Estrada da Graciosa: os encantos de uma das estradas mais bonitas do Brasil

Escrito por Flávia Resende

Considerada uma das estradas mais bonitas do Brasil, não é por acaso que a rodovia PR-410 é chamada de Estrada da Graciosa. Com 40 km de extensão, a rota atravessa a Serra do Mar, no Paraná, interligando Curitiba às cidades de Morretes e Antonina.

A estrada passa pelo por um trecho preservado de Mata Atlântica do Brasil, com belíssimas paisagens naturais. A rodovia utiliza a velha rota dos tropeiros e liga o litoral do Paraná à parte alta da serra.

Como chegar à Estrada da Graciosa

Para chegar a partir de São Paulo, é necessário percorrer 364 km pela Rodovia Régis Bittencourt (BR-116). Já para o acesso a partir de Curitiba deve-se seguir 40 km pela BR-116, até chegar ao Portal da Graciosa.

Enquanto percorre a estrada você vai ver belas paisagens e muitas curvas sinuosas rodeadas por encostas floridas, cachoeiras, picos e montanhas.

História da Estrada da Graciosa

A construção da Estrada da Graciosa teve início em 1854, no ano da emancipação da Província do Paraná. Sua inauguração aconteceu anos depois, em 1873.

A estrada foi a primeira via a servir para o trânsito de pessoas, veículos e animais do Paraná. Ela foi considerada, por muito tempo, uma das mais importantes estradas do país.

O que ver na Estrada da Graciosa

Em sua extensão, a estrada conta com mirantes, quedas d’água, lanchonetes com produtos típicos e outros pontos que são paradas obrigatórias para registrar belas fotos.

Passeio de trem

O trem parte de Curitiba e corta a Serra do Mar com destino a Morretes. Durante o passeio, os passageiros viverão uma aventura pela Ferrovia Paranaguá-Curitiba, que passa por mais de 70 km de paredões de pedra, túneis, montanhas, represas, pontes e cachoeiras.

A Serra Verde Express é a empresa que faz o trajeto, com saídas diárias de Curitiba durante os meses de janeiro, fevereiro, julho e dezembro – alta temporada. De março a junho e de agosto a novembro, o trem sai nos fins de semana e alguns feriados. Confira os dias e horários de saída do trem.

O bilhete custa R$ 21 por pessoa (R$ 42 ida e volta) e a viagem tem duração de cerca de quatro horas e quinze minutos.

Cachoeiras

Nos recantos da estrada há várias pequenas cachoeiras e, no fim da Serra da Graciosa, tem uma com bons lugares para banho. Ao longo do percurso há várias quedas d’água para você apreciar. Antes de visitá-las, pesquise como chegar em cada uma para não se perder nas trilhas.

No Recanto Curva da Ferradura, ao descer pela trilha, há duas opções de cachoeira: seguindo pela direita, no fim do caminho mais curto, há uma maior e mais frequentada; e seguindo pela esquerda, no caminho que continua a descida, tem uma um pouco mais reservada.

Portal da Graciosa

O portal fica logo na entrada da estrada, antes de descer a Serra da Graciosa, e é um dos cartões postais do local. A construção tem arquitetura característica das missões jesuítas e é ponto de parada da maioria dos visitantes.

Caminho dos Jesuítas

O Caminho Colonial da Graciosa é mais conhecido como Caminho dos Jesuítas. A área liga o primeiro planalto do Paraná ao litoral e é o único trecho original da Estrada da Graciosa ainda preservado, mantendo sua pavimentação em pedras colocadas por escravos.

O caminho foi usado pelos indígenas desde o período pré-colonial e, mais tarde, também foi usado pelos portugueses. Uma de suas atrações é a Casa de Pedra, também conhecida como Casa do Guilherme, Casa do Rio do Corvo ou Casa do Alemão.

Além disso, há sete recantos ao longo da estrada com uma boa infraestrutura, com churrasqueiras, quiosques, lanchonetes e sanitários: Vista Lacerda, Bela Vista, Rio Cascata, Grota Funda, Curva da Ferradura, Mãe Catira e São João da Graciosa.

Dicas para quem vai visitar a Estrada da Graciosa

Separamos algumas curiosidades sobre o que você vai encontrar na estrada e também algumas dicas para você aproveitar a viagem sem correr riscos.

  • Cachoeiras: a entrada em todas elas é gratuita.
  • Hortênsias: a floração das hortênsias começa na primavera e dura até meados do verão. Nessa época, a estrada fica ainda mais graciosa.
  • Natureza: em 1992, a UNESCO concedeu à região o título de Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.
  • Recantos: quem planeja parar em algum dos recantos para usar a churrasqueira tem que chegar antes das 9h. O equipamento é disputado principalmente nos fins de semana e é necessário levar grelha e insumos.
  • Onde a estrada começava: a Estrada da Graciosa começava onde hoje fica o Shopping Mueller, na Av. Cândido de Abreu, 127, no Centro de Curitiba.
  • Outros nomes: a Estrada da Graciosa já teve outros dois nomes: Trilha da Graciosa e Caminho da Graciosa.
  • Duração do percurso: de carro e sem parar nos recantos, o trajeto pode ser feito em cerca de uma hora e meia.
  • Tempo: recomenda-se verificar como está o tempo na região antes de viajar, para evitar ser surpreendido por uma neblina muito forte ou chuvas.
  • Curvas: os viajantes devem dirigir com muito cuidado e atenção porque a estrada não tem acostamento e tem muitas curvas fechadas.
  • Limite de velocidade: a velocidade máxima em alguns trechos é de 40 ou 60 km/h e não é permitido o tráfego de caminhões e ônibus.

Saiba mais sobre a Estrada da Graciosa

Veja nos vídeos que selecionamos como é percorrer a Estrada da Graciosa. Um deles mostra como é fazer o percurso de moto, um dos meios de transporte mais usados por quem visita a região.

Percorrendo a Estrada da Graciosa de moto

No vídeo vemos como é viajar pela estrada de moto, saindo do Centro de Curitiba. Com várias curvas sinuosas, as imagens mostram como vale a pena visitar uma área tão bem preservada e bonita.

Vista aérea da Estrada e da Serra da Graciosa

No vídeo é mostrado como as curvas sinuosas da estrada cortam o trecho de Mata Atlântica. É impressionante como alguns lugares da estrada parecem que vão ser engolidos pela vegetação.

Seja qual for o meio de transporte usado para percorrer a Estrada da Graciosa, não deixe de fazer algumas paradas nos recantos para curtir a natureza e a tranquilidade do local.

Mais fotos da Estrada da Graciosa que vão te deixar encantado

Que tal se inspirar nas fotos a seguir para fazer belos registros de sua aventura pela Estrada da Graciosa? Acompanhe.

1. Um belo passeio em meio a um jardim florido

2. Seria um cenário de filme sobre um paraíso perdido?

3. Uma pausa para admirar a paisagem e registrar o momento

4. Uma paisagem que pode ser usada como cenário de um filme medieval

5. É lindo ver como a história é preservada ao longo da estrada

6. Uma sensação de paz e liberdade que não se encontra em qualquer lugar

7. A cada curva, um cenário de tirar o fôlego

8. Parada obrigatória para um banho de rio refrescante

9. Ou para admirar mais um presente da natureza

10. Um portal gracioso desenhado pela natureza

A estrada te convida a reduzir a velocidade e observar seus picos, encostas floridas, cachoeiras e tudo que a natureza tem a oferecer. Com suas paisagens de encher os olhos, a Estrada da Graciosa é um lugar onde o destino é o próprio caminho!

PARA VOCÊ