É possível ganhar dinheiro vendendo fotos de viagens

Escrito por Bruno Mendes

Se você é amante e expert em fotografia, saiba que é viável se divertir e faturar alguns trocados ao mesmo tempo, por meio da venda de fotos de viagens. Aquelas imagens do pôr do sol do alto de uma montanha, cachoeiras vistas por uma perspectiva original, campos de plantação de lavanda, animais exóticos e tantas outras paisagens clicáveis, podem render uma graninha extra, afinal bancos de imagens, revistas e até sites de imagens têm interessem em adquirir.

É evidente que fotos amadoras ou razoáveis não interessam ao comprador, portanto é de suma importância que você disponibilize uma máquina profissional ou mesmo uma semi e tenha boas lentes para fazer registros especiais em diferentes situações climáticas e momentos do dia. Como dá para observar em tantos sites, há fotos noturnas incríveis e se você tiver o privilégio de contemplar a aurora boreal ou algum fenômeno visualmente arrebatador, terá oportunidades mais amplas ainda de vendê-las

Como fazer para vender as fotos?

Como fora informado, algumas revistas e até sites especializados podem comprar as fotos, mas como provavelmente você não deve conhecer editores destes veículos( se por sorte conhecer, pode até propor um negócio, que tal?), o melhor caminho é procurar os sites de compra e venda de imagens, fazer o cadastro e enviar as melhores possíveis.

Os principais desse sites são: IstockPhoto, o ShutterStock , Depositphotos, o Twentty20( este também funciona como rede social) e o Fotolia .

Todas as fotos enviadas são analisadas por especialistas e a depender da qualidade( foco, cores, enquadramento, etc) elas poderão ser aprovadas. De maneira geral os sites pagam entre U$0,25 até U$120 por foto!

Dá para concluir que você irá ganhar muito dinheiro vendendo fotos pela internet? Não! É preciso ter muito empenho, paciência( para aguardar a aprovação) e aquela mescla de olhar artístico/profissional para fazer os melhores registros de molduras naturais ou curiosas e instigantes mostras do mundo urbano, afinal quem foi que disse que não beleza no concreto?

PARA VOCÊ