12 lugares incríveis em Macau: a ex colônia portuguesa na China

Escrito por Bruno Mendes

Macau é uma cidade chinesa que foi colônia de Portugal por 450 anos e só foi reintegrada ao país asiático em 1999, mas se você pensa que vai encontrar vários chineses falando português, está enganado. Hoje estima-se que apenas 5% da população por lá se comunica pelo idioma lusitano, cuja identidade se faz presente em algumas placas de sinalização, letreiros de loja e na influência culinária (há lugares para comprar os deliciosos pastéis de belém).

Em tempos atuais, o novo território do país com a segunda maior economia do mundo tem símbolos modernos em todas as partes: grandes cassinos, bairros sofisticados, arranha céus, e até um hotel cuja cidade de Veneza é representada por seus canais e gôndulas. Por outro lado, a marca da tradição também aparece em outros atrativos de uma cidade multifacetada e bem interessante. Veja o que fazer nesse recanto asiático com um tímido, porém presente, quê da terrinha

1. Centro Histórico de Macau

iStock

Declarado Patrimônio Cultural pela Unesco em 2006, o Centro Histórico de Macau, é cercado por edificações importantes e não é muito extenso, podendo ser percorrido facilmente de uma ponta a outra. Além disso, ele é bem sinalizado e considerado o ponto central do encontro entre a cultura do ocidente e do oriente. Aí também está um bom lugar para você provar uns quitutes portugueses, sem o risco de se perder.

2. Largo do Senado

iStock

A segunda indicação é uma extensão da primeira, mas como é uma área célebre, vale um destaque. O Largo do Senado, que fica dentro do Centro Histórico, é a região mais popular para festivos públicos e fica cercada por prédios coloniais, erguidos com o identificável estilo neoclássico. Antigamente era nesse espaço que aos governadores de Portugal revistavam a polícia e as tropas da cidade.

3. Torre de Macau (bungee jump)

iStock

A Torre de Macau ( Macau Tower) é um dos mais famosos cartões postais da cidade e o lugar certo para o visitante que ama ADRENALINA (com letra maiúscula mesmo), afinal lá fica o mais alto bungee jump do mundo, com 230 metros de queda livre que dura alguns segundos, mas mete medo de verdade.

Do alto do edifício é possível ter uma vista privilegiada da região mais moderna da cidade e também- aí vem mais aventura – é viável escalar pelas paredes do prédio e caminhar pelas beiradas, com equipamentos de segurança.

4. Gran Lisboa Cassino

iStock

A antiga colônia de Portugal é chamada de a Las Vegas asiática, em razão dos suntuosos cassinos, que recebem visitantes do mundo inteiro. Entre eles está , o Gran Lisboa Cassino, localizado na península de Macau, e um dos mais tradicionais e luxuosos da cidade.

Mesmo que você não esteja tão próximo, já é viável observar a imponência e brilho do prédio, que também funciona como restaurante e hotel e hoje é um dos maiores símbolos do esplendor econômico de Macau após a retomada do controle chinês. Se você gosta de vinho, olha essa: a carta do restaurante tem mais de 14.600 rótulos.

5. Ruínas de São Paulo

iStock

O esmero arquitetônico da Macau antiga pode ser contemplado , mais uma vez, na visita às Ruínas de São Paulo, um dos lugares mais conhecidos da cidade. Da parte de cima de uma escadaria, a igreja Madre de Deus e o Colégio São Paulo foram erguida por jesuítas e cristãos japoneses em 1565 e destruídas por um incêndio em 1835, período em que funcionavam como quartel.

6. Venetian Macao

Não, o maior Cassino do mundo não está localizado em Las Vegas, mas nessa ilustríssima cidade chinesa e ele atende pelo nome de Venetian Macao. O complexo que tem MUITOS caça níqueis e também funciona como hotel de 5800 quartos, tem 600 lojas, mais de 50 restaurantes, recebe mais de 80 mil visitantes por dia e, da mesma forma que um Cassino em Las Vegas, abriga uma réplica do mais famoso cartão postal de Veneza.

iStock

Passear por um gôndola em um rio cercado por edificações de arquitetura européia, ao som de uma ópera típica do país da pizza, pode ser uma experiência apreciada no oriente, com total requinte e respeito à maravilhosa cidade italiana.

7. Museu de Macau

Erguido na Fortaleza do Monte, um forte construído por padres jesuítas no século 17, o Museu de Macau é o lugar mais importante para o visitante conhecer a história da cidade em minúcias. Nos mais de 2700 metros quadrados, com divisão em três pisos, há boas informações sobre a cidade em todos os períodos de sua história.

Há informações sobre a religiosidade e manifestações culturais(o inevitável choque de realidades entre ocidente e oriente), salas com objetos de madeira, artesanato, representações gastronômicas e também exposições temporárias, que geralmente contemplam o que há de mais moderno na cidade.

8. Centro de Ciências de Macau

Por toda a China há inúmeras mostras do que representou o boom econômico das últimas décadas e o avanço do programa espacial do país surge como uma dessas consequências do período de bonança. Nesse bojo, o Centro de Ciência de Macau representa muito bem o perfil moderno de um país que já é um protagonista internacional em praticamente todos os campos.

No espaço há 14 galerias de ciências cuja proposta é apresentar assuntos como robótica, ecologia astronomia e ciência alimentar para um público leigo e de diferentes faixas etárias, um planetário com exibições em 3D, robôs automáticos inteligentes e uma magnífica réplica da espaçonave Shenzhou-VII.

9. Lago Nam Van

O lago artificial Nam Van está situado na região administrativa de Macau e perto de alguns dos melhores pontos turísticos da cidade, como a Torre de Macau – de onde se dá para apreciá-lo por uma perspectiva incrível – e o Cassino Gran Lisboa. O entorno é muito bonito e no interior há 4 ilhotas com sistema de iluminação colorida e jatos de água para deixar a noite ainda mais bela.

10. Travessa da Paixão

Atenção casais apaixonados que visitarem as ruínas de Sâo Paulo ou que simplesmente queiram ir a um local singelo e aconchegante. A Travessa da Paixão é uma via de aproximadamente 50 metros de extensão e por ser pouco visitada por turistas e ser contornada por prédios históricos pintados de amarelo e rosa, torna-se um destino interessante para aqueles que querem descansar um pouco e namorar em uma atmosfera pra lá de romântica.

11. Parque Seac Pai Van

O parque Seac Pai Van é um admirável atrativo natural e está localizado na ilha de Coloane, a cerca de 30 minutos de carro da região central de Macau. Por lá há belíssimas áreas verdes com trilhas, lagos, a estátua da Deusa A Má, o encantador templo de Tin Hau e o que mais chama a atenção dos turistas em geral: os lindos pandas gigantes!

12. Restaurante Lai Heen

Opções gastronômicas não podem ficar de fora da lista, então a melhor indicão é o sofisticado Lai Heen, que recebeu as melhores avaliações do TripAdivor em 2017. O restaurante fica no 51º andar do The Ritz-Carlton Hotel, o que é ótimo para o felizardo que provar um prato especial apreciar a vista da cidade.

Além da sala de jantar principal, há espaços privados para ocasiões mais exclusivas e todas as áreas são decoradas com muito luxo. Já pratos têm a assinatura de alguns dos principais mestres do país e são preparados de maneira meticulosa. Não deixe de provar a garra de caranguejo a vapor com ovo branco, a sopa de frango com peixe e outras delícias gastronômicas que serão indicadas em um atendimento de primeira linha.

A China é tão grande e diversa que é impossível apontar características especiais em meras linhas, e a graciosa ex colônia de Portugal congrega o que há de melhor no país. Visite e comprove!

PARA VOCÊ