22 coisas que você precisa fazer ao visitar Paris pela primeira vez

Escrito por Bárbara Cristovão

Num mundo ideal, onde você tem dinheiro de sobra para passar o tempo que quiser em Paris, nós diríamos que, para conhecer bem a cidade sem pressa e aproveitar o que ela tem de melhor a oferecer, seria preciso duas semanas. Infelizmente, não vivemos no mundo ideal, mas é possível que você faça tudo isso na Cidade Luz ficando lá por menos tempo. Nessa lista, trazemos algumas sugestões de passeios que podem ser aproveitados em, pelo menos, uma semana na capital francesa.

Para visitar o melhor de Paris sem perder muito tempo se deslocando de um lugar a outro, busque ficar num hotel mais próximo da maioria dos pontos turísticos. Use o metrô, que é muito organizado e bem sinalizado, de modo que dificilmente você vai se perder na cidade, principalmente se tiver a ajuda de um dos tantos mapas disponíveis nas recepções dos hotéis.

1. Acredite que menos é mais

Isso vale, na verdade, para qualquer viagem. Não queira visitar tudo em Paris em uma semana. Acredite: não será possível. Escolha os lugares que você sonha em conhecer de perto e se dedique a aproveitar o máximo deles sem pressa. Se cansar muito das caminhadas, tire um dia para relaxar e apenas aproveitar a cultura e a gastronomia.

E não esqueça: o seu maior aliado nessa viagem a Paris será um bom e confortável par de tênis, pois você vai andar bastante e, muitas vezes, subir escadarias.

2. Passeie de barco pelo rio Sena

Vários barcos turísticos fazem esse passeio pelo rio Sena, que fica emocionante se feito no começo da noite, quando os principais pontos turísticos da cidade ficam iluminados com uma luz dourada. Felizmente, muitos cartões postais da cidade ficam às margens do rio.

3. Faça um piquenique no Champs de Mars

O parque em volta da Torre Eiffel oferece uma vista privilegiada para um dos maiores pontos turísticos do mundo. Vale a pena relaxar por ali e aproveitar a bela paisagem.

4. Suba a Torre Eiffel

Vai ser cansativo: as filas são imensas e demora bastante até você conseguir pegar o elevador para ir ao próximo andar (são três andares no total). Mas se tem um ponto turístico que você não pode deixar de ir é esse. A vista do último patamar vai fazer valer a pena todo o esforço.

5. Caminhe pelas pontes do rio Sena

Uma das mais famosas é a Pont des Arts, onde tradicionalmente casais apaixonados penduravam cadeados em suas grades laterais. No entanto, em 2015, os estimados mais de um milhão de cadeados, pesando quase 50 toneladas, foram removidos pela prefeitura por ameaçar a estrutura da ponte do século 19.

Ainda assim, a Pont des Arts vale a visita, pois liga a instituição acadêmica Institut de France à praça central do Palais du Louvre, onde funciona o famoso museu, e ambas as edificações são belíssimas de se ver.

6. Visite os museus

O Louvre, o Rodin, o L’Orangerie e o d’Orsay são apenas alguns dos museus mais famosos, mas a cidade oferece dezenas de outros. Uma dica: leve o tempo que precisar para apreciar as obras. Se puder gastar um tempo nessas visitas, pegue na recepção um dos dispositivos que dão verdadeiras aulas de arte em diversas línguas, oferecendo explicações sobre obras e autores.

Procure comprar o Paris Museum Pass, que dá direto a entrada, sem fila (o que é muito importante), em mais de 50 museus, quantas vezes você quiser pela validade do passe (disponíveis para dois, quatro ou seis dias).

7. Relaxe no Jardin des Tuileries

Nos jardins, que ficam em frente ao Louvre, tem-se uma vista linda do belo prédio onde funciona o museu. Há ainda cadeiras em volta de uma fonte e os parisienses adoram relaxar ali quando é um dia quente de sol.

8. Caminhe pelo Champs-Élysées

Essa avenida é um dos endereços de compras glamourosas em Paris, onde você encontra joalherias e lojas de grandes grifes francesas e internacionais, além de restaurantes chiques. A avenida liga a Place de la Concorde ao Arco do Triunfo e ainda passa por duas das mais belas construções da cidade: o Grand e o Petit Palais. A Champs-Élysées ainda conta com o belo jardim do Rond Point.

9. Suba o Arco do Triunfo

O Arco do Triunfo, inaugurado em 1836 por Napoleão, é uma bela vista por si só, mas o melhor que o monumento tem a oferecer está a 284 degraus de distância. O esforço de subir a construção será recompensado pela bela vista que se tem da cidade lá de cima.

Do Museu do Louvre ao Arco do Triunfo você segue uma linha reta, de quase quatro quilômetros, passando pelo Jardin des Tuileries, a Place de la Concorde e a Champs-Élysées. Esse caminho faz parte do Eixo Histórico da cidade, ou Via Real, percurso que vai do Louvre ao Grande Arco de la Défense (cinco quilômetros depois do Arco do Triunfo).

10. Visite Saint Germain-des-Prés

O bairro de Saint Germain-des-Prés, que se desenvolveu ao redor da igreja de mesmo nome (datada dos séculos 11 e 12, a mais antiga da cidade), é tradicionalmente um polo intelectual de Paris. O local conta com livrarias, sebos, cafés e restaurantes que foram frequentados por grandes intelectuais e, mais recentemente, tem também lojas luxuosas e cinemas. O bairro tem ainda bons pontos para se visitar, como o Jardim de Luxemburgo e o Museu d’Orsay.

11. Relaxe no Jardim de Luxemburgo

No maior parque público da cidade, há o Palácio de Luxemburgo, onde está sediado o Senado francês. O parque, de 21 hectares abertos ao público, tem canteiros de flores, árvores, lagos, diversas esculturas e fontes, além de espaços para as crianças brincarem e muitas áreas de lazer para os adultos.

12. Suba a Torre Montparnasse

Com um visual desprezado pelos parisienses, por destoar totalmente do padrão arquitetônico do século 19 que uniformiza toda a cidade, a Torre Montparnasse oferece uma vista privilegiada da Torre Eiffel do alto de seus 56 andares, bem como de outros pontos turísticos, como o museu militar dos Invalides e o Jardim de Luxemburgo.

13. Visite o Le Bon Marché e La Grande Épicerie

Le Bon Marché é uma das lojas de departamentos mais sofisticadas da cidade, que funciona dentro de uma construção histórica belíssima. No prédio ao lado, fica La Grande Épicerie, uma enorme mercearia, com muitas opções para refeições e com produtos de todas as partes do mundo.

14. Conheça Le Marais

Esse tradicional bairro, habitado pela nobreza até o fim do século 19 e desde então pelos judeus, é a casa de alguns dos melhores restaurantes e lojas mais chiques da cidade. Por lá, você encontra diversas opções de compras, além de museus (como o Carnavalet, o de Picasso e o de Artes e Ofícios) e edificações históricas, como o Place des Vosges (onde morou Victor Hugo antes da Revolução Francesa e que hoje abriga hotéis e restaurantes chiques) e a Igreja de Saint-Merri, do século 16.

15. Entre na Catedral de Notre Dame

Fique impressionado com a beleza e elegância da fachada da catedral e com o clima de paz que se sente lá dentro. A construção gótica data da Idade Média, entre os séculos 12 e 14.

16. Visite a Ópera Garnier

A vista desse teatro de óperas, construído no final do século 19, é linda por fora e muito mais suntuosa e impressionante por dentro. A ala do Grand Foyer e seus salões parecem verdadeiros palácios reais franceses, com arquitetura, decorações, pinturas e esculturas inacreditáveis.

17. Conheça o Quartier Latin

Uma das regiões mais populares e com clima mais jovem oferece boas opções de bistrôs e uma vida noturna agitada, tendo uma concentração de universidades e escolas. Nessa região, fica a Rue Mouffetard, com várias tradicionais opções gastronômicas, entre restaurantes e confeitarias; o Jardin des Plantes, com museus (de paleontologia, de mineralogia e a Galeria da Evolução), um pequeno zoológico e estufas de plantas tropicais; e o histórico Panthéon, onde se pode subir à cúpula para ter uma vista sem igual da cidade.

18. Visite Montmartre

A região oferece um dos cenários mais bucólicos da cidade, com ruelas arborizadas, artistas de rua, cafés e cabarés, além de situar-se no alto de uma colina, oferecendo uma vista privilegiada da cidade. Um passeio pelas escadas e ruelas do bairro revela um pouco mais do local, que muitas vezes só é visitado por quem quer ir direto à Basílica de Sacré-Coeur.

Aproveite para conhecer o cabaré Moulin Rouge, o Café des Deux Moulins (onde foi gravado o filme O Fabuloso Destino de Amelie Poulain) e Abbesses, onde há o Muro do Eu Te Amo, mural em que a frase de amor encontra-se escrita em centenas de idiomas.

19. Vá à Basílica de Sacré Cœur

Um dos maiores cartões postais da cidade está na região de Montmartre. No topo da colina, onde está o ponto mais alto da cidade, a Basílica de Sacré Cœur oferece mais uma bela vista para quem sobe os mais de 200 degraus para chegar até ela.

20. Sente em um típico café

Nada como relaxar em uma mesinha na calçada em um dos muitos cafés da cidade entre uma caminhada ou outra. Uma dica é fazer isso provando uma sobremesa típica das muitas delícias da cidade.

21. Conheça o Palácio de Versailles

Você vai ficar impressionado com a luxuosidade desse palácio, que é um dos mais famosos do mundo e fica a apenas 45 minutos de Paris via trem metropolitano, o RER. Aprenda um pouco sobre a história francesa e guarde fôlego para visitar também os extensos e belíssimos jardins atrás do castelo.

22. Caminhe pelos jardins de Monet em Giverny

Na cidade de Giverny está o impressionante jardim de Monet, bem como a que foi sua casa – ambos abertos a visitação de abril a outubro. Em uma longa caminhada, você confere as mais variadas flores e plantas, passa por um lago com vitórias régias e entende a inspiração para as obras do pintor. A cidade fica a 75 km de Paris e o passeio vale muito para os amantes da natureza.

O ideal é reservar um dia para Versailles e um para Giverny e não programar grandes passeios além disso nesses dias.

PARA VOCÊ