O que fazer em Vitória: 36 atrações pela história e sabores da capital capixaba

Escrito por Marta Stegani

Vitória, a capital do Espírito Santo, é uma cidade ainda pouco explorada pelo turismo, mas quem tem a oportunidade de conhecer, não se arrepende. Não sabe o que fazer em Vitória? Aqui vai um spoiler: a região tem belas praias, monumentos históricos e uma culinária das mais saborosas – já ouviu falar na famosa moqueca capixaba?

Além disso, a a cidade, que na verdade é uma ilha, é sempre uma boa opção: tem calor quase o ano inteiro e os preços são sempre bons, mesmo nos finais de semana e feriados. Se você precisava de um empurrãozinho para essa viagem, agora não tem mais desculpa! Confira aqui um roteiro com os melhores programas da capital!

O que fazer em Vitória em 2 dias?

Dois dias são suficientes para conhecer a capital e ainda pegar uma praia. A maioria das atrações estão próximas umas das outras.

1. Palácio Anchieta

O Palácio Anchieta é um dos principais pontos turísticos de Vitória e é onde fica a sede do governo do Espírito Santo. O edifício é uma das mais antigas sedes de governo do país e é considerado um patrimônio cultural do Espírito Santo. O local está aberto para visitação e é possível contar com o auxílio de um guia, que conta a história do palácio.

  • Endereço: Praça São João Clímaco, s/n – Centro.
  • Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 17h; sábados e domingos, das 9h às 16h.
  • Valor de entrada: gratuito.

2. Igreja de São Gonçalo

Além de ser um dos principais pontos turísticos da capital capixaba, a Igreja de São Gonçalo é conhecida como a igreja dos casamentos duradouros, o que faz com que ela seja a queridinha das noivas. O templo tem mais de 300 anos e seus entalhes em madeira pintados a ouro, características da arquitetura Barroca, fizeram com que ela fosse tombada pelo IPHAN.

  • Endereço: R. São Gonçalo – Centro.
  • Horário de funcionamento: visitas monitoradas de quarta a domingo, inclusive feriados, das 13h às 17h.
  • Valor de entrada: gratuito.

3. Convento de São Francisco

O Convento de São Francisco começou a ser construído no final do século XVI e foi o primeiro convento franciscano da região sul na época do Brasil colônia. Com o tempo, o espaço foi utilizado para diversas finalidades, como orfanato, residência episcopal, rádio, colégio e residência das Irmãs Carmelitas. Hoje, ele abriga a Cúria Metropolitana e diversas entidades ligadas a Igreja Católica.

  • Endereço: R. Soldado Abílio dos Santos, 47 – Cidade Alta.
  • Horário de funcionamento: visitas monitoradas de quarta a domingo, inclusive feriados, das 13h às 17h.
  • Valor de entrada: gratuito.

4. Capela de Santa Luzia

A Capela de Santa Luzia foi erguida no século XVI e é a igreja mais antiga de Vitória, que representa um marco do início da colonização do Espírito Santo. É considerada uma obra de grande valor histórico e cultural e foi tombada pelo IPHAN em 1946.

  • Endereço: R. José Marcelino, s/n – Centro.

5. Convento de Nossa Senhora do Monte do Carmo

Outro ponto de parada é o Convento de Nossa Senhora do Monte do Carmo, fundado em 1682 por padres carmelitas. Entre 1910 e 1913 o local passou por uma reforma, ganhando uma nova roupagem, com estilo gótico. Para chegar até lá é necessário fôlego para subir alguns degraus, mas nada que desanime o visitante, que é recompensado pelo belo interior da igreja e por uma incrível vista da cidade.

  • Endereço: R. Coronel Monjardim e Coutinho Mascarenhas – Centro.
  • Horário de funcionamento: visitas monitoradas de quarta a domingo, inclusive feriados, das 13h às 17h.
  • Valor de entrada: gratuito.

6. Catedral Metropolitana de Vitória

A suntuosa Catedral Metropolitana é o símbolo da cidade de Vitória. O templo, que foi inspirado na Catedral de Colônia, na Alemanha, chama a atenção por sua imponência e se destaca pela arquitetura com características neogóticas e seus altos vitrais. Além de admirar a construção por fora, é possível fazer uma visita monitorada e conhecer detalhes de sua história.

  • Endereço: Praça Dom Luiz Scortegagna, s/n.
  • Horário de funcionamento: visitas monitoradas – de quarta a domingo, inclusive feriados, das 13h às 17h.
  • Valor de entrada: gratuito.

7. Igreja e Museu Nossa Senhora do Rosário

A última parada pelo roteiro das igrejinhas de Vitória é na Igreja do Rosário. Ela começou a ser construída em 1765, com mão de obra escrava. Na época, um cemitério foi construído ao lado para que as pessoas escravizadas fossem enterradas, já que os cemitérios públicos não aceitavam recebê-los.

O templo é tombado como patrimônio histórico e mantém as características originais da fachada colonial e o frontão barroco, além do cemitério e dos ossários em seus corredores. Do lado de dentro há um pequeno museu que resgata essa história.

  • Endereço: R. do Rosário, 120 – Cidade Alta.
  • Horário de funcionamento: visitas monitoradas – de quarta a domingo, inclusive feriados, das 13h às 17h.
  • Valor de entrada: gratuito.

8. Parque Moscoso

Vitória tem vários parques para quem quer desacelerar e ficar pertinho da natureza, mas bem no centro está o centenário parque Moscoso, o mais antigo da cidade. São 24 mil metros quadrados de muito verde, um lago com peixes, academia para idosos, perfeito para começar ou terminar o dia.

  • Endereço: Av. República – Centro.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 5h às 22h.
  • Valor de entrada: gratuito.

9. Calçadão de Camburi

A Praia de Camburi é uma das mais famosas da cidade. Ela não é das melhores para banho – falaremos sobre as praias mais abaixo – mas você pode aproveitar a orla para caminhar, alugar uma bike e pedalar, andar de skate ou tomar uma água de coco em um dos quiosques. Na ponta da praia, já próximo ao bairro Praia do Canto, está o Píer de Iemanjá, que garante uma bela visão do entorno.

  • Endereço: Av. Dante Michelini.

O que fazer em Vitória à noite?

O endereço para aproveitar a noite capixaba é o Triângulo das Bermudas. Conheça a região e as melhores opções para se divertir!

10. Triângulo das Bermudas

A vida noturna de Vitória acontece no Triângulo das Bermudas, nome dado ao trecho localizado entre as ruas Joaquim Lírio e João da Cruz, na Praia do Canto. É a parte mais boêmia da cidade, onde você vai encontrar a maior concentração de bares, restaurantes e casas noturnas da capital. Por conta desse grande leque de opções, o ideal é caminhar pela região, escolher o que mais se encaixa no seu perfil e curtir a noite!

11. Bar Di DomDom

Aqui vai uma dica especial para quem aposta nos bares tradicionais. O Di DomDom é o bar mais antigo do Triângulo das Bermudas. Apesar de ser da década de 70, ele ganhou uma repaginada e hoje conta com ambiente moderno, mesinhas que invadem a calçada e recebem de braços abertos todos os públicos. O cardápio é composto por espetinhos, porções e cerveja geladinha. Tem bom custo-benefício e é a parada certeira para sentir o clima da noite capixaba.

  • Endereço: R. João da Cruz, 150 – Praia do Canto.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quinta, das 16h às 2h; sexta, das 16h às 3h; sábado, das 10h às 4h; domingo, das 10h às 2h.

12. Bar Abertura

O Bar Abertura é outro ponto de encontro tradicional no Triângulo das Bermudas. A casa tem ambiente animado e música ao vivo, mas o que faz sucesso mesmo é um petisco chamado Kieber, um bolinho de frango empanado recheado com queijo e presunto, criado por um dos donos em 1996, e que é campeão de vendas até hoje!

  • Endereço: R. Joaquim Lírio, 820.
  • Horário de funcionamento: segunda e terça, das 16h à 1h; quarta e quinta, das 16h às 2h; sexta e sábado, das 16h às 5h; domingo, das 16h à 1h.

13. Ensaio Botequim

O Ensaio Botequim é um bar de estilo retrô bem no coração do Triângulo das Bermudas. A casa tem música ao vivo de terça a domingo e um cardápio repleto de delícias, com porções, pratos individuais e para compartilhar, cerveja e drinks variados. O ambiente é agradável e vai bem tanto para um encontro com amigos, família e até mesmo a dois.

  • Endereço: R. Joaquim Lírio, 778 – Praia do Canto.
  • Horário de funcionamento: de terça a quinta, das 18h à 0h30; sexta, das 18h às 2h30; sábado, das 17h às 2h30; domingo, das 13h às 23h; fechado às segundas.

14. Bilac Bar

O Bilac é um bar das antigas que está há mais de 30 anos no Triângulo das Bermudas. É um bom lugar para reunir os amigos, jogar conversa fora e assistir a uma partida de futebol com uma cerveja trincando do lado. Para acompanhar, aposte na clássica casquinha de siri, no pastelzinho de tilápia ou na picanha com aipim à moda da casa.

  • Endereço: R. João da Cruz, 90, Praia do Canto.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 16h à 1h; quinta, das 16h às 2h; sexta e sábado, das 11h às 2h; domingo, das 11h à 1h.

15. Los Chicos

Quer comer algo mais apimentado? O Los Chicos é um restaurante mexicano que serve pratos tradicionais da culinária mexicana, tex mex e criações próprias que fazem sucesso ao longo dos dez anos de existência da casa. Para fechar, não deixe de experimentar as sobremesas feitas com o delicioso doce de leite Havanna, que são de dar água na boca!

  • Endereço: Av. Desembargador Dermeval Lyrio, 56 – Mata da Praia.
  • Horário de funcionamento: de terça a quinta, das 18h30 às 23h; sexta e sábado, das 18h30 à 0h; domingo, das 18h30 às 23h; fechado às segundas.

16. Hortomercado

O Hortomercado reúne diversas opções em um único lugar. Além de um supermercado, onde você pode fazer comprinhas e levar para o hotel, no local ainda há bares, restaurantes, cafeteria, loja de produtos orgânicos e uma cervejaria com mais de 60 rótulos. Para embalar, à noite ainda tem música ao vivo. Se estiver em dúvida do que fazer, não deixe de dar um pulinho lá!

  • Endereço: R. Licínio dos Santos Conte, 51 – Enseada do Suá.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 8h às 23h; de quinta a sábado, das 8h à 0h; domingos e feriados, das 11h às 17h.

O que fazer em Vitória no fim de semana?

Além da praia, você pode aproveitar o final de semana para conhecer a programação cultural e os parques da cidade.

17. Teatro Universitário da UFES

O Teatro Universitário da UFES é considerado o maior do estado e está entre os mais bem equipados do país. O espaço tem capacidade para 615 pessoas e recebe uma programação variada, com espetáculos teatrais, musicais e de dança regionais, nacionais e até internacionais. Você pode conferir a programação e comprar seus ingressos direto na bilheteria ou pela internet.

  • Endereço: Av. Fernando Ferrari, 514, Campus Universitário de Goiabeiras.
  • Horário de funcionamento: bilheteria – de terça a sexta, das 15h às 20h; sábados, domingos e feriados apenas se houver eventos culturais com venda de ingressos.
  • Valor de entrada: consulte o valor do ingresso no site do teatro.

18. Centro Cultural Sesc Glória

O Centro Cultural Sesc Glória não passa despercebido por quem passa pelo centro da cidade. Em um edifício de 1932, o Sesc oferece atividades voltadas para as artes cênicas, visuais, cinema, literatura, música, além de uma biblioteca especializada em arte e cultura. Confira o que rola por lá na página do Facebook e programe seu final de semana!

  • Endereço: Av. Jerônimo Monteiro, 428 – Centro Histórico.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 21h.
  • Valor de entrada: consulte a programação para saber o valor do ingresso.

19. Shopping Vitória

Shopping é sempre uma boa programação para o final de semana, não é mesmo? O Shopping Vitória conta com uma variedade lojas com marcas nacionais e internacionais, cinema, restaurantes, praça de alimentação e uma série de outros serviços. Vale a pena conhecer esse espaço, seja para pegar um cinema, comer algo ou fazer umas comprinhas.

  • Endereço: Av. Américo Buaiz, 200 – Enseada do Suá.
  • Horário de funcionamento: lojas – de segunda a sábado, das 10h às 22h; domingo, das 14h às 21h. Alimentação e lazer – de segunda a quarta, das 10h às 22h; quinta a sábado, das 10h às 23h; domingo e feriados, das 11h às 22h.

20. Parque Botânico da Vale

O Parque Botânico da Vale é um espaço de lazer completo. Cuidado para não se perder, pois o local tem uma área equivalente a 33 campos de futebol, com mais de 140 espécies de árvores, animais silvestres e aves que podem ser vistos nas trilhas disponíveis para os visitantes.

Outra atração é o Jardim Sensorial, que estimula todos os sentidos no contato com a natureza. No parque também está instalado o único orquidário da Grande Vitória aberto à comunidade e uma biblioteca montada em um vagão de trem com mais de 3.500 exemplares. É um dos passeios mais imperdíveis da cidade!

  • Endereço: Av. dos Expedicionários, s/n – Jardim Camburi.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 8h às 17h. Trilhas – durante a semana – às 9h, 10h, 14h e 15h; finais de semana e feriados – 10h, 11h, 14h, 15h.
  • Valor de entrada: gratuito.

21. Paneleiras de Goiabeiras

A fabricação artesanal de panelas de barro é o ofício de um grupo de mulheres chamadas de paneleiras, que se reúnem para o trabalho em um galpão de bairro de Goiabeiras. A atividade foi passada de geração em geração por mais de 400 anos e foi reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro. Na visita, o turista pode acompanhar a confecção das peças e adquirir os produtos.

  • Endereço: R. Leopoldo Gomes Salles, 55 – Goiabeiras.
  • Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 8h às 18h30; domingo, das 8h às 15h.
  • Valor de entrada: gratuito.

22. Restaurante Ilha do Caranguejo

Final de semana merece um almoço caprichado, né? Que tal conhecer o Restaurante Ilha do Caranguejo? Como o nome sugere, o caranguejo é a grande estrela da casa. Essa é a chance de experimentar uma caranguejada e a legítima moqueca. Esses e outros pratos da culinária capixaba são servidos em porções generosas que servem duas pessoas. O diferencial do local é o ambiente: alegre e descontraído, com decoração temática e bom atendimento.

  • Endereço: R. Alcino Pereira Neto, 570 – Jardim Camburi.
  • Horário de funcionamento: segunda, das 17h à 0h; de terça a quinta, das 11h às 15h e das 17h à 0h; de sexta a domingo, das 11h à 0h.

23. Bustour

Aqui vai uma dica de ouro para quem tem pouco tempo na cidade e quer conhecer os principais pontos turísticos da cidade com muito conforto. Assim como na Europa e em diversas cidades brasileiras, Vitória também seu ônibus turístico panorâmico.

O tour começa na Praia de Camburi e percorre diversos pontos da capital. Após uma parada para almoço, segue para Vila Velha, onde passa pelas principais avenidas e praias. Acesse o site para ver o roteiro completo e fazer sua reserva!

  • Endereço: embarque e desembarque na Praia de Camburi – Quiosque 1.
  • Horário de funcionamento: passeios às quartas, sábados, domingos e feriados. Saída às 9h e retorno previsto para as 17h.

O que fazer em Vitória a dois?

Leve seu amor para passear nos parques, contemplar o por do sol e terminar o dia em um restaurante bem aconchegante.

24. Praça dos Namorados

Como o nome já sugere, essa é uma praça perfeita para um passeio a dois. Bem próxima à Praia Do Canto e de frente para a marina do Iate Clube do Espírito Santo, o espaço tem um belo cenário para pedalar, caminhar de mãos dadas ou apenas sentar em um banquinho e apreciar a paisagem. Aos finais de semana, dá para conhecer também a Feira de Artesanato e Artes, que acontece há mais de 20 anos e traz produtos e comidas típicas.

  • Endereço: Av. Saturnino de Brito, 1075, Praia do Canto.

25. Praça do Papa

Sentar em um deck de madeira, de frente para a baía de Vitória com vista para o Convento da Penha é programa tranquilo e agradável para se fazer a dois. A Praça do Papa está localizada na Enseada do Suá, área nobre de Vitória. Depois de apreciar um belo pôr do sol, siga para o Papaguth, um restaurante bem próximo à praça, especializado na culinária capixaba e que tem um belo visual!

  • Endereço: Av. Nossa Senhora dos Navegantes, s/n.

26. Parque Pedra da Cebola

O Parque Pedra da Cebola é umas das áreas verdes mais belas de Vitória. É um local cercado pela natureza, para respirar um pouco de ar puro, fazer uma caminhada ou esticar uma canga na grama verdinha e relaxar. No parque ainda há um lago, um jardim oriental e um mirante com uma bela vista.

  • Endereço: entre as Ruas Ana Vieira Mafra, João Baptista Celestino (acesso ao estacionamento) e Av. Fernando Ferrari.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 5h às 22h.

27. Parque Municipal da Fazendinha

No extremo norte da capital está o Parque Municipal da Fazendinha, um lugar para caminhar em meio às árvores frutíferas e exemplares da Mata Atlântica e se sentar à beira de um grande lago, que toma a região central. É um espaço de muita tranquilidade para as crianças brincarem e casais deitarem na grama e apreciarem a natureza.

  • Endereço: R. Eugênio Pacheco de Queiroz – Jardim Camburi.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 7h às 18h.

28. Parque da Fonte Grande

O Parque da Fonte Grande é um convite para quem quer fugir da agitação da cidade. Mas o que mais atrai visitantes ao parque são seus mirantes naturais, de onde é possível ter uma vista completa de Vitória e dos arredores. O passeio fica ainda mais romântico ao entardecer, com o sol se pondo sobre a cidade. O acesso ao local pode ser feito de carro ou em trilhas pela mata, para os casais aventureiros.

  • Endereço: Av. Serafim Derenzi, s/n – Grande Vitória.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 8h às 17h.
  • Valor de entrada: gratuito.

29. Soeta Restaurante

Separe um momento da viagem para viver uma experiência gastronômica no Soeta. No cardápio estão pratos contemporâneos e autorais, que unem ingredientes locais a técnicas apuradas, resultando em uma explosão de sabores e texturas, sem falar na bela apresentação.

A casa propõe dois menus degustação: o Tradição, mais clássico, e o Criativo, mais ousado. O ambiente é aconchegante e o atendimento também não deixa a desejar.

  • Endereço: R. Desembargador Sampaio, 332 – Praia do Canto.
  • Horário de funcionamento: terça e quarta, das 19h30 às 22h30; de quinta a sábado, das 19h30 às 23h30;

30. Forneria Don Camaleone

O Don Camaleone é um premiado restaurante especializado em pizza e pratos recriados a partir dos grandes clássicos da cozinha italiana. Destaque também para carta de drinks, que recria clássicos, como o Vendetta e o Jack on Fire, o mais pedido da casa. O ambiente é despojado e o atendimento atencioso, tanto na unidade da Praia do Canto, quanto no Jardim Camburí.

  • Endereço: R. Desembargador Sampaio, 263 – Praia do Canto / Av. Ranulpho Barbosa dos Santos, 451 – Jardim Camburí.
  • Horário de funcionamento: todos os dias, a partir das 18h.

Praias de Vitória

As praias são as grandes estrelas de Vitória! Impossível visitar a capital e não se render a um mergulho. Descubra aqui quais as melhores alternativas para curtir um banho de mar.

31. Praia de Camburí

A Praia de Camburí é a principal e mais famosa de Vitória. Por conta da balneabilidade da água, seu mar é mais procurado para a prática de esportes, como windsurf, kitesurf e veleiro, do que para banho. Pelo calçadão há diversos quiosques e pessoas caminhando, andando de skate, patins e bicicleta. Mesmo estando sempre cheia, você sempre vai encontrar um cantinho ao sol.

32. Curva da Jurema

Também na região urbana de Vitória está a Curva da Jurema, uma praia de águas frias e calmas, boa para banho e para a prática de esportes náuticos, como stand up paddle e passeio de veleiro. Os diversos quiosques da orla servem as delícias da culinária capixaba e deixam o ambiente mais animado, especialmente à noite.

33. Ilha do Boi

A Ilha do Boi é um bairro nobre de Vitória, formado em sua maioria por residências de alto padrão, mas que apresenta duas pequenas, porém belas praias: a Praia Grande e a Praia da Direita. Ambas possuem mar calmo, bom para as crianças e com um belo visual. A diferença entre elas é que a Praia da Direita é mais vazia e sem infraestrutura, enquanto sua vizinha é mais badalada e com melhor estrutura.

34. Praia do Canto

A praia localizada na região central da cidade é uma das mais badaladas de Vitória. A praia é de águas tranquilas e sem ondas, com quiosques ao redor e um bom calçadão para a prática de exercícios. No entorno, a região tem edifícios, hotéis, lojas, restaurantes e é lá que fica o famoso Triângulo das Bermudas, para encerrar o dia depois de um dia de sol e mar.

35. Ilha do Frade

A Ilha do Frade é uma área de proteção ambiental formada por residências de luxo e com as melhores praias e Vitória. É composta por nove pequenas praias de águas calmas e cristalinas perfeitas para banho. A ilha é bem pequena e pode ser percorrida a pé ou de bicicleta. As faixas de areia não costumam ser movimentadas e não oferecem infraestrutura aos banhistas, portanto, vá preparado com seu guarda-sol, água e comidinhas.

36. Praia das Castanheiras

No final da Ilha do Frade está a Praia das Castanheiras, uma prainha de águas rasas tranquilas e sem muita movimentação de turistas que merece destaque. Ela é cercada por pedras e bem no centro existe uma grande castanheira, que faz uma deliciosa sombra nos dias de sol.

A faixa de areia tem apenas 120 metros de extensão e seu acesso é feito através de uma escadaria. Se você busca tranquilidade, está aí um local que você precisa conhecer!

Viu só como Vitória surpreende? Se puder, inclua no roteiro a vizinha Vila Velha e Guarapari, conhecida por suas praias incríveis!

PARA VOCÊ