Polônia: conheça as atrações imperdíveis desse lindo país

Escrito por Vitória Castilho

A Polônia é um país da Europa Central, rico em cultura, história e superação em cada esquina. Com um IDH altíssimo e ótima qualidade de vida, esse país é um destino que você precisa conhecer. Saiba quais são as melhores atrações para você aproveitar em uma viagem para a Polônia.

5 principais cidades da Polônia para incluir no roteiro

Existem algumas cidades que são parada obrigatória em uma viagem até a Polônia. Pensando nisso, separamos 5 delas e seus principais pontos turísticos que você precisa conhecer na sua viagem:

1. Cracóvia

Capital da Polônia entre 1038 e 1596, Cracóvia é a terceira maior cidade do país, com mais de 754 mil habitantes. Localizada no sul, carrega muita história já que ao longo dos séculos fez parte da Prússia, Rússia e Áustria, passou por diversas guerras, foi destruída e reconstruída e foi também sede de guetos na Segunda Guerra Mundial. Declarada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1978, atualmente é um dos destinos mais visitados da Europa, com diversas opções de museus, igrejas e parques.

2. Auschwitz

Esse é um dos lugares mais tristes e chocantes que você pode conhecer, mas que todo mundo deveria visitar uma vez na vida. Com certeza Auschwitz vai mexer com você. O campo de concentração nazista da Segunda Guerra Mundial, o maior massacre da história do mundo moderno, fica no sul do país, cerca de 68 quilômetros de distância de Cracóvia. Com a placa de entrada “arbeit macht frei”, que significa “o trabalho liberta”, a primeira impressão do local já impacta os visitantes.

Em Auschwitz é possível ver fotos, pilhas de sapatos, os cabelos raspados e as listas com os nomes e números reais da quantidade de prisioneiros que foram mantidos pelos nazistas. Na visita, os turistas também têm acessos aos alojamentos e banheiros com condições precárias, salas de tortura, locais de fuzilamento e destroços das câmaras de gás. Esse é um programa que sensibiliza e faz com que os visitantes realmente possam ter uma noção do que foi o Holocausto, muito além do que se aprende em aulas de história.

3. Varsóvia

Maior cidade do país, a capital Varsóvia possui cerca de 1.735.000 de habitantes e não parece o mesmo local que foi palco de muita destruição durante a guerra. Alvo de bombardeios, ataques, disputas territoriais e dominação alemã e soviética, Varsóvia foi reconstruída e hoje é uma cidade linda, segura, colorida e com um povo muito hospitaleiro.

4. Breslávia

Com cerca de 640 mil habitantes, a quarta maior cidade do país é conhecida como “Veneza Polonesa”, já que é banhada pelo Rio Odra e possui mais de cem pontes. Assim como todo o restante da Polônia, a Breslávia também precisou passar por diversas reconstruções e conquistas históricas para se tornar o que é hoje. A cidade possui enorme população estudantil e bem jovem, em um ambiente muito artístico com diversas opções de eventos musicais, teatros e museus.

5. Zakopane

Essa é uma cidade no sul do país com aproximadamente 28 mil habitantes e muitos cenários que não são comuns quando se pensa na Polônia. No inverno é um ótimo destino para esquiar, no pé das montanhas Tatra, próxima à fronteira com a Eslováquia, mas no verão também é uma ótima opção para os aventureiros fãs do trekking, ou para os admiradores de belas paisagens em teleféricos.

Existem ainda outras cidades recheadas de história e cultura que podem entrar no seu roteiro. A Polônia é, sem dúvidas, um lugar para sair da zona de conforto e mergulhar no passado.

18 atrações imperdíveis para você aproveitar o melhor da Polônia

Agora que você já sabe um pouco sobre as principais cidades desse país, chegou a hora de conferir quais lugares você pode visitar em cada uma delas.

1. Castelo de Wawel (Cracóvia)


No alto da Colina de Wawel, próximo também da famosa Catedral de Wawel, esse castelo começou a ser construído para o Rei Casimir III, que governou a Polônia entre 1333 e 1370.

2. Museu Oskar Schindler (Cracóvia)


Museu da fábrica de Oskar Schindler, local em que muitos judeus foram salvos de irem para as câmaras de gás durante a guerra. Nesse museu, é possível conhecer detalhes sobre a história da Cracóvia na Segunda Guerra Mundial.

3. Planty (Cracóvia)


Um parque muito arborizado, é o espaço para passeios em família e para as pessoas que gostam de caminhar e praticar exercícios. São mais de 30 jardins em torno da Cidade Velha da Cracóvia.

4. Kazimierz (Cracóvia)


Esse é um bairro judeu da cidade, em que antes da Segunda Guerra viviam mais de 70 mil judeus. Hoje, apesar de ainda possuir um aspecto menos colorido do que o restante da cidade, é um local com muito bares e opções gastronômicas que também são ótimas possibilidades para aproveitar a noite de Cracóvia.

5. Centro Histórico (Cracóvia)


Também chamado de “Cidade Velha” da Cracóvia, é considerada um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO desde 1978. Passeando por lá é possível conhecer atrações como: os portões Barbacã e St. Florian, que serviam como defesa da cidade; a praça principal de Cracóvia, que é uma das maiores da Europa; a Basílica St. Mary e também a Universidade de Cracóvia, uma das mais antigas do continente. Por lá você encontra várias carruagens, e o mais legal: pode fazer passeios nelas. Parece coisa de filme.

6. Cidade Velha (Varsóvia)


Esse é um pedaço de Varsóvia que merece um tempo especial dos seus visitantes. Possui diversos pontos interessantes que valem a sua visita, como: a Praça do Mercado, o Castelo Real, Coluna Sigmundo, Catedral de Varsóvia, as Muralhas que protegiam a cidade; a Praça do Sino e muito mais. Além disso, você encontra vários barzinhos e restaurantes para aproveitar o espaço agradável e animado de Varsóvia, com muitos vendedores de balão, famílias e turistas.

7. Parque Lazienki (Varsóvia)


O maior parque da cidade, com muita área verde, muitas pontes, lagos e pequenas ilhas, e até um “Palácio sobre a água”.

8. Palácio da Cultura e da Ciência (Varsóvia)


É o edifício mais alto da Polônia, com 42 andares, conta com museus, cinemas, teatros, salas de escritório e é a sede de várias empresas. Ainda é possível ter uma linda vista panorâmica de Varsóvia. Porém, muitos poloneses não gostam desse local, por ter sido construído como um “presente” dos soviéticos para o país.

9. Museu de Insurreição (Varsóvia)


Esse museu foi inaugurado em 2004, como uma homenagem para todos que fizeram parte da liberdade de Varsóvia, afinal foi preciso que muitas pessoas lutassem (e morressem) para isso. Foi na Segunda Guerra que aconteceu a Insurreição de Varsóvia, quando soviéticos e alemães invadiram a Polônia e destruíram muito do país.

10. Parque Szczytnicki (Breslávia)


Um dos parques mais conhecidos da Breslávia, possui cerca de 350 espécies de árvores da Europa, Ásia e América, além de muitos animais como raposas e mais de 70 espécies de aves. O parque também é muito conhecido pelo Japanese Garden, um cantinho com construções e jardins tipicamente japoneses.

11. Gnomos da cidade (Breslávia)


Uma curiosidade sobre a Breslávia é que existem centenas de esculturas de gnomos escondidas pelas ruas. É possível comprar um mapa ou baixar um app com as indicações de onde os gnomos “se escondem”, e procurá-los se tornou uma brincadeira para os turistas. A história que contam sobre o motivo dessas esculturas é baseada em um movimento chamado Laranja Alternativa, em que os estudantes de arte na década de 80 desenhavam um gnomo todas as vezes que a polí­cia comu­nista apa­gava das pare­des qual­quer peça de arte ou demonstração de descontentamento com o regime.

12. Praça do Mercado (Breslávia)


Mais um dos pontos que precisou ser praticamente inteiro reconstruído após a guerra, a Praça do Mercado é uma das maiores da Polônia, onde é possível encontrar várias casas de cortiço, variedades gastronômicas, lojas, uma linda fonte e a Prefeitura da cidade. Esse também é um ponto de encontro de diversos eventos culturais e cerimônias religiosas.

13. Ilha da Catedral (Breslávia)


Uma das ilhas mais conhecidas da Breslávia é a Ilha da Catedral (chamada de Ostrów Tumski). Para chegar até ela, é preciso cruzar a Ponte dos Corações, que ficou conhecida pelos cadeados colocados como provas de amor eterno dos casais apaixonados que visitam o local. Nessa ilha é possível encontrar a Catedral Gótica de São João Batista, que também precisou passar por reconstruções após a Segunda Guerra.

14. Bairro Judeu (Breslávia)


O Bairro dos Judeus, na Breslávia, possuía uma enorme população judaica com milhares de pessoas. Após a Segunda Guerra, essa população no local é relativamente pequena, mas o bairro conseguiu conservar a Sinagoga Cegonha Branca e alguns cemitérios de judeus. Mesmo com toda a história triste, essa região é muito animada, hospitaleira e atrativa, com diversos bares, cafés e a sua rua principal, Wlodkowica, que se tornou uma das mais atraentes da cidade.

15. Aqua Park (Zakopane)


Um Parque Aquático com piscinas de águas termais, tobogãs, e jacuzzis, com uma vista linda das montanhas em Zakopane.

16. Pistas de esqui (Zakopane)


As principais atrações de Zakopane no inverno são as pistas de esqui. A cidade recebe diversos eventos de esportes típicos de neve e gelo, e são mais de 10 pistas em que você pode esquiar, escolhendo entre vários níveis de dificuldade.

17. Lago Morskie Oko (Zakopane)


No Tatra National Park é possível fazer trilhas com paisagens incríveis, cachoeiras e muitas árvores para chegar até o Morskie Oko, um dos lagos mais conhecidos da região. A água tem uma cor linda e as montanhas completam um cenário maravilhoso, diferente de todo o restante da Polônia.

18. Monte Gubalówka (Zakopane)


Com 1.120 m de altura, é uma ótima opção para ter vista privilegiada das paisagens da região. É possível ir a pé ou de funicular, e você ainda encontra várias lojinhas de artesanatos que ficam no pé do monte.

Agora que você já tem muitas ideias do que incluir no seu roteiro de viagem, que tal descobrir um pouquinho mais do que é necessário para visitar a Polônia?

Algumas informações importantes sobre a Polônia

Além de todos esses pontos turísticos e sua história, é preciso saber algumas informações importantes antes de programar sua viagem para o país:

  • Idioma: a língua oficial é o polonês, mas é possível se virar bem apenas com o inglês na maioria do país, principalmente quando conversando com a população mais jovem.
  • Moeda: złoty, com um valor muito aproximado ao valor da moeda brasileira. Uma dica é levar cartões internacionais para não precisar levar tanta quantia em espécie.
  • Visto: não é preciso de visto para visitar o país, podendo permanecer até 90 dias em terras polacas. Apenas fique atento ao prazo de validade do seu passaporte e ao seguro viagem, obrigatório para toda a Europa.
  • Localização: Europa Central, fazendo fronteira com diversos países: Alemanha, Eslováquia, República Tcheca, Lituânia, Bielorrússia, Rússia e Ucrânia.
  • Clima: temperado continental, com verões quentes e invernos bem frios. O mês mais quente é Julho, com temperaturas podendo passar dos 30°, e o mês mais frio é Janeiro, com muita neve e temperaturas negativas. Os meses entre Maio e Setembro são os citados como preferidos para visitar o país e aproveitar bem todas as atrações.

Com essas informações, você já pode escolher a sua época preferida para visitar o país, planejar suas rotas, se aventurar tentando aprender algumas palavras básicas em polonês, ou treinar mais ainda o seu inglês.

5 coisas que você precisa saber sobre a Polônia antes de ir pra lá

É bom se preparar antes de viajar para o país, conhecendo um pouco sobre sua cultura, alimentação e até mesmo algumas curiosidades. Confira algumas dicas e informações que podem despertar ainda mais o seu interesse sobre a Polônia:

1. Filme: O Pianista

Esse filme foi criado com base na obra do músico Wadyslaw Szpilman, uma autobiografia do artista de origem polonesa. Ele é um pianista talentoso e judeu, que viveu em Varsóvia durante a Segunda Guerra e presenciou com detalhes a invasão no seu país, com todo o terror que um fugitivo do exército nazista alemão pode ter. É mais uma maneira de aprender sobre o Holocausto e sua história.

2. Pierogi

Aproveite sua visita no país para experimentar uma das principais comidas típicas polonesas: o Pierogi. Uma massa com formato de meia-lua, que muitos dizem ser semelhante a um pastelzinho, tem o sabor mais tradicional de batata com twaróg (queijo polonês) e pode ser encontrada em vários restaurantes da Polônia.

3. Przystanek Woodstock

Também chamado de PolAndRock Festival, esse é um festival de música anual que acontece desde 1995 em Kostrzyn nad Odrą, no oeste da Polônia, com bandas nacionais e internacionais. Inspirado pelo clássico Woodstock Festival, possui artistas de todos os gêneros, mas o rock ainda predomina. Além dos shows, acontecem muitos outros eventos durante o festival. A Academia das Melhores Artes, por exemplo, é um lugar onde os jovens se encontram com conhecidos políticos, artistas, jornalistas, músicos, atores e líderes religiosos. O melhor de tudo: é gratuito. Dependendo da data da sua viagem, vale muito a pena se programar para conhecer.

4. Frederic Chopin

Frédéric Chopin d’après un portrait de P Schick, 1873

O famoso pianista Chopin é polonês, e viveu boa parte da sua vida em Varsóvia.

5. Hidromel

Essa é uma bebida muito popular no país, produzida há séculos, principalmente por pequenas empresas de família. Existe aqui no Brasil, mas por que não experimentar o real e tradicional Hidromel Polonês?

É sempre bom encher a bagagem cultural antes de visitar um país, não é mesmo? Com certeza você verá a Polônia com outros olhos!

15 fotos da Polônia para você ficar com vontade de fazer suas malas agora

Se você já amou esse país, dê só mais uma olhadinha nessas fotos que vão fazer você ter certeza que a Polônia é um ótimo destino para você.

1. Você pode encontrar lugares diferentes de tudo que já viu, como Babie Doły, em Gdynia

2. Passear pelo litoral, como essa praia em Unieście

3. Encontrar paisagens dignas de quadros, como em Kozy

4. E se sentir dentro de um quadro

5. Visitar o Słowiński National Park e encontrar paisagens de deserto

6. Ver o pôr do sol nas montanhas

7. Ou ver o pôr do sol no mar

8. Passear de barco em Gdansk

9. Desbravar as ruelas de Poznan

10. Congelar em Zakopane

11. Ver as águas cristalinas em Przedni Staw

12. Conhecer o Palácio em cima da água, em Varsóvia

13. Encontrar lindas cachoeiras em trilhas escondidas de Przesieka

14. Aproveitar as paisagens branquinhas do inverno

15. Que podem ser completamente brancas

Agora sim, pode começar a planejar sua viagem e preparar suas malas para conhecer todos esses cenários incríveis na Polônia.

PARA VOCÊ