Cidade Baixa: conheça Porto Alegre na sua versão mais descolada

Escrito por Nicole Dias

Se você nunca ouviu falar da Cidade Baixa, em Porto Alegre, chegou a hora de se atualizar. Isso porque o bairro, que fica pertinho do Parque Farroupilha e do Campus Central da UFRGS, é sinônimo de boemia e descontração. Daqueles locais que precisam ser visitados pelo menos uma vez na vida – ou todos os finais de semana!

Continua após o anúncio

Para ajudar você a desbravar o melhor que a Cidade Baixa tem a oferecer, preparamos esse guia que apresenta as principais atrações, os restaurantes mais legais, os barzinhos que todo mundo ama e as baladas para quem não quer saber de ficar em casa durante a noite porto-alegrense. Confira!

Mapa da Cidade Baixa

Cidade Baixa: o que fazer

Muito além da vida noturna, a Cidade Baixa tem muito a oferecer quando o sentido é cultura. Charmosos espaços culturais abrem suas portas pelo bairro e promovem atividades dos mais diversos estilos.

1. Casa Baka

Com edifício considerado patrimônio arquitetônico da cidade de Porto Alegre, a Casa Baka tem foco nas artes visuais e uma extensa programação com exposições de artistas contemporâneos, feiras, cursos, workshops e eventos diversos. De oficina de meditação e escrita criativa até aulas de dança e pintura, há muito a se descobrir por lá.

  • Endereço: R. da República, 139.
  • Valor de entrada: algumas oficinas contam com entrada franca, enquanto outros cursos são pagos. Vale acessar a página da Casa Baka para conferir eventos e valores.
  • Horário de funcionamento: varia conforme a atividade.

2. MEME Santo de Casa Estação Cultural

Em um ambiente multiuso, o Meme Santo de Casa tem a proposta de reunir várias manifestações de arte e cultura, com direito a espetáculos, cursos, oficinas e performances. A agenda de atividades é rica, passando por apresentações musicais a aulas de dança contemporânea, meditação, alongamento e expressão corporal.

  • Endereço: R. Lopo Gonçalves, 176.
  • Valor de entrada: valores variam conforme o curso ou evento.
  • Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 9h às 22h. Sábado das 9h às 23h30. Domingo das 19h às 23h.

3. Museu Joaquim José Felizardo

Criado em 1979, o Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo dispõe de acervo com milhares de itens dos séculos XIX e XX, de objetos de decoração a peças de vestuário. Há, ainda, peças do período pré-colonial, e mais de 9 mil fotografias antigas de Porto Alegre. É possível agendar visitas mediadas através do e-mail educativomuseu@portalegre.rs.gov.br.

  • Endereço: R. João Alfredo, 582.
  • Valor de entrada: gratuita.
  • Horário de funcionamento: segunda-feira, das 13h30 às 17h30. De terça a sexta, das 9h às 12h e da 13h30 às 17h30.

4. Praça Professor Saint Pastous

Para alguns pode ser uma simples praça. Para outras, palco de encontros, piqueniques, rodas de conversa e conexão com a natureza. A Praça Professor Saint Pastous é um daqueles lugares para caminhar sem pressa e recarregar as energias em plena cidade grande.

  • Endereço: R. Praça Prof. Saint-Pastous.
  • Valor de entrada: gratuita.
  • Horário de funcionamento: sempre aberta.

5. Travessa dos Venezianos

A Travessa dos Venezianos não é exatamente uma atração, mas é daqueles pontos que valem uma passadinha, sabe? Consiste em uma ruela charmosa com casinhas geminadas coloridas e calçamento original. As 17 residências foram tombadas pelo Patrimônio Histórico. É tudo uma gracinha. Vale procurar pelo Bistrô da Travessa, que fica no nº 25 e serve pizzas fantásticas.

Continua após o anúncio

  • Endereço: entre as ruas Lopo Gonçalves e Joaquim Nabuco.

Há vida, cor e atividade na Cidade Baixa mesmo durante o dia. Como não amar esse lugar?

Restaurantes na Cidade Baixa

Quando a fome bater, não precisa ir muito longe: a Cidade Baixa conta com restaurantes que agradam vários paladares e orçamentos.

1. The Raven Restaurant

Para quem está em busca de um restaurante mais elegante, o The Raven é uma ótima pedida. Com ambiente rústico e charmoso, o estabelecimento aposta na gastronomia mediterrânea e todas as maravilhas da culinária internacional. A cozinha do local, que homenageia o escritor Edgar Allan Poe, é comandada pelo chef Julio Cefis. Entre os destaques estão pratos como Fettuccine aos Frutos do Mar e Linguado à Belle Meuniere.

  • Endereço: R. Sarmento Leite, 969.
  • Horário de funcionamento: terças a sextas, das 19h30 às 23h30. Sábados e domingos, 12h às 15h e 19h30 às 23h30.

2. Mandarinier Gastronomia

Autoria dos chefs Leonardo Magni e Liliana Andriola, o Mandarinier trabalha somente com menu do dia. De terça a sexta ele conta com entrada, prato principal e sobremesa. Aos sábados o cardápio é especial. A comida servida preza por ingredientes da estação e de pequenos produtores. No site é possível conferir os pratos de cada dia. Algumas das delícias são curry de moranga com frango e arroz thai jasmim, risoto de moranga com bacon crocante e porco com purê de batata e queijo colonial.

  • Endereço: R. Alberto Tôrres, 228.
  • Horário de funcionamento: aberto de terças a sextas, das 11h45 às 14h30. Sextas de noite, das 20h às 22h30. Sábados, 12h às 15h30.

3. Damask

Que tal se surpreender com a culinária árabe sem sequer sair de Porto Alegre? A pedida é fazer uma refeição no Damask. Com ambiente simples e preço que cabe no bolso, o restaurante tem iguarias em porções bem servidas e com o tempero na medida certa. Não deixe de experimentar o falafel, o quibe frito e o kebab de shawarma.

  • Endereço: R. Sofia Veloso, 61.
  • Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 18h às 23h15.

4. Via Imperatore

Paredes de tijolos aparentes, retratos antigos, pinturas e variados itens decorativos. Se o Via Imperatore já surpreende aos olhos, espere até chegar ao buffet. Saladas, antepastos, massas, grelhados, queijos, frutas e sobremesas são apenas algumas das opções que a casa oferece. O custo-benefício é um dos pontos altos, bem como o estacionamento no local e o atendimento amigável.

  • Endereço: R. da República, 509.
  • Horário de funcionamento: de terça a sábado, das 11h às 15h e das 18h30 até 0h. Domingos, das 11h às 16h.

5. Studio Dos Aromas

Já considerado o melhor bistrô de Porto Alegre, o Studio dos Aromas é comandado pela chef Natalie Machado e é um encanto. Daqueles lugares simpáticos aos olhos e ao paladar, sabe? Cheio de detalhes que fazem a diferença. O menu varia todos os meses e é fixo para cada dia da semana, sendo composto por couvert, entrada, prato principal e sobremesa. É importante fazer reserva. Vegetarianos/veganos ou intolerantes também são bem-vindos e podem usufruir de um cardápio adaptado, necessitando apenas avisar com um dia de antecedência.

  • Endereço: R. João Alfredo, 549.
  • Horário de funcionamento: quintas e sextas, das 12h às 14h. Sábados, das 12h às 16h.

Outros locais que valem a visita: Restaurante Copacabana (Praça Garibaldi, 2), Tudo Pelo Social (R. João Alfredo, 448) e Parangolé (R. Gen. Lima e Silva, 240).

Bares na Cidade Baixa

Depois de saber mais sobre a cultura e a gastronomia da cidade baixa, eis que chegou a hora de curtir a noite. O bairro porto-alegrense tem muuuuitos barzinhos, praticamente um ao lado do outro. Aqui, algumas das opções que valem a visita.

1. A Virgem Bar

Atendimento atencioso, ótimos drinks e petiscos pra lá de saborosos. A Virgem Bar é um daqueles lugares com uma vibe bem descolada, com diferentes ambientes e um disputado espaço no pátio. Tantos os pratos quanto as bebidas são servidos com muito estilo, sendo que as pizzas são extremamente elogiadas.

  • Endereço: R. Olavo Bilac, 251.
  • Horário de funcionamento: de segundas a sábados, das 18h30 até 1h.

2. Olivos 657

O que se espera de um bar é um excelente cardápio de bebidas, certo? Isso existe no Olivos. No entanto, são os petiscos que acabam atraindo muitos dos visitantes. As almôndegas de filé e cordeiro, o carpaccio com molho de alcaparras e a pizza estão entre os favoritos. Os drinks também são pra lá de elaborados. De quebra, o ambiente é bem descontraído e cheio de detalhes bacanas de decoração.

  • Endereço: R. da República, 657.
  • Horário de funcionamento: de terça a quinta, das 19h às 00h. Sextas e sábados, das 19h até 1h. Domingos, das 19h às 23h20.

3. Apolinário

Um dos lugares mais legais para um happy hour com boas bebidas e aperitivos. A hora feliz do Apolinário ocorre de segunda a sábado, até 20h. As porções de batatas rústicas, polentas e aipim custam apenas R$12 cada, enquanto um chopp 300ml sai por R$4,00. Excelente custo-benefício em um espaço tradicional de boteco.

  • Endereço: R. José do Patrocínio, 527.
  • Horário de funcionamento: segunda a quarta: 18h às 00h. Quinta: 18h à 01h. Sextas e sábados: 18h às 02h.

4. Boteco Pedrini

No Boteco Pedrini todo dia é dia de ser feliz. A casa, que já tem mais de 50 anos de história, abre de segunda a segunda, oferecendo tudo aquilo que um bom bar precisa ter: bebidas na temperatura certa, menu de petiscos bem diversificado, atendimento amigável e mesas de sinuca. Além disso, o bar transmite os principais jogos de futebol e ainda conta com promoções de duas cervejas pelo preço de uma.

  • Endereço: R. Gen. Lima e Silva, 431.
  • Horário de funcionamento: segundas e terças das 16h às 3h, quartas e quintas das 16h às 4h, sextas e sábados das 16h às 5h, domingos e feriados das 11h30 às 3h.

5. Malvadeza Pub

Cervejas, shows ao vivo, rock e blues. Se essa combinação atrai você, vale colocar o Malvadeza Pub na sua lista de locais e conhecer. O pub é especializado no universo cervejeiro, sendo que inclusive conta com bebidas de fabricação própria. As apresentações musicais ocorrem nas noites de quarta, quinta, sexta e sábado. Ao longo da semana também rolam promoções de drinks com 50% de desconto e pint pelo preço de half pint.

  • Endereço: Tv. do Carmo, 76.
  • Horário de funcionamento: segundas das 11h30 às 14h30. Terças e quartas das 11h30 às 14h30 e das 18h30 até 0h. Quintas e sextas das 11h30 às 14h30 e das 18h30 até 1h. Sábado, das 20h até 2h, domingo das 18h30 até 0h.

Outros barzinhos legais de ir com os amigos na Cidade Baixa: Boteco Matita Perê (R. João Alfredo, 626) e Espaço Cultural 512 (R. João Alfredo, 512).

Baladas na Cidade Baixa

Hora de dançar! Quem ama um pouco de agito e quer curtir a noite ao máximo vai amar essas casas noturnas da Cidade Baixa. Escolha a que combina mais com o seu estilo e arrase na pista!

1. Preto Zé

Pista de dança lotada e o público dançando ao som de bandas de samba-rock, funk e pagode. O Preto Zé é daqueles locais em que ninguém fica parado. Vale ficar de olho na programação das festas pelo Facebook da balada – colocando nome na lista o valor da entrada é reduzido.

  • Endereço: Rua João Alfredo, 449.
  • Valor de entrada: os valores variam conforme a festa, partindo de R$10,00.

2. Margot

Na movimentada rua João Alfredo fica a balada favorita da galera mais alternativa. O bar é inspirado no diretor norte-americano Wes Anderson e mostra isso tanto na sua decoração quanto na comunicação e nos drinks do cardápio. A cada dia da semana um estilo musical é enaltecido, passando por folk, latinidades, groove e blues.

  • Endereço: R. João Alfredo, 577.
  • Valor de entrada: varia conforme a festa, a partir de R$20,00.

3. Opinião

Com mais de 30 anos, o Opinião é uma casa de shows pra lá de popular em Porto Alegre. Por lá já passaram diversos artistas nacionais e internacionais, de Barão Vermelho e Cidade Negra até Bob Dylan e Creedence Clearwater Revival. Além das apresentações, o estabelecimento recebe festas que sempre lotam. Sexta Clássica, Rock n’ Bira e a Xtravaganza estão entre as baladas queridinhas do público. Vale conferir a extensa programação no site.

  • Endereço: Rua José do Patrocínio, 834.
  • Valor de entrada: os preços variam conforme a festa, sendo que ingressos comprados com antecedência são mais baratos. Na maior parte dos eventos, os ingressos partem de R$25,00.

4. Sinners

Com a mensagem “um lugar onde o ontem é passado e o amanhã não existe”, a Sinners abre suas portas para os desajustados, as boas e as más companhias. Bem-humorada e toda descoladinha, a casa conta com festas de nomes divertidos, como Solta o Grave, de hip hop e funk, e baladas com catuaba e combinhos em dose dupla. Proibida a entrada de menores de 18 anos.

  • Endereço: R. Gen. Lima e Silva, 426.
  • Valor de entrada: a partir de R$15,00, sendo que ingressos antecipados são mais baratos.

5. Cucko

Sempre lotado, o Cucko reúne várias tribos em um clima alto astral e que permite que cada um seja o que é. O Ninho, como é chamado, é o lugar ideal para quem gosta de ir dançar como se não houvesse amanhã. Por ser uma casa pequena, costuma ter filas grandes para entrar. Portanto, a dica é ir cedo para curtir sem precisar ficar esperando por muito tempo.

  • Endereço: R. Gen. Lima e Silva, 1037.
  • Valor de entrada: varia conforme a festa, com preços partindo de R$20,00.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a Cidade Baixa, não deixe de conhecer outras atrações incríveis na capital dos gaúchos nesse guia de Porto Alegre.

 
   

PARA VOCÊ