7 dicas para aproveitar a cachoeira Salto dos Macacos, em Morretes (PR)

Está em busca de um local para o descanso? A cachoeira Salto dos Macacos é um destino imperdível! Conhecida pela sua trilha e sua queda d’água, o espaço também agrada aqueles que buscam por um pouco de aventura. Se interessou? Então venha conhecer um pouco mais sobre esse paraíso.

Publicidade

Índice do conteúdo:

Onde fica o Salto dos Macacos

[mapa embedado] – inserido pela revisão

Salto dos Macacos está localizado no Parque Estadual do Marumbi, que fica no munícipio de Morretes, no Paraná. A região, conhecida como Serra do Mar, é referência do estado em matéria de vegetação atlântica e águas naturais.

Como chegar

Há algumas formas de se chegar a Morretes. A mais popular fica por conta dos passeios de trem para a cidade. Nessa modalidade de viagem, você terá de tomar um trem que parte da rodoferroviária de Curitiba. Como os trens são atrativos famosos da região, você terá muitas opções de vagões, indo da classe econômica até a primeira classe. A viagem dura entre 4h 15min. O trem já te deixará no Parque Estadual do Marumbi. Dessa forma, você apenas precisará seguir pela trilha até a cachoeira.

Outra maneira de viajar é pegando a estrada via carro. Partindo da capital do estado, o trajeto mais curto é por meio da BR-277. A distância é de aproximadamente 70km e a viagem durará cerca de 1h 10min. Uma vantagem interessante dessa modalidade é que sua circulação dentro da cidade de Morretes será mais fácil.

Descobriu qual modelo de viagem se encaixa melhor as suas vontades? Ótimo! Veja a seguir algumas dicas que irão auxiliar você no seu passeio.

Dicas e informações importantes para sua viagem

Antes de você se encantar pelo clima único do Salto dos Macacos, que tal anotar algumas dicas valiosas? Veja:

  • Se prepare para a trilha: apesar de ser um caminho simples de se chegar, o percurso que leve ao Salto dos Macacos é famoso pela sua dificuldade. Dada sua vegetação atlântica, com altas taxas de umidade, a trilha é bastante traiçoeira. Além de escorregadiça, o relevo vai se tornando cada vez mais íngreme. Um outro elemento que surge na trilha são os rios, você precisará cruzá-los três vezes. Para não ser tomado de surpresa na hora, é sempre bom ir preparado. Uma dica que os trilheiros dão é ir de roupas leves e com sapato fechado e de preferência alto. Mas fique tranquilo: uma vez superada as duas horas de trilha, você terá tempo e espaço ideais para o descanso.
  • O protetor é essencial: mesmo úmido, o caminho até a cachoeira costuma apresentar altas temperaturas. Como você levará algumas horas de caminhada seguida de muitas horas de descanso sob o sol, é importante não se esquecer do protetor solar.
  • Repelentes também são bem-vindos: o ambiente natural do Salto dos Macacos é habitat de muitos insetos. Assim, também é aconselhável estar sempre com o seu repelente de confiança na mão, principalmente se você for alérgico ou muito sensível a picada de insetos de beira de água.
  • Atenção com os horários: o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) estipula algumas regras de visitação que devem ser seguidas. Para se preparar com antecedência e aproveitar o melhor do seu passeio é essencial sabê-las. São elas: os horários de subida da trilha são das 07h à 09h e os visitantes precisam começar o retorno pela trilha até as 15h. Essas medidas existem como forma de proteger os banhistas, para que eles não corram riscos de se perder na mata durante o fim da tarde, quando começa a escurecer.
  • Tenha seus documentos em mãos: uma outra norma de segurança para curtir o Salto dos Macacos é a necessidade de se realizar um cadastro no posto do órgão ambiental antes de começar a trilha. Portanto, tenha próximo de você os documentos seus e dos seus acompanhantes de viagem.
  • Aproveite para tirar lindas fotografias: tanto a cachoeira em si, como a trilha que leva a ela são cheias de grandes surpresas. Durante o percurso, você provavelmente irá topar com a fauna local. É uma oportunidade muito interessante de se obter ótimos registros da natureza enquanto curte a viagem.
  • Cheque o clima da região antes de viajar: os bombeiros não estimulam a ida até a cachoeira em dias chuvosos ou nublados, pois a alta umidade pode provocar muitos acidentes durante a extensa trilha. Sabendo disso, uma boa ideia é analisar com antecedência qual a projeção climática para os dias que você pretende viajar.

Agora que você pegou umas boas dicas e informações úteis, venha descobrir um pouco das belezas que o Salto dos Macacos tem para você em 10 fotos lindas.

Publicidade

10 fotos para se apaixonar pelo Salto dos Macacos

Se deixe levar pelo clima do Salto dos Macacos nessas 10 fotos!

1. Recanto de belezas

2. Cheio de descobertas

3. Sinta essa visão

4. Que só o Salto dos Macacos te proporciona

5. Aproveite as águas cristalinas

6. A cachoeira fantástica!

7. Com paisagens deslumbrantes

8. Não perca mais tempo

9. Venha descobrir as maravilhas

10. No Salto dos Macacos!

Simplesmente incrível, não é mesmo? A seguir, veja alguns vídeos que demonstram melhor o que o Salto dos Macacos tem para você.

Um pouquinho mais do Salto dos Macacos

Para completar seu roteiro, descubra mais sobre seu destino nesses 3 vídeos:

Conhecendo a trilha

Nesse vídeo a viajante faz um tour riquíssimo pela trilha que sai do Parque do Marumbi rumo ao Salto dos Macacos. Nas filmagens é possível ter uma boa ideia dos desafios e recompensas que o caminho te oferece. Além de belas imagens, o vídeo também traz muitas informações para quem busca se preparar bastante antes de se aventurar pela trilha. Aproveite!

Indo além do Salto dos Macacos

Nesse vlog o viajante mostra um pouco do caminho até o Salto dos Macacos, bem como as belas águas da cachoeira. Mas não para por aí, pois ele também vai ao Salto Redondo, uma outra cachoeira próxima. Nesse roteiro você pode tirar algumas dicas para talvez ir até o Salto Redondo também. Só dando play para conferir.

Uma visão geral do passeio

Rico em detalhes e comentários, o vlog traça um panorama amplo da viagem. A experiência do viajante é narrada enquanto ele filma os locais e se banha nas águas cristalinas. O vídeo ainda mostra um pouco mais da trilha, sendo bem interessante de se assistir para entender sobre o percurso.

Publicidade

Aposto que você está cheio de vontades de conhecer o Salto dos Macacos. Mas antes de fazer as malas e cair na estrada, por que não dar uma conferida em algumas praias do Paraná? Boa viagem!