Caminho do Itupava: muita aventura e história nessa trilha do Paraná

Escrito por Gabriella Soares

O Caminho do Itupava é a mais antiga trilha do Paraná e já se tornou um Patrimônio Histórico Natural do Brasil por sua importância. Este é um destino para quem gosta de aventuras e está a fim de curtir a natureza. Com cachoeiras, rio, montanhas, ruínas históricas e trilhos, esta trilha em meio a Serra do Mar garante muita diversão.

Continua após o anúncio

Como é o Caminho do Itupava?

Viajali

Ligação entre a área central e o litoral do Paraná, o Caminho do Itupava conecta as cidades de Quatro Barras e Morretes. O percurso também pode ser feito ao contrário, subindo Morretes em direção à Quatro Barras. No entanto, é preciso levar em conta o desnível de mais de mil metros da trilha contando com cerca de 22 quilômetros. Trata-se de uma longa distância que possibilita a observação de lindas paisagens e pontos de grande interesse da região.

Partindo de Quatro Barras, se atravessa pelos trilhos do trem até adentrar a Serra do Mar. Depois, é possível visitar as ruínas da Casa do Ipiranga e se refrescar da Roda D’água e no Rio Ipiranga. O Caminho conta ainda com a beleza da Represa Véu da Noiva e a impressionante Garganta do Diabo, antes de chegar ao Santuário Nossa Senhora do Cadeado e terminar na litorânea Morretes.

História do Caminho do Itupava

Sendo a mais antiga trilha do Paraná, bem como uma das pioneiras do Brasil, o Caminho do Itupava faz parte da história da região. O percurso foi aberto entre 1625 e 1654, uma parte por indígenas e outra por mineradores. Mais tarde, negros escravizados colocaram pedras no caminho para preservá-lo.

O Caminho do Itupava possibilitou que a região fosse ocupada durante os séculos XVIII e XIX, já que essa era a única forma de acesso entre o centro e o litoral do Paraná, além de possibilitar o contato com a Serra do Mar. Por muito tempo, foi essa trilha que ditou a criação de caminhos oficiais, como a ferrovia e as rodovias.

O que você precisa saber antes de fazer a trilha

Como esse é um longo trajeto que atravessa uma parte densa da Serra do Mar, é preciso prestar atenção a alguns detalhes antes de se aventurar. Por isso, respondemos algumas das principais dúvidas em relação a essa trilha abaixo:

  1. O Caminho do Itupava é perigoso? Sim, ele pode ser perigoso para pessoas que não têm familiaridade com a região. Para mitigar qualquer risco, o percurso conta com sinalizações bem demarcadas e é aconselhável que se faça a trilha em grupos.
  2. Qual o nível de dificuldade do Caminho do Itupava? O nível de dificuldade é alto, levando em conta o desnível de mais de mil metros de altitude e a longa distância de 22 quilômetros.
  3. É preciso um guia para fazer o caminho do Itupava? Não há obrigatoriedade de se contratar um guia. No entanto, para diminuir os riscos do percurso, é aconselhável que uma pessoa do grupo já conheça a área ou tenha experiência nesse caminho. Caso não haja ninguém assim no seu grupo de aventureiros, o guia é recomendado.
  4. O Caminho do Itupava passa pela linha do trem? Sim, esse é um dos trechos do percurso. É preciso tomar cuidado nesta área, já que há neblina e a trilha fica ainda mais perigosa. Existem caminhos alternativos que evitam a linha do trem, mas podem aumentar um pouco a quilometragem final da trilha.
  5. É possível fazer o Caminho do Itupava com chuva? Sim, é possível fazer esse percurso com chuva. No entanto, não é aconselhável, principalmente para quem não tem muita experiência com trilhas e ecoturismo. Isto se deve ao caminho apresentar um nível ainda maior de dificuldade e periculosidade.
  6. É possível acampar no Caminho do Itupava? Sim, há áreas em que é possível acampar pelo percurso, mas considere todo o peso extra que você terá que levar para montar um acampamento, uma vez que não há estrutura oficial para tal no caminho.

Tenha em mente estes pontos e leve em consideração a sua experiência com trilhas ao se preparar para a viagem. Afinal, Caminho do Itupava não é uma aventura fácil e toda a atenção é necessária.

Vídeos sobre Caminho do Itupava para você se planejar

A melhor forma de conhecer os detalhes do Caminho do Itupava é anotar dicas com pessoas que já toparam essa aventura. Por isso, separamos os melhores vídeos sobre esse destino para você se preparar para a sua própria viagem. Confira:

Um longo percurso

Continua após o anúncio

O pessoal do canal HighLanger registrou os detalhes da trilha focando nas belas paisagens e nas dificuldades do caminho que, muitas vezes, se apresenta íngreme e estreito.

Aventura pela Serra do Mar

O pessoal do canal Otavio Mais mostra todos as particularidades da travessia do Caminho do Itupava neste vídeo, além de expor os principais pontos da trilha.

Uma beleza impressionante

Neste vídeo do Vanderlei Indalencio, é possível observar as belezas da Serra do Mar e dos principais pontos do Caminho do Itupava com a ajuda de um drone. É pura beleza!

Não deixe de tomar nota destas dicas, assim como os detalhes e possíveis dificuldades do caminho. Desta forma, sua viagem ficará muito mais tranquila e poderá aproveitar o melhor que há neste belo cenário natural.

12 fotos do Caminho do Itupava que vão te surpreender

Os principais pontos de interesse no Caminho do Itupava garantem uma viagem incrível e visualmente impressionante. Sejam pelas construções em ruínas ou pela exuberante natureza que parece intocada, as paisagens são de tirar o fôlego! Confira e se apaixone pelas belezas desta trilha:

1. Desde o ínício, Quatro Barras é um spoiler da incrível jornada pelo Caminho do Itupava

2. Uma das partes mais perigosas do percurso são os trilhos do trem

3. No entanto, esta também reserva aos visitantes belas passagens

4. A Serra do Mar não deixa de ser um trajeto instigante do Caminho do Itupava

5. Cheia das belezas escondidas da Mata Atlântica

6. Apesar de estar em Ruínas, a Casa do Ipiranga permanece como história viva. Impressionante para se visitar!

7. A Roda D’água é uma linda cachoeira situada em meio ao percurso

8. E o Rio Ipiranga ainda garante aquele mergulho revigorante

9. Outro importante e fantástico ponto é a Represa Véu da Noiva

10. Agora, sem dúvida, uma das melhores e mais impressionantes visões do Caminho do Itupava é a Garganta do Diabo

11. Uma das últimas paradas é o charmoso Santuário de Nossa Senhora do Cadeado

12. Por fim, a beleza da cidade litorânea de Morretes encerra o Caminho do Itupava

Prepare-se e aproveite os melhores pontos desta trilha histórica do Paraná. Já que você vai se aventurar pelo estado paranaense, não deixe de conhecer também as praias do Paraná. Você vai se surpreender com tamanha beleza!