortes ou tranquilas piscinas naturais. Pegue o protetor solar e divirta-se!

34. Praia da Tainha (Bombinhas – SC)

Vale a pena se afastar um pouco da área central de Bombinhas e enfrentar uma estrada acidentada para curtir todo o encanto da Praia da Tainha. Com visual belíssimo, a praia conta com águas calmas e uma vibe de sossego.

O nome Tainha não é por acaso. Trata-se de uma área muito procurada para a pesca do peixe. Se você der sorte, conseguirá ver alguns golfinhos saltando não muito longe da beira-mar. Um verdadeiro show da natureza.

35. Praia da Guarita (Torres – RS)

É muito provável que você encontre a Praia da Guarita marcando presença em todas as listas de “praias mais bonitas do Rio Grande do Sul”. Ela fica dentro de um parque e é preciso pagar R$10,00 para acessá-la. Vale a pena!

A água do mar é geladinha, mas difícil de resistir. Para quem não aguenta ficar parado, a pedida é subir os paredões rochosos e fazer trilhas. E se você quer é só ficar de bobeira, abra sua cadeira de praia e contemple a perfeição da natureza.

36. Lagoinha do Leste (Florianópolis – SC)

Eis uma parada essencial para quem adora um pouco de aventuras e trilhas, já que é preciso percorrer um bom caminho para chegar até essa preservada praia. Mas se você quiser facilitar, vale chegar lá através de embarcações que partem de Armação e de Pântano do Sul.

A faixa de areia é fofa e sossegada, praticamente particular. O mar é agitado e formas lagoas ótimas para o banho – que inclusive dão nome à praia. Leve suprimentos e aproveite um dia especial.

37. Praia de Fora (Ilha do Mel – PR)

Muito limpa, a Praia de Fora é perfeita para curtir em família – os pequenos amam as piscinas naturais. Trata-se de uma praia bastante frequentada no verão, mas que fica praticamente deserta fora de temporada.

Os morros com vegetação nativa que rodeiam a praia são um regalo aos olhos. Há ondas na medida certa. Há barraquinhas simples vendendo refrigerante e alguns salgados. Também há aluguel de cadeiras e guarda-sol.

38. Praia do Estaleiro (Balneário Camboriú – SC)

A menos de 20 quilômetros do centro de Balneário Camboriú fica essa praia de mar agitado, mas de poucas ondas. A dica para quem não abre mão de um bom banho é relaxar nas piscinas naturais que ficam na parte esquerda.

Além do visual bonito e da possibilidade de contato com a natureza, a Praia do Estaleiro não oferece barracas ou quiosques, então leve seus petiscos e bebidas. Há hotéis e restaurantes não muito longe.

39. Praia do Rosa (Imbituba – SC)

A Praia do Rosa é conhecida especialmente pelo seu clima zen e natureza exuberante. O destino tem um jeitinho rústico, com suas estradas de terra, e combina o charme da praia com o da serra.

Enquanto o Rosa Norte é mais procurado pelos surfistas e por quem quer paz, o Rosa Sul é agitado e cheio de gente bonita. Fazer trilhas é uma opção legal para curtir o dia, enquanto de noite o centrinho fica bem movimentado.

40. Praia Grossa (Itapema – SC)

Assim como outras praias dessa lista que são acessadas através de caminhada, a Praia Grossa exige que um trecho de 1,5 km seja percorrido, sendo que o começo da jornada é perto do Mirante do Encanto. Depois do breve exercício, a recompensa é uma lindíssima vista.

O local é tranquilo e proporciona um fantástico contato com a natureza. Fora de temporada é possível aproveitar a praia deserta. O mar é forte, então fique atento se estiver acompanhado por crianças.

41. Jurerê Internacional (Florianópolis – SC)

Quer se sentir em Miami sem sequer sair do Brasil? Vá a Jurerê Internacional. A praia agrada por sua água morna e calma, mas são as festas badaladas e os restaurantes famosos que chamam a atenção. As sofisticadas residências são incríveis de se observar.

A infraestrutura da praia é muito completa, com banheiros públicos, chuveiros e uma grande oferta de lanches e petiscos. O calçadão é bacana para uma corridinha ou caminhada ao entardecer. Vale a pena fazer umas comprinhas também.

42. Praia da Silveira (Garopaba – SC)

Vizinha da também lindíssima Praia de Garopaba, a Praia da Silveira guarda um charme rústico e quase selvagem, com sua paisagem natural e mar forte. As ondas são altas e perfeitas para surfistas e aventureiros de plantão, sendo que para o banho são mais perigosas.

O visual da praia é encantador e garantia de incríveis registros fotográficos. No entanto, há pouca infraestrutura e recomenda-se que o visitante leve seu próprio lanche, cadeiras e guarda-sol.

43. Praia da Ferrugem (Garopaba – SC)

Se você é jovem, solteiro ou apenas ama um bom agito, não pode deixar de passar pelo menos um verão ou um Carnaval em Ferrugem. E se prefere um pouco de sossego, deixe para visitar a praia fora da alta temporada.

Alto astral, a praia fica a aproximadamente 90 quilômetros de Florianópolis. Entre suas principais atrações estão o surf, banhos de mar e piscinas naturais, trilhas em meio à natureza e uma vida noturna cheia de descontração.

44. Praia Mansa (Caiobá – PR)

Sossegada durante a semana, agitada quando o sábado chega, a Praia Mansa chama a atenção por causa do contraste da cor de sua areia com o mar limpinho. A água, aliás, é perfeita para o banho e para a prática de esportes como windsurf.

Urbanizada, a praia oferece diferentes opções gastronômicas por sua orla, bem como hospedagens não muito longe. Excelente para famílias com crianças. Um lindo jardim ao redor da praia deixa o visual ainda mais bonito.

45. Guarda do Embaú (Palhoça – SC)

Uma delícia de praia. Essa frase descreve muito bem a Guarda do Embaú. Uma das mais frequentadas de Palhoça, a praia atrai pessoas de todos os estilos e idades, desde quem busca por paz até quem não fica parado um segundo.

Vale a pena fazer a trilha da Pedra do Urubu e ter uma visão panorâmica da região. Se hospedar no vilarejo também é uma boa ideia, já que há uma completa estrutura e boas opções de pousadas e restaurantes.

46. Praia Vermelha (Penha – SC)

Através de uma trilha que começa na Praia do Rosa (Rosa Norte), chega-se na lindíssima e preservada Praia Vermelha. O trajeto, embora bem sinalizado, pode ser desafiador, já que conta com subidas e descidas.

Por ser praticamente deserta, a praia não conta com estrutura, sendo necessário ir equipado até lá se a intenção for passar o dia. A areia é grossa, a água é limpa e as ondas são fortes – atenção com crianças pequenas. Se você for surfista, será um prato cheio.

47. Ilha do Campeche (Florianópolis – SC)

Uma coisa que você precisa saber antes de colocar a Ilha do Campeche na sua lista de locais para conhecer é que ela é extremamente apaixonante. Com acesso feito através de embarcações, a praia é ótima para mergulho e banho de mar.

A ilha é protegida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e conta com sítios arqueológicos, símbolos e objetos deixados por povos milenares. Para fazer alguns dos passeios na região é cobrada uma taxa, sendo que o valor é utilizado na conservação local.

48. Praia da Joaquina (Florianópolis – SC)

Próxima da Lagoa da Conceição, a Praia da Joaquina tem todos os atributos que uma boa praia precisa ter: é exuberante, conta com mirante, infraestrutura boa, restaurantes e salva-vidas. E é justamente por isso que fica bem lotada ao longo do verão inteiro.

Para curtir a praia com tranquilidade, experimente visitá-la na baixa temporada. As ondas do mar são fortes e a água é gelada, mas nada que impeça um banho. Há várias opções de hospedagem por perto, como o Joaquina Beach Hotel.

49. Praia da Fortaleza (Ilha do Mel – PR)

Tranquilinha, a Praia da Fortaleza tem acesso via barco ou trilha. Ao longo dos seus quatro quilômetros de extensão é possível encontrar alguns barzinhos e restaurantes. Não deixe de experimentar uma caipirinha no pote para acompanhar alguns petiscos.

Quando estiver por lá, não deixe de visitar a Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres, que teve sua construção ordenada pelo rei de Portugal, Dom José I, em 1767. Praticamente uma viagem no tempo!

50. Praia das Encantadas (Ilha do Mel – PR)

Seja em um barco que vem de Nova Brasília ou depois de uma trilha de duas horas, você chegará na Praia das Encantadas e descobrirá com seus próprios olhos porque ela tem esse nome. Pequena e charmosa, a praia oferece tranquilidade e uma ótima estrutura nos arredores.

Durante a maré baixa a água é perfeita para quem está com crianças pequenas. Vale a pena fazer a trilha com destino à Praia da Gruta.

Vale lembrar que essa lista contempla apenas 50 das melhores praias do Brasil – existem centenas de outras que também merecem a sua atenção. No norte do país, por exemplo, apesar de apresentar uma curta faixa litorânea, há as praias Alter do Chão, Praia da Princesa e do Maçarico. Lindas e esperando por você!

PARA VOCÊ