Reykjavík: guia completo da fantástica capital da Islândia

Escrito por Sheila Almendros

Reykjavík é um local que se diferenciará de tudo o que você já viu antes. Isso porque essa charmosa cidade é colorida por suas casinhas de madeira, possui um índice de violência quase zero, e ainda abriga quase 60% da simpática população da Islândia. Que tal conhecer um pouco mais deste destino surpreendente?


Índice do conteúdo:

Mapa

Reykjavík é a capital da Islândia e faz parte da área litorânea da região mais setentrional do mundo. O aeroporto de entrada da cidade é o de Keflavik, recebe vôos das principais cidades da Europa, Estados Unidos e Canadá, e fica a 50 km do centro.

Clima

O clima de Reykjavík é marcada por baixas temperaturas durante todo o ano, com máximas de 14ºC e mínimas de aproximadamente -3ºC. O verão, entre junho e agosto, é ameno, com praticamente 24 horas de luz solar. Já o inverno, de dezembro a fevereiro, é frio, chuvoso e com poucas horas de sol.

O que visitar

Saiba quais são as principais atrações da cidade que não podem faltar em seu roteiro:

1. Hallgrímskirkja

A maior igreja da Islândia possui aproximadamente 75 metros e também é o maior edifício de Reykjavík. Sua arquitetura é impressionante de qualquer ângulo e lembra a forma de um vulcão. A noite o topo é iluminado apenas por uma luz laranja, remetendo à lava. E se você quiser ter a melhor panorâmica da cidade, suba até o seu observatório — o valor do ingresso é kr$ 1000.

2. Solfar Sun Voyager

A escultura feita de aço é uma homenagem aos famosos barcos vikings e fica na orla da baía de Reykjavík. Independentemente da época do ano em que você visitar a Sun Voyager, o cenário irá te encantar: cercada pelo mar, ela fica bem de frente para o Monte Esja e renderá algumas das fotos mais lindas de sua viagem!

3. Perlan

Construído sobre seis tanques, Perlan é uma cúpula de vidro que abriga um restaurante, um café e uma plataforma com vistas panorâmicas 360º de Reykjavík, com entrada gratuita. Das seis estruturas que servem de alicerce para o edifício, cinco armazenam água quente para aquecer a cidade, e uma delas abriga o Saga Museum com uma mostra de figuras vikings feitas de cera. Imperdível!

4. Harpa Conference & Concert Centre

O Harpa Auditório e Centro de Conferência impressiona não só por suas atividades, mas também por sua arquitetura que realça ainda mais a paisagem de basalto da Islândia. Sua fachada de vidro colorido feita em três dimensões reflete o cenário do entorno e durante o dia ainda muda de cor. Aproveite a sua passagem pela cidade para conferir a programação do local — assim a sua experiência será ainda mais completa.

5. Laugavegur

Em Reykjavík, o local ideal para as compras é a Laugavegur, a avenida mais antiga da cidade. Por lá, você encontrará diversas opções de lojas, como marcas de grifes da alta moda, móveis, utensílios domésticos e souvenires. Durante a noite, o local ainda é movimentado por bares e restaurantes, e às sextas e sábados acontece o Rúntur, uma tradição dos locais de irem de bar em bar para tomar uma cerveja em cada estabelecimento.

6. Viðey

A pacata ilha de Videy já foi povoada há muitos anos, mas hoje só abriga uma igreja, um restaurante e algumas ruínas. A vegetação rasteira e a praia com lava oferecem ao visitante um cenário impressionante e a região pode ser devidamente desbravada com uma caprichada caminhada pelas trilhas. Aproveite o passeio para conhecer também a Imagine Peace Tower, uma torre de luzes criada por Yoko Ono em homenagem a John Lennon — ela é ligada somente a noite e surpreende a todos por sua magnitude.

7. Landnámssýningin

Criado pelo Museu de Reykjavík, o Landnámssýningin é uma exposição de escavações arqueológicas originais das ruínas das primeiras casas da Islândia e de outras construções pelo centro da cidade. Os painéis interativos ainda mostram as origens da ilha, como ela começou a ser habitada, seu processo de colonização, entre outras informações sobre a história do país. Para quem gosta de se aprofundar na história local, o passeio é imperdível!

8. Reykjavík Town Hall

A prefeitura da cidade é uma parada obrigatória para conhecer um pouco mais da cultura local. Além de uma maquete em 3D impressionante de Reykjavík, o edifício ainda conta com exposições de arte, eventos e shows ao vivo sazonalmente. Confira a programação durante a sua viagem e programe-se para a visita de segunda a sábado, das 8h às 18h, e domingo das 12h às 18h.

9. Kolaportið

Durante os finais de semana acontece o Kolaportið, o único mercado de pulgas da Islândia. O edifício que abriga a feira fica em Old Harbour e conta com uma infinidade de opções, desde antiguidades até iguarias como alcaçuz e tubarão fermentado. O horário de funcionamento do evento é das 11h às 17h.

10. The National Gallery of Iceland

Esta pequena galeria apresenta aos seus visitantes mostras sazonais de artistas islandeses. Trabalhos assinados por artistas renomados como Edvard Munch e Hulda Hakon já passaram por lá, e vale a pena conferir a programação para saber qual exposição estará disponível durante o período de sua viagem. Ao terminar o passeio, não deixe de degustar um cafezinho no próprio edifício — é um dos mais elogiados da região.

Reykjavík oferece aos turistas atrações recheadas de cultura e grandes experiências. Aproveite cada segundo!

Onde ficar

Por ser a capital do país, Reykjavík oferece inúmeras opções de hospedagens, para todos os tipos de viajantes.

No Hotel Leifur Eiriksson você encontrará quartos com decoração clássica em um ambiente acolhedor, em uma região muito bem localizada, por um ótimo preço. Já no Center Hotel Laugavegur a estrutura se diferencia por incluir banheira na suíte, cofre e uma bela vista da cidade. E para quem não se importa de investir um pouco mais em conforto e sofisticação, o Skuggi Hotel by Keahotels é a opção ideal, e ainda garante o translado do hotel até o aeroporto. Todas as opções oferecem café da manhã e wi-fi incluídos na diária.

Onde e o que comer

Por ser uma cidade litorânea, Reykjavík possui inúmeras opções de restaurantes especializados em frutos do mar e peixes, mas acredite, há diferentes opções gastronômicas a serem desbravadas por lá.

Para quem deseja conhecer a culinária tradicional local, pode incluir o sofisticado Fiskmarkaðurinn no roteiro, com seu menu bastante criativo. O carro chefe da casa é o peixe tamboril servido com queijo cottage, bacon, pesto de tomate e cogumelos enoki crocantes. Mas se o dia estiver corrido, pedindo uma refeição rápida, aproveite para experimentar o famoso hot dog de cordeiro do Bæjarins Beztu. É simples, barato e delicioso! Já o Bryggjan Brugghus Bistro & Brewery é perfeito para experimentar a típica cerveja islandesa, e ainda de quebra garantir um bom almoço ou jantar, com uma deliciosa salada de camarão de entrada, bacalhau islandês como prato principal e Skyrr Brúlée para fechar com chave de ouro.

15 fotos de Reykjavík que são surpreendentes

Apaixone-se ainda mais pela capital islandesa com essas imagens que te arrancarão suspiros:

1. A estrutura da principal igreja da cidade é surpreendente por fora

2. E obviamente também é por dentro

3. Cada escultura da cidade é carregada de tradições

4. Que tal tomar um cafezinho com uma vista dessas?

5. Algumas atrações já surpreendem somente por sua estrutura

6. E isso é garantido mesmo nos lugares mais simples

7. Como não se apaixonar pela grande importância da Imagine Peace Tower?

8. E não se arrepiar com escavações tão antigas quanto a história da cidade?

9. O mercado de pulgas de Reykjavík é o único da Islândia

10. A Rainbow Street adiciona um colorido especial

11. De inúmeros ângulos diferentes

12. Não se espante se você deparar com algumas coisas curiosas por lá

13. Mas maravilhe-se sem limites com este tipo de cenário

14. Seja ele natural ou colorido por sua urbanização

15. Afinal de contas, estamos falando sobre a cidade mais setentrional do mundo

Reykjavík é o destino perfeito para os viajantes que buscam o melhor lugar para assistir à aurora boreal e ainda incluir outras atrações culturais e históricas no roteiro. Aproveite a experiência para voltar para casa cheio de histórias para contar.
Conheça também outro destino inusitado: as Ilhas Faroé.

PARA VOCÊ