Paraty: roteiro para se encantar com a cidade que é Patrimônio Nacional

Escrito por Marta Stegani

Paraty é uma charmosa cidade localizada no litoral sul do Rio de Janeiro, famosa por seus casarões coloniais e considerada um Patrimônio Histórico Nacional. Seu centro encanta por sua arquitetura, cores e tradições. Já suas praias, pelas águas cristalinas que ganham como moldura o verde da nossa Mata Atlântica.

16 praias de Paraty que vão ganhar seu coração

Praia é o que não falta Paraty. São cerca de 120 que arrebatam o coração do visitante com águas em tons verde e azul, cercadas pela natureza e muito bem preservadas. Conheça algumas das que merecem uma atenção especial no seu roteiro.

1. Praia do sono

Essa é uma das praias mais famosas de Paraty e também é considerada uma das mais belas. Está localizada em uma área de preservação ambiental praticamente intocada. Por ser de difícil acesso – é possível chagar lá apenas de barco ou trilha de nível médio – é pouco movimentada e se sustenta pelo comércio local. Aproveite para conhecer a tradição caiçara dos moradores que preservam o estilo da vila de pescadores. É uma boa opção para quem curte acampar.

2. Praia de Antigos

Seguindo até o final da Praia do Sono, uma placa indica para a trilha que leva à Praia de Antigos. Localizada em uma área de preservação ambiental, não conta com estrutura para visitantes e não é permitido acampar. Tem águas mornas e cristalinas e o cenário é composto por pedras e montanhas. Em alguns pontos, o mar agitado atrai surfistas.

3. Ilha do Pelado

A ilha está a 30 km de Paraty e você pode chegar até lá pegando um barco na Praia de São Gonçalo. O local é um convite ao sossego: águas cristalinas, rasas e tranquilas. Existem quiosques restaurantes que servem deliciosas porções e bebidas.

4. Ilha do Algodão

A maior ilha da região é o ponto de parada de diversos passeios de barcos e é indicada para quem gosta de praticar snorkeling e mergulhar em alto mar junto com os peixes. Se der sorte, você ainda pode apreciar golfinhos que costumam dar o ar da graça em dias de tempo mais fechado ou após as chuvas.

5. Praia da Conceição

Fora da rota tradicional das praias e sem infraestrutura, o paraíso merece a visita de quem deseja um lugar tranquilo para descansar e tomar um delicioso banho de mar. O acesso é feito apenas por barco e aparece em alguns roteiros de passeios de escuna. Possui uma ampla faixa de areia dourada, mar tranquilo e de temperatura agradável.

6. Praia Vermelha

Uma das praias mais visitadas de Paraty é dona de um visual de encantar. É perfeita para passar o dia relaxando, tomando um banho de sol e mergulhando em águas claras. É o passeio ideal para toda a família, pois além de mar tranquilo, tem ótima infraestrutura, com opções de bares, restaurantes e mesas à beira-mar.

7. Lagoa Azul

O ponto de parada mais popular das escunas de Paraty é famoso e com razão. Suas águas são de um tom de azul encantador que ganham como moldura a vegetação ao redor. Possui uma rica vida marinha, sendo também indicada para a prática de snorkeling. O passeio é imperdível!

8. Praia da Lula

É o destino perfeito para um dia de sombra e água fresca. Sua areia clara e fofinha é par perfeito para as águas tranquilas e verdes, assim como seu entorno. É cercada por mata nativa preservada e por coqueiros e amendoeiras que servem para proteger do sol. Se você deseja passar o dia, é importante levar água e alimentos, pois o local não oferece esses serviços.

9. Ilha Comprida

Parada de muitas escunas que partem do porto, a ilha possui diversas espécies marinhas, cardumes e corais, sendo um verdadeiro aquário natural, portanto, além de proporcionar uma bela visão, também é boa para a prática de snorkeling e mergulho.

10. Saco do Mamanguá

Um paraíso pouco explorado e considerado o único fiorde tropical do mundo, ou seja, uma grande entrada de mar cercada por altas montanha rochosas. O mar esverdeado segue por uma extensão de 8 km. Possui 33 praias, 8 comunidades caiçaras e uma área de mangue preservada.

O acesso ao Saco de Mamanguá é feito de barco, partindo de Paraty-Mirim, ou através de trilha, que exige um bom condicionamento físico. Em sua visita a este pedaço de paraíso, leve tudo o que você precisa, pois não há vendas no local. Aproveite para fazer a trilha que leva ao Pão de Açúcar, que oferece uma belíssima vista.

11. Praia do Cepilho

Está localizada na vila de Trindade, que fica bem próxima ao centro de Paraty, e é o destino para quem procura por sossego. O vilarejo é formado por 6 belas praias: Praia Brava, Praia do Cepilho, Praia de Fora, Praia dos Ranchos, Praia do Meio e Praia do Cachadaço.

A Praia do Cepilho é a primeira de Trindade, por isso, costuma ser mais frequentada. É o point dos surfistas, devido a suas fortes ondas. Para comodidade dos visitantes, existe estacionamento próximo e há opções de camping para hospedagem.

12. Praia Brava

Possui um ambiente selvagem e é quase sempre deserta. Suas fortes ondas são indicadas para a prática de surf e bodyboard, portanto, se você deseja um mar tranquilo, é bom ficar atento. Na praia, não há atividade comercial, então vá preparado para estar em total contato com a natureza.

13. Praia do Meio

Ao contrário da Praia Brava, esta é indicada para toda a família. Com águas mansas e cristalinas, é uma das preferidas dos turistas. É de fácil acesso, e possui opções de restaurantes e ambulantes circulando.

14. Praia de Fora

Se procura uma praia para se hospedar, essa é a opção. Em suas proximidades você encontra campings e pousadas. Possui uma extensa faixa de areia para garantir o banho de sol e mar com boas ondas para os amantes do surf. O acesso pode ser feito de carro ou a pé, partindo de Trindade.

15. Praia dos Ranchos

A vizinha da Praia de Fora é ideal para quem procura um local com estrutura. Tem quiosques e chuveiros com água doce espalhados pela praia. Com ondas mais fracas, é o passeio ideal para a família.

16. Praia do Cachadaço

Seguindo pela Praia do Meio, logo você terá acesso à belíssima Praia do Cachadaço. Bem preservada, impressiona por sua areia clara e mar cristalino. A vegetação também dá um toque especial ao ambiente. Seguindo pela praia, uma leve trilha leva até a piscina natural de Cachadaço, com águas rasas e perfeita para um mergulho.

Essas são apenas algumas das praias que vão te arrancar suspiros. Prepare-se para se encantar com surpresas pelo caminho.

O que fazer em Paraty?

Além de praias paradisíacas, Paraty também tem museus, igrejas e casarões históricos, muitos considerados patrimônios históricos, que são uma verdadeira viagem no tempo.

1. Centro histórico

O ponto de partida para conhecer e entender Paraty começa com uma caminhada pelas ruas estreitas e de pedras. O Centro Histórico é considerado pela UNESCO como o conjunto arquitetônico colonial mais harmonioso do país e em 1965 a cidade foi convertida a Patrimônio Nacional. Para conhecer toda essa história, existem tours guiados que percorrem os principais os pontos.

Não estranhe se, ao caminhar, encontrar as ruas tomada pelas águas do mar. A cidade foi planejada para permitir a entrada e saída da água como uma forma natural de limpeza, portanto, quando a maré está forte, algumas ruas do Centro Histórico ficam tomadas, o que faz parte do charme da região.

2. Museu de Arte Sacra

O museu está instalado na Igreja de Santa Rita, considerada o cartão postal da cidade. Possui em seu acervo peças de barro, madeira e metal dos séculos XVII, XVIII, XIX até o início do século XX. A igreja foi construída em 1722 e em 1952 foi tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional. Não deixe de fotografar a entrada deste belo templo de estilo barroco.

3. Igreja Nossa Senhora dos Remédios

A capela que deu origem ao povoado de Paraty foi construída em 1873. Chama atenção por suas torres inacabadas que não foram concluídas, pois o excesso de peso poderia abalar sua construção. Após fotografar a parte externa, não deixe de fazer uma visita para conhecer seu interior. É cobrada uma taxa e não é permitida a entrada com trajes de banho, filmar ou fotografar.

4. Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito

Foi construída por escravos em 1725 e era usada pelos negros durante seus cultos. No mês de novembro acontecem as festividades da igreja, com missa, procissão e celebrações tradicionais como as figuras do Rei e da Rainha, as folias e o mastro com as imagens dos santos.

5. Igreja Nossa Senhora das Dores

A charmosa capelinha foi construída em 1800 por iniciativa das mulheres da sociedade. Foi reformada em 1901 e tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. A torre da igreja tem sobre a cúpula um galo marcador da direção dos ventos. Não é cobrada taxa para visitação e também não é permitido fotografar seu interior.

6. Casa da Cultura de Paraty

O casarão localizado no centro histórico busca resgatar e preservar a cultura local. É considerado pela UNESCO um dos sobrados mais representativos da arquitetura do século XVIII. Logo na entrada, o visitante é recebido por um tapete de serragem, arte típica das festas religiosas da cidade. No segundo andar, há uma exposição permanente que mostra o cotidiano dos paratienses, os quais ajudaram a montar o acervo.

7. Museu Forte Defensor Perpétuo

O forte foi construído em 1703 para defender a cidade dos possíveis ataques de piratas em busca do ouro que vinha de Minas Gerais com destino à Europa. É o único forte existente em Paraty. O acesso até ele é feito através de um morro em um agradável caminho cercado por mata. Chegando no topo, o visitante é contemplado por uma belíssima vista da Baía de Paraty. No acervo do museu estão peças autenticas, como canhões feitos na Grã-Bretanha.

8. Caminho do Ouro

O passeio é uma volta aos séculos passados por onde passava toda a riqueza que vinha de Minas Gerais. O trecho liga Diamantina ao Porto de Paraty, de onde as mercadorias seguiam de navio para Portugal. Hoje, a trilha pode ser feita a pé e é indicada para quem curte ecoturismo, especialmente trekking.

Alguns passeios que saem de Paraty passam por cachoeiras e alambiques à beira da Estrada Real. No caminho, é possível desfrutar de uma bela paisagem e de espécies da fauna e flora da Mata Atlântica.

9. Parque Nacional da Serra da Bacaína

O Parque Nacional da Serra da Bocaína, uma das maiores áreas protegidas de Mata Atlântica, está localizado na divisa dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. É um dos poucos lugares no país que abriga animais ameaçados de extinção, além de 300 espécies de pássaros.

10. FLIP

A FLIP, ou Festa Literária Internacional de Paraty, é uma manifestação cultural famosa do município. Trata-se de uma experiência literária incrível para os fãs dessa arte, já que, a cada ano, um escritor brasileiro é homenageado pelo evento, em uma tentativa de valorizar nossa literatura local. A festa ocorre às margens do rio Perequê-Açu e acontece, geralmente, no período de inverno – trazendo um atrativo para os dias mais fresquinhos.

Entre as principais atrações do parque estão belíssimas cachoeiras, como a Cachoeira dos Veados e a de Santo Isidro, e picos, entre eles o da Bacia e do Tira Chapéu, de onde se pode avistar desde o Vale do Paraíba até as Baías de Angra dos Reis e Paraty.

Algumas informações importantes

iStock

  • Como chegar: o aeroporto mais próximo de Paraty é o Galeão, que fica no Rio de Janeiro. De lá, você pode ir de carro, em um trajeto que dura aproximadamente 4 horas, ou de ônibus, partindo da rodoviária Novo Rio.
  • Quando ir: para aproveitar melhor o charme de Paraty, evite visitar a cidade em feriadões e férias escolares. Já para curtir os passeios de barcos e praia, aproveite de junho a setembro.
  • Clima: verão chuvoso e inverno seco, mas com temperaturas agradáveis.

Onde se hospedar?

Para sentir bem o clima de Paraty, experimente se hospedar próximo ao Centro Histórico da cidade. É lá que estão localizados bares e restaurantes, e você vai aproveitar com mais facilidade a vida noturna.

1. Samblumba Hostel Trindade – $

O albergue está localizado no centro da cidade. Dispõe de quartos compartilhados com 6 e 4 camas. Possui fliperama, sala de jogos, churrasqueira e biblioteca.

2. Pousada Literária – $$$$

A pousada está situada no coração do Centro Histórico de Paraty e ocupa um casarão colonial que foi totalmente restaurado. A pousada oficial da Festa Literária Internacional de Paraty tem decoração moderna, uma convidativa piscina externa, além de restaurante e serviço de spa.

3. Pousada Arte Urquijo – $$$$

A pousada está localizada em um antigo sobrado do século XVIII a poucos metros do Cais e da Igreja de Santa Rita. São 6 aconchegantes suítes cada uma com uma decoração diferente e um belo visual. Dispõe de uma coleção completa de música clássica e moderna, pub com cachaças artesanais, jardim interno com piscina e uma galeria de arte.

4. Casa Turquesa – $$$$$

A charmosa casa está na parte tranquila do Centro Histórico de Paraty, em frente ao cais do Porto e próxima à Igreja de Santa Rita. São 9 suítes em um casarão restaurado que recria a fachada de um sobrado histórico do século XVIII. A área comum da pousada oferece uma ampla sala de estar com lareira. Do lado de fora, o pátio é cercado por um jardim com piscina de hidromassagem e um bar. A Casa Turquesa é ideal para quem busca luxo.

Essas charmosas opções de hospedagem vão renovar suas energias após um dia de caminhadas e muito sol.

10 fotos de Paraty para te inspirar na sua viagem

Se depois de todas essas dicas você decidiu colocar Paraty na sua lista de viagens, inspire-se nas imagens para bombar nas redes sociais:

1. Paraty é o passeio que agrada tanto os adultos quanto os pequenos

2. A vista do Parque Nacional da Serra da Bocaína é impressionante

3. As cachoeiras também não deixam a desejar

4. Até as portinhas são encantadoras

5. Na maré alta a cidade ganha um charme a mais

6. Trindade é o lugar perfeito para se desconectar do mundo

7. Dá vontade de pegar Paraty e guardar em um potinho

8. Prepare-se para as surpresas que o Saco do Mamanguá esconde

9. Impossível ir embora sem ter feito um passeio de escuna

10. Fácil entender o que faz de Paraty um Patrimônio Histórico e muito amado

Agora é só fazer as malas e embarcar para esse cantinho que une história e sossego.

PARA VOCÊ