7 dicas para uma jornada memorável até o Pico das Agulhas Negras

Considerado o 5° pico mais alto do Brasil, com 2791 metros de altitude, o Agulhas Negras é o destino certo para quem ama caminhadas e trekking. A origem do nome vem das canaletas formadas a partir de atividades vulcânicas que, de longe, lembram agulhas. Então, confira e anote as dicas para aproveitar o máximo esse lugar de ecoturismo brasileiro.

Publicidade

Índice do conteúdo:

Onde fica a Pico das Agulhas Negras

Na Serra da Mantiqueira, entre os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo, fica uma das paisagens mais deslumbrantes do Brasil. O Pico das Agulhas Negras está no Parque Nacional de Itatiaia bem na divisa dos municípios de Itatiaia e Resende no Rio de Janeiro e Bocaina de Minas e Itamonte em Minas Gerais.

Como chegar

A melhor maneira para chegar ao destino é de carro. Excursões de ônibus ou vans também facilitam o acesso. Para quem sai do centro de São Paulo, a viagem dura mais de 3h; e partindo do Rio de Janeiro, dura aproximadamente 2h30.

Em ambos os casos, é preciso acessar a Rodovia Presidente Dutra e seguir até Resende, mais especificamente até a região Engenheiro dos Passos. Depois, basta seguir pela estrada Rio-Caxambú até a sede do Parque Nacional de Itatiaia. Há duas entradas, a parte baixa em Itatiaia e em Itamonte, e a parte alta do parque.

Então, é só estacionar o veículo e fazer uma longa caminhada até a base do Agulhas Negras e, depois, uma escalada até o pico. Em alguns momentos, você vai passar por estradas de terras com pedras, especialmente o trajeto até a guarita do parque, conhecida como Posto Marcão.

Informações importantes para um roteiro perfeito

Há um limite de 80 pessoas por dia para subir ao Pico das Agulhas Negras. Por isso, é preciso chegar bem cedo, antes da abertura da entrada, às 7h. Então, confira algumas dicas que te ajudarão a planejar sua aventura!

  • Quando ir: entre maio e setembro, esses são os meses mais procurados para subir ao Pico das Agulhas Negras. Dificilmente chove e a visibilidade do cume tende a ser ótima para contemplação ou fotos.
  • Preço de entrada: para entrar no Parque Nacional do Itatiaia é preciso pagar uma taxa que pode variar. Para o público em geral e brasileiros, o preço é de R$ 19, já os moradores locais pagam apenas R$ 3. Para saber todos os valores, acesse o site do ICMBio.
  • Camping: dentro do parque é possível acampar em locais permitidos. Há o Camping Rebouças, o Abrigo Rebouças e o Abrigo Água Branca. O preço do camping gira em torno de R$ 20 e do abrigo em torno de R$ 40.
  • Distância da trilha e tempo aproximado: os aventureiros costumam ter como ponto de apoio a área de camping ou o Abrigo Rebouças. Desses pontos até a base do Agulhas Negras, é preciso percorrer 1,3 km a pé, cerca de 40 minutos. Da base até o topo, é preciso percorrer 2 km, mais ou menos 2 horas para subir 2.790 metros de altitude.
  • Grau de dificuldade: no total, você pode levar de 4 a 6 horas para ir e voltar da trilha, contando com as paradas para descansar. Por causa das subidas e das rochas, é preciso ter um preparo físico, pois o grau da aventura é considerado difícil e até um pouco perigoso.
  • Precisa de guia: sim, para ingressar no parque é preciso contratar um guia. O preço gira em torno de R$ 100 por grupo e os guias credenciados podem ser conferidos no site do ICMBio. Contudo, se você é experiente, pode fazer por conta própria, porém, na guarita, deverá apresentar todos os equipamentos de segurança.
  • Temperatura: no inverno, a temperatura pode ser negativa, como em 2021 que chegou a -14° C. Contudo, a última vez que nevou, foi em 2012.

Além dessas dicas, não esqueça de levar: mochila com comida, água, chapéu, protetor solar, repelente, calçados adequados para escalada e um casaco, por causa do vento que é frequente por lá.

Publicidade

11 fotos encantadoras do Pico das Agulhas Negras

Lá do alto, dá para ter uma visão incrível de outras pedras da região, como o Maciço das Prateleiras, Morro do Couto, Pedra do Altar, Pedras da Tartaruga e Maçã, Vale do Paraíba e Planalto Mineiro. Confira alguns registros:

1. Seja bem-vindo ao Pico das Agulhas Negras

2. Para entrar, é preciso passar pela guarita e pagar a entrada

3. Logo, estacione o carro e inicie a trilha até a base do Pico das Agulhas Negras

4. Então, é só começar a escalada

5. Por ser muito alto, algumas pessoas têm vertigens

6. No caminho da trilha, você passará por uma ponte pênsil

7. No parque, é possível se hospedar no Abrigo Rebouças

8. Ou no Camping Rebouças, com uma boa infraestrutura

9. A subida precisa de equipamentos de segurança, como corda e, por isso, é importante contratar guias

10. Visite também a parte baixa do Parque e aproveite a paisagem

Gostou de ver algumas fotos desse paraíso? A seguir, saiba um pouco mais sobre o local e deixe o seu roteiro bem fechadinho.

Um pouco mais sobre o Pico das Agulhas

É possível comprar o ingresso até às 14h, e o tempo de permanência no parque é até às 17h. Essa e outras dicas, você confere na seleção de vídeos abaixo:

Uma escalada espetacular até o cume

O Traveleiros gravou um vídeo completo da escalada até o Pico das Agulhas Negras. Um instrutor deu dicas ao longo do caminho e apresentou o nome das formações rochosas do parque.

Dicas essenciais para o passeio

O vídeo reúne imagens da aventura, com dicas e informações importantes que facilitarão sua subida ao Pico das Agulhas Negras. Por isso, aperte o play e assita!

Conheça um pouco da trilha

O Take the Trip gravou um vídeo mostrando o trajeto até a base do Pico das Agulhas Negras e o Maciço das Prateleiras. Uma dica final é não visitar o parque se houver previsão de tempestade, pois lembre-se que você está no alto e é um ponto que pode atrair raios.

Publicidade

Ufa! Depois de muito fôlego para subir o pico mais alto do estado do Rio de Janeiro, confira 8 atrações imperdíveis em Itatiaia, a cidade das trilhas.