Pontos turísticos do Chile: 20 atrações para curtir o melhor do país

Escrito por Marta Stegani

O Chile é um destino apaixonante que encanta os visitantes já pela janela do avião, com uma vista incrível da Cordilheira dos Andes. Santiago é a porta de entrada, mas além de desfrutar de tudo o que a moderna capital oferece, no país ainda é possível ver neve e esquiar e, após algumas horas de viagem, estar no deserto. Os pontos turísticos do Chile são inúmeros!

Para não correr o risco de deixar as atrações mais legais fora do seu roteiro, aqui você vai encontrar os pontos turísticos imperdíveis da capital Santiago, Viña del Mar, Valparaíso, Cajon del Maipo, Valle Nevado, Ilha de Páscoa e Deserto do Atacama. Vamos nessa?

20 pontos turísticos do Chile para todos os gostos

Para facilitar a vida do turista, vale lembrar que as estações do ano no Chile são iguais às do Brasil, assim fica mais fácil planejar a viagem de acordo com seu objetivo.

1. Plaza de Armas – Santiago

A Plaza de Armas é o marco zero da capital chilena e a principal praça da cidade. Ao redor dela estão importantes prédios históricos, como a Catedral Metropolitana, a Agência Central dos Correios, além de grandes monumentos, como um em homenagem a Pedro Valdivia, o conquistador do Chile.

A praça é sempre cheia de moradores e de turistas, e é de lá que partem os grupos que fazem tour pela cidade. É ponto de parada obrigatória para desbravar e conhecer um pouco daquela cultura.

2. Catedral Metropolitana de Santiago – Santiago

Ainda na Plaza de Armas, sua próxima parada será a belíssima Catedral Metropolitana de Santiago. Ao longo dos anos, a igreja teve que ser reconstruída cinco vezes devido a danos causados por incêndios e terremotos.

Se por fora ela já impressiona, espere até adentrar no templo, onde todo o barulho e agito da praça ficam para trás e o silêncio toma conta. Independente de religião, é impossível não se impressionar com a beleza e a paz que o local transmite.

  • Horário de funcionamento: diariamente, das 7h às 21h.
  • Endereço: Plaza de Armas – Região Metropolitana.

3. Palacio de La Moneda – Santiago

Um dos edifícios mais importantes de Santiago é o Palacio de La Moneda, onde está localizada a sede do governo chileno. É lá que acontece a tradicional troca de guarda, que se tornou uma atração turística. A cerimônia acontece nos dias pares janeiro, abril, maio, agosto, novembro e dezembro, e nos dias ímpares de fevereiro, março, junho, julho, setembro e outubro, às 10h nos dias da semana e às 11h aos finais de semana .

O que pouca gente sabe é que é possível fazer uma visita guiada pelo interior do palácio, mas para isso, é necessário fazer com antecedência uma solicitação no site no governo e aguardar uma resposta.

  • Endereço: Moneda, s/nº – Região Metropolitana.

4. Museu Histórico Nacional – Santiago

Para quem quer conhecer mais da história do Chile, o Museu Histórico Nacional é um passeio que não pode faltar no roteiro. As exposições estão divididas em 18 salas temáticas e cada uma conta a história de um período, que vai desde o pré-colonial até a ditadura militar. O rico acervo é composto por livros, mobiliário, artesanatos, ilustrações, pinturas, ferramentas e armas.

  • Valor: gratuito.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h.
  • Endereço: Plaza de Armas, 951 – Região Metropolitana.

5. Museo de Arte Precolombino – Santiago

O Museo de Arte Precolombino é um dos mais legais de Santiago. Além das exposições temporárias, existem duas grandes mostras permanentes: a América Precolombina em el Arte, que exibe peças da Mesoamérica, Caribe, Amazonas e Andes Central.

A outra exposição é a Chile Antes de Chile, que mostra os povos que habitaram o território chileno há milhares de anos. Separe algumas horas para embarcar em uma viagem pré-histórica e encontrar objetos impressionantes e até múmias pelo caminho!

  • Valor: $7.000 – inteira; $3.500 – estudantes.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h. O museu é fechado nos dias: 1º de janeiro, 19 de abril, 1º de maio, 18 e 19 de setembro e 25 de dezembro.
  • Endereço: Bandera, 361 – Região Metropolitana.

6. Mercado Central de Santiago – Santiago

O Mercado Central de Santiago é parada obrigatória para o turista. Por lá a oferta de pescados é grande, mas também é possível comprar lembrancinhas, almoçar e experimentar a Centolla, o tal caranguejo gigante típico do Chile.

Vale alertar que a caminhada não será fácil, pois o visitante será abordado a todo momento por vendedores, mesmo assim, vale a pena conhecer este mercado, que foi eleito o quinto melhor do mundo pela revista National Geographic em 2012!

  • Valor: gratuito.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quinta, das 6h às 17h; sexta, das 6h às 20h; sábado, das 6h às 18h; domingo, das 6h às 17h.
  • Endereço: San Pablo, 967 – Região Metropolitana.

7. Museu Nacional de Belas Artes – Santiago

Outro museu de Santiago que merece sua visita é o Museu Nacional de Belas Artes, dono de um acervo de mais de 5 mil peças de autores nacionais e estrangeiros de diferentes períodos da história da arte. Além da exposição permanente, sempre acontecem mostras temporárias, é só conferir a programação.

  • Valor: gratuito.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 18h45. Fechado nos dias 1º de janeiro, 19 de abril, 17, 18 e 19 de setembro, 24, 25 e 31 de dezembro.
  • Endereço: José Miguel de La Barra, 650 – Região Metropolitana.

8. Cerro San Cristóbal – Santiago

O Cerro San Cristóbal é segundo ponto mais alto da cidade. De seus mirantes se tem uma vista privilegiada da capital chilena com a Cordilheira dos Andes emoldurando a paisagem. A melhor maneira de chegar ao topo é através do funicular ou do teleférico, o que acrescenta mais emoção ao passeio.

No alto do Cerro está o Santuário Imaculada Conceição, com uma imagem de 14 metros de altura, um jardim japonês, além de diversas barraquinhas com comidas típicas e souvenirs.

  • Horário de funcionamento: as atrações funcionam em horários diferentes, por isso, consulte o site e veja horário e valor para subida.
  • Endereço: Pio Nono, 450 – Bellavista.

9. Casa Museo La Chascona – Santiago

Depois de subir o Cerro San Cristobal, aproveite a proximidade para conhecer uma das casas onde viveu o poeta chileno Pablo Neruda, ganhador do Nobel de Literatura em 1917. A casa foi construída para sua amante, Matilde Urrutia, e foi onde o poeta passou a viver após a separação de sua esposa.

Na casa estão preservados os ambientes originais e, logo na entrada, o visitante recebe um áudio-guia, disponível em diversos idiomas, que vai contando a história dos ambientes. Esta é uma das três casas do poeta no Chile, cada uma de um momento diferente de sua vida e todas muito interessantes!

  • Valor: $7.000 – inteira; $2.500 – estudantes e maiores de 60 anos.
  • Horário de funcionamento: das 10h às 19h.
  • Endereço: Fernando Márquez de la Plata, 0192 – Bellavista.

10. Cerro Santa Lucía – Santiago

Outro ponto alto da capital é o Cerro Santa Lucía, localizado na região central e de onde se tem uma vista panorâmica da cidade, claro, sempre com a Cordilheira embelezando ainda mais o visual. Aqui, a subida deve ser feita a pé, mas com pequenas paradas para observar os monumentos que representam o estilo de vida da alta sociedade do século XIX. Chegando no mirante principal, o visual recompensa todo o cansaço da subida!

  • Valor: gratuito.
  • Horário de funcionamento: diariamente, das 9h às 19h.
  • Endereço: Av. Libertador General Bernardo O’Higgins, s/nº – Região Metropolitana.

11. Parque Araucano – Santiago

O Parque Araucano é uma das principais e mais belas áreas verdes da cidade. O parque é extremamente bem cuidado, arborizado, com destaque para um belo jardim com rosas, espaço para piquenique, brinquedos para crianças, áreas para esporte, um complexo com lanchonetes, restaurantes e estrutura completa. Aproveite esse oásis para descansar e curtir a incrível paisagem.

  • Valor: gratuito.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 21h.
  • Endereço: Av. Presidente Riesco, 5877 – Las Condes.

12. Embalse el Yeso – Cajon del Maipo

Um dos passeios mais imperdíveis partindo de Santiago é para Cajón del Maipo, um cânion localizado na região metropolitana, a cerca de 100 km da capital. Sua principal paisagem é Embalse el Yeso, um reservatório de água utilizado para o abastecimento da capital chilena.

O grande lago, cercado pelo Andes, varia em tons de azul, verde e turquesa, que varia de acordo com a incidência solar. Dependendo da estação, o turista pode pegar as montanhas branquinhas de neve ou com resquícios do inverno no cume. O caminho é íngreme, mas a única certeza é de uma paisagem deslumbrante e inesquecível!

13. Casa-Museo La Sebastiana – Valparaíso

Cansado de Santiago, foi para esta casa, batizada de La Sebastiana, que Pablo Neruda se mudou para que pudesse escrever em paz. A residência, transformada em museu, segue uma série de exigências do poeta, o que mostra que ele tinha bom gosto, pois a casa tem vista privilegiada para o porto e para a colorida Valparaíso.

O acervo guarda coleções de mapas antigos, pinturas e muitas relíquias, entre elas, peças curiosas, como caixas de músicas e cavalinhos de madeira, além, claro, da vista privilegiada de Neruda.

  • Valor: $7.000 – inteira; $2.500 – estudantes e maiores de 60 anos.
  • Horário de funcionamento: de março a dezembro – de terça a domingo, das 10h às 18h; janeiro e fevereiro – de terça a domingo, das 10h às 19h.
  • Endereço: Ricardo de Ferrari, 692 – Valparaíso.

14. Relógio de Flores – Viña del Mar

Todo turista que vai à Viña del Mar volta com a clássica foto no relógio de flores. E não é para menos, pois o ponto turístico mais famoso da cidade está florido o ano inteiro e funciona de verdade! O relógio foi inaugurado para a Copa do Mundo de 1962, quando Viña foi uma das cidades-sede. Tenha paciência para aguardar os turistas que também param ali para a foto e faça o clique perfeito!

  • Endereço: o relógio fica aos pés do cerro Castillo, próximo à Praia Caleta Abarca.
  • 15. Museu Fonck – Viña del Mar

    Se a Ilha de Páscoa não está no seu roteiro, no Museu Fonck você terá a chance de ver de perto um Moai trazido diretamente da misteriosa ilha! Mas não fique só na entrada, pois o acervo do museu mostra as culturas Rapa Nui, andina e do Chile continental, com objetos arqueológicos e etnográficos. Quem tem curiosidade por essa parte da história não pode deixar de visitar!

    • Valor: $2800 – adultos; $500 crianças de 5 a 14 anos.
    • Horário de funcionamento: segunda, das 10h às 14h e das 15h às 18h; de terça a sábado, das 10h às 18h; domingos e feriados, das 10h às 14h.
    • Endereço: Cuatro Norte, 784 – Viña del Mar.

    16. Casa Museo Isla Negra – El Quisco

    A casa de Pablo Neruda em Isla Negra foi onde o poeta escreveu parte importante de sua obra literária e foi também onde ele passou seus últimos dias de vida. A residência é toda decorada com peças que lembram o mar e de onde quer que se olhe é possível ver o oceano. Mesmo tendo passado por La Chascona e La Sebastiana, não deixe de visitar a de Isla Negra, que é considerada por muitos a mais bela das três.

    • Valor: $7.000 – inteira; $2.500 – estudantes e maiores de 60 anos.
    • Horário de funcionamento: de março a dezembro – de terça a domingo, das 10h às 18h; janeiro e fevereiro – de terça a domingo, das 10h às 19h.
    • Endereço: Poeta Neruda, s/nº – Isla Negra – El Quisco.

    17. Valle Nevado Ski Resort

    Quem quer ver neve não precisa ir muito longe! A apenas 1h30 de Santiago está o Valle Nevado, a maior estação de ski e snowboard da América do Sul. Durante a temporada de inverno é possível se hospedar em um dos hotéis da estação, fazer aulas, alugar roupas e equipamentos e se jogar nas diversas pistas, além de provar o melhor da gastronomia nos sete restaurantes do resort.

    Para chegar até lá é preciso enfrentar 60 curvas montanha acima! E você sabia que no verão também é possível aproveitar o Valle Nevado? Fora da neve o visitante pode fazer um passeio de teleférico para ver as montanhas do alto e fazer trekking.

    • Valor: acesse o site e para saber os valores e reservar todas as atrações do complexo.
    • Endereço: Av. Vitacura, 5250 – Vitacura.

    18. Farellones, La Parva e El Colorado

    Se você não é profissional de ski e quer algo mais tranquilo ou apenas brincar na neve, as melhores opções são as estações que ficam no caminho do Valle Nevado: Farellones, La Parva e El Colorado. A infraestrutura nessas estações também é muito boa, porém, com opções de hospedagem mais baratas, pistas menos radicais, outras atividades além do ski, além de serem mais recomendadas para crianças.

    • Endereço: Camino Valle Nevado, 1800 – Lo Barnechea.

    19. Deserto do Atacama

    Separe alguns dias para uma aventura inesquecível no Atacama, o deserto mais alto e seco do mundo! As paisagens que você vai encontrar por lá são espetaculares: vulcões, salares, lagunas, formações rochosas e um céu estrelado sem igual.

    São diversos passeios para explorar por lá e o visitante pode fazer por conta própria ou através das agências que ficam em San Pedro de Atacama, onde também estão hotéis, lojas e restaurantes. A lista de passeios é grande, mas entre os clássicos estão: Vale da Lua e Vale da Morte, Piedras Rojas, Salar de Tara, Geysers del Tatio, Lagunas Altiplânicas e Laguna Cejar.

    20. Parque Nacional Rapa Nui – Ilha de Páscoa

    Localizado na Ilha de Páscoa, o Parque Nacional Rapa Nui foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1995 e é um dos lugares mais mágicos e cheios de mistério do mundo. O parque fica em uma ilha vulcânica no meio do Oceano Pacífico e é lá habitam as gigantes estátuas de pedra chamadas de Moai. São mais de 800 estatuetas espalhadas pela região.

    Para chegar até esse local remoto é necessário ir até Santiago e de lá pegar outro voo com duração de aproximadamente 6 horas. O ingresso para conhecer todas as atrações pode ser adquirido no aeroporto da ilha ou você pode adquirir passeios através de agências.

    Essas são apenas algumas atrações para que você não perca o melhor que o Chile tem a oferecer!

    15 fotos do Chile para se apaixonar de vez!

    É impossível mostrar em apenas algumas imagens a real beleza do Chile, mas aqui vão algumas fotos para te deixar com vontade de arrumar as malas já!

    1. Sente-se na janela do avião para ser surpreendido por essa vista logo na chegada

    2. Espia só a Catedral Metropolitana de Santiago por dentro!

    3. Não é apenas a vista de cima do Cerro Santa Lucía que encanta!

    4. Carabineros em ação durante a troca de guarda no Palácio da Moeda

    5. A cidade emoldurada pelas montanhas

    6. O Bairro Paris-Londres traz o clima europeu para Santiago

    7. Que tal essa piscininha com águas de atividade vulcânica no coração das Cordilheiras?

    8. Não deixe de experimentar o mote con huesillos, bebida típica do Chile

    9. Quando o sol se esconde nas montanhas do Atacama

    10. Acredite, esse céu estrelado do deserto do Atacama é real!

    11. Esta paisagem incrível é o Valle de la Luna, um dos passeios do deserto

    12. Outro tour imperdível por Santiago são as vinícolas

    13. Impossível não levantar a cabeça para ver o prédio mais alto da América do Sul

    14. Um Moai da misteriosa Ilha de Páscoa

    15. Neve, vinho e esse cenário. Tem combinação mais perfeita?

    Não importa em qual estação do ano, viajar para o Chile é sempre uma ótima escolha!

    PARA VOCÊ