25 atividades que você precisa incluir no seu roteiro ao visitar o Vale Europeu (SC)

Escrito por Bruno Mendes

Você sabia que há um pedacinho da Europa no Brasil? O Vale Europeu é uma região com 49 municípios, localizada em Santa Catarina e nas proximidades do rio Itajaí. Em razão da colonização europeia, — há muitos italianos e alemães por lá — os hábitos culturais do velho continente são vistos não só no vestuário, mas também na gastronomia e arquitetura dessa parte do país cujos aspectos bucólicos e excelente qualidade de vida conquistam milhares de turistas todos os anos.
O Vale Europeu tem ruas limpíssimas e arborizadas, importantes centros comerciais, os mais belos e preservados exemplares da natureza e tantas outras características que conquistam o coração do visitante com as mais distintas preferências. Que tal reservar alguns dias da sua folga para curtir uma trip impecável? Confira as dicas:

1. Visite o Jardim Zoológico em Pomerode

É na bela e bucólica Pomerode — cidadezinha com forte colonização alemã e um pouco mais de 30 mil habitantes — que o turista que ama contemplar diferentes espécies de animais poderá conferir uma das atividades mais bacanas do Vale Europeu, o zoológico local.
Entre leões, hipopótamos, tigres, tucanos e outra série de bichinhos que totalizam 1300 espécies, o atrativo tem excelente infraestrutura, com lanchonete, estacionamento, lojinhas e até um centro de visita onde se pode ter uma visão panorâmica do belo cenário natural. Um passeio imperdível para as crianças.

2. Curta as cachoeiras do Rio do Sul

O verde das vegetações e as águas claras e límpidas estão entre os destaques de Rio do Sul. Situada entre a Serra Geral e a Serra da Mata e agraciada por influências italianas e alemãs ao longo da sua história, a cidade catarinense tem mirantes naturais, belíssimos rios e nascentes, e cachoeiras como a Itoupava e do Matador

3. Percorra a Rota das Cervejas em Blumenau

IStock

Blumenau é considerado o coração financeiro do Valeu Europeu, e consequentemente apresenta uma série de atrativos urbanos impecáveis por suas vias organizadas e contornadas por prédios e casas com inconfundíveis traços arquitetônicos. E entre tantos passeios pela cidade da Oktoberfest, o visitante não pode deixar de conhecer algumas das cervejarias. Visite a fábrica da Container, Eisenbahn, Wunder Bier e tantas outras que também disponibilizam bares anexos para degustação de suas especialidades.

4. Conheça o Bairro Warnow em Indaial

A quinta cidade mais rica do Vale Europeu concentra na região histórica de Warnow as características típicas do período colonial, com pontes, casas centenárias e a sede da mais antiga sociedade de atiradores de Santa Catarina.
Antiguidades, canto dos pássaros, ar puro e muito verde! Um lugar perfeito para o turista que ama aqueles destinos que parecem ter parado no tempo da forma mais positiva possível!

5. Tome deliciosos vinhos no castelo Mondini em Ascurra

Colônia italiana e com quase 8 mil habitantes, Ascurra conserva as características originais em seus aspectos urbanos e graças à presença de cavernas, grutas e vales. É um destino interessante para os adeptos do ecoturismo, contudo, se a ideia é apreciar um bom vinho em um local belo e cheio de personalidade, a melhor solução é ir ao Castelo Mondini.

6. Faça compras em Brusque

IStock

Se você gosta de sair para passar o dia comprando roupas de variados modelos por bons preços, saiba que Brusque é o melhor dentre os destinos do Valeu Europeu em razão da força da indústria e do comércio, que também disponibiliza artigos de praia, cama, mesa e banho, bijuteria, jeans, etc.
Super dica: não deixe de ir à Feira de Moda(FIP), realizada de Segunda a Sábado pelas manhãs e tardes. Prepare a disposição para carregar muitas bolsas!

7. Faça a trilha na ferrovia das bromélias em Ibirama

Seguir os 15 quilômetros de Ibirama até Lontras da trilha na ferrovia das Bromélias é a melhor maneira de curtir a natureza e até fazer uma atividade física por uma velha estrada de ferro que ligava alguns municípios de Santa Catarina. Além de acessar algumas cachoeiras e contemplar o Rio Itajaí do Sul, dá para ver parte da estrutura da antiga rodovia.
É recomendado percorrer o trajeto com guias especializados e ter cuidado redobrado, pois a mata alta dificulta a caminhada em alguns pontos da trilha.

8. Percorra a rota do Enxaimel em Pomerode

A mais alemã das cidades brazucas é o ponto alto no passeio pelo Vale Europeu se o interesse do viajante for vislumbrar e até se ver imerso na cultura do citado país diante de tantos símbolos presentes em cada esquina.
A rota do Enxaimel contempla mais de 100 construções desse estilo arquitetônico do velho continente e todas elas estão tombadas pelo Patrimônio Histórico municipal, estadual e federal. Ainda que boa parte das casas só podem ser contempladas pelo lado de fora, vale a pena caminhar pela estrada de chão batido e fazer belos registros fotográficos.

9. Conheça o Museu da Família Colonial em Blumenau

Guardando mais de 6000 peças que pertenceram aos colonizadores de Blumenau, o Museu da Família Colonial é o espaço físico mais importante no quesito histórico de toda a cidade. É o destino certo para todos aqueles viajantes que não dispensam a mescla entre diversão e conhecimento em viagens.
Há objetos domésticos, móveis, peças de cerâmica, quadros e até um cemitério de gatos e árvores plantadas pelo fundador de Blumenau.

10. … E também o Santuário de Santa Paulina em Nova Trento

Nova Trento é a cidade de Santa Paulina, a primeira santa brasileira. Não dá para deixar de fora a visita ao belíssimo Santuário de Santa Paulina, localizado dentro do parque ecológico e contornado por encantadoras paisagens verdes.
O imponente templo faz referência às mãos no gesto de prece e parece uma espécie de nave. Confortável, bucólico e convidativo, todo o espaço é perfeito para o viajante religioso (ou não) cujo propósito maior é sentir e curtir atmosfera pacífica de um lugar sem igual.

11. Desfrute das trilhas, dezenas de cachoeiras e esportes radicais em Presidente Getúlio.

Não é por acaso que o município Presidente Getúlio é identificado como o Vale das Cachoeiras: são mais de 70 delas por toda a região. E, é claro, há vales, montanhas e vegetação abundante e preservada pela área, que é frequentemente procurada pelos amantes de trilhas, rapel e até voo de asa delta ou parapente.

12. Passeie pelas cavernas de Botuverá

A cidade Botuverá é conhecida no Brasil inteiro por conta das surpreendentes formações rochosas. Há diversas cavernas por lá que são visitadas todos os anos e no parque das grutas está localizada a maior de todas elas.
Falando em caverna, sua formação ocorreu há 65 milhões de anos, tem mais de 1200 metros de comprimento, por onde são descobertos lindos salões com o teto adornado por instigantes esculturas naturais. Não deixe de conhecer este que é um dos cenários mais bonitos de todo o Vale Europeu.

13. Confira o Parque das Esculturas, também em Brusque

Inaugurado em 2014, o Parque das Esculturas de Brusque contém 40 obras de renomados artistas, entre eles Oscar Niemayer e a japonesa Tomie Ohtake. Se você é um bom apreciador da arte, é bom saber que Busque é praticamente um museu a céu aberto, afinal há mais de 60 peças espalhadas por diferentes cantos da cidade. Vale a visita!

14. Curta a festa Per Tutti em Ascurra

A festa Per Tutti acontece todos os anos em Ascurra e é uma divertida ode à cultura italiana. Há gastronomia, danças, apresentações artísticas e culturais, e shows musicais de maior escalão. Vale ficar por dentro da programação e participar do evento desta que é considerada a cidade mais simpática do Vale Europeu.

15. Coma do bom e do melhor em Rodeio

Igualmente agraciada pela influência cultural italiana, a cidade de Rodeio — com seus 12 mil habitantes — traz muito da dança, vestuário e hábitos do país europeu. Sem dúvidas é um dos melhores lugares para o visitante provar deliciosos pratos com polenta, queijo, linguiça e grande variedade de massas, todas feitas de maneira artesanal.
Todos os anos na cidade acontece a festa La Sagra. Ela festeja o folclore, o vinho e, como não poderia deixar de ser, a culinária local.

16. Aproveite o paraíso montanhoso de Rio dos Cedros

Perfeitamente integrada ao circuito do ecoturismo do Vale Europeu, a cidade de Rio dos Cedros atrai entusiastas por esportes radicais e amantes do contato com a natureza, pois a área é marcada por montanhas, vales e cachoeiras.
Dicas interessantes: visite a cachoeira Gruta de Índio, a região dos Lagos e no inverno aprecie o friozinho (com MUITO casaco) nos aconchegantes chalés do local.

17. Vá ao Museu da Música em Timbó

Instalado no salão Hammermeister (inaugurado no início do século XX), O Museu da Música de Timbó tem o ímpeto de expor aos moradores da região e turistas a cultura musical, e por gerações a histórica da construção de instrumentos.
Além da exposição de objetos relacionados à música, há no local recitais de piano e viola, apresentação de corais, grupos folclóricos, entre outras atrações.

18. Faça o passeio de Maria Fumaça em Apiúna

O passeio realizado pela Estrada de Ferro Santa Catarina é um atrativo impecável para quem deseja conferir a natureza e o traçado paisagístico histórico de parte do Vale Europeu, por intermédio de um meio de transporte deslocado dos ditos tempos modernos.
Iniciando a rota em Apiúna, a locomotiva percorre quase 3 quilômetros, passa por um viaduto de pedra,
um túnel de 68 metros e por dentro da mata atlântica preservada ainda presente nesse privilegiado território catarinense.

19. Passe o dia todo na rua XV de Novembro em Blumenau

Em toda cidade turística há pelo menos uma via importante com várias lojas, bares, restaurantes, casas noturnas e aquela agradável concentração de pessoas. A rua XV de Novembro é o centro cultural de Blumenau, por onde acontecem alguns destiles do Oktoberfest. Ainda que comercialmente já não tenha a importância do passado, é uma das grandes atrações da cidade para todos que amam esse clima mais badalado.
Destacam-se de um ponto a outro as construções em estilo enxaimel, já habituais no Vale Europeu. Prepare o celular e a máquina fotográfica.

20. Vá às vinícolas de Nova Trento

A cidade da Santa Paulina também é famosa por abrigar diversas vinícolas — agradeçam à influência italiana, sempre ela — então, caso você seja amante de um bom vinho, vale dar uma passada em algumas delas, como na Netrentina, Castel e Vô Luiz.

21. …E também ao Museu Ferroviário Silvestre Ernesto Silva em Indaial

É até óbvio destacar o prazer nostálgico de observar composições ferroviárias antigas e se lembrar, ou mesmo imaginar como seriam, de antigas viagens de trem por algum canto do país. O Museu Ferroviário Silvestre Ernesto Silva presenteia o imaginário dos amantes do velho transporte com seu rico acervo de fotografias, placas de sinalização, maquinários, carregador de trilhos, etc.

22. Conheça a Casa do Escultor Ervin Curt Teichmann em Pomerode

Um dos xodós de Pomerode, a casa do escultor Ervin Curt Teichmann (alemão que chegou ao Brasil na segunda metade do século XX) é um museu com importantes obras de arte do artista homônimo. Elas são criadas em madeira e representam o trabalhador campestre: lavrador, peões, operários.

23. Curta mais do ecoturismo no distrito de Doutor Pedrinho

Há MUITA natureza no Vale Europeu e até pode parecer repetitivo pontuar tais aspectos, mas NÃO. Ao visitar os lugares, é fácil perceber que cada ponto possui suas características próprias e charmes distintos. O pequeno distrito Doutor Pedrinho é um desses paraísos com cachoeiras, cânions e morros ideais para a prática de escalada e rapel, além de muitas opções para quem gosta de pedalar ou fazer trilha.

24. Passe o dia e a tarde no Parque Malwee em Jaguará do Sul

Jaguará do Sul é uma das cidades mais importantes de Santa Catarina e considerada a “capital nacional da malha”, portanto, eis um excelente destino para comprar roupas. Contudo, antes, depois ou mesmo se você deixar as comprinhas de lado, vale a pena conhecer o Parque Walwee: Referência em preservação e inaugurado em 1978, o local tem 1,5 milhões de m² de área verde, por onde existem 17 lagoas, 35 mil árvores e 133 espécies de aves e outros animais. A família vai adorar.

25. Aproveite o camping na Praça do Pescador em Benedito Novo

O viajante que gosta de camping tem um lugar especial para a atividade na Praça do Pescador, situada na região central de Benedito Novo. São quase 3 milhões de metros quadrados de área verde, com churrasqueira e até um rio muito procurado por pescadores de lambari.

Qual o melhor período para visitar o Vale Europeu? Depende de você. É claro que a região é BEM fria durante o inverno, portanto, entre julho e setembro o melhor programa é curtir os chalés e aproveitar a parte urbana da cidade, provando bons vinhos e chocolates quentes. Nos meses mais quentes as atividades próximas à natureza são mais indicadas.
Uma coisa é certa: não há tempo ruim nesse maravilhoso cenário que mescla a beleza e organização do velho continente com o charme, animação e acolhimento tão brasileiros. É só vir!

PARA VOCÊ