7 dicas para guardar lembranças inesquecíveis da Pedra da Tartaruga

Uma pedra, muito parecida com uma tartaruga, é um dos cartões postais mais visitados do Rio de Janeiro. Quem visita a Pedra da Tartaruga consegue desfrutar de uma visão incrível da Praia do Perigoso. Então, embarque nessa aventura e registre momentos únicos!

Publicidade

Índice do conteúdo:

Onde fica a Pedra da Tartaruga

Em uma área de preservação ambiental, no Parque Estadual da Pedra Branca e no Parque Natural Municipal de Grumari, fica a Pedra da Tartaruga, um dos locais mais procurados para contemplação no Rio de Janeiro. Os parques citados estão localizados na Zona Oeste, na Barra de Guaratiba e próximo ao bairro litorâneo Grumari. Além disso, esse destino faz parte da Transcarioca e da região conhecida como Trilha das Praias Selvagens. Ainda, está a aproximadamente 60 km do centro do Rio de Janeiro.

Como chegar

Para chegar à Pedra da Tartaruga, é só procurar a Praia Barra de Guaratiba e ir até o final da rua, no canto direito. Logo, você será surpreendido por uma ladeira bem íngreme, que passa apenas um veículo por vez. Não se assuste, é esse mesmo o caminho. Então, suba a ladeira até o início da Trilha da Pedra da Tartaruga, também conhecida como Trilha da Praia do Perigoso. Além do carro, você pode usar o transporte público, que passa pela estação BRT Ilha de Guaratiba.

Dicas para curtir a trilha da Pedra da Tartaruga

A primeira dica é: planeje a data do seu passeio, pois o local costuma ficar cheio na alta temporada. Além disso, nessa época, o calor pode atrapalhar sua experiência. Os meses entre junho e agosto são os melhores para visitar a Cidade Maravilhosa. A seguir, confira mais dicas e informações:

  • Qual a distância da Trilha: são aproximadamente 3 km de trilha. Quando estiver perto da Praia do Perigoso, você verá um caminho que leva até a Pedra da Tartaruga. É só seguir o trajeto.
  • Quanto tempo dura a trilha: claro que depende do seu ritmo, mas você pode levar de 30 minutos a 1 hora para percorrer o trecho, isso por causa de algumas subidas íngremes. Além disso, se você for a pé da base, na ladeira, adicione mais uns 15 minutos de caminhada.
  • Estacionamento: suba a ladeira íngreme e procure estacionamentos para parar o carro. O valor é um pouco salgado, entre R$ 20 e R$ 30. Se você estiver pensando em procurar uma vaga na rua, esquece, pois o seu veículo pode ser guinchado. Por fim, cuidado com os estacionamentos clandestinos.
  • Faça rapel: a trilha é muito fácil para você? Aumente a adrenalina praticando rapel, na Pedra da Tartarugam, em uma rocha de 45 metros. Também conhecido como Rapel da Praia do Perigoso, você deve procurar agências com guias credenciados para a experiência. O valor varia de R$ 60 a R$ 120 dependendo do pacote. Além disso, você pode comprar fotos de fotógrafos que vão junto nessas excursões.
  • Como é a Pedra da Tartaruga: vendo de longe, você entenderá o motivo desse nome, pois a pedra se parece muito com uma tartaruga. O pico tem 98 metros e, lá no alto, você terá uma visão deslumbrante das praias selvagens, Grumari e Barra da Tijuca.
  • Praia do Perigoso: com apenas 150 metros de extensão, a Praia é um convite para quem ama lugares desertos e paisagens deslumbrantes.
  • Aproveite para conhecer as outras praias selvagens: entre elas, a praia Inferno, Funda e Meio. Cada uma possui características e atrações diferentes. Elas são descritas como selvagens, pois o acesso só é possível por meio de trilhas.

Afinal, a trilha até a Pedra da Tartaruga é perigosa? Não, pois a trilha é bem demarcada, apenas com algumas subidas íngremes. Entretanto, sempre é bom tomar cuidado para não escorregar nas formações rochosas. Agora, confira registros deslumbrantes desse paraíso.

10 fotos da Pedra da Tartaruga para guardar momentos únicos

Para a sua aventura na Pedra da Tartaruga, prepare uma mochila com repelente, comida, água, protetor solar, roupas confortáveis e, claro, o celular para garantir muitas fotos. A seguir, confira algumas imagens incríveis desse lugar:

1. Embarque na Trilha da Pedra da Tartaruga

2. O caminho não é difícil, apenas com alguns obstáculos

3. Você entenderá o motivo da pedra ser chamada de Tartaruga

4. Ao terminar a subida, a vista vai te deixar de queixo caído

5. Se você quer aumentar a adrenalina, não deixe de praticar rapel com uma paisagem única

6. Com certeza, essa experiência será inesquecível

7. Aproveite para contemplar as praias lá do alto

8. O caminho possui algumas subidas íngremes, mas nada que assuste

9. Lá do alto, a paisagem é fascinante

10. Porém, ao descer, também aproveite as belezas da Praia do Perigoso

Cuidado com as bifurcações no caminho e, quando estiver quase chegando, você deve pegar à direita em direção à Pedra da Tartaruga e à Praia do Perigoso. Se você for para a esquerda, estará indo para a praia do Meio.

Publicidade

Um pouquinho sobre Pedra da Tartaruga para fechar o roteiro

No percurso, você encontrará algumas bifurcações, já que a trilha faz parte da Transcarioca, um percurso de 180 km, com início na Barra de Guaratiba e término aos pés do Pão de Açúcar. Por isso, é legal você conferir alguns vídeos para não se perder por lá e conhecer o trajeto.

Uma vista incrível da Zona Oeste do Rio de Janeiro

O Canal Se Liga no Roteiro atravessou as praias selvagens do Rio de Janeiro para chegar até a Pedra da Tartaruga. Há muitos passeios para quem ama ecoturismo. Veja o trajeto e dicas incríveis.

Paraíso Escondido

Da Praia do Perigoso, é possível ver a Pedra da Tartaruga. O canal Casados na Estrada documentou um passeio repleto de dicas, paisagens e muita descontração. Aperte o play e confira!

Rapel na Pedra da Tartaruga

Gosta de adrenalina? É possível fazer rapel na Pedra da Tartaruga. Para saber como é viver essa aventura, confira o vídeo do Canal Desbrava Rio e aproveite para anotar todas as dicas

Trilha da Pedra da Tartaruga ou Trilha da Praia do Perigoso?

Tanto faz, o caminho é o mesmo, a única diferença é que vai chegar em um momento que você pode escolher se quer subir na pedra ou ir direto para a praia. Nesse vídeo, você confere o trajeto até a Praia do Perigoso.

Publicidade

Gostou de conhecer essa famosa pedra? Quando estiver na região, você também precisa colocar a Pedra do Telégrafo no seu roteiro.