Palácio de Versalhes: descubra as atrações do famoso castelo francês

Escrito por Sheila Almendros

O Palácio de Versalhes é uma das construções mais famosas do mundo, e foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. É um edifício de grande importância para a história da França e uma parada obrigatória para os viajantes que visitam o país. Saiba mais sobre a atração a seguir:


Onde fica

O Palácio de Versalhes fica na cidade homônima, a 21 km de Paris. A Corte de Versalhes se tornou o centro do poder do Antigo Regime na França de 1682 a 1789, período em que Luís XIV viveu com sua família no complexo.

Como chegar

Saiba quais são os principais acessos até o Palácio de Versalhes, partindo de Paris:

  • RER: este trem expresso atende toda a cidade de Paris e suas adjacentes. A opção com destino a Versalhes é a linha RER C, e pode ser pego em Gare Austerlitz, Saint Michel – Notre Dame, Musée d’Orsay, Invalides, Pont d’Alma e Champs de Mars Tour Eiffel. A passagem custa €3,65 e a viagem dura em torno de 45 minutos.
  • Trem: esta é a viagem mais rápida (30 minutos), porém é a mais complexa. As saídas de Paris para Versalhes são na estação Gare Montparnasse, pelo trem TER, linha N, em direção a Gare de Chartres. Ao chegar na estação Gare de Versailles-Chantiers, é necessário fazer uma caminhada de 10 a 15 minutos até o palácio.
  • Metrô + ônibus: se o trânsito colaborar, esta opção levará aproximadamente 40 minutos de Paris até Versalhes. A passagem custa €3,65, e é necessário pegar a linha 9 do metrô, com destino a estação terminal Pont de Sèvres. Lá você seguirá as placas para a estação de embarque do ônibus 171, que para bem na porta do palácio.
  • Excursões: diversas agências de turismo oferecem excursões partindo de Paris de trem ou ônibus, e os preços podem variar de acordo com o tipo de turnê escolhida pelo viajante (incluíndo ingressos para tours no interior do palácio, jardins, etc).

Escolha a melhor opção de viagem até o Palácio de Versalhes e aproveite ao máximo a sua visita.

Breve histórico

O Palácio de Versalhes foi expandido por Luís XIV, quando o rei decidiu transformar o pavilhão de caça do seu pai em moradia. Até a chegada da Revolução Francesa, inúmeros monarcas que passaram pelo trono francês mantiveram o local em sua perfeita originalidade e graciosidade.

Já os jardins do Palácio de Versalhes começaram a ser construídos em 1661 e foram finalizado somente 40 anos depois, devido ao trabalho árduo para transformar o terreno pantanoso do local em uma estrutura firme para receber árvores, arbustos, fontes e gramado. Em 1789 o complexo deixou de ser sede oficial do poder e tornou-se o Museu da História da França.

Curiosidades

Conheça os números impressionantes do Palácio de Versalhes e curiosidades que vão aumentar ainda mais a sua vontade de conhecer o local:

  • Metragem: o Palácio de Versalhes possui 8,2 km², e sua arquitetura é totalmente barroca francesa. A área total do complexo, incluindo os jardins, é de 67 mil m².
  • Cômodos e detalhes: o Palácio de Versalhes possui 700 quartos, 2.153 janelas, 67 escadas, 1.250 lareiras, 352 chaminés e quase 800 hectares de jardins.
  • Dança das águas: de abril a outubro, durante algumas horas do dia, acontece um espetáculo nas fontes do palácio – as águas se movimentam ao ritmo da música tocada. Confira a programação e não perca esta oportunidade.
  • Galeria dos Espelhos: foi neste enorme cômodo de 73 metros de comprimento e decorado com 357 espelhos que foi assinado o Tratado de Versalhes, que colocou fim a Primeira Guerra Mundial, em 1919.
  • Um lugar cheio de história e grandiosidade merece a sua visita, não acha?

    Atrações

    Conheça todas as áreas visitáveis do Palácio de Versalhes:

    Palácio de Versalhes

    Percorrer o interior do edifício principal do Palácio de Versalhes é garantia de conhecer uma grande coleção de riquezas históricas e artísticas, como os Grandes Aposentos do Rei e da Rainha e seus luxuosos elementos decorativos, a Galeria dos Espelhos, entre outros cômodos. Prepare-se para se encantar com tantos detalhes, preservados desde a sua construção.

    Chapels of Versailles

    O edifício mais alto do complexo foi inaugurado em 1710 para substituir a antiga capela do Palácio. Seus 44 metros adornados por diversas esculturas chamam a atenção dos visitantes, que se impressionam com tamanho requinte. No interior da construção, o piso adornado com mármores policromos é um dos inúmeros detalhes que merecem a sua atenção, além das pinturas que decoram o teto e as paredes, assinadas por Charles de La Fosse, Antoine Coypel e Jean Jouvenet.

    Galerie des Batailles

    A Galeria das Batalhas é um pequeno museu que narra a história da França, através de grandes pinturas e estátuas. São 33 quadros que contextualizam muitos acontecimentos importantes para o país, desde Clovis até Napoleão. Há ainda cerca de 80 bustos de importantes oficiais franceses que foram mortos em guerra, espalhados em um gigantesco salão com decoração clássica.

    Jardins de Versalhes

    A enorme área que ocupa os Jardins de Versalhes é rica em detalhes, e durante o passeio você conhecerá o Parterre da Água, o Laranjal, a Fonte do Dragão, o Grande Canal, o Bosque das Três Fontes, o Temple de l’amour, entre outras preciosidades. É possível ter uma vista panorâmica de tirar o fôlego dos jardins pela Galeria dos Espelhos, que lhe renderá belíssimas fotos.

    Grand Trianon

    Durante o seu passeio pelos Jardins do Palácio de Versalhes, não deixe de conhecer o Grand e o Petit Trianon. O primeiro foi erguido em 1687 em mármore rosa para que Luís XIV pudesse fugir um pouco das constantes atividades da corte. O rei acompanhou pessoalmente a construção de seu refúgio, cercado por bosques e jardins geométricos. Poucas personalidades eram convidadas para passar um tempo por ali, como cortesãos e amigos íntimos do rei.

    Petit Trianon

    Já o Petit Trianon foi construído inicialmente para Madame de Pompadour, a amante do rei Luís XV, em 1769. Mas foi no século XVIII que Luís XVI presenteou sua esposa Maria Antonieta com o pequeno palácio, e uma enorme reforma foi concretizada. Assim as antigas estufas foram substituídas por um belo jardim inglês, e seu interior foi decorado com arquitetura elegante, requintada e eclética, para a rainha ficar a vontade com seus convidados mais íntimos.

    Hameau de la Reine

    Ainda nos Jardins de Versalhes está o Hameau de la Reine, um vilarejo rústico onde Maria Antonieta adorava se vestir de camponesa e fugir das obrigações da corte. Não é um local muito visitado por turistas, pois o ingresso para esta atração não está incluído no ticket tradicional. O local fica próximo ao Petit Trianon, nomeado como “Domaine de Marie Antoinette”, e mesmo com toda a simplicidade da sua parte externa, ainda possui bastante requinte em seu interior. Vale a pena incluir o passeio em seu tour para conhecer um pouco mais da vida da rainha.

    Reserve um dia inteiro para visitar o Palácio de Versalhes e aproveitar todas as atrações com tempo – os amantes de história não sentirão nem o tempo passar.

    Opções para visitar os jardins

    Existem inúmeras opções para desbravar os Jardins do Palácio de Versalhes, já que a atração é conhecida por sua grande extensão. São elas:

    • A pé: a única forma gratuita para conhecer os jardins, porém a mais cansativa e demorada.
    • Trenzinhos: você paga 8€ e pode usá-lo o dia inteiro, em suas 3 paradas estratégicas: Petit Trianon, Grand Trianon e Grand Canal. Caso queira ir a pé para algumas dessas paradas e somente voltar de trenzinho, o ingresso custa 4,3€.
    • Bicicletas: a forma mais livre de conhecer o complexo é alugando uma bicicleta. Por 6€ você poderá pedalar por todas as áreas, sem se preocupar com horários e paradas.
    • Carrinhos elétricos: é necessário apresentar carteira de motorista para alugar os carrinhos, e o valor da primeira hora é 34€. A cada 15 minutos adicionais é cobrado o valor de 8,50€.

    Escolha a melhor opção para o seu passeio e aproveite cada segundo!

    Onde comer

    Há 4 opções de restaurantes/cafés no Palácio de Versalhes, com preços variados, mas que oferecem uma experiência única e qualidade nos produtos. O Grand Café d’Orleans está situado no térreo do edifício principal, e oferece café e almoço. No Angelina Versailles há a opção de restaurante e delicatessen, disponibilizados no primeiro andar, em um antigo cômodo. O cardápio conta com pratos típicos franceses. Já o La Flotille fica no jardim do palácio, onde você poderá desfrutar de uma boa refeição e deliciosas sobremesas em mesas ao ar livre. Mas, para uma rápida refeição, conte com o La Petite Venise – os pequenos quiosques que oferecem refeições mais rápidas e simples.

    Vídeos de quem já visitou

    Assista os viajantes visitando o Palácio de Versalhes e tome nota de todas as dicas indispensáveis para que o seu passeio seja perfeito:

    Passeio no Château de Versailles

    Neste longo vídeo de quase uma hora de duração, você poderá conhecer diversas atrações do complexo, inclusive o Hameau de la Reine.

    Um dia perfeito em Versalhes

    Além de conhecer mais um pouco do palácio, você também terá a oportunidade de anotar algumas dicas importantes neste vídeo, como melhor horário para visitar a atração, como chegar, ingressos, entre outras informações.

    Surpresas na visita ao Palácio de Versalhes

    O casal do vídeo explora os Jardins do Palácio de Versalhes, como a área aberta gratuita, ideal para um piquenique, o Grande Canal, onde é possível fazer um passeio de barco, as fontes e estátuas, entre outros atrativos.

    Depois de conferir estes vídeos, a vontade de viajar aumenta ainda mais!

    15 fotos do Palácio de Versalhes que são um deslumbre aos olhos

    Apaixone-se por cada cantinho do palácio que serviu de moradia para Maria Antonieta, a rainha mais controversa de sua geração:

    1. O Palácio de Versalhes é um complexo de grande importância para a história

    2. E é um dos maiores do mundo em sua categoria

    3. Ele recebe milhões de turistas durante todo o ano

    4. E pessoas do mundo inteiro vão até lá para conhecer toda a sua extensão

    5. Repare em cada escultura encontrada nos jardins

    6. E em cada construção do complexo

    7. Elas dizem muito da história da França

    8. E são devidamente preservadas em sua originalidade

    9. Não tenha pressa quando explorar os jardins

    10. Nem as construções além do edifício principal

    11. Prepare-se para andar bastante por lá

    12. E se encantar por toda a arquitetura típica

    13. Esta que inspirou muitas construções ao redor do mundo

    14. O Palácio de Versalhes surpreende em qualquer época do ano

    15. E é garantido que você sairá maravilhado de lá

    Os valores dos ingressos para o Palácio de Versalhes são: jardins – gratuito, palácio principal e jardins (área fechada) 18€, passaporte (inclui palácio, jardins e domínios de Maria Antonieta) 20€, passaporte e fontes musicais do jardim (conferir datas e horários) 27€, passaporte para dois dias 25€. Veja também mais dicas de Paris para aproveitar ao máximo sua viagem por lá!

PARA VOCÊ