20 coisas que todo mundo que vai para o México precisa saber

Escrito por Caroline Hecke

O México nunca esteve tão em alta entre os brasileiros. O único país latino localizado geograficamente na América do Norte tem muito a oferecer. Além da experiência cultural bastante diversa dos nossos costumes, o México é opção para todos os gostos. Por lá é possível relaxar, curtir boas praias, conhecer museus, ir a festas inesquecíveis e se aventurar em roteiros históricos. Se você está planejando sua viagem ao México, vai gostar de conferir algumas curiosidades que separamos a respeito do país e seus habitantes.

Continua após o anúncio

1. A Cidade do México é muito populosa

A Capital do México já superou a marca de 20 milhões de habitantes (o dobro de São Paulo), um crescimento veloz, já que, até o início do século passado, ela tinha apenas 500 mil habitantes! É considerada a cidade mais populosa do hemisfério ocidental e a maior cidade do mundo com o espanhol como idioma oficial.

2. O transporte

A Cidade do México conta com o maior e mais barato sistema de metro da America Latina – são apenas 3 pesos por jornada, cerca de R$0,70.

3. O milho

“O México tem cheiro de milho!” – é assim que alguns norte-americanos se referem à paixão mexicana pelo cereal. Não é difícil entender: qualquer prato mexicano leva milho, seja em grãos, como molho ou, até mesmo, no formato de massa – as amadas tortillas! Há quem garanta que o sabor do milho mexicano é diferente de qualquer outro milho do mundo. Seu sabor é mais intenso e algo que você não pode deixar de provar – afinal, é até mesmo difícil fugir dele.

4. Os museus

Se você é um rato de museu, a Cidade do México foi feita para você. Ela é a cidade com o maior número de museus do mundo: são 160 espalhados pela capital, sendo que a entrada de grande parte deles é totalmente gratuita aos domingos.

5. A vida cultural

Em geral, os mexicanos são bastante acostumados com o acesso à cultura. Além do gigantesco número de museus em sua capital, a cidade conta com mais de 100 galerias de arte e mais de 30 teatros e salas de concerto, perdendo apenas para Nova York, Londres e Toronto. A cidade conta também com a maior e mais antiga universidade das Américas, a Universidad Nacional Autónoma de México, fundada em 1551.

6. As frutas

É impossível sair do México sem provar ao menos uma fruta diferente. O Mamei (ou Mamey) se parece muito com um Mamão, mas com uma única e enorme semente no meio. As bananas nem sempre são amarelas. Isso mesmo: no México, você vai encontrar bananas vermelhas com certa frequência – e por um preço muito mais acessível do que o praticado no Brasil, em mercados de especialidade e importados.

7. Algumas das melhores comidas são vegetarianas

Não se engane com a comida tipo mexicana que encontramos no Brasil. Ela pouco se parece com aquilo que você realmente vai encontrar no México. Se aqui quase tudo gira em torno das carnes com molhos picantes, por lá os vegetarianos terão muito mais sorte. Alguns dos melhores pratos não contam com produtos de origem animal – o que não os torna necessariamente mais saudáveis, já que a maioria é frita em óleo.

8. Doces apimentados

Não, nós não estamos brincando. Você deve ser cauteloso na hora de comer um doce mexicano. Embora muitos deles sejam mesmo doces e saborosos (como os churros!), os favoritos da galera trazem muita pimenta. Pirulitos com pó de pimenta, pirulitos doces sabor milho e pimenta (!), chicletes com pimenta dentro. É um mundo vasto de doces apimentados. Mesmo para quem gosta muito de pimenta, essa é uma barreira difícil de ser ultrapassada.

9. O trânsito da capital

Se você vai passar alguns dias na Cidade do México deve acostumar com a ideia de congestionamentos gigantescos. Evite as horas de trânsito mais pesado: trajetos que normalmente levam 10 minutos podem levar mais de 3 horas.

Continua após o anúncio

10. Fuja da chuva

Na hora de escolher seu roteiro, evite o período entre os meses de junho e outubro. Você até pode dar sorte, mas os meses são conhecidos pelo enorme volume de chuvas no país.

11. As duas maiores mentiras

Há um ditado que diz que as maiores mentiras contadas pelos mexicanos são “no pica” (não é picante/apimentado) e “no está lejos” (não é longe). Os mexicanos são tão aficionados pela pimenta que chegam a apreciar o tempero em seus doces. Por isso, algo que não seja picante para eles é extremamente forte para nós. A “mentira” das distâncias é similar: como já falamos, a Cidade do México é gigantesca, então um trajeto pequeno para os parâmetros deles pode ser uma enorme distância para nós. Na dúvida, opte pelo transporte público e evite caminhadas desnecessárias.

12. A hospitalidade

Mexicanos são muito simpáticos, amigáveis e também são fãs de futebol! A felicidade constante pode ser comparada ao estilo brasileiro de receber turistas. Aproveite e faça alguns amigos!

13. Sem pesos? Opte pelo Dólar

Se você pretende trocar dinheiro no México, dê preferência aos dólares americanos. Você também pode trocar reais por lá, mas nossa moeda geralmente tem péssimas cotações.

14. O mezcal

O mezcal é uma versão mais rústica da tequila. Se você é fã de bebidas destiladas, vai adorar a experiência etílica. Se esse não é o seu forte, aconselhamos que você vá devagar! Se você vai passar por Oaxaca, visite a Mezcaloteca e aprenda mais sobre a bebida.

15. O jeitinho mexicano

Antes de sair de casa, tenha uma noção das leis do país a respeito de situações que você pode vivenciar – leis de trânsito, drogas, produtos permitidos na alfândega etc. Os mexicanos tendem a ignorar algumas leis, tal como os brasileiros. Se você perguntar algo a um amigo mexicano, a resposta provavelmente será “no pasa nada”, mesmo que aquilo possa te colocar em uma enrascada.

16. O chocolate

O chocolate artesanal é bastante popular. Você pode encontrar variedades com ou sem açúcar, com variações na quantidade de cacau e com adição de outros elementos, como a baunilha, tudo isso a um preço bastante acessível.

17. As pirâmides

Se você vai visitar as pirâmides de Teotihuacán, precisa se preparar. Calce um bom tênis, use um chapéu e leve bastante água. Um dos programas mais legais é subir nas pirâmides, mas isso exige um pouco de fôlego, protetor solar e muita hidratação. As pirâmides ficam bem próximas à capital (cerca de 40 minutos de carro) e você pode optar por um ônibus de linha ou contratar um tour.

18. A vida noturna

A Cidade do México é perfeita para quem procura festas animadas. A capital mexicana oferece baladas e espetáculos que não perdem em nada para os maiores centros globais. Algumas casas contam com noites temáticas muito divertidas, por isso, vale conferir a programação semanal de cada lugar antes de escolher suas noites de festa.

19. Tlayuda

Ela é grande como uma pizza, é recheada como uma quesadilla e é feita na brasa. Totalmente crocante por fora e cheia de queijo por dentro. Não saia do México sem experimentar.

20. Vamos A La Playa!

O México é cheio de praias paradisíacas e você com certeza terá bons momentos por lá, mas é preciso saber escolher bem o momento de sua viagem. Já falamos que os meses do verão são cheios de chuva e, se você quer aproveitar a praia, aqui vai mais um motivo para escolher outra época do ano para a sua viagem: o acúmulo do sargaço. O fenômeno, que acontece durante o verão, é uma verdadeira invasão de algas marinhas nas praias, o que impede os mergulhos e deixa a água turva, não salvando nem mesmo a paisagem.

 
   

PARA VOCÊ