6 atividades para curtir os vales encantados dos Campos do Quiriri

Os Campos do Quiriri estão no norte de Santa Catarina, tendo 30 cumes que podem atingir mais de 1500 m. Muitos aventureiros percorrem as trilhas extensas para chegar até a famosa Pedra da Tartaruga e se deslumbrar com uma paisagem espetacular. Venha descobrir as maravilhas deste destino!

Publicidade

Onde ficam os Campos do Quiriri

As montanhas dos Campos do Quiriri são tão extensas que abrangem as cidades de Campo Alegre, Joinville e Garuva no norte de Santa Catarina e Tijucas do Sul, no Paraná. O acesso mais procurado é pela cidade de Campo Alegre, distante 56 km do centro da cidade. Esse município está a 63 km de Joinville, 100 km de Curitiba e 238 km de Florianópolis.

Como chegar

Além do acesso pela cidade de Campo Alegre (feito por estrada de terra), é possível chegar lá por meio da cidade de Tijucas do Sul, passando por estradas de asfalto e de terra, além de 6 km de trilha.

Fora esse acesso, também há uma entrada no Morro dos Perdidos em Garuva. Entretanto, esse caminho é viável apenas com veículos 4×4 e muita experiência para fazer uma trilha longa que pode chegar a mais de 40 km. Por isso, muitos aventureiros procuram guias credenciados para realizar o passeio.

Em língua indígena, “quiriri” significa “silêncio noturno”, por causa da imensidão vazia que é possível sentir e ouvir no local. A região guarda histórias e lendas como a de que carroceiros escondiam ouro pelas cavernas e rios para não serem surpreendidos por indígenas.

O que fazer nos Campos do Quiriri para uma aventura inesquecível

Localizado em uma área de preservação ambiental, o destino reúne atividades típicas de ecoturismo. Confira algumas abaixo:

1. Pedra da Tartaruga

Na divisa de Santa Catarina e Paraná, fica a Pedra da Tartaruga, que tem esse nome por parecer muito com uma tartaruga. Saindo de Campo Alegre, vai chegar um momento que o veículo 4×4 não conseguirá mais continuar.

Publicidade

Por isso, é preciso caminhar a pé em torno de 6,5 km até a Pedra da Tartaruga. Por ser um trajeto longo, muita gente prefere pernoitar em um camping lá no alto. Saindo de Garuva, a caminhada é de 3,5 km para ir e a mesma distância para voltar.

2. Marco da Divisa

Não existe apenas um marco da divisa, mas três. Como o limite entre Santa Catarina e Paraná não era muito definido antigamente, a divisa se bifurcou formando os três marcos. Para chegar lá é preciso partir da Pedra da Tartaruga, passando por propriedades particulares.

Outra opção é sair de Tijucas do Sul em uma trilha de 10 km ida e volta. Por fim, saiba que esse marco é um monumento de concreto que foi construído logo após o fim da Guerra do Contestado que envolveu os dois estados.

3. Acampar

Afinal, é possível acampar nos Campos do Quiriri? Até pouco tempo atrás não era permitido, mas agora é possível sim. Um dos campings mais frequentados está no mirante da Flor. Atualmente os aventureiros encontram estruturas boas para acampar e restaurantes próximos.

4. Cachoeira do Quiriri e do Garrador

No caminho dos Campos do Quiriri, você vai encontrar algumas cachoeiras. Para chegar até lá, é preciso ficar atento, pois o acesso principal passa por propriedade particular, sendo necessário seguir por um caminho alternativo. Além disso, a do Garrador tem acesso por Campo Alegre. Por ser difícil de determinar o trajeto para chegar até lá, é importante contratar guias para não ter erro.

5. Pico do Bradador, Monte Padre Raulino, Monte Crista, Pedra do Picolé e Pico Araçatuba

Os Campos do Quiriri possuem outros cumes famosos que são acessados por trilhas. A do Bradador é onde estão as antenas meteorológicas e está no caminho da Pedra da Tartaruga. Já a de Araçatuba é mais fácil de ser acessada por Tijucas do Sul, com 4 km de caminhada a partir do Parque Araçá.

Por fim, a do Padre Raulino, Monte Crista e do Picolé também fazem parte da região do Campos do Quiriri com acesso mais fácil por Garuva e reúne trilhas com cachoeiras como da Cabeluda.

6. Vale Encantado

Você vai encontrar muitos vales, um deles é apelidado de Encantado por ser realmente maravilhoso, onde tem um pequeno rio que corre por entre as pedras. Contudo, use guias para saber qual é o Vale certo, pois é fácil de se confundir.

Além disso, muita gente tira fotos da Pedra do Quiriri, que está bem perto da estrada, logo no início das principais trilhas. Há algumas placas indicando o caminho, mas saiba que é uma pequena pedra e que indica que você está no caminho certo.

Publicidade

Dicas e informações importantes para não se perder pelo destino

Planejamento é o que define se o seu passeio será um sucesso ou fracasso. Por isso, confira algumas dicas super importantes que vão fazer você não passar por estresse.

  • Qual é a melhor época para ir: no inverno faz muito frio, já que você está em altas altitudes. Por isso, se você não gosta muito desse clima, vá no verão. Mas saiba que o inverno permite um pôr do sol espetacular e experiências únicas. Além disso, também procure ir em dias secos e com menos vento, pois há relatos de barracas que quebraram com o vento lá do alto.
  • É preciso pagar alguma taxa: alguns acessos são realizados por propriedades particulares e, por isso, é necessário pagar algumas taxas. É comum encontrar portões fechando as entradas. Então, é necessário fazer um agendamento prévio.
  • Quantos quilômetros de caminhada: difícil definir quantos quilômetros de caminhada, pois depende de onde você partir e o seu ponto final. Saindo de Campo Alegre até a Pedra da Tartaruga, demora uns 6 km. Os mais aventureiros fazem um passeio bate volta até esse ponto. Contudo, algumas pessoas querem percorrer o máximo de cumes possíveis, podendo chegar até 40 km de caminhada, contando a ida e volta.
  • Contrate guias para ter mais segurança, contrate guias que entendem da região, pois eles vão ter os equipamentos de segurança adequados e autorização para ingressar nos acessos que são propriedades particulares, muitos fechados com portões.

Uma última dica é que o Campos do Quiriri e Destinos do Quiriri são diferentes. Esse último é um consórcio intermunicipal que reúne as cidades de Campo Alegre, Corupá, São Bento do Sul e Rio Negrinho em Santa Catarina e foi criado para incentivar o turismo na região.

Onde se hospedar

Além da opção de acampamento, muitas pessoas procuram um ponto de apoio nas cidades que abrangem os Campos do Quiriri. Por isso, veja algumas opções abaixo:

  • Pousada Cambará – $: conhecido também como Sítio Cambará, você vai passar uma estadia ao melhor estilo fazenda com animais e muita simplicidade em um lugar tranquilo. Os quartos são chalés rústicos de madeira.
  • Hotel Campo Alegre – $$: quartos simples, estilo colonial que é ponto de encontro de muitos turistas da região. A estrutura não é muito grande, mas é um ótimo custo-benefício e tem um café colonial delicioso.
  • Pousada Refugio Monte Olimpo – $$ $: rústico, requintado e aconchegante. É assim que é possível descrever essa pousada em Campo Alegre que dá a sensação que você está em uma casa no campo com todo o clima friozinho da região. Até é possível tomar café da manhã estilo europeu.

Muita gente opta por ficar em Joinville, que possui muitas opções de hotéis. Você também vai encontrar hospedagens simples em São Bento do Sul e Tijucas do Sul. Pesquise e saiba qual se encaixa no seu perfil.

Publicidade

10 fotos encantadoras dos Campos do Quiriri para incentivar a visita

Os registros nos Campos do Quiriri ficam perfeitos de qualquer ângulo. Por isso, confira algumas imagens espetaculares:

1. Prepare um veículo 4×4 para iniciar uma jornada até os Campos do Quiriri

2. Depois, é necessário largar o carro e começar a jornada de caminhada

3. A Pedra da Tartaruga é o destino mais procurado nos Campos do Quiriri

4. As paisagens lembram muito cenários europeus

5. No alto dos cumes, você tem a sensação que está no ceú

6. Não deixe de passar pelo marco da divisa

7. Logo, não esqueça de acampar em paisagens incríveis

8. Dormir nos Campos do Quiriri rende ótimas fotos ao nascer do sol

9. Essa é a Pedra do Quiriri, logo no início da caminhada, ainda pela estrada

10. Por fim, não deixe de criar fotos criativas com as paisagens

As fotos fizeram você querer incluir esse destino no seu roteiro? Arrume a mochila com água, comida, kit de primeiros socorros, roupas e tudo o que você precisar!

Um pouquinho sobre os Campos do Quiriri para terminar a viagem

Antes de fechar o roteiro, veja alguns vídeos que vão ajudar no seu planejamento até esse destino:

Um lugar Magnífico

Suba a montanha com esse grupo de aventureiros que registrou todo o percurso do Campos do Quiriri. Acompanhe eles nessa viagem gelada até altas altitudes com muitas imagens de tirar o fôlego.

Preste atenção ao clima

Esteja pronto para temperaturas amenas e mudanças bruscas no clima. Esse casal embarcou em uma aventura de mais de 5 horas de caminhada até a Pedra da Tartaruga e enfrentou alterações climáticas a todo o momento. Confira!

Descubra a magia do Campos do Quiriri

No primeiro dia de jornada, o Mundo de Quintal enfrentou neblina nas montanhas e um frio intenso. Mas no dia seguinte eles foram presenteados com um céu azul e um maravilhoso pôr do sol. Confira esse vídeo dos youtubers que já visitaram três vezes o destino.

Cachoeira Alto Quiriri

Neste vídeo, Edson mostra as cachoeiras que a trilha vai revelando aos poucos. Para os amantes de uma queda-d’água, esse vídeo pode ser muito útil. Anote as dicas e se prepare para um banho relaxante.

Não deixe de se encantar com os Campos do Quiriri que parecem muito paisagens de contos de fadas. E quando estiver por ali, não deixe de conhecer Campo Alegre.