5 sites onde você pode trocar trabalho por hospedagem

Escrito por Douglas Ciriaco

Viajar é uma experiência altamente valiosa. A troca de ambiente, mesmo que temporária, é capaz de apresentar novos mundos ao viajante, seja por conhecer novos lugares ou por interagir com novas pessoas e novas culturas. E um jeito de ir para outras cidades e países gastando menos é trocar trabalho por hospedagem e alimentação.

Continua após o anúncio

Atualmente, existem alguns serviços na internet que funcionam exatamente para colocar em contato anfitriões e quem está disposto a usar a sua força de trabalho como moeda de troca. As plataformas operam em vários países, reúnem dados bastante detalhados sobre as ofertas e servem como um bom ponto de partida para quem deseja experimentar este tipo de aventura.

Nós selecionamos cinco sites nos quais isso é possível, confira:

1. HelpX

iStock

No ar desde 2001, o HelpX é uma das plataformas mais antigas a conectar anfitriões e hóspedes que estão dispostos a trocar trabalho por hospedagem e alimentação. Focado em fazendas e hostels, ele conta com uma série de ambientes distintos na Austrália, no Canadá, nos Estados Unidos e na Nova Zelândia.

Como o fundador do site é o britânico Rob Prince, é possível encontrar locais na Europa e ainda em outras partes do mundo, como África, Ásia e América do Sul — para se ter uma ideia, existem 112 estabelecimentos brasileiros cadastrados na plataforma. Então, navegue pela lista de países e encontre um destino para tentar trocar seus préstimos por pouso e comida.

É possível utilizar esta plataforma gratuitamente ou então fazer uma assinatura premium. A diferença para quem paga é a possibilidade de entrar em contato diretamente com um anfitrião e conhecer todos os seus detalhes e avaliações. O HelpX não oferece qualquer tipo de seguro, mas recomenda que os viajantes contratem uma apólice por conta antes de fazer uma viagem.

Para usar esta plataforma, você precisa ter mais de 18 anos ou, em caso de menor de idade, estar acompanhado dos pais ou de algum responsável legal. Apesar de o site não ser exatamente moderno — seu visual parece vindo diretamente de 2001 —, é fácil navegar por ele e encontrar o que você procura.

2. Worldpackers

O Worldpackers é uma plataforma bem mais organizada, com direito a aplicativo para smartphone e tudo mais. Aqui, você pode fazer buscas específicas para lugares onde pretende viajar ou então filtrar os resultados por experiências — impacto social, fotografia, social mídia, trabalhos manuais e por aí vai.

A base deste serviço é a troca. Se você tem habilidades na cozinha ou é capaz de tirar belas fotografias, por exemplo, pode encontrar algum estabelecimento interessado nestas capacidades. Assim, você entra em contato com ele para, juntos, chegarem a um denominador comum para dar conta dos interesses de todos.

O Worldpackers oferece inúmeras informações sobre o local onde você pretende se hospedar. Tudo é bem visual e detalhado, então você tem uma noção sobre quantas horas por dia precisará trabalhar e exatamente o que deverá fazer para conseguir hospedagem e alimentação. Calendário de disponibilidade e os requerimentos para cada “vaga” também são especificados nos anúncios.

Continua após o anúncio

Aqui, você não paga nada para se cadastrar, mas paga uma taxa de reserva toda vez que marca uma viagem. O valor varia de acordo com o anúncio e há um filtro para você definir qual a quantia máxima está disposto a pagar. Vale lembrar que o pagamento é feito uma única vez independentemente de quantos dias você vai ficar em um destino.

3. Workaway

Funcionando de forma semelhante ao Worldpackers, o Workaway também permite que anfitriões e viajantes se encontrem para trocar trabalho por hospedagem e comida. Aqui, você pode realizar buscas específicas sobre lugares ou então filtrar por país e avaliar todas as opções disponíveis em um local.

Os destinos aqui demandam os mais variados tipos de habilidades, desde domínio em alguma língua estrangeira específica até conhecimentos de permacultura, por exemplo. Ao criar o seu perfil de viajante, você lista tudo o que pode fazer e, assim, os anfitriões podem encontrá-lo.

Como as demais, esta plataforma também oferece descrições bem detalhadas sobre o que se espera do viajante, com quais trabalhos ele deverá contribuir e também qual será o retorno — alguns anfitriões podem até mesmo oferecer uma pequena quantia em dinheiro para você.

Outro ponto importante aqui é que cada anúncio traz também a quantidade média de horas e quantos dias na semana você precisará trabalhar. Segundo a sessão de perguntas frequentes do Workaway, a média geral de todos os anúncios é de cerca de cinco horas de trabalho por dia.

4. HelpStay

Mais de 160 hospedagens voluntárias em mais de 60 países. Quem acessa o HelpStay dá logo de cara com esta informação, então é só escolher para onde você e vai e conferir se as suas habilidades dão conta das necessidades de cada anfitrião. Bares, hostels e fazendas estão entre as atrações que você pode visitar e trocar seus préstimos por comida e abrigo.

Aqui, algumas ofertas são gratuitas e outras, não, mas tudo é sempre especificado de forma bastante clara em cada anúncio. Além disso, há sempre uma taxa de reserva que você paga, valor que fica integralmente para o site — algo bastante comum em serviços do gênero.

Além de garantir um critério elevado na hora de selecionar os anfitriões, o HelpStay conta ainda com um sistema de avaliações que serve tanto para quem oferece quanto para quem busca hospedagem. Esta plataforma também traz informações detalhadas sobre quantidade mínima de dias, máximo de pessoas que podem ser incluídas, disponibilidade e tudo mais o que você precisa saber para marcar a sua viagem.

5. Trusted Housesitters

É apaixonado por animais e gostaria de transformar este amor em hospedagem e comida durante a sua viagem? Então o Trusted Housesitters é a plataforma ideal pra você. Aqui, as ofertas de troca incluem hospedagem de pelo menos cinco dias e de no máximo um ano para você viajar sendo babá de cães e gatos.

A plataforma conta com usuários de quase 140 países espalhados pelos quatro cantos do mundo. E o mais interessante aqui é que você entra em contato com pessoas comuns em lugares comuns do mundo. Enquanto os outros sites focam majoritariamente em estabelecimentos comerciais, este coloca você para lidar diretamente com donos de animais que moram em grandes cidades ou no interior de vários países.

O Trusted Housesitters é uma boa opção também para quem vai viajar e não tem com quem deixar seus pets. Assim, em vez de pagar um hotel ou um cuidador para eles, você pode trocar os cuidados de algum apaixonado por animais pelo abrigo em sua própria residência.

Aqui estão registradas pessoas de várias partes do mundo, então basta procurar um destino e começar a planejar de vez a sua viagem. Além disso, a plataforma oferece contato com veterinários que podem auxiliar você em caso de qualquer emergência com o animal que você está tomando conta. E o melhor: tudo isso é gratuito.

Conhecer o mundo e ainda gastar pouco pode ser possível. Trocar suas habilidades profissionais (ou de entusiasta) por abrigo e alimentação durante a sua estada em outra cidade pode ser uma maneira bem interessante de curtir novas experiências, fazer amigos e sair da rotina.