Tulum: dicas e passeios imperdíveis para se encantar com a cultura maia

Escrito por Marta Stegani

Um paraíso de areias brancas e mar azul-turquesa, que contrasta com ruínas de um império do ano 564 d.C.. Assim é Tulum, a intrigante cidade Maia construída à beira-mar, o destino mexicano de quem busca tranquilidade com várias pitadas de história.

O que fazer em Tulum?

Diferente da badalação de Cancún e Playa del Mar, Tulum é um lugar mais calmo e acolhedor. A cidade, que já foi uma fortaleza, esconde muitas belezas em suas ruínas. Conheça os pontos que são parada obrigatória:

1. Chichén Itza

A cidade arqueológica de Chichén Itza é considerada um Patrimônio da Humanidade e uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo Moderno. É lá que está localizada a Pirâmide de Kukulcán, conhecida também como El Castillo, construída no século XII d.C. Trata-se de uma estrutura que representa um calendário tridimensional. Ela tem 91 degraus em cada uma de suas escadarias que, somados ao altar no topo, chegam a 365. Duas vezes por ano, no entardecer dos equinócios da primavera e outono, sombras reproduzem a imagem de Kukulcán, a serpente plumada.

O sítio arqueológico reúne 16 construções que mostram o domínio que os demais tinham de diversas áreas do conhecimento, como matemática, geometria, astrologia, arquitetura e engenharia.

2. Ruínas de Tulum

Depois de Chichén Itzá, as Ruínas de Tulum são um dos sítios arqueológicos mais visitados do México. Sem construções grandiosas, ela é famosa por sua localização, que tem como plano de fundo a belíssima Playa Paraíso, dando um contraste surpreendente. Vá preparado com roupas de banho para finalizar o passeio com um mergulho.

3. Ruínas de Cobá

Outro espetáculo construído pelo povo maia são as ruínas de Cobá. Nohoch Mul é uma pirâmide que merece atenção: ela tem 42 metros de altura, 12 a mais que de Chichén Itzá, 120 degraus, e é livre para que os visitantes possam subir e apreciar a paisagem. Os degraus são estreitos e irregulares, e muitos optam por usar uma corda, mas essa é, sem dúvida, uma parte do passeio que vale a pena. Uma boa notícia para quem gosta de pedalar: é possível fazer o tour pelas ruínas de bicicleta ou triciclo, e o aluguel pode ser feito na entrada do sítio.

4. Grand Cenote

A região da Riviera Maya está repleta de cenotes – espécie de cavernas ou grutas, com água doce, gelada e cristalina. Segundo contam as histórias, eram nesses locais que os maias realizavam seus rituais sagrados e sacrifícios.

O Grand Cenote é um dos principais e está localizado a poucos minutos de Tulum. Lá você pode praticar snorkeling para observar de perto os peixes coloridos e tartarugas que chegam pertinho dos visitantes. Na alta temporada, é um dos mais procurados pelos turistas.

5. Cenote Ik-kil

O cenote Ik-kil está localizado a apenas 3 km de Chichén Itzá e é um dos que você não pode deixar de visitar. Ele está situado 26 metros abaixo do nível do solo e possui 40 metros de profundidade. Suas paredes são formadas por uma vegetação verde, que serve de moldura para as águas cristalinas que ficam ainda mais encantadoras quando o sol incide sobre a formação.

Por conta da água doce e densa, torna-se mais difícil nadar e boiar, portanto, não esqueça de levar um colete salva-vidas. É cobrada uma taxa na entrada que é usada para a conservação do local.

6. Cenote dos Ojos

Outra formação que é parada obrigatória fica no caminho entre Playa del Carmen e Tulum. O complexo é formado por dois cenotes, chamados de ojos, com águas cristalinas, um a curta distância do outro. Além de poder nadar e mergulhar, você pode fazer um passeio guiado para conhecer mais sobre o local.

7. Playa Paraíso

Como o nome sugere, a praia é a verdadeira imagem do paraíso. O cenário é composto pelo incrível mar do Caribe, coqueiros e espreguiçadeiras que se espalham pela areia branca. Você pode aproveitar e fazer uma parada após conhecer as ruínas de Tulum, ou aproveitar um dia e, entre um mergulho e outro, praticar snorkeling e ver de perto os recifes e corais.

Algumas informações importantes:

Antes de embarcar para esse pedaço do paraíso, é importante ficar atento a alguns detalhes:

  • Moeda: a moeda utilizada em Tulum é o peso mexicano, porém, como ela não tem boa cotação no Brasil, recomendamos que você leve dólar e faça a troca por peso ao chegar no destino.
  • Clima: em Tulum, o sol marca presença em boa parte do ano, portanto, não se esqueça de colocar na mala protetor solar, um chapéu e beba muita água. Porém, a cidade está na rota dos furacões e o período de risco vai de agosto a novembro, embora a possibilidade de você encontrar um seja mínima. Nesse período também é possível se deparar com chuva. Para aproveitar bem, os meses mais ensolarados e secos vão de janeiro a maio, além de julho e dezembro.
  • Idioma: a língua falada em Tulum é o espanhol.
  • Visto: não é necessário visto para entrar no México caso sua permanência seja de até 90 dias. Você vai precisar apenas de um passaporte com no mínimo seis meses de validade.
  • Como chegar: Tulum está localizada no estado mexicano de Quintana Roo, na Península de Yucatán. O aeroporto mais próximo é o de Cancún, onde chegam voos de outras cidades do México e do exterior. Para ir do aeroporto até Tulum, você pode alugar um carro, escolher entre táxi ou transfer, ou pegar um ônibus da empresa ADO, que vai por Playa del Carmen. O trajeto dura cerca de 2 horas.
  • Dinheiro: uma das principais dicas é levar moeda em espécie, pois no local existem poucas linhas telefônicas e sinal de internet. Por esse motivo, cartões raramente são aceitos, com exceção dos hotéis.
  • Cenotes e ruínas: é necessário o pagamento de uma taxa para ter acesso aos pontos turísticos. Caso você opte por tour guiado ou aluguel de equipamentos, o valor é cobrado a parte.
  • Como aproveitar Tulum: existem empresas de turismo que oferecem pacotes com bate-volta para Tulum partindo de Cancún e Playa del Carmem. Esses passeios incluem paradas em lojas de artesanato e tempo para almoço, mas, se você quiser aproveitar melhor as belezas que esse paraíso tem a oferecer, recomendamos que você se hospede na cidade.

Com essas dicas você consegue curtir essa pequena, mas incrível cidade, sem passar perrengue.

Onde se hospedar?

Tulum está dividida em duas regiões: o centro urbano, conhecido como Tulum Pueblo – que está a aproximadamente 5 km da praia e próximo das ruínas e cenotes – e a zona hoteleira, localizada na área praiana. Se você busca um bom custo-benefício, as diárias em Tulum Pueblo são mais convidativas.

1. Daytripper Hostel – $

Se você viaja em busca de novas amizades, se hospedar em hostel é sempre uma boa pedida. O Daytripper Hostel oferece café da manhã, Wi-Fi e estacionamento grátis. Possui quartos que acomodam até 8 pessoas, um terraço na cobertura e áreas comuns decoradas, oferecendo um clima descontraído. Está a poucos minutos de caminhada de bares e restaurantes e oferece fácil acesso a praias e cenotes.

2. Residencia Mexico y Nubes – $$

A residência está situada a poucos minutos do centro da cidade e de restaurantes de culinária mexicana, italiana, vegetariana e muito mais. Oferece quartos equipados com TV a cabo, Wi-Fi, área de jantar e de estar. Alguns quartos possuem vista para um jardim. Um pouco mais afastado da cidade, é ideal para quem busca tranquilidade.

3. Villas Geminis Boutique Condo Hotel – $$$

O hotel está localizado a poucos minutos de caminhada do centro da cidade e é perfeito para dias de tranquilidade. Oferece aos hóspedes o serviço de concierge, para quem não quer se preocupar na organização de passeios. Os quartos são espaçosos e a estrutura moderna, com piscina. O café da manhã, incluso na diária, é servido em um jardim. Outro benefício é que o hotel dispõe de bicicletas para você dar um passeio por Tulum.

4. Elements Tulum Boutique Hotel – $$$$

Hotel com uma estrutura moderna e aconchegante, localizado entre as praias e o centro da cidade. Possui café da manhã com pratos quentes e frios inclusos na diária, Wi-Fi e estacionamento grátis. A piscina na área externa é cercada por um belo jardim.

5. Kore Tulum Retreat and Spa Resort – $$$$

O resort possui estrutura indicada apenas para adultos é do tipo all inclusive. Conta com dois restaurantes, uma piscina com borda infinita de frente para o mar e um centro de spa. As espaçosas suítes são equipadas com jacuzzi. O café da manhã, feito na hora, está incluso na diária.

Escolha qual área de Tulum mais atende suas necessidades e desfrute do clima zen que a cidade oferece.

10 cliques de Tulum para te inspirar

Só de olhar essas imagens já dá pra sentir a vibe da cidade.

1. Ver o pôr do sol de Tulum é uma das coisas que você precisa fazer na vida

2. Pode separar o look e preparar a pose que as ruínas vão ser sempre o cenário perfeito

3. Cochilar de frente para esse mar é a certeza de bons sonhos

4. Os coqueiros da Playa Paraiso são inconfundíveis e muito fotogênicos

5. A cor das águas do Grand Cenote vai te deixar de queixo caído

6. Essa é pra você não ter dúvidas de que Chichén Itzá é um lugar mágico

7. Um banho de mar após passear pelas ruínas de Tulum é muito amor

8. Chegar no topo das ruínas de Cobá é recompensador

9. Um perigo em Tulum: se apaixonar

10. Os cenotes de Tulum vão te fazer nunca mais querer voltar pra casa

Se você é fã de história e praia é o seu destino favorito, não pense duas vezes antes de incluir Tulum na sua lista de viagens.

PARA VOCÊ