Nara: toda a tradição e magia da primeira capital do Japão

Escrito por Thiago Bulhões

Nara é uma cidade localizada no sul do Japão e carregada de histórias e misticismos. Foi a primeira capital do país, durante o século VIII e conserva, até hoje, o status de uma das cidades mais tradicionais do Japão. Para os amantes da cultura nipônica, Nara se destaca pelos templos, que ajudam a contar um pouco da história dos japoneses, e pela atmosfera mítica que preenche o ar.

Mapa de Nara

Nara está localizada na região sul do Japão, a 40 km de Kyoto e a 483 km da capital, Tóquio. Possui uma população de 350 mil habitantes. É uma das cidades mais antigas do Japão: foi a primeira capital do país e também a primeira cidade do Japão a abrigar um templo budista.

Como chegar em Nara

O melhor jeito de chegar até Nara é por Kyoto, uma das principais cidades do Japão, localizada a apenas 40 km de sua vizinha ao sul. Em Nara não há aeroportos, logo, o melhor meio de se locomover até a cidade é por trem.

Em Kyoto, há companhias ferroviárias que realizam o trajeto diariamente, em vários horários durante o dia. O preço das passagens de trem varia entre 500 e 1200 ienes. A duração da viagem também muda conforme o trajeto e o valor do ingresso. A viagem é rápida: dá para chegar em Nara com até 1 hora no trecho ferroviário mais longo.

Clima em Nara

O clima de Nara é influenciado pela geografia montanhosa da região. Névoas são comuns, principalmente durante a manhã. Mas não se preocupe: o clima da região é temperado, com mínimas próximas do 0° no inverno e máximas de 30° no verão, com picos de temperatura que podem chegar aos 35°.

O outono e a primavera são as melhores estações para visitar Nara. Nessas épocas, as temperaturas são amenas e agradáveis. Fique atento ao calendário: entre março e abril é possível encontrar as cerejeiras floridas, no auge da primavera; já em outubro e novembro é hora das belas cores do outono surgirem na paisagem das montanhas de Nara.

O que fazer em Nara

Nara foi uma cidade bastante prestigiada entre os anos de 710 e 784, época em que foi a primeira capital do Japão. Depois disso, os olhos da região se voltaram para Kyoto. No entanto, a cidade não ficou esquecida e mantém templos e outros pontos turísticos que ajudam a promover a história do Japão. Separamos os principais:

1. Parque Nara

Um dos mais importantes pontos turísticos da cidade, o Parque Nara está sob os pés do Monte Wakakusa. Além da paisagem e da vegetação deslumbrantes, o Parque ainda guarda outras surpresas. Lá dentro estão o templo Todai-ji e o Museu Nacional de Nara.

2. Cervos do Parque Nara

Alerta de fofura! O Parque Nara também abriga uma população de mais de 1.200 cervos. Esses animais andam livremente por Nara, mas grande parte de sua população vive no Parque. Os cervos são dóceis e já estão acostumados com a presença dos turistas por ali. Você pode, inclusive, alimentá-los. Há ambulantes pelo parque encarregados de vender o “senbei” – como é chamado o biscoito próprio para os cervos.

3. Festival Wakakusa Yamayaki

O festival Wakakusa Yamayaki acontece todos anos, no último sábado do mês de janeiro – época em que a vegetação está mais seca por causa do inverno japonês. O evento literalmente queima a montanha – aliás, esse é o significado da palavra “yamayaki”. O festival é uma tradição do século XVIII e essa queima é mantida até hoje marcando o início da celebração, que é feita à noite e acompanhada de um show de fogos de artifício. O evento acontece dentro do Parque Nara, onde está localizado o Monte Wakakusa.

4. Templo Todai-ji

O templo budista Todai-ji é considerado o maior edifício de madeira do mundo. Conforme o turista se aproxima, a grandiosidade do templo surpreende ainda mais. Lá dentro está o imponente “Daibutsu”, um dos grandes Budas de bronze do Japão.

5. Museu Nacional de Nara

O Museu Nacional de Nara foi fundado em 1889, com outro nome. Anteriormente conhecido como Museu Imperial de Nara, sofreu a mudança de nome em 1952. Abriga diversas obras de arte budista e possui um estilo arquitetônico inspirado nos prédios do ocidente, como você vê na imagem acima.

6. Templo Yakushi-ji

O templo budista Yakushi-ji é um dos mais famosos e antigos do Japão. Fundado em 680, existe desde um tempo onde o xintoísmo era a religião predominante entre a população do Japão – então, um país no início de sua história, com muitos costumes e tradições oriundos da China.

7. Santuário Kasuga-taisha

Próximo ao Parque Nara está localizado o grande santuário Kasuga-taisha, um dos mais importantes centros xintoístas do país. Fundado em 710, Kasuga-taisha chama a atenção pelas mais de 3 mil lanternas de bronze e pedra espalhadas pelo local em contraste com o vermelho da construção. As surpresas aumentam dentro do templo, na sala escura com lanternas iluminadas. Prepare-se para um espetáculo de luzes e cores.

8. Templo Kofuku-ji

O templo budista Kofuku-ji já foi bem maior. Originalmente, o espaço ocupava quase toda a área do Parque Nara, com mais de 150 edifícios. Com o tempo, a área passou por transformações significativas que alteraram, inclusive, seu tamanho. Hoje, o templo Kofuku-ji abriga o segundo maior pagode (templo) do Japão, com cinco andares.

9. Naramachi

Após um longo passeio pelos principais pontos turísticos de Nara, você não pode deixar de conhecer Naramachi, o centro comercial da cidade. Por lá, estão uma infinidade de lojas, e restaurantes com produtos e comidas típicas da região. Caso você decida dormir em Nara, os melhores hotéis também estão por ali.

Com todas essas opções, dá para montar um roteiro completo com o que fazer em Nara. Escolha as melhores opções e aproveite. Só fique de olho nos horários de funcionamento: em geral, as atrações turísticas e o comércio da cidade de Nara funcionam, em média, das 8h às 17h. Prepare sua agenda!

12 fotos de Nara que vão conquistar você definitivamente

Sejam paisagens ou templos, temos certeza de que alguma atração vai te instigar a dar a volta ao mundo até o Japão. Prepare-se para mudar de fuso horário, pois essas fotos mostram o que há de melhor em Nara.

1. Os dias começam com belas imagens do nascer do sol

2. Nara está em uma região montanhosa, então a névoa é frequente

3. Mas logo a neblina passa e dá lugar a cenas como esta

4. No Parque Nara, você pode alimentar os cervos com este biscoito, o “senbei”

5. Os cervos vivem assim: livres, dóceis e adoram carinho humano

6. Assim como o amanhecer, o entardecer em Nara também é um espetáculo

7. O templo Yakushi-ji surpreende com as suas lanternas especiais

8. Já em Kasuga-taisha, as lanternas acesas formam um belo contraste com o vermelho do templo

9. O templo Todai-ji também acende suas luzes quando a noite cai e o frio desce

10. É durante à noite que acontece o festival Wakakusa Yamayaki

11. O festival Yamayaki termina com um incrível show de fogos

12. Não resista aos encantos de Nara que esperam por você!

Gostou de conhecer Nara? A primeira capital da terra do sol nascente guarda mistérios e belezas em um roteiro que faz bem para a mente e para o espírito. E se você vai até Nara, também precisa conhecer tudo que a cidade vizinha, Kyoto, pode te oferecer. Confira!

PARA VOCÊ