Ilha do Bananal: descubra e apaixone-se por essa maravilha do Tocantins

Escrito por Bruno Mendes

A Ilha do Bananal, localizada no Tocantins, está entre as mais importantes áreas de conservação do Brasil. Com fauna silvestre, flora exuberante e atmosfera única, a atração é perfeita para os viajantes que amam o contato com natureza pura e preservada.

Saiba o que fazer, onde se hospedar nas proximidades e conheça algumas curiosidades deste surpreendente atrativo turístico.

Índice do conteúdo:

Mapa


Situada a 216 km de Palmas, capital do Tocantins, a Ilha do Bananal é cercada pelos rios Javaés e Araguaia em uma área que faz divisa com os estados do Mato Grosso e Goiás.

O que fazer

Você prefere curtir uma programação de aventura ou relaxar? Veja como é possível apreciar diferentes roteiros neste paraíso localizado na transição entre o Cerrado e a Floresta Amazônica.

1. Observar as aves

Por abranger biomas diferentes, a variedade de pássaros na Ilha do Bananal é muito grande. Logo, a observação de aves é uma atividade bastante procurada pelos visitantes.

Ao caminhar pelas matas será um privilégio observar codornas, araras azuis, emas, garças, o raro pica-pau-do-parnaíba e muitas outras espécies. Prepare-se para tirar várias fotos e ficar encantado com a fauna.

2. Praticar pesca esportiva

A variedade de espécies de peixes também é grande na Ilha do Bananal. Portanto, assim como a observação de aves, a pesca esportiva é uma prática muito procurada na região; principalmente no Parque Estadual do Cantão.

3. Trilhas ecológicas

Os entusiastas de trilhas ecológicas vão amar acordar cedinho para caminhar pela mata e descobrir as maravilhas locais. E se você não quiser caminhar, fique tranquilo que há outras possibilidades de se locomover pela região.

Além dos passeios a pé, é possível visitar pântanos, morros e lagos a cavalo ou mesmo de barco. Dica: não deixe de fazer o trekking fotográfico.

4. Visitar o Parque Estadual do Cantão

O Parque Estadual do Cantão fica situado em área com 90 mil hectares e tem mais de 1000 lagos, por onde o visitante poderá fazer passeio de canoas ou caiaques e observar a vegetação característica. Considerada um santuário ecológico da região norte, a atração abrange as cidades de Lagoa da Confusão e Pium.

Entre maio e setembro ocorre a estiagem e nessa época são formadas praias fluviais e algumas ilhas surgem na paisagem. O período também é o mais favorável para a prática de camping e a observação de animais silvestres, ou seja, se der para escolher quando viajar já sabe quais os meses mais interessantes.

5. Belas praias fluviais

Pelos rios Arauguaia, Coco e Caiapó, cada viajante poderá pegar um bronze e se divertir nas belas praias fluviais da Ilha do Bananal, que se formam no período de estiagem.

As praias do Sol, do Avião e Paredão são as mais famosas e contam com águas calmas, ideais para mergulhos relaxantes e praticamente terapêuticos. Separe já o protetor solar.

6. Conhecer o Projeto Quelônio

O projeto Quelônio foi criado com o objetivo de garantir a proteção e preservação de diferentes espécies de tartaruga da Amazônia. O visitante que estiver no município de Lagoa da Confusão poderá ver de pertinho vários desses animais e obter informações sobre eles.

Na aventura da trilha pelas florestas alagadas, no relaxamento da praia e na observação da diversificada fauna, os seus dias na Ilha do Bananal serão memoráveis.

Curiosidades sobre o local

Sem dúvidas, as surpresas tornam qualquer passeio ainda mais especial, mas é sempre bom viajar já sabendo alguns detalhes sobre o local escolhido. Assim, confira informações úteis sobre a Ilha do Bananal:

  • Maior ilha fluvial do mundo: contornada por dois grandes rios que passam por Tocantins, Araguaia e Javaés, a ilha tem 25 mil metros quadrados.
  • Divisão da ilha: além de ficar localizada na fronteira de Tocantins com Mato Grosso e Goiás, a ilha abrange os municípios de Caseara, Formoso do Araguaia, Pium, Marianópolis do Tocantins e Lagoa da Confusão.
  • Unidades de preservação: o local conta com duas áreas de reserva ambiental. No trecho norte há o Parque Nacional do Araguaia e, ao sul, o Parque Indígena do Araguaia.
  • Povos Indígenas: a Ilha do Bananal é morada de alguns grupos indígenas, tais como; Javaé, Karajá e os Xambioá. Ao todo vivem aproximadamente 2 mil índios na região.
  • Clima e período de inundação da ilha: anualmente a temperatura na Ilha do Bananal oscila entre 22ºC e 38ºC e a época das chuvas intensas ocorre entre março e setembro. Nesse período grande parte de sua área é inundada.

Agora que você já tem ideias sobre o que fazer na Ilha do Bananal e guardou boas informações do local, chegou a hora de saber onde se hospedar nas proximidades de todas essas belezas naturais do Tocantins.

Hotéis próximos

É fundamental ficar bem hospedado em qualquer viagem, não acha? Confira pousadas na Lagoa do Confusão para você relaxar entre um passeio e outro e aproveitar todas as comodidades oferecidas em diferentes momentos do dia.

Pousada Cantinho do Sul- $$

A Pousada Cantinho do Sul possui bar, piscina, jardim e oferece quartos confortáveis e um delicioso café da manhã. O preço médio da diária é R$ 170.

  • Endereço: Rod. TO-255, km 515, Zona suburbana – Lagoa da Confusão.

Pousada Praia Alta – $$$

Além de passar o dia e a noite em acomodações de alto nível, nesta pousada o hóspede poderá interagir com a natureza, pois o local disponibiliza máquina agrícolas e tratores. Além disso, a área verde conta com animais típicos da região. Para buscar informações sobre o preço das acomodações e fazer as reservas, visite o site da pousada.

  • Endereço: Rod. TO-255, km 121 – Lagoa da Confusão.

E se ficou em dúvida sobre alguma delas, saiba que ambas as pousadas estão imersas às maravilhas da fauna e flora do Tocantins. Qualquer uma das escolhas será ótima, vá em frente.

Mais fotos da Ilha do Bananal

Para encerrar o guia, veja lindas imagens da Ilha do Bananal. Não tenha dúvidas: os seus momentos de lazer serão inesquecíveis.

1. O melhor cenário para a pesca esportiva

2. Um amanhecer que proporciona paz de espírito e boas energias

3. Um pouco do cerrado, um pouco da Amazônia

4. Vale ficar atento ao período de estiagem da Ilha do Bananal

5. Faça lindos registros fotográficos das aves

6. Parque Estadual do Cantão: um destino imperdível

7. Como são lindas as margens do rio Araguaia

8. Conheça as unidades de preservação da ilha

9. O repertório de belezas é interminável

10. É só arrumar as malas e partir

A Ilha do Bananal te espera para momentos de aventura, contemplação e surpresas. Organize-se para um passeio magnífico! E se você quer conhecer mais um pouco do Tocantins, veja um guia completo sobre o Jalapão e aproveite de paisagens maravilhosas!

PARA VOCÊ