11 destinos nacionais que parecem ser de outro país

Escrito por Joyce Bandeira

A colonização de portugueses, alemães e holandeses transformaram algumas cidades brasileiras em verdadeiros paraísos europeus e você não vai precisar viajar muito para se sentir no exterior.

1. Gramado – RS

Não se surpreender com esta pequena cidade da Serra Gaúcha é impossível. A receptividade dos moradores e o clima romântico transformaram Gramado no lugar perfeito para casais apaixonados. Sua arquitetura enxaimel transporta você diretamente para a Alemanha.

2. Blumenau – SC

Colonizado por alemães, a cidade catarinense preserva uma pequena parte da cultura germânica em sua arquitetura e cultura cervejeira. A Oktoberfest é uma atração que mais movimenta a cidade todos os anos, o evento catarinense é considerado uma das maiores edições da festa do mundo, perdendo apenas para Munique.

3. Holambra – SP

Uma pequena cidade que preserva a força da agricultura de seus ancestrais holandeses para fortalecer a sua economia. Holambra recebe turistas o ano todo que buscam o clima holandês sem sair do Brasil. O tradicional moinho, com 38 metros, os festivais de flores e as fabricas de tamancos de madeira preservam a identidade da cidade paulista.

4. Prudentópolis – PR

Refugio de famílias ucranianas no Brasil, a cidade preserva a arquitetura inspirada nas construções da região do leste europeu. O cenário único da região, cachoeiras e a gastronomia típica ucraniana conquistam turistas brasileiros que querem viajar o mundo sem sair do País.

5. Penedo – RJ

Os primeiros imigrantes chegaram em 1929 e transformaram a cidade na Finlândia brasileira. Hábitos, costumes, cultura e arquitetura do povo nórdico seguem preservados até hoje com gastronomia típica, lojas de chocolates, artesanatos e moveis coloniais.

6. Campos de Jordão – SP

Uma das cidades mais procuradas durante o inverno, Campos de Jordão conquista turistas que adoram baixas temperaturas e o singular clima suíço. A cidade serrana preserva arquitetura, lojinhas de chocolate, cultura e costumes que a transformaram na Suíça brasileira.

7. Joinville – SC

Considerada a Manchester Catarinense, Joinville é a cidade das flores, da dança e dos príncipes. Colonizado por alemães, noruegueses e suíços, a cidade contrasta a arquitetura tradicional de seus colonizadores com a modernidade do seu polo industrial, um dos maiores do Estado.

8. Pomerode – SC

Com 70% da população com ascendência germânica, Pomerode é a cidade mais alemã fora da Alemanha. Além das tradicionais casas temáticas e prédios históricos inspirados no leste europeu, é muito comum cruzar com moradores que preservam dialetos e o sotaque de colonizadores, deixando o clima da cidade ainda mais alemão.

9. Domingos Martins – ES

Sua arquitetura europeia e o vasto espaço de Mata Atlântica conservada deu a cidade de Domingos Martins um ar de cidadezinha perdida nos Alpes. Costumes e gastronomia de seus colonizadores europeus aparecem nas ruas da cidade e nas festas típicas que acontecem durante todo o ano.

10. Guaramiranga – CE

Este paraíso escondido entre as praias paradisíacas do Ceara possui um clima ameno de serra, com paisagens bucólicas e ruas tranquilas. Construções históricas coloridas remetem as pequenas cidades do interior da Europa e encantam turistas que querem fugir do calor e das praias já conhecidas do Nordeste.

11. Alcântara – MA

Colonizada por portugueses, a cidade já foi uma das mais ricas do Maranhão entre os séculos 18 e 19. Passear pela cidade é uma aula de história onde é possível encontrar ruinas do mercado de escravos Palácio Negro, igrejas e palácios.

PARA VOCÊ