11 dos menores quartos de hotéis pelo mundo que você precisa conhecer

Não são apenas as estrelas que distinguem os locais de hospedagens. Entre opções comuns, luxosas e até resorts, os hotéis com os menores quartos do mundo estão espalhados por várias cidades: há lugares charmosos e muito compactos que conquistam justamente pelo inusitado, e também os super funcionais sleep boxes ( hotéis-cabines), que embora já existam nos centros urbanos do Japão há décadas estão crescendo cada vez mais em aeroportos pelo mundo inteiro e são alternativas para um confortável repouso entre um voo e outro quando há conexão.

Publicidade

O Viajali  apresenta, neste post, lugares interessantes e com um quê diferenciado, para você que descarta a ideia de dormir em hotéis frios e impessoais durante o passeio, e também algumas cabines que poderão ser bastante úteis em decisivos momentos de sua rotina de viajante. Se você é um mochileiro sedento por diversão, ou mesmo um cidadão de negócios que precisa dar uma descansadinha antes de seguir viagem pelos ares, confira estas interessantes opções de hospedagens compactas.

1. Yotel – Nova York (EUA)

A rede de hotel Yotel é famosa em algumas cidades do mundo e o originalíssimo design da cabine do Yotel situado em Manhattan, no coração de Nova York, torna a estadia na big apple ainda mais agradável. Ainda que seja um hotel de luxo, os preços são bons, levando em conta a excelente localização. O hotel tem bares moderninhos e um enorme terraço.

2. Das Park Hotel – Bottrop (Alemanha) e Ottensheim (Áustria)

O lixão público não é mais o único destino daquelas grandes tubulações de concreto, graças ao artista austríaco André Strauss, que transformou os canos em acomodações simpáticas e muito confortáveis, que hoje são parte do Das Park Hotel, presente nas cidades de Brottrop( Alemanha) e Ottensheim (Áustria). Confira estas fotos e responda: será marcante para sua viagem ou não poder repousar nestes quartos entre as aventuras pelo velho continente?

3. Capsule in – Osaka (Japão)

O Capsule In é um hotel com 400 cápsulas para dormir e funciona em Osaka,  no Japão. Cada um dos espaços possui uma televisão, despertador e uma cortina. Eis uma alternativa de hospedagem ainda incomum nos grandes centros brasileiros e nada indicada aos claustrofóbicos, no entanto, o espaço é muito aconchegante. Há cápsulas individuas e outras para duas ou três pessoas. Vale experimentar.

4. Easy Hotel – várias cidades pelo mundo

Quer uma alternativa barata para descansar o corpo e a mente após altas horas de curtição pelas cidades da Holanda, Reino Unido, Alemanha, África do Sul, Búlgária e Emirados Árabes? Procure alguma das filiais do Easy Hotel, hospedagem franqueada pela empresa aérea EasyJeat, cujo conceito é baixo preço e pouca (ou nenhuma) mordomia. Os quartos são minúsculos e alguns deles não têm janela, mas além do fator dinheiro, os estabelecimentos geralmente estão localizados perto das regiões centrais das cidades, o que é muito positivo.

5. Tree house Point – Issaquah (EUA)

Pode-se dizer que o Tree House Point, situado na cidade Issaquah (Washington), é um hotel ponto turístico. Ele fica em cima de uma árvore e oferece ao hóspede a oportunidade de estar pertinho da natureza. O compacto quarto é muito bonito e ficar hospedado lá, certamente, irá trazer de volta à memória, aqueles filmes das sessões da tarde da década de 1990, onde crianças brincavam em casas de árvore. Quer vivenciar essas lembranças valiosas?

6. Hotel Kolarbyn – Skinnskatteberg (Suécia)

O Kolarbyn é considerado o mais primitivo  hotel do planeta: o quarto, aquecido por lareira, não tem água corrente e eletricidade. O destino é indicado para mochileiros que querem sentir a natureza de maneira mais pura possível. É possível ouvir o cantar dos pássaros, pescar, nadar nos lagos, fazer trilhas pelas matas ao redor e até mesmo colher frutas e preparar um churrasco com os amigos.

7. Central Hotel e Café – Copenhagen (Dinamarca)

O Central Hotel e Café é conhecido como o menor hotel do mundo. Há apenas um quarto, com 6 metros quadrados, e um show de mordomia: além da decoração ser um espetáculo, há Wi-Fi, cama confortável, televisão, armário e até caixinhas de som para Iphone. No andar de baixo, o privilegiado hóspede poderá tomar um café ou provar alguma delícia gastronômica da Dinamarca na cafeteria.

8. Sleepbox Hotel – Moscou (Rússia)

O Sleeepbox, situado no terminal Belorysky em região movimentada de Moscou, oferece quartos climatizados, com armários, Wi-Fi, TV de LED, e em alguns cômodos, banheiros privados. Há 46 cápsulas para duplas e outras 10 individuais.

9. SnoozeCube – Dubai (Emirados Árabes Unidos)

O Aeroporto Internacional de Dubai é o quarto mais movimentado do mundo e o SnoozeCube é o indispensável espaço, onde alguns dos milhares turistas de lazer e negócios do mundo inteiro, tiram uma soneca entre um voo e outro. Os cubos dormitórios tem TV touch scream que oferece filmes e músicas, além de espaço para guardar a bagagem de mão.

10. Siesta Box – Recife (Brasil)

Aqui no Brasil também há opções de hotéis cabines e o Siesta Box é um pequeno alojamento de excelente qualidade para os  viajantes que passam pelo Aeroporto de Recife. O espaço tem isolamento acústico, Wi-Fi, TV e cama bem macia.

11. Book and Bed Tokyo – Tóquio (Japão)

Você é louco por livros? Se for viajar para o Japão deverá ficar hospedado, por ao menos um dia, no Book and Bed, um hotel com quartos literalmente cercados por livros. As acomodações são compactas e têm luzes individuais para leitura. Há cerca de 1700 livros nesse hotel que mais parece um pequeno universo guiado por muitas histórias. Apaixonante!