13 lugares e passeios para fugir da mesmice em uma viagem ao Rio de Janeiro

Escrito por Douglas Ciriaco

O Rio de Janeiro é um lugar maravilhoso. Além da capital, uma das cidades mais famosas de todo o planeta, o estado do sudeste brasileiro conta com inúmeros outros atrativos muitas vezes pouco conhecidos do grande público. Como o território estadual é pequeno, fica relativamente fácil de se locomover entre vários destes locais e aproveitar vários deles em uma única viagem.

Você deve ter percebido, mas vale ressaltar que a nossa lista inclui não somente lugares na capital do Rio. Então, se a ideia é ir até o Rio e aproveitar o passeio indo bem mais além dos tradicionais cartões postais do estado, nós vamos ajudar na escolha dos destinos.

1. Praia do Secreto, Rio de Janeiro

Localizada na região do Recreio, a Praia do Secreto não tem este nome à toa. Quase sem faixa de areia, ela é na verdade uma piscina natural que some quando a maré está muito baixa — com a maré alta, o nível de água varia de um canto a outro, indo do bem rasinho a um trecho fundo e acessível. Para chegar lá é preciso ir por uma trilha íngreme ou mesmo em meio às pedras na Praia da Macumba.

Esta piscina natural tem dimensões bem modestas — 12 metros de extensão por cinco de largura —, então ela pode lotar facilmente, apesar de seu status de pouco conhecida. De qualquer maneira, ao menos uma passadinha por ali é imprescindível.

2. Ilha do Japonês, Cabo Frio

Quer relaxar durante o dia diante de um mar calmo e de águas cristalinas? A Ilha do Japonês, em Cabo Frio, é uma ótima opção. Local de sossego, ela conta com alguns quiosques na beira da praia para o turista comer e beber enquanto espera a chegada do pôr do sol, um dos grandes destaques da paisagem oferecida por esta praia.

Se a maré estiver baixa, será possível caminhar da praia até a ilha central sem nenhum risco. Com a maré alta, o trajeto pode ser feito em um tranquilizante passeio de barco. Além disso, as águas rasas tornam o local perfeito para famílias com crianças. Apesar de ser um destino quase paradisíaco, a Ilha do Japonês fica ao lado da Praia do Forte em um local bastante acessível.

3. Ilhas Tijucas, Rio de Janeiro

Em meio ao agito da Rio 40º, um alento. As Ilhas Tijucas estão localizadas entre São Conrado e a Barra da Tijuca em um lugar de águas calmas e cristalinas. A tranquilidade do mar ali é tamanha que transformou o lugar no destino ideal de praticantes do stand-up paddle (SUP). Além disso, as ilhas são bastante propícias para mergulhos.

Os paredões rochosos que cercam as águas no entorno das ilhas dão um toque ainda mais especial à paisagem. O lugar fica tão próximo da área urbana do Rio que é possível ver ruas e prédios da cidade enquanto se faz um passeio de SUP ou se admira a vista de cima de uma pedra.

4. Ilha da Gigoia, Rio de Janeiro

Localizado na Barra da Tijuca, a Ilha da Gigoia é outro pequeno paraíso escondido dentro da capital fluminense. O local tem cerca de 3 mil habitantes e parece uma cidade perdida em meio à mata — então saiba que você pode ter problemas com luz e telefone, mas vai ganhar no sossego e na tranquilidade oferecidas pelo destino.

Para chegar lá, apenas via travessia de barco, o que também já dá uma ideia de como a aventura é desligada do restante do mundo. Para o seu entretenimento, a Gigoia conta charmosos bares e restaurantes que oferecem diversos serviços aos turistas.

5. Ilha dos Papagaios, Cabo Frio

Ilha mais próxima de Cabo Frio, a Ilha dos Papagaios oferece mergulhos e praias tranquilas para quem quer relaxar. O local combina água cristalina e areia branca com uma rica fauna, então não é difícil avistar tartarugas, corais e peixes enquanto você passa o dia diante do mar ou se aventura dentro d’água.

Apesar do ambiente tranquilo, o forte aqui mesmo são os mergulhos. Então, uma ida à Ilha dos Papagaios se torna um destino bem interessante tanto para quem já tem experiência na prática quanto para quem está ávido para estrear.

6. Cachoeira Véu da Noiva, Petrópolis

A Véu da Noiva tem uma queda d’água de 32 metros de altura e é um bom destino para quem quer se refrescar longe do mar. Ela fica dentro do Parque Nacional Serra dos Órgãos, ambiente bem atrativo para os praticantes de rapel, escalada e outros esportes de montanha. O poço da cachoeira tem 1,5 metro de profundidade, boa opção para mergulhos.

Para chegar até ela é preciso superar uma trilha de três quilômetros a partir da entrada do parque. O trajeto é bem sinalizado e pode ser realizado sem grandes dificuldades. Quem busca um ambiente tranquilo para relaxar ou opções para a prática do montanhismo tem na Véu da Noiva um prato cheio de opções.

7. Trilha da Pedra Bonita, Rio de Janeiro

Uma caminhada leve, com cerca de uma hora de duração, vai levar você até uma das mais belas vistas do Rio. A Trilha da Pedra Bonita permite a você chegar a pé e em pouco tempo a uma das mais famosas regiões da cidade quando se fala em saltos de asa delta. Se a sua vibe não é a prática de saltos, subir até o topo da pedra ainda vale a pena para apreciar a vista e o belíssimo pôr do sol.

O início da trilha fica no estacionamento da Estrada da Pedra Bonita e, ao completá-la, você terá subido a quase 700 metros de altura.

8. Parque das Ruínas, Rio de Janeiro

Centro cultural mantido pela prefeitura do Rio de Janeiro, o Parque das Ruínas reúne diversas expressões artísticas. Lá, o visitante encontra artes visuais, música, dança, cinema e artes cênicas em um belíssimo museu instalado em meio às ruínas de um antigo palacete. O lugar combina palcos e galerias nos quais podem ser conferidas exposições e apresentações variadas.

Além disso, extensas áreas de jardins contribuem para a experiência, oferecendo espaço verde no qual o visitante pode relaxar tranquilamente. Se tudo isso ainda não for o suficiente, tem mais: terraços panorâmicos e um mirante oferecem uma vista sensacional da Baía de Guanabara, da Lapa e do Centro do Rio de Janeiro.

9. Bar da Laje, Rio de Janeiro

O Bar da Laje traz uma vista absolutamente espetacular do Rio de Janeiro e está localizado em um dos mais conhecidos pontos da cidade, o Morro do Vidigal. Como o nome sugere, o estabelecimento tem uma laje que permite ao visitante admirar a paisagem do Rio de um ponto privilegiado enquanto come, bebe e ouve música.

Se o seu negócio é samba e feijoada, não deixe de visitar o bar aos sábados. No geral, ele é uma ótima pedida para quem quer sair do circuito “tradicional” de bares da cidade, visitar um lugar diferente e ainda conhecer um típico morro carioca. Mais informações podem ser encontradas no site do estabelecimento.

10. Castelo do Barão de Itaipava, Petrópolis

Construção de estilo medieval localizado na tradicional cidade de Petrópolis, o Castelo do Barão de Itaipava foi construído na primeira metade da década de 1920 pelo segundo Barão de Vasconcelos. Projetado pelo arquiteto Fernando Valentim, ele é uma reprodução fiel de um castelo europeu da Idade Média.

Depois de abrigar famílias abastadas durante boa parte do século XX, o local já serviu de locação para a novela Guerra dos Sexos, da Rede Globo, e atualmente funciona como hotel e restaurante de alto padrão. Além disso, o espaço também pode ser alugar para a realização de eventos. Para conferir a programação ou fazer reservas, acesse o site oficial.

11. Ilha Fiscal, Rio de Janeiro

A Ilha Fiscal fica no interior da Baía de Guanabara e pode ser vista de cima por quem pousa de avião no aeroporto Santos Dumont. O castelo presente na ilha foi erguido por trabalhadores escravos e, dada a sua posição estratégica diante do cais da Praça XV, por muito tempo foi utilizado para a inspeção de cargas que chegavam à cidade.

A edificação abrigou um evento curioso da história do Brasil: o último baile do império, realizado em 9 de novembro de 1889, apenas seis dias antes da Proclamação da República. Além das construções históricas, a Ilha também é um bom destino para a realização passeios de barco que oferecem uma bela vista da cidade.

12. Rio Scenarium, Rio de Janeiro

Um dos bares mais famosos da região da Lapa também é uma excelente pedida para quem quer fugir da mesmice ao visitar o Rio de Janeiro. A vida noturna do bairro carioca é mundialmente conhecida e este bar é um ambiente variado e capaz de agradar a diversos públicos diferentes, isso porque ele é dividido em vários ambientes nos quais rolam diferentes tipos de música — da MPB ao eletrônico e também música ao vivo.

Montado em um casarão histórico da região, o Rio Scenarium tem um cardápio amplo e uma programação musical bastante ativa. Para conferir todas as opções disponíveis no menu e também quais os próximos shows da casa, acesse o site oficial.

13. Real Gabinete Português de Leitura, Rio de Janeiro

Localizado no Centro do Rio de Janeiro, o Real Gabinete Português de Leitura foi fundado em 1837. Além de ser uma biblioteca pública, o local é também uma tradicional instituição da língua portuguesa. Sua fachada é inspirada no Mosteiros dos Jerônimos, de Lisboa, e dentro dele há várias salas de leituras de estilo neomanuelino com estantes de madeira.

Para se ter uma ideia da importância deste local, ele reúne o maior acervo de obras portuguesas fora de Portugal. Entre volumes nacionais e estrangeiros, a casa conta com mais de 350 mil livros. Em 2014, o Real Gabinete Português de Leitura foi classificado pela revista Time como a quarta biblioteca mais bonita do mundo. Para mais informações, acesse o site oficial.

As belezas do Rio de Janeiro vão bem além dos cartões postais da capital e das praias mais conhecidas. Se você curte praia, cachoeira ou cultura, há uma série de opções bem interessantes à sua espera por lá.

PARA VOCÊ