12 melhores festas juninas do Brasil para você dançar e se divertir bastante

O nordeste brasileiro e algumas cidades de outras regiões fervem no mês de Junho. Se você gosta de dançar, é bom saber quais são as melhores festas juninas do Brasil – no período ocorrem os festejos de Santo Antônio(13 de Junho), São João(24 de Junho) e São Pedro(29 de Junho) – e escolher uma delas para curtir um forró, baião, xaxado e provar deliciosas comidas típicas.

Continua após o anúncio

Além do show de bandas famosas no cenário nacional e local, as festas juninas também são marcadas pela apresentação de quadrilhas e pela decoração de ruas e arraias com bandeirinhas coloridas, faixas, balões, e, é claro, com o brilho das fogueiras e dos fogos de artifício, que conferem uma atmosfera toda especial às ruas das cidades.

Se você quer aproveitar o meio do ano com muita cultura e animação, o Viajali mostra quais são as melhores festas juninas de país. Compre a passagem e reserve o hotel, pois vai valer a pena se deslocar para alguns desses lugares.

1. Caruaru, Pernambuco

O São João de Caruaru é um dos mais famosos do Brasil e no mês de Junho a cidade pernambucana é muito procurada por viajantes do país inteiro. O Parque de Eventos da cidade simplesmente se transforma em um arraiá decorado, onde há barraquinhas com muita comida gostosa, espaço para apresentação de quadrilhas, bandas de pífano e apresentações das melhores bandas de forró do Brasil.

2. Capela, Sergipe

Os festejos juninos em Capela começam para valer no final de Junho e normalmente vão até os primeiros dias de Julho, afinal na cidade tradicionalmente comemora-se o São Pedro.

Há atrações musicais, barracas com comidas típicas, realização de missas e a famosa festa do mastro, uma comemoração de origem europeia e que acontece no município sergipano há mais de 70 anos, onde um grupo de pessoas sujas de lama carregam um enorme tronco de árvore e caminham ao som de zabumbas.

3. Campina Grande, Paraíba

Reverenciado como o “Maior São João do Mundo”, a festa da cidade paraibana rivalizava ano a ano com Caruaru pelo tipo de melhor festa junina do Brasil, e quem sai ganhando com essa “competição” é o público, porque ambas as cidades melhoram ano a ano o espetáculo. E Campina Grande é mesmo grandiosa no que diz respeito ao São João.

Mais de 2 milhões de pessoas comparecem ao Parque do Povo entre o mês de Junho e o princípio de Julho e passam horas nas barraquinhas com canjica, milho assado e outras guloseimas, dançam pra valer na área dos shows e também apreciam as centenas de quadrilhas e grupos folclóricos de todo o Nordeste.

4. Mossoró, Rio Grande do Norte

Mossoró é uma das mais importantes cidades do Rio Grande do Norte e atrai mais de 1 milhão de turistas durante o período junino. As festas ocorrem no Corredor Cultural da cão idade, uma área com importantes equipamentos públicos como a Estação de Artes Eliseu Ventania, o Teatro Municipal Dix-huit Rosaddo, uma praça de eventos, etc. Há atrações de diversos tipos: apresentações musicais com artistas locais, shows com repentistas, apresentações de quadrilhas, feiras de comida e artesanato e até mesmo espetáculos teatrais.

5. Ceilândia, DF

É evidente que o nordeste é o maior representante das tradições juninas, mas a animação dá o ar da graça em outras regiões também. O caso do Maior São João do Cerrado – enorme festa que acontece em Ceilândia/DF – é distinto, pois o evento é realizado no final de Agosto e conta com as principais bandas do país de forró e sertanejo.

Em 2016, artistas como Alceu Valença, Elba Ramalho, Michel Teló e César Menotti & Fabiano ferveram o Centro-Oeste, então é só esperar pela próxima programação, porque muita coisa boa vem aí. Uma ótima oportunidade para quem ama um agito e tem compromisso no mês de Junho, ou aproveitou alguma festa junina em outro lugar e quer repetir a dose. Anota aí!

6. Olinda, Pernambuco

É fácil e justo identificar Olinda pelo famoso carnaval, mas as festas juninas da cidade histórica não perde em termos de animação e relevância histórica. Há atrações privadas e realizadas pela prefeitura.

Vale a pena curtir o São João da Capitá que ocorre na casa de show Classic Hall, pertinho de Recife, passear pelas ladeiras no embalo do Arraial do Mucuca, ou então dançar no Arraial Olindance, realizado na casa da Rabeca, um conhecido espaço de eventos de Olinda.

7. São Sebastião, São Paulo

O friozinho de São Paulo do mês de Junho também pode ser bacana para dançar o forró, tomar uma cachacinha e provar alguns quitutes da época. Curtir o período no município de São Sebastião é uma ótima ideia para quem prefere algo mais light.

8. São Luís, Maranhão

O São João da capital maranhense congrega valiosas manifestações culturais do estado e o boi-bumbá, esse símbolo do folclore brasileiro tombado pelo Patrimônio Nacional, é o principal elemento da festa. Ao todo mais de 500 grupos desfilam ao som de zabumbas, pandeirão, matraca, orquestra matraca, com integrantes vestidos com a indumentária característica.

A cidade que comemora todos os dias de santos do período junino, também tem apresentações de danças tradicionais como a dança portuguesa, bambaê do caixa, dança do coco, dança do boiadeiro e de muitas quadrilhas.É evidente que o forrozinho de sempre e as deliciosas comidinhas também não faltam.

9. Estância, Sergipe

No quesito pirotécnica, não há melhor opção no período junino que o município de Estância. Por lá ocorrem as habituais guerras de espadas e buscapés. Ambos são um tipo de fogos de artifício fabricados com bambu e recheados com pólvora, limalha de ferro e enxofre.

Depois de aceso, o objeto lança um enorme jato de fogo e quando jogado no chão sai em alta velocidade, proporcionando um espetáculo bonito e ao mesmo tempo perigoso( é preciso acompanhar a atração à distância e sempre pedir conselhos aos moradores e fogueteiros locais sobre como apreciar o espetáculo em segurança). A diferença entre ambos os artefatos é que, ao contrário da espada, o buscapé explode no final.

O barco de fogo de Estância, reconhecido como Patrimônio Imaterial do Estado de Sergipe, é outra irresistível atração da cidade sergipana. Trata-se de um barco com cerca de 1 metro decorado e recheado de pólvora, que percorre determinada distância por um cabo de aço enquanto é conduzido por espadas. Lindo espetáculo de luz!

10. Salvador, Bahia

A capital do Axé e de um dos melhores carnavais do Brasil também tem atrativos juninos. Há festas bem bacanas em alguns pontos da cidade e em especial no pelourinho, onde há palcos para apresentações de forró eletrônico, pé de serra e áreas para exibições quadrilhas e venda de comidas típicas.

É claro que na pausa da dança você poderá dar uma voltinha e saborear um delicioso acarajé em algum restaurante da área histórica mas famosa de Salvador. Fica a dica!

11. Corumbá, Mato Grosso do Sul

O ponto alto da festa junina em Corumbá é o tradicional banho de São João no rio Paraguai. Além de curtir os eventos com música, fogos e muita comida, centenas de pessoas descem enfeitadas até a prainha do Porto Geral, para banhar a imagem do santo enquanto mergulham no rio.

O evento, cujas origens datam do tempo da fundação da cidade, já é considerado Patrimônio Imaterial Cultural do Mato Grosso do Sul, e é acompanhado e saldado de perto pela nova geração de moradores.

12. Teresina, Piauí

O viajante que gosta de dançar madrugada adentro em diferentes shows, pode viajar para Teresina que lá irá encontrar um evento muito bacana, a Cidade Junina Teresina. Além das atrações musicais, há apresentações de quadrilhas e o visitante poderá recarregar as energias em uma praça de alimentação bem equipada e até fazer comprar na feira de artesanatos.

Mesmo que você não possa viajar para alguns desses lugares, não se preocupe, pois certamente encontrará excelentes opções de diversão em capitais como Aracaju, Maceió, Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo e tantas outras cidades com seus arraias multicoloridos e apresentações do mais saudado ritmo do período. O Brasil é uma festa, então esteja certo de que a sua cidade tem um embalo, pode procurar e aproveitar bastante!