Caminho de Santiago de Compostela: como montar seu roteiro para este trajeto

Escrito por Juliana Trinci

Fazer o caminho de Santiago de Compostela é algo mágico, e isso não resta dúvidas. A origem de tudo vem de tempos antigos: um dos principais seguidores de Jesus Cristo e forte nome da Igreja Católica, após a sua morte, Santiago foi transportado e sepultado em Compostela. Posto como patrono da Espanha, o culto ao missionário começou com Carlos Magno e, durante muitos anos, foi caminho de peregrinos e devotos de Santiago.

Hoje em dia, quem busca percorrer a trilha, vai muito mais com o intuito de ter uma experiência espiritual, do que por motivos religiosos. Todos que passam por lá, informam que a trajetória foi um marco na vida, e passaram a entender a existência sobre um novo ângulo.

Localização de Compostela

A cidade Santiago de Compostela fica em Galiza, noroeste espanhol. Você pode começar sua peregrinação de três pontos: França, Portugal ou Espanha. Depois que chegar em Santiago, siga para Finisterra onde será o final do seu trajeto.

Como percorrer o caminho Santiago de Compostela

Para percorrer o Caminho de Santiago de Compostela, você vai colocar o pé na estrada – literalmente, e por muitos dias. Então é preciso se preparar:

  • O calçado que você vai percorrer o caminho precisa ser bem resistente. Além disso, você deverá fazer um teste drive, ou seja, usar bastante alguns dias antes da viagem, para que seu pé se adapte a ele.
  • Faça um cálculo de quanto tempo irá caminhar, para programar as suas paradas. Aqui vamos listar quantos dias pode durar o trajeto, dependendo do ponto de partida.
  • Evite levar muita coisa para que sua mochila não fique muito pesada. É uma viagem encantadora, porém bem cansativa.
  • Alguns itens importantes que não podem faltar na sua bagagem: protetor solar, repelente e pomada para dores musculares.
  • Na hora de programar sua viagem, verifique a previsão do tempo para o mês escolhido e, assim, não ser surpreendido com chuvas, neve ou ventos fortes – isso vai deixar sua rota bem mais difícil.

Rotas do caminho de Compostela

Foto: iStock

Como falamos anteriormente, existem alguns pontos de partida para realizar o caminho de Compostela. As rotas irão variar em relação ao tempo de trajeto e as cidades que você vai conhecer pelo seu itinerário.

Caminho francês

Foto: iStock

  • Partida: Saint-Jean-Pied-de-Port (França).
  • Distância: 800 km.
  • Principais cidades do caminho: Pamplona, Logroño, Burgos, León, Ponferrada e Santiago de Compostela.
  • Tempo médio de caminhada: por volta de um mês.

Caminho português

Foto: iStock

  • Partida: Porto (Portugal).
  • Distância: 230 km.
  • Principais cidades do caminho: Porto, Arcos, Barcelos, Arcade e Padron.
  • Tempo médio de caminhada: por volta de dez dias.

Caminho do norte

Foto: iStock

  • Partida: Irún (Espanha).
  • Distância: 850 km.
  • Principais cidades do caminho: Irún, San Sebastián, Bilbao, Santander e Gijón.
  • Tempo médio de caminhada: entre um mês a quarenta dias.

Caminho Finisterra – Muxía

Foto: iStock

  • Partida: Santiago de Compostela.
  • Distância: 77,4 km.
  • Tempo médio de caminhada: três dias.

Pacotes para o Caminho da Compostela

Foto: iStock

Se você quer montar seu próprio pacote de viagem, aqui vão quatro pontos que precisa anotar:

  1. Passagens aéreas: para fazer o caminho francês você precisa fazer um voo até Paris e de lá pegar um trem até Bayonne. Depois deve ir para Saint-Jean-Pied-de-Port, ou descer em Madri, e de lá voar até Pamplona. Para fazer o caminho português, você pode pegar um voo para Lisboa e de lá um trem até Porto. Já para fazer o caminho norte, pode descer em Paris e de lá pegar um trem até Bayonne.
  2. Hospedagens: dependendo do caminho que escolher trilhar, você vai ficar mais que um mês andando. Para tal, deverá fazer algumas paradas para dormir e tomar um banho. As alternativas para se alojar são: albergues dos peregrinos, hotéis ou pousadas.
  3. Alimentação: muitos lugares oferecem o menu do pelegrino, que são opções de comidinhas, gostosas e simples. Enquanto estiver caminhando, você vai precisar se alimentar, então compre algumas frutas entre uma parada e outra, que não pesem nem para carregar e nem no estômago.
  4. Gastos adicionais: leve sempre um pouco de dinheiro em espécie. Alguns lugares são muito simples e não possuem máquinas de cartão de crédito. Levar toda a comida na mochila só vai deixar a bagagem mais pesada.

Anotou tudo direitinho? Então agora é só por o pé na estrada e fazer a viagem que vai mudar a sua vida.

PARA VOCÊ