Pirenópolis: descubra todo o charme dessa pequena cidade goiana

Escrito por Bárbara Costa

Cravada no interior de Goiás, a charmosa Pirenópolis encanta os visitantes com suas ruazinhas de pedra, os casarões coloniais e as belas cachoeiras. Apesar do tamanho, o município também conta com uma boa infraestrutura de restaurantes e hospedagens, o que contribui para deixar sua estadia ainda mais perfeita.

Quer saber quais são os atrativos e as melhores dicas para explorar a região? Continue lendo!

Mapa de Pirenópolis

A cidade de Pirenópolis fica no Centro-Oeste brasileiro, no estado de Goiás. Entre seus municípios vizinhos, estão Abadiânia, Anápolis e Goianésia, sendo que a distância até a capital Goiânia é de 120 km.

História de Pirenópolis

Ao visitar Pirenópolis, você certamente vai querer desvendar aquelas ruazinhas cheias de charme do centro — que também trazem bastante da História da região. Isso porque o município foi fundado em 1731 e se destacou como centro urbano nos séculos XVIII e XIX, com a atividade de mineração do ouro, o comércio e a agricultura.

A cidade ficou isolada durante o século XX, mas foi redescoberta com a inauguração de Brasília na década de 1970. Hoje, o local se destaca pelo turismo e pela produção do quartzito.

Cachoeiras em Pirenópolis

Grande parte do turismo de Pirenópolis se deve às cachoeiras que existem no entorno. A seguir, confira quais são os melhores lugares para um banho refrescante!

1. Cachoeira das Araras

Com um poço de encher os olhos, a Cachoeira das Araras é famosa na região e bastante procurada para banhos. A infraestrutura do local é completa, incluindo banheiros, lanchonete, restaurante, área para camping e até uma rampa de acesso que chega até a água.

Para visitar a cachoeira partindo do centro de Pirenópolis, é preciso pegar a GO-338 e desviar à direita na placa que sinaliza a estrada de terra da propriedade. São 22 km percorridos no total e a parte final está em boas condições. Aproveite!

  • Endereço: GO 338, km 18 – Zona Rural.
  • Horário de funcionamento: das 8h às 17h.
  • Valor de entrada: R$ 25.
  • 2. Cachoeira do Rosário

    A Cachoeira do Rosário também oferece uma excelente estrutura aos visitantes. Já imaginou confortáveis redes pertinho do lugar onde você poderá molhar os pés? Para deixar seu programa ainda mais aconchegante, há um restaurante que serve pratos típicos da região e mesinhas embaixo das inúmeras árvores — sem contar que o acesso é limitado a 70 pessoas por dia, o que garante o clima de tranquilidade local.

    Para desfrutar da queda d’água de 42 metros, é preciso pegar a GO-338 e também sair no desvio à direita, percorrendo o total de 6 km. Após deixar o carro no estacionamento, basta pegar uma trilha de 350 m para avistar o paraíso.

    • Endereço: GO-338, km 25 (saída para Goianésia) – Zona Rural.
    • Horário de funcionamento: das 9h às 18h.
    • Valor de entrada: R$ 45 ou R$ 90 (incluindo um buffet livre de almoço no restaurante).

    3. Cachoeira do Lázaro

    O diferencial da Cachoeira do Lázaro é seu poço: a profundidade chega a apenas 1,50 m, então é possível andar por boa parte do local sem precisar nadar. Além disso, há outras quedas menores e poços convidativos a bons banhos. A trilha entre a Cachoeira do Lázaro e a vizinha Cachoeira Santa Maria é de nível fácil, sendo que há banheiros e lanchonete no local.

    Para visitá-las, é preciso pegar a Rodovia Parque dos Pireneus e, em seguida, uma estrada de terra que requer atenção para não atolar o carro. Depois, você deve percorrer 1.5 km de trilha com apenas algumas subidas e degraus.

    • Endereço: Estrada dos Pireneus – Reserva Ecológica Vargem Grande.
    • Horário de funcionamento: das 9h às 16h.
    • Valor de entrada: R$ 35 (Cachoeira do Lázaro e Santa Marta).

    4. Cachoeira do Abade

    A Cachoeira do Abade tem 22 m de queda e faz parte da reserva de mesmo nome, que conta com mirantes, várias outras quedas d’água para se refrescar e uma piscina natural onde é possível avistar lindos peixinhos. A beleza e a variedade de atrações do local o tornam um dos mais visitados de Pirenópolis.

    Saindo do centro da cidade, o acesso à Reserva do Abade também se dá pela Rodovia Parque dos Pireneus, em um trajeto que totaliza 17 km. Depois de estacionar o carro, você pode escolher entre as duas trilhas do lugar: a do Vale (com 2.5 km de extensão) e a do Abade, que tem apenas 500 m.

    • Endereço: Estrada dos Pireneus, km 17 – Reserva do Abade.
    • Horário de funcionamento: das 9h às 16h (mas o visitante só pode iniciar a trilha até 14h).
    • Valor de entrada: R$ 40 (incluindo as duas trilhas).

    5. Cachoeira Meia Lua

    Quem deseja horas de calma e relaxamento não pode deixar de conhecer a Cachoeira Meia Lua. Sua estrutura é formada por várias pequenas quedas d’água, que formam uma bela piscina natural. O melhor é que a trilha é toda pavimentada e conta inclusive com escadas. Além disso, são oferecidos banheiros, lanchonetes e duchas aos visitantes.

    Para chegar à Cachoeira Meia Lua, também é preciso pegar a Rodovia Parque dos Pireneus, mas a distância total é de apenas oito quilômetros. Vai perder a oportunidade?

    • Endereço: Estrada dos Pireneus, km 5.
    • Horário de funcionamento: das 8h às 17h.
    • Valor de entrada: R$ 25.

    Viu só como não faltam cachoeiras para dar aquela relaxada?

    O que fazer em Pirenópolis

    Além das belas quedas d’água, a cidade conta com atrativos que você não pode perder. Veja algumas sugestões!

    1. Centro histórico

    As ruazinhas de pedra e os casarões antigos (e coloridos!) formam um belo cenário. Da ponte sobre o Rio das Almas, por exemplo, você pode conseguir uma linda vista para o Centro Histórico e embarcar em uma viagem no tempo. A Igreja Matriz de Nossa Senhora, o Cine Pireneus e o Theatro de Pirenópolis são alguns dos pontos que valem uma visita.

    Outro programa obrigatório é sentar em uma das mesinhas da Rua do Lazer para tomar um café ou degustar uma deliciosa cerveja. Enquanto isso, você verá a vida passar nessa encantadora cidadezinha!

    2. Museu do Divino

    Antes ocupado pela Casa de Câmara e Cadeia de Pirenópolis, esse casarão histórico hoje abriga um acervo que conta a trajetória da tradicional Festa do Divino Espírito Santo. Em seu interior, você poderá observar maquetes das igrejas e objetos que retratam toda a cultura por trás da principal festa do município. Vale incluí-lo no roteiro!

    • Endereço: R. dos Pirineus, 7 – Centro.
    • Horário de funcionamento: das 8h às 17h.
    • Valor de entrada: R$ 2.

    3. Fazenda Babilônia

    A fazenda foi construída ainda no século XVIII, preservada por anos e tombada como Patrimônio Nacional. O casarão segue a arquitetura colonial paulista, comum na época em que foi erguido, e permite a visitação de salas com objetos e utensílios históricos, além da capela. Para tornar a visita saborosa, é servido um café sertanejo na varanda (mediante agendamento), com iguarias e receitas passadas de geração para geração.

    • Endereço: GO 431, km 3 – Zona Rural.
    • Horário de funcionamento: sábados, domingos e feriados, das 9h às 16h.
    • Valor de entrada: R$ 22 ou R$ 78 (incluindo o café sertanejo).

    E então, já decidiu quais atrações incluir no seu roteiro?

    Onde ficar em Pirenópolis

    Para que sua estadia por essa cidadezinha seja ainda mais especial, você deve contar com uma hospedagem que ofereça todo o conforto possível. Saiba onde encontrá-las em Pirenópolis!

    1. Pousada Al Castello de Giulietta e Romeo – R$ 205

    A atmosfera pitoresca da Pousada Al Castello de Giulietta e Romeo promete levar você por uma viagem no tempo. Além de todo o universo lúdico ao qual o estabelecimento remete, há 30 apartamentos amplos e confortáveis disponíveis aos hóspedes, piscinas para adultos e crianças, sauna e brinquedoteca. Ainda é possível contar com o serviço de bar na piscina!

    • Endereço: R. Cedro, 32 – Residencial Santa Luzia.

    2. Pousada Fênix – R$ 216

    A dois minutos do centro histórico de Pirenópolis, a Pousada Fênix é uma excelente opção para quem está em busca de dias tranquilos ao som de passarinhos e rodeado por belos jardins. O clima de aconchego não para por aí: há uma piscina aquecida à disposição dos hóspedes e a vista panorâmica para o Morro do Frota é deslumbrante. Que tal desfrutar do charme interiorano por lá?

    • Endereço: R. Luiz Fleury de Campos Curado, 1 (lote 4) – Vila Alto do Carmo.

    3. Pousada Vila Velha – R$ 204

    A Pousada Vila Velha já está há 14 anos no centro histórico de Pirenópolis, proporcionando uma estadia cheia de conforto e lazer aos clientes. Sua estrutura preserva a arquitetura colonial e conta com acomodações simples, porém aconchegantes. O hóspede também pode aproveitar a piscina aquecida, a sauna, a área para churrasco e o delicioso café da manhã (que conta com mais de 50 itens!).

    • Endereço: R. do Bonfim, 57 – Centro.

    4. Pousada Cavaleiro dos Pireneus – R$ 400

    O cenário da Pousada Cavaleiro dos Pireneus é de deixar o queixo caído: a construção fica no alto de um vale e é cercada por lindos jardins, aliando bom-gosto, estilo e conforto. E o melhor é que, para ter toda essa tranquilidade do campo, você não precisa abrir mão das opções de lazer que Pirenópolis oferece, pois a hospedagem se localiza a apenas três quilômetros do centro histórico. Perfeito, não?

    • Endereço: Estrada do Bonsucesso, km 1,5 – Zona Rural.

    5. Pousada Tajupá – R$ 371

    Imagina contar com uma infraestrutura completa bem no centro histórico de Pirenópolis? Saiba que na Pousada Tajupá isso é possível! A hospedagem traz uma área de lazer com piscina aquecida, hidromassagem, sauna, ofurô, espaço para massagens e bar molhado, onde você pode saborear deliciosos drinks e petiscos. Vale destacar que toda essa comodidade fica a poucos minutos da Rua do Lazer!

    • Endereço: R. Quatro, s/n – Centro.

    Agora você já sabe que estará bem servido em Pirenópolis quando o assunto for hospedagem, certo?

    Restaurantes em Pirenópolis

    Já vimos o que fazer e onde ficar nessa charmosa cidade de Goiás, mas e os restaurantes? Quais são os mais indicados? Acompanhe!

    1. Trapiche Benedictus

    O espaço é uma junção de pizzaria com ateliê de arte, comandado por Sandra Mosci. A música ambiente, o atendimento personalizado e todo o cuidado com que os clientes são recebidos encantam quem passa por lá.

    <p Da cozinha, pizzas saborosíssimas são encaminhadas no ponto certo às mesas. Experimente a Nhô Dito, que leva geleia de hibisco e bacon de lombo, e peça um vinho para acompanhar. Você não vai se arrepender!

    • Endereço: Av. Meia Lua, 145 – Vila Alto do Bonfim.
    • Horário de funcionamento: sexta a domingo, de 19h a 0h.

    2. Umami Bistrô

    Nesse restaurante de comida saudável, os ingredientes usados nos pratos são locais e os princípios seguidos são os do slow food. No almoço, a casa oferece uma salada e um prato principal. Já no jantar, as opções aumentam, incluindo massas, peixes e carnes. Não deixe de experimentar o Pappardelle Sertanejo e o filé suíno ao vinho branco. Para fechar, peça o pudim de laranja com calda de chocolate!

    • Endereço: R. dos Pirineus, 77 – Centro.
    • Horário de funcionamento: quinta a sábado, das 12h às 15h e das 19h às 23h; domingo, das 12h às 16h.

    3. Rosário 26

    Esse pub reúne os serviços de restaurante e bar, sempre primando pelo atendimento personalizado e de qualidade. Na cozinha, a especialidade servida é a árabe, com pratos como charuto de repolho, kafta, tabule, quibe cru e coalhada seca.

    Experimente também as saladas de lagarto desfiado e de ariche. Para completar, a casa é a primeira especializada em chopp de Pirenópolis. Aproveite!

    • Endereço: R. do Rosário, 26 – Centro.
    • Horário de funcionamento: das 17h às 23h30 (segundas e quartas), de 17h a 0h (quintas e sextas) e de 11h a 0h (sábados e domingos).

    Já sabe qual restaurante será seu eleito para a hora das refeições?

    Dicas de quem já foi a Pirenópolis

    Chegou a hora de conferirmos as experiências de quem já pisou nessa terrinha especial. Vamos lá?

    Vlog na Ponte da Tremedeira em Pirenópolis

    O vídeo mostra as aventuras de Juliana, que parte de Brasília e desembarca no centro histórico de Pirenópolis. Você verá de pertinho a Cachoeira do Abade e as ruazinhas de pedra do centro.

    Vlog em Pirenópolis

    A Nat também sai de Brasília rumo a Pirenópolis. Ela e a família visitam a Cachoeira do Rosário e mostram um pouquinho do movimento noturno da cidade.

    Cachoeira Reserva do Abade em Pirenópolis

    Nesse vídeo, acompanhamos o passeio de Gabriel pela Reserva do Abade. Você vai se encantar com a região!

    Viu só com não falta charme nessa linda cidadezinha?

    Mais fotos de Pirenópolis que vão convencer você a embarcar nessa aventura

    Abaixo, você verá uma seleção de imagens que mostram melhor as belezas locais. Prepare-se!

    1. As igrejas históricas marcam o cenário do centro

    2. As cores das fachadas são realmente encantadoras

    3. Cada detalhe tem sua poesia, não acha?

    4. Não importa a hora do dia

    5. Todo esse charme certamente vai te conquistar

    6. Quando a lua der as caras então…

    7. Até os restaurantes têm seus encantos

    8. Mas as cachoeiras são um capítulo à parte

    9. E convidam para aquele banho relaxante

    10. Difícil mesmo vai ser se despedir desse lugar especial, concorda?

    Depois de todas as informações e imagens que você acabou de ver, fica difícil se segurar e deixar de conhecer esse cantinho mágico de Goiás, não é mesmo? Além de tudo, Pirenópolis conta com uma infraestrutura que deixará seus dias ainda mais relaxantes. Que tal?

    PARA VOCÊ