Pinheiros (SP): guia da diversão em um dos bairros mais legais da cidade

Escrito por Marta Stegani

O bairro de Pinheiros (SP) é aquela parte da cidade que vem à cabeça quando se pensa em diversão. A região é descolada, com muitas opções de entretenimento e, não é exagero dizer que é um dos bairros mais legais da cidade. Lá você encontra parques, artes, lojas para todos estilos, restaurantes dos mais renomados chefs e uma agitada vida noturna.

O melhor de tudo é que pelo bairro passam estações de trem, metrô e muitas linhas de ônibus, o que torna tudo muito mais fácil. Descubra aqui as atrações mais interessantes e as paradas para comer bem e se divertir!

Mapa de Pinheiros

Pinheiros é um bairro da Zona Oeste de São Paulo e é considerado um dos mais antigos da cidade. É uma região muito bem servida pelo transporte público, com três estações da Linha Amarela do Metrô – Faria Lima, Pinheiros e Fradique Coutinho – estações de trem da CPTM, que beiram a Marginal Pinheiros, além de corredores de ônibus atendidos por diversas linhas. Faz divisa com a Vila Madalena, outro boêmio e importante bairro da capital.

Pontos turísticos em Pinheiros

Grande parte dos programas do bairro incluem atividades ao ar livre e o melhor é que quase tudo é de graça!

1. Praça Benedito Calixto

A Feira de Antiguidades da Praça Benedito Calixto é um programa delicinha para um sábado de sol. A feirinha existe há mais de 30 anos e acontece todos os sábados, sem exceção. Por lá trabalham mais de 300 expositores com artesanatos, obras de artes, discos, antiguidades e uma série de coisas que a gente encontra na casa da vó.

Entre as barracas fica uma praça de alimentação com comidas típicas e apresentação de chorinho, que acontece das 14h30 às 18h30. No entorno da praça há galerias com uma grande variedade de produtos, lojas, bares e restaurantes.

  • Horário de funcionamento: todos os sábados, das 9h às 19h.

2. Praça Pôr do Sol

A Praça Pôr do Sol está para São Paulo assim como o Arpoador está para o Rio de Janeiro. Por ficar em uma região alta da cidade, a praça oferece um dos mais belos ângulos do sol se pondo em meio aos arranha-céus paulistanos. Quando o fim da tarde vai se aproximando, pessoas de todas as tribos e idades começam a chegar, esticam tapetes e cangas no chão, deitam na grama e aguardam o espetáculo. É um bom lugar para fazer um piquenique, meditar e fazer um som no violão. Aos finais de semana, ambulantes aproveitam a movimentação para vender bebidas e comidinhas.

  • Endereço: Praça Cel. Custódio Fernandes Pinheiro.

3. Mercado Municipal de Pinheiros

Assim como toda grande cidade tem um mercadão, Pinheiros também tem um para chamar de seu. Por lá você encontra 39 boxes divididos em empório, mercearia, frios e laticínios, charutaria, quitanda, açougue, lanchonete, peixaria, avícola, cereais e floricultura. Além de fazer comprinhas, é um bom programa para a hora do almoço, com um empório de cervejas especiais, pizzaria, cevícheria, uma loja vitrine do Alex Atala e muitos outros sabores. Na área externa do mercadão existe uma pequena praça de alimentação para relaxar por ali mesmo.

  • Endereço: R. Pedro Cristi, 89.
  • Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 8h às 18h.

4. Parque Villa-Lobos

Localizado no Alto de Pinheiros, o Parque Villa-Lobos é uma das melhores áreas de lazer ao ar livre da cidade. O espaço tem atrações para todas as idades: ciclovia, quadras, campos de futebol, playground e bosque com espécies de Mata Atlântica. A área de lazer inclui ainda aparelhos para ginástica, pista de cooper, sanitários adaptados para deficientes físicos e muito mais.

O gramado verdinho é um convite para relaxar ou fazer um piquenique, mas se a sua praia é o esporte, aos finais de semana muitos grupos se encontram para praticar atividades físicas. Durante a visita, não deixe de conhecer o Orquidário Ruth Cardoso, o cartão-postal do parque.

  • Endereço: Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2001.
  • Horário de funcionamento: diariamente, das 5h30 às 19h e no horário de verão até às 20h.

5. Largo da Batata

O Largo da Batata é uma grande praça que fica bem no coração de Pinheiros. É cercado por altos prédios e passa despercebida em meio à constante movimentação de carros e pedestres que circulam por ali no dia a dia. É lá que está localizada a Estação Faria Lima e também muitas lojas, restaurantes e os bares mais badalados que fazem a fama do bairro.

O Largo também é palco de eventos culturais, manifestações, mas vira o centro das atenções quando chega o Carnaval, pois o espaço é um dos principais pontos de concentração da festa e é tomado por uma multidão durante os dias e até semanas que se estende a folia.

  • Endereço: próximo a Av. Brigadeiro Faria Lima.

6. Instituto Tomie Ohtake

O alto e imponente prédio de traços futuristas projetado pelo filho da artista Tomie Ohtake pode ser visto já do Largo Batata. É um dos raros espaços da cidade especialmente projetado para realizar mostras nacionais e internacionais de artes plásticas, arquitetura e design. O local já expôs mostras inéditas para o Brasil, como as de Yayoi Kusama, Salvador Dalí, Joan Miró entre outras.

O espaço cultural está muito bem localizado – a 800 metros da Estação Faria Lima – e conta com um agradável restaurante para fazer uma boquinha após a exposição. Acesse o site para conhecer a programação.

  • Endereço: R. Coropé, 88.
  • Valor de entrada: gratuito.
  • Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 11h às 20h (última entrada nas exposições às 19h).

7. Sesc Pinheiros

O Sesc é aquele espaço de lazer com atividades para todas as idades: desde os bebês até a terceira idade. A unidade de Pinheiros conta com sete andares onde se encontram salas de ginástica, ginásios poliesportivos, parque aquático com piscina semiolímpica, teatro, salas de espetáculo e muitos outros espaços. Na programação estão shows, apresentações de teatro, dança, poesia, oficinas e muito mais.

  • Endereço: R. Paes Leme, 195.
  • Valor de entrada: acesse o site para conhecer a programação e valores.
  • Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 10h às 22h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 19h.

8. Escadaria das Bailarinas

O que era uma escadaria sem cor e sem vida ganhou novos ares após passar pelas mãos do artista Eduardo Kobra, que tem espalhado suas obras pelo mundo todo. Antes conhecido como Escadão da Alves Guimarães, o local deixou de ser apenas uma passagem para se tornar um museu a céu aberto e atrair visitantes que não economizam nos cliques.

A pintura é repleta de significado: ao centro está a bailarina Mel Reis, que teve uma das pernas amputadas e utiliza perna mecânica com uma sapatilha de ponta para dançar. Os muros também fazem homenagens a outras dançarinas. O escadão fica próximo à Praça Benedito Calixto e é sem dúvida um dos cantinhos mais lindos do bairro.

  • Endereço: R. Alves Guimarães em Pinheiros.

9. Casa Natural Musical

A Casa Natural Musical nasceu em 2017 com o objetivo de celebrar a música brasileira. Pelo palco passam tanto nomes já consagrados quanto novos talentos. A casa tem capacidade para mais de 700 pessoas e tem boa visibilidade de qualquer lugar da plateia. O espaço oferece conforto, boa acústica e um ambiente muito agradável para acompanhar as apresentações. Como não poderia ser diferente, o cardápio também é composto por ingredientes e temperos bem brasileiros e diversas opções de drinks, bebidas e comidinhas quentes e frias.

  • Endereço: R. Artur de Azevedo, 2134.
  • Valor de entrada: confira a programação e valores no site.
  • Horário de funcionamento: a casa abre 90 minutos antes do horário de cada show.

Além dessas atrações, durante a caminhada preste atenção também nos muros, que servem como tela para artistas exporem suas artes e alegrarem as ruas.

Restaurantes em Pinheiros

Chefs badalados escolheram o bairro para abrir seus restaurantes. Conheça as melhores opções para matar a fome e ter uma experiência gastronômica.

1. Arturito

O Arturito é um dos restaurantes da chef Paola Carosella, do MasterChef, e dispensa apresentações. Apenas esse fato já é o suficiente para fazer a fama do local. O cardápio é enxuto e traz entre três e cinco opções de pratos em cada modalidade – pequenos, médios e maiores – sobremesas e uma boa carta de vinhos. Não espere pratos fartos, mas vá em busca de uma experiência gastronômica, para apreciar texturas, cores e sabores. O ambiente é aconchegante e, se for para o jantar, é aconselhável fazer uma reserva para evitar fila de espera.

  • Endereço: R. Artur de Azevedo, 542.
  • Horário de funcionamento: almoço – de terça a sexta, das 12h às 15h; sábados e domingos, das 12h30 às 16h. Jantar – de segunda a sábado, das 19h às 23h30.

2. Maní

Com um cardápio bem brasileiro, o Maní é um badalado e premiado restaurante dono de uma estrela no Guia Michelin e que já integrou o ranking dos 50 melhores restaurantes do mundo. Acha pouco? Helena Rizzo, proprietária e chef, conquistou o título de melhor chef mulher do mundo em 2014. Tudo isso só comprova os elogios dos frequentadores, tanto no atendimento, na arquitetura contemporânea do local, quanto nos pratos, que valem cada centavo. Se ficar na dúvida do que pedir, lembre-se do polvo grelhado com arroz negro e, de sobremesa, o ovo, um sorvete de gemada com espuma de coco e coquinho crocante.

  • Endereço: R. Joaquim Antunes, 210.
  • Horário de funcionamento: de terça a quinta, das 12h às 15h e das 20h às 23h30; sexta, das 12h às 15h e das 20h30 à 0h; sábado, das 13h às 16h e das 20h30 à 0h; domingo, das 13h às 16h.

3. Meats

O Meats é uma das hamburguerias mais famosas de São Paulo. Tem um ambiente descontraído e sanduíches de encher os olhos – e a barriga, claro. O clássico da casa é o Atomic Hooligan, um suculento hambúrguer no pão de brioche de mandioquinha com cheddar brasileiro, picles de pepino, bacon e maionese. Outro sucesso são as fritas, servidas em uma porção que mescla batata inglesa e batata doce. Quando estiver em Pinheiros e a intenção for meter o pé na jaca, não pense duas vezes!

  • Endereço: R. dos Pinheiros, 320.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quinta, das 12h à 0h; sexta e sábado, das 12h à 1h; domingo, das 13h à 0h.

4. Le Jazz Brasserie

O Le Jazz é um restaurante pequeno e aconchegante que traz o clima dos bistrôs de Paris para a Rua dos Pinheiros. No menu francês se destacam o steak tartare e o tradicional l’entrecôte. Além do salão principal e uma área externa, a casa possui um bar, o Le Jazz Petit, onde é possível saborear coquetéis e aperitivos enquanto se aguarda um lugar para sentar. O clima intimista e o som do jazz ao fundo é propício para um jantar a dois.

  • Endereço: R. dos Pinheiros, 254.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quinta e domingo, das 12h à 0h; sexta, sábado e feriados, das 12h à 1h.

5. Cantina Gigio

Tem combinação mais italiana que deliciosas massas servidas em pratos fartos? Esse é o estilo da cantina mais tradicional de Pinheiros, que nasceu no Brás, reduto da imigração e da boa gastronomia. As massas são sempre frescas e suculentas e a dica é ir com fome, pois as porções podem tranquilamente ser compartilhadas. Para acompanhar, o cardápio conta com bons rótulos de vinho a preço justo.

  • Endereço: R. dos Pinheiros, 355.
  • Horário de funcionamento: domingo e segunda, das 12h às 23h; de terça a quinta, das 12h à 0h; sexta e sábado, das 12h à 1h.

6. Nou

Com dois endereços em Pinheiros, o Nou chama a atenção logo de cara pelo ambiente moderno e atendimento cordial. O cardápio não é extenso, porém as opções são boas e as combinações inusitadas e saborosas. Além do filé à milanesa com risoto de limão siciliano, o carro chefe da casa, faz sucesso o peito de frango com risoto de aspargos e brie. De segunda a sexta o menu executivo sai por R$ 45,90, aproveite!

  • Endereço: R. Ferreira de Araújo, 419 e R. dos Pinheiros, 274.
  • Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 12h às 15h e das 19h30 à 0h; sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 23h.

Prepare-se não apenas para desfrutar de bons sabores, mas para viver uma experiência gastronômica completa!

Bares em Pinheiros

As opções mais badaladas de bares e vida noturna da cidade estão em Pinheiros. Conheça espaços para tomar uma cerveja gelada e se divertir.

1. Empório Alto dos Pinheiros

É variedade que você quer? Então se prepare para escolher entre os mais de 500 rótulos de cerveja e 43 torneiras de chopp. As prateleiras, lotadas de garrafas, são o paraíso para os amantes da bebida, que encontram ali todos os tipos e nacionalidades. Se ficar na dúvida, sente-se no balcão, onde estão as torneiras, e veja na lousa quais as opções do dia. Para forrar o estômago, o menu de comidas serve almoço, jantar, sanduíches e porções.

  • Endereço: R. Vupabussu, 305.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 12h à 0h; quinta e sexta, das 12h à 1h; sábado, das 11h à 1h; domingo, das 11h à 0h.

2. Cervejaria Nacional

A Cervejaria Nacional é uma fábrica bar para quem gosta de experimentar novos sabores. No menu estão cinco cervejas artesanais exclusivas batizadas com o nome de lendas brasileiras e, durante o ano, são servidas receitas sazonais que ficam disponíveis por tempo limitado nas torneiras. Para acompanhar, o cardápio de petiscos foi pensado para harmonizar perfeitamente com cada uma das bebidas. Chegue cedo, pois o local é disputado no happy hour.

  • Endereço: Av. Pedroso de Morais, 604.
  • Horário de funcionamento: de terça a quinta, das 17h à 0h; sexta e sábado, das 12h às 0h; domingo, das 12h às 18h. Fechado às segundas.

3. Pirajá

O Pirajá é aquele boteco que faz você se sentir no calçadão de Copacabana mesmo estando em uma movimentada esquina de São Paulo. O botequim tem clima descontraído e no happy hour e aos finais de semana não espere encontrar casa vazia, seja do lado de dentro, mas principalmente nas mesinhas do lado de fora. O forte do cardápio são as porções saborosas e bem servidas, o chopp e os drinks, mas não deixe de experimentar também a feijoada e os pratos da casa, que vão super bem no almoço de final de semana.

  • Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 64.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 12h à 1h; de quinta a sábado, das 12h às 2h; domingo, das 12h às 19h.

4. Pitico

No movimentado Largo da Batata está o Pitico, um ambiente praiano, onde você puxa sua cadeira de praia para bater papo e relaxar. Onde antes era um estacionamento, hoje existe um jardim a céu aberto e os pratos são preparados em contêineres: de um deles saem os kebabs e outras iguarias árabes, e do outro caprichados drinks e limonadas. O ponto negativo é que não existe serviço de garçom, então você deve pegar uma fila para pegar uma ficha e outra para retirar seu pedido, mas apesar disso, a casa atrai as pessoas pela curiosidade e está sempre movimentada.

  • Endereço: R. Guaicuí, 61.
  • Horário de funcionamento: segunda, das 18h à 0h; de terça a sexta, das 12h à 0h; sábado e domingo, das 13h à 0h.

5. Bar do Juarez

O tradicional Bar do Juarez é conhecido por ser o ponto de encontro dos colegas após o expediente. Com quatro unidades em São Paulo, o bar é inspirado nos botecos do centro velho de São Paulo e tem à mesa cerveja gelada, comida gostosa, descontração e bom atendimento. Além das porções para dividir, experiente a picanha no réchaud, que é sucesso entre os frequentadores.

  • Endereço: R. Deputado Lacerda Franco, 642.
  • Horário de funcionamento: de segunda à sexta, das 17h à 1h; sábado, domingo e feriados, das 12h à 1h.

6. Brewdog Bar

Com diversas unidades espalhadas pela Europa, o Brewdog desembarcou em São Paulo em 2014 e não poderia ter escolhido lugar melhor do que Pinheiros. A casa traz cervejas artesanais importadas e poucos, porém bons petiscos. Se ficar na dúvida do que pedir, encoste no balcão e peça para experimentar as que estão nas bombas. O charme da casa é a decoração industrial com mesas grandes para sentar com os amigos.

  • Endereço: R. Coropé, 41.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 18h à 0h; quinta, das 18h à 1h; sexta, das 15h às 2h; sábado, das 12h às 2h; domingo, das 12h às 22h.

7. Noname Boteco

O Noname é um boteco descolado que está sempre cheio, mesmo em dias de semana. Você pode passar pelo local e não dar nada por ele – paredes pichadas, luz baixa e aparência propositalmente desleixada – mas o fato é que esse clima underground faz parte do charme da casa. O espaço interno é bem pequeno e as pessoas se aglomeram na calçada para bater papo com o copo na mão. Para petiscar, faz sucesso a batata com chilli e, para beber, além da cerveja gelada, diversos drinks diferentes.

  • Endereço: R. Dos Pinheiros, 585.
  • Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 18h à 0h; de quinta a sábado, das 17h à 1h. Fechado aos domingos.

Quer mais opções? Clique aqui e descubra opções para curtir música ao vivo, para o happy hour e até lugares para não sair do orçamento!

15 fotos para se encantar pelas ruas de Pinheiros

Pinheiros tem estabelecimentos charmosos, mas caminhar pelas ruas sem compromisso também é um passeio e tanto. As imagens abaixo provam isso!

1. Os grandes prédios das avenidas de Pinheiros impressionam!

2. Mas a arte nas paredes traz vida para o bairro!

3. Aliás, o trabalho da artista Hanna Lucatelli traz amor para as ruas

4. Encarar a Escadaria das Bailarinas, pintada pelo Kobra, vai ser fácil, fácil!

5. A obra de Eduardo Kobra também colore a cinzenta Avenida Faria Lima

6. A calmaria dos sábados na Praça Benedito Calixto…

7. Apenas uma parte das quinquilharias que se encontra por lá!

8. O orquidário do Parque Villa-Lobos não passa despercebido

9. Pôr do sol na praia de paulista

10. Domingos tranquilos no Sesc Pinheiros

11. As curvas modernistas do Instituto Tomie Ohtake

12. Arte e motivação no Largo da Batata

13. Sábado é dia de dar uma passadinha na feira da Rua Mourato Coelho

14. Cenas cotidianas e poéticas das ruas de Pinheiros

15. Puxe a cadeira e sinta-se em casa nas fervilhantes e charmosas ruas do bairro!

Aproveite os finais de semana para explorar e sentir o clima alegre de Pinheiros!

PARA VOCÊ