Pequim: conheça e apaixone-se pela capital da China

Escrito por Gabriella Soares

Pequim é um destino cada vez mais convidativo para quem quer conhecer um pouco mais da cultura chinesa. Além da tradição, é possível entrar em contato com grandes marcos da história da humanidade e ver de perto um dos maiores polos de inovação do mundo. Visitar a capital da China pode ser uma das viagens mais marcantes da sua vida!

Continua após o anúncio

Mapa de Pequim

A forma mais rápida de chegar a Pequim saindo do Brasil é de avião, já que o aeroporto da capital chinesa é uma das principais portas de entrada ao país. Para a sua viagem, é bom lembrar que é necessário fazer uma escala em algum país europeu antes de chegar à China.

E caso você queira conhecer outras famosas cidades chinesas, é estratégico estar em Pequim. Para chegar em Xangai e Hong Kong, por exemplo, é só pegar o trem bala e em menos de cinco horas você vai percorrer mais de mil quilômetros. Já para ir a outras capitais asiáticas, como Tóquio e Seul, Pequim oferece diversas opções de viagens aéreas acessíveis e confortáveis.

15 paradas obrigatórias para aproveitar a capital da China

Pequim é uma descoberta cultural e histórica. Veja algumas das melhores atrações para se divertir e mergulhar na história e cultura chinesas:

1. Grande Muralha da China

Uma das maiores atrações de todo o país, a Grande Muralha da China é aberta para visitação em sua extensão que fica em Pequim. A Muralha fica a 80km do centro da cidade e é acessível por meio de trem. As visitas custam cerca de 40 yuans (R$ 20) e fica aberta todos os dias das 6h30 às 19h. A dica é visitar a Muralha na parte da manhã, quando não há tantas pessoas e quando o sol não está muito forte.

2. Praça da Paz Celestial

Outro destino famoso de Pequim é a Praça da Paz Celestial. Essa praça faz parte da história da China e foi palco de grandes protestos e momentos políticos do país. Além disso, a maior praça pública do mundo tem algumas das paisagens mais famosas da cidade, como a vista privilegiada a Cidade Proibida. É comum haver diversas apresentações artísticas na extensão da Praça da Paz Celestial.

3. Cidade Proibida

A Cidade Proibida consiste em palácios que remontam a era imperial da China e mostram um pouco da história, cultura, arte e arquitetura do antigo país. Sua importância é reconhecida no mundo todo como a porta de entrada para os segredos do império chinês. A Cidade Proibida fica aberta todos os dias das 8h30 às 17h e o ingresso para visitação é de 60 yuans (R$ 30).

4. Templo do Céu

Localizado no centro de Pequim, o Templo do Céu reconta um pouco de uma das épocas mais importantes da China, a Dinastia Ming. O Templo era o local onde os imperadores realizavam preces pelo futuro do povo. Hoje, o local é um dos pontos turísticos mais visitados do país, que conta com diversos palácios, altares e pontes consideradas sagradas. O Templo do Céu é aberto a visitação todos os dias das 6h às 20h e o ingresso custa cerca de 15 yuans (R$7,50).

Continua após o anúncio

5. Rua Qianmen

Considerada um dos centros de compras para turistas em Pequim, a Rua Qianmen concentra shoppings e lojas por uma extensão de quase um quilômetro. É um ótimo local para conhecer os produtos e um pouco da cultura chinesa, além de concentrar diversos restaurantes também.

6. Rua Wangfujing

Outro local famoso por suas opções de compras é a Rua Wangfujin. Mas um dos principais motivos que atraem turistas para essa parte de Pequim são os curiosos produtos vendidos ali, como os espetinhos de insetos. Além da curiosidade culinária, a Rua Wangfujin também vende diversos produtos, inclusive de marcas famosas. Vale a pena conferir.

7. Parque BeiHai

Um dos parques mais famosos de Pequim é o Beihai, que fica no centro da cidade. Famoso pela prática de esportes e apresentações artísticas, o parque é o antigo Jardim Imperial Chinês e só foi aberto ao público em 1925. Hoje em dia, é possível fazer viagens de barco no belo lago que dá nome ao local, além de observar os ornamentos tradicionais da época imperial.

8. Ninho do Pássaro

O estádio olímpico Ninho de Pássaro encantou o mundo nas Olímpiadas de 2008 pela sua modernidade, e essa é outra faceta muito presente em Pequim. A arquitetura de construção do estádio é uma atração por si só e é possível observar as modernas estruturas que fazem com que a construção se assemelhe a um ninho. Além disso, a interação da construção com a luz do sol e com as luzes noturnas são um espetáculo a parte. Se puder, visite no fim da tarde, assim poderá ver um pouco dos dois momentos.

9. Palácio de Verão

Antiga casa dos imperadores chineses, hoje o Palácio de Verão é um dos principais parques de Pequim. E é um parque enorme: conta com lagos, pequenas ilhas, colinas e pavilhões. É possível fazer viagens de barco pelos lagos em embarcações tradicionais chinesas. Além disso, o Palácio de Verão conta com uma grande e bela diversidade de fauna e flora para observar.

10. Museu Nacional de Arte da China

Uma das formas que Pequim encontrou para se firmar como uma das cidades mais modernas da China foi por meio da arte. Nesse sentido, um dos principais pontos da cidade é o Museu Nacional de Arte da China, que tem um dos maiores acervos de caligrafia e pintura, tanto antiga quanto contemporânea. As obras retratam os costumes, superstições, avanços e aspirações da população chinesa. É uma atração imperdível para quem quer conhecer a cultura do país asiático.

11. Museu Chinês de Ciência e Tecnologia

Outra atração de grande importância para a modernidade de Pequim é o Museu Chinês de Ciência e Tecnologia. Além de poder conferir diversas invenções e obras futuristas chinesas, essa é uma ótima opção para quem está viajando com crianças. O museu é um atrativo e tanto para os pequenos, mas também para quem gosta de ficção científica, é uma viagem e tanto!

12. Teatro Chaoyang

Uma das expressões artísticas mais valorizadas em Pequim são os espetáculos acrobatas, o que já se tornou uma tradição chinesa. E o melhor lugar para conferir esses shows é o Teatro Chaoyang, palco do maior grupo de acrobatas chineses, a Trupe Acrobática da China. É um espetáculo digno dos melhores artistas do mundo nessa arte e uma oportunidade única para os visitantes.

13. Rua Lotus

Quem busca diversão noturna, pode encontrar diversos bares e baladas espalhados por Pequim. Mas um dos locais mais famosos pelos seus drinques e diversão é a Rua Lotus, que concentra diferentes baladas, bares e casas de shows, além de restaurantes e lanchonetes. É um mergulho na parte cultural mais jovem da China em estabelecimentos que não têm hora para fechar.

14. Hutongs

A forma de organização urbana chinesa é algo conhecido no mundo todo, e na capital do país não poderia ser diferente. Os hutongs, becos estreitos e bairros organizados em labirintos de ruas antigas, são muito presentes em Pequim. Explorar e descobrir os pequenos mistérios desses becos e ruas faz parte da experiência de conhecer a cidade.

15. Mercado das Sedas

O Mercado das Sedas é um conhecido ponto de Pequim que reúne os mais diferentes tipos de produtos, sejam produzidos com o famoso tecido oriental ou não. Ali é possível encontrar tecidos, roupas, sapatos e objetos antigos em mais de 1,7 mil bancas de vendedores distribuídos em cinco andares e dispostas a pechinchar. Para quem quer trazer lembranças da viagem, essa pode ser uma ótima escolha.

Pequim tem uma grande variedade de atrações para os visitantes conhecerem um pouco de sua cultura e da forma de viver dos chineses. Basta escolher as mais interessantes para você e preparar o seu roteiro.

Onde comer em Pequim

Comer na capital da China pode ser uma grande diversão. Você pode experimentar pratos típicos da cultura chinesa, e também se arriscar em comidas mais ousadas e diferentes.

Uma boa opção para quem deseja conhecer mais da culinária local é o restaurante Da Dong. Muito frequentado, um dos pratos mais pedidos do restaurante é o famoso pato pequinês. Além disso, o Da Dong conta com um amplo cardápio (são mais de 86 páginas com diversos pratos) para se conhecer a culinária chinesa.

O restaurante Chuan Ban também oferece pratos típicos e o melhor: de toda a China. A especialidade do local é oferecer culinárias das diferentes províncias chinesas, inclusive com temperos mais apimentados, por um preço mais acessível.

A China tem influência da religião muçulmana, ainda que uma minoria, e isso pode ser visto também na culinária. O restaurante Crescent Moon apresenta uma culinária que junta a tradição chinesa com os aromas e sabores árabes, como iogurtes caseiros.

Já o Din Tai Fung é uma opção um pouco mais luxuosa de comida típica chinesa com toques modernos. O restaurante tem uma estrela Michelin e serve pratos típicos do país, inclusive com opções vegetarianas.

E quem quer aproveitar a culinária ocidental do oriente, pode escolher o Annie’s, um restaurante de comida italiana. Ele fica um pouco longe do centro de Pequim, mas é uma forma de provar um pouco de tudo que vem da China.

É possível encontrar e se deliciar com uma grande variedade de pratos em Pequim. A única exigência é a vontade de experimentar coisas novas.

Onde se hospedar

Para quem vai ficar em Pequim, é preciso considerar o local em que vai se hospedar. Para facilitar sua movimentação pela enorme cidade, pode ser melhor escolher hotéis perto do centro ou de estações de metrô. E não é difícil encontrar boas opções.

Um hotel com um custo benefício um pouco mais alto é o Novotel Beijing Xin Qiao. Localizado no centro de Pequim e ao lado de uma estação de metrô, o Novotel possui quartos espaçosos, com ar condicionado e Wi-Fi.

Uma opção em Wangfujing, perto do centro de Pequim e perto de muitas das atrações turísticas, é o Beijing Double Happiness Courtyard Hotel. Esse hotel fica em um tradicional hutong e oferece muito da sensação de se morar na cidade por um preço mais acessível. Pode ser uma experiência incrível.

Para quem vai ficar um tempo maior na capital chinesa e gostaria de mais espaço, pode ficar no Lee Garden Service Apartment. É a comodidade de um hotel com a privacidade e espaço de um apartamento. O Lee Garden também fica em Wangfujing e garante uma bela vista da cidade.

O Pentahotel Beijing é uma opção mais luxuosa que fica perto da Cidade Proibida, no centro de Pequim. O Pentahotel possui quartos bem espaçosos, com internet, academia, café e restaurante. Além disso, está ao lado do metrô para facilitar sua viagem.

Já o Holiday Inn Express Beijing Dongzhimen é uma hospedagem mais acessível na região de Sanlitun. Nessa área é possível aproveitar o que há de mais moderno em Pequim, além das atrações artísticas e bares. Pode ser uma ótima escolha!

Para garantir a tranquilidade e a qualidade da sua viagem, escolher onde ficar é uma prioridade. Tome algum tempo para planejar essa parte e garanta seu conforto.

O que você precisa saber antes de ir

  • A moeda chinesa é o yuen, que tem valor de mercado inferior ao real. Isso pode fazer com que a viagem saia um pouco mais barata, mas a grande dica é usar dinheiro vivo e não cartão de crédito, para não ser surpreendido depois pela variação de câmbio.
  • Dentro de Pequim, a melhor forma de se locomover é pelo metrô/trem. Ainda que em alguns momentos possam ficar muito cheios, sempre tem uma estação perto das atrações turísticas. Mas busque evitar os horários de pico.
  • Lembre-se que o acesso a alguns sites e aplicativos não funcionam em todo o território chinês. Google, Facebook e WhatsApp são alguns deles. Tenha certeza de avisar familiares e amigos para que não fiquem preocupados.
  • Se você faz uso de alguma medicação de forma regular, não se esqueça de levar em sua bagagem. Na China, pode ser difícil de conseguir alguns medicamentos sem a prescrição de um médico, então o melhor é se prevenir.

Lembrando dessas dicas, sua viagem a Pequim será muito mais fácil e sem imprevistos. O melhor é se preparar e pensar em todos os aspectos para curtir sem preocupações.

Curiosidades sobre Pequim

A China é um país com a cultura muito diferente da brasileira, por isso Pequim tem algumas curiosidades interessantes. Listamos algumas delas abaixo:

  • O nome Pequim, que em chinês é Beijin, é apenas um dos muitos nomes pela qual a capital da China já foi conhecida. Tudo dependia de qual dinastia estava no poder na época. Hoje, Beijin significa “capital do Norte”, já que muitas vezes o grande país é pensado como duas grandes regiões.
  • Por causa do caráter supersticioso da sociedade chinesa, muitos dos prédios da capital do país não têm os andares 4 ou que terminem com esse número. Isso porque o som dessa palavra é muito semelhante ao da palavra “morte”.
  • Pequim é uma das cidades com o ar mais poluído do mundo. O desenvolvimento industrial e o grande número de carros na cidade faz com que seja normal as pessoas usarem máscaras ao ar livre.
  • O clima de Pequim é algo extremo, tanto para o calor quanto para o frio. Então, a melhor época para visitar a cidade é em outubro ou em maio, durante a primavera e o outono. Isso porque durante o verão, o calor é extremo e durante o inverno, a temperatura pode chegar a -17°C.
  • A culinária chinesa reserva uma das curiosidades mais interessantes de Pequim. Uma especiaria famosa e servida em um restaurante especializado é o pênis de nove espécies diferentes: touro, jumento, cão, cobra, cervo, carneiro, búfalo, foca e cavalo. Os chineses acreditam que é um ingrediente afrodisíaco.

Conhecer os diferentes elementos da cultura chinesa e as peculiaridades da capital do país pode fazer a viagem ser ainda mais incrível.

Fotos para conhecer um pouco mais de Pequim

Veja abaixo uma seleção das melhores imagens que farão você se apaixonar por Pequim:

1. Pequim tem alguns dos mais belos edifícios históricos da China

2. Assim como belas paisagens naturais

3. Os parques da cidade também reservam muita história e beleza

4. As apresentações artísticas são muito comuns nos parques de Pequim

5. Os elementos culturais chineses estão por todos os lados da cidade

6. Durante a noite, a cidade se transforma

7. E conhecer a culinária chinesa é uma das melhores formas de aproveitar Pequim

8. Em alguns pontos parece que a cidade parou no tempo

9. E em outros parece um experimento futurista

10. Pequim tem alguns dos mais belos monumentos do mundo

11. E paisagens de tirar o fôlego

12. Que ficam ainda mais belas durante a época de neve

13. Assim como na primavera

14. É uma cultura inteira para você descobrir e aproveitar

15. E a cidade em si já é uma atração

Impossível não querer conhecer todas essas belezas e entrar em contato com essa cultura. E se quiser aproveitar ainda mais, conheça também a cidade de Xangai, outro grande cartão-postal da China.

 
   

PARA VOCÊ